Home Colunas Coluna do Torcedor: “Um problema além dos gramados”

Coluna do Torcedor: “Um problema além dos gramados”

1221
24
SHARE

De certa maneira, as críticas de torcedores comuns são fáceis: exaltam, comemoram e tiram sarro dos rivais em caso de vitórias. Na derrota, porém, passam a reclamar de técnico,jogadores,diretoria…no fim das contas não sobra
nenhum ileso na história. As análises, na grande maioria dos casos, pesam mais pros resultados do que pelo desempenho da equipe como um todo ao longo da temporada.

Dados os problemas corriqueiros deste Flamengo atual, uma coisa me chamou atenção: em um dos Resenhas ao Vivo, o comentarista Marcão Beton deu exemplos de refugos do Flamengo que hoje estão no Grêmio, e questionou se realmente o grande problema do nosso rubro-negro estaria ligado somente a presença de jogadores limitados. De fato é um questionamento pertinente. Não perdemos no domingo somente pra um time finalista de Libertadores, perdemos pra quem tinha em campo jogadores como Fernandinho e Jael Cruel (jogadores que já atuaram no Mais Querido), atletas que no quesito qualidade técnica não são muito diferentes dos velhos conhecidos e perseguidos pela torcida.

Pra botar mais lenha nessa discussão, na Libertadores vimos equipes como Lanús(ARG) e Barcelona de Guayaquil(EQU). Mesmo com orçamentos um pouco mais modestos e com elencos menos valiosos, compensaram ao apresentar um futebol taticamente disciplinado, com grande disposição física e um psicológico quase inabalável. Se até estes, apesar de suas limitações, conseguiram ir tão longe na competição mais importante da América do Sul (o primeiro chegou às semifinais batendo equipes fortes do Brasil, enquanto o outro é finalista após vencer o tradicionalíssimo River Plate), o que realmente
falta ao Flamengo?

As respostas para as soluções dos problemas são inúmeras: mandar o técnico embora, montar uma barca enorme, contratar meio time… talvez tudo isso não baste pra resolver certas questões, infelizmente. Entretanto, os grandes questionamentos devem se direcionar para quem compõe a cúpula hierárquica do Flamengo.

Nossa atual diretoria, por mais que faça um trabalho homérico por ter tirado o clube da lama e por promover um verdadeiro milagre econômico nas finanças, parece não conseguir ajustar os eixos no que tange o futebol. Tem-se a impressão de que não importam vitórias, títulos importantes…é como se só competir bastasse e nada mais importasse. Entrevistas como as de Mozer nos faz parecer que a gestão atual vive numa realidade alternativa mais surreal que propagandas de governo. Se a meta era realmente vencer um carioca após investimentos pesados, isso mostra que a competência e a seriedade da administração não está sendo bem aplicada no esporte que todos nós amamos.

O comum acordo do grupo de Eduardo Bandeira foi de arrumar a casa no primeiro mandato e só depois qualificar o elenco para a conquista de títulos que realmente valem a pena ser comemorados, e não um campeonato estadual que há décadas perdeu prestígio. Em meio as nomenclaturas chulas como “falsos
rubro-negros”, “amantes das diretorias passadas” e “plantadores de crise”, seria a torcida a errada da história em cobrar o que foi prometido? Estariam errados os torcedores em questionarem altos investimentos para poucos resultados em campo?

Nosso elenco hoje em dia não é ruim, mas foi mal montado. Não temos um goleiro à altura pra ser o imediato de Diego Alves. Nossos laterais estão abaixo do nível técnico ideal se compararmos com os das quatro melhores equipes do Brasileirão. Há tempos nos falta um atacante de beirada incisivo, habilidoso, que não tenha apenas vigor físico, velocidade e boa recomposição. E falta aquilo que é um consenso de todos: um centroavante com faro de gol. Entretanto, nada disso adiantará se o planejamento de metas e cobranças por maus resultados não forem levados a sério. É preciso de uma mudança urgente
de mentalidade, de uma autocrítica minuciosa, pois o presidente do Flamengo merece um título importante após resgatar a credibilidade do Maior do Mundo. Com isso, aquela ideia inversamente proporcional de sucesso nas finanças ou no futebol cairia por terra.

Futebol sempre será o carro chefe do Flamengo. Como nem tudo são flores, caso não ganhemos um título de peso até o final de 2018, Bandeira de Mello correrá um risco seríssimo de não conseguir eleger um sucessor para a cadeira mais importante da Gávea nas eleições do mesmo ano. Caso isso ocorra, os motivo pra uma possível derrota poderão ser vários, mas não serão
por falta de aviso.

Por Vinícius Quintanilha

Quer ver sua coluna publicada aqui? Mande no email redacao@colunadoflamengo.com

Comentarios

comentário

  • Marty Mcfly

    Onde eu assino?

  • wanderpc82

    A expectativa é a mãe da frustração.

    Ontem o Flamengo não tinha expectativa nenhuma e, por isso, não havia frustração.

    Hoje o Flamengo é colocado na mídia como o “superstar” dos gramados, o que tem obrigação de ganhar tudo, jogando a responsabilidade sempre pra cima do clube.

    • Victor Cerqueira

      Vc falou tudo. Parabéns

    • Douglas Pedro

      O proprio Banana disse que o flamengo ia ser um timaço.
      Ele que prometeu e com seu dna perdedor não está conseguindo cumprir

    • Eddy Murphy

      É tem obrigação mesmo! De lutar por todos os títulos! Todos! Temos maior orçamento! Bons jogadores! Maior torcida! CT excelente, de ponta! Obrigação! Ganhar ou perder é do jogo! Mas tem que disputar até a última rodada. Menos q isso é vexame sim! SRN

  • Welton Fonseca

    Nossa, esse matéria falou tudo o que o coração do verdadeiro rubro negro pensa. A parte administrativa do Flamengo merece um Oscar pro quesito milagre… já a principal pasta (futebol) precisa seriamente desse Oscar tbm.
    Tem que ter um cara estilo Wanderley Luxemburgo pra cobrar e CHINGAR esses jogadores do atual elenco…

  • Ricardo Freitas

    “futebol sempre será o carro chefe do Flamengo”… já disse tudo,pena que hoje uma pequena parte da torcida comprou a idéia de que só o clube arrumado nas finanças e com crédito (bato palmas),hoje estão satisfeitos até com final de taça Guanabara…. saudades da torcida do Flamengo!!!

  • DefendaSeuDinheiro

    Pior que tens razão, é arriscado voltar os velhos carniceiros ao ninho do Urubu.

  • ThiagoCL

    Somente com a saída dessa diretoria rubro-negra. Sou torcedor, quero títulos. Time vexatório, ganha nada. Vergonha, chacota nacional. Espero ansiosamente por 2019 com um Diretor Financeiro experiente e uma Diretoria de futebol à altura do meu Flamengo. #voltaZico #voltaAdílio #voltaLeandro ….

    • Luiz Eduardo

      VC VAI TER UM MONTAO DE TITULOS SE OS LADROES VOLTAREM A DIRIGIR O FLAMENGO. TITULOS PROSTESTADOS E DESFALQUE NA CONTAS . ALEM DISSO TEREMOS UM TIME PARA BRIGAR NO Z4

  • Douglas Pedro

    Se Guerrero for culpado esse protetor capaz de or na Fifa reclamar.
    Proteger jogador ele quer, mas pra torcida ele xinga

  • Drunken Master

    É que sempre discute aqui, mas tem pessoas que acham, porque o EBM fez o certo na parte administrativa do clube, acham ruim se crítica a parte de futebol que não vai bem. Porque tem o mantra nativo: “Flamengo, próximo ano campeão de tudo”. Prerrogativa mantida ainda pela mídia malandra que ajuda a colocar mais pressão sobre o clube com a torcida oba-oba. Creio que nenhum Rubro-negro em sã consciência queira de volta Leite, Amorim, Braga, Silva, Super Helinho e tantos outros que ajudaram o Flamengo a chegar na vala monetária, há um péssimo histórico deles, tem títulos ok? Mas e as vergonhas de ficar lutando contra rebaixamentos também. Mas o que não se pode fechar os olhos, é que o EBM é sim teimoso, birrento e assume papel de burro com a orquestra de puxa-sacos que criou em volta pra ouvir só o que quer ouvir no clube. Se fazendo de surdo aos gritos da torcida, que mude essa postura arrogante e grotesca no futebol, onde não entende bulhufas, mas preferiu empacar. Desde perder a postura sem educação de como trata o torcedor, a proteção de indivíduos questionados tecnicamente em várias posições do elenco, fora a perda de força no Rio, deixando até o estado corrupto dizer o que o Flamengo tem que fazer, como ser obrigado a jogar no Maracanã passando prejuízo. E que vem a ser coroada por um dos baba-ovos em entrevista contentando-se com um título que não tem mero valor, sob a questão do investimento feito e ainda se diz satisfeito com a atual situação. O EBM e esse grupo que o cerca no futebol, realmente devem viver numa realidade alternativa a nossa, o pior mesmo é que contagia os empregados, no caso jogadores.

    • Luiz Eduardo

      NAO SOU CONTRA AS CRITICAS AO EBM NO FUTEBOL MAS SEM DINHEIRO N’AO SE FAZ TIME BOM.TEM OS LADROES DE SEMPRE KLEBER LEITE E MARCIO BRAGA DOIDOS PRA METER A MAO NO FLAMENGO

      • Drunken Master

        Por isso que a partir do EBM, não se pode exigir menos que isso, a integridade das contas na próxima presidência, mas só isso não basta ao Flamengo se quiser alçar voos mais altos no futebol, como muitos dizem a tempos aqui, Flamengo não é instituição financeira. E nem só com dinheiro se faz o time bom, pois sem bom senso, planejamento e entendimento nessa área como procurar jogadores necessários dentro do clube ao olhar pra base e não só procurar os ditos craques com renome que muitas vezes não rendem e decepcionam, pois não entendem a filosofia do clube, coisa que o EBM e seus fantoches demonstraram não ter, e enfim põe se a perder toda uma temporada. No entanto aprenda a escrever sem caps lock ok? Educação vem de casa.

  • Eddy Murphy

    Excelente texto. Resumiu tudo. Só não acho nossos laterais tão abaixo dos demais. O resto é isso aí. SRN

    • Vinícius Quintanilha

      Obrigado.

      • Clelton Santos

        Bom texto. Sempre consciente, abços

    • Drunken Master

      A própria média em maioria dos laterais brasileiros se colocarmos no papel com estáticas é medíocre pra ruim. Há poucos realmente grandes destaques de laterais que sejam realmente completos. Houve um grande declínio na posição seja esquerda ou direita em que é preciso se peneirar bem pra conseguir alguma joia nesse meio.

      • Eddy Murphy

        Qdo surge um top, os europeus levam. Nossos bons laterais são inigualáveis. Vide Jorge que vazou e Arana que vai sair! Filipe Luís, Marcelo, Alexsandro, Danilo, Rafinha, Dani Alves… Só em time top

        • Drunken Master

          E pensar que na direita, tivemos Leandro, Jorginho… Hoje nem sombra. Olha o Pará/Rodinei lá e é de cair em depressão. =/

          Jorge nem teve tempo de maturar no clube.

          • Eddy Murphy

            Nem faça esse tipo de comparação, amigo! Senão vc para de assistir futebol…

  • zeze

    Quê Ridículo estas
    observações! Até parece que as diretorias anteriores foram num geral
    mais vitoriosas do que esta diretoria atual.
    VEJAMOS: COM AS DIRETORIAS ANTERIORES, AQUELAS QUE AFUNDARAM E FIZERAM NOS
    TORCEDORES DO MAIOR DO MUNDO PASSAR VERGONHA POR TANTO TEMPO, EM 117
    ANOS SÓ GANHARAM 10 TÍTULOS DE RELEVÂNCIA, 6 BRASILEIROS , 2 COPAS DO
    BRASIL, 1 LIBERTADORES E UM MUNDIAL, Portanto 1 título importante a cada
    11 anos, sendo assim já que títulos cariocas não valem, pois o deste
    ano que foi o que teve o maior número de clássicos e ganhamos invictos
    não vele nada, não é. esta diretoria além
    de salvar o Flamengo em todos os sentidos já ganhou 1 título de
    relevância 1 copa do Brasil em menos de 5 anos, portanto melhor média do
    que as diretorias anteriores, sem falar que já faz tempo que não
    lutamos contra rebaixamento, estamos em zona de libertadores no
    brasileiro, fomos vice campeões da copa do Brasil, sendo superiores ao
    Cruzeiro com um time misto, estamos disputando o título da sul americana.
    tão reclamando do quê?
    Viva Bandeira de Melo, Mais
    ídolo que Zico, e que MORRAM, os contra.e a torcida do Flamengo é um
    lixo, onde já se viu não termos o maior ST do mundo e não lotar o ninho
    do urubu e não esgotar nem as gratuidades, burros pois o ST. pode
    economizar por mês mais de 10 vezes o valor do Plano, mas preferem
    reclamar e gastar com cachaça e fumar craque, VERGONHA.

  • Juan Oliveira

    Excelente texto, Vinícius.

  • euavisei

    Não seria vergonha nenhuma o Flamengo montar uma equipe de estudos e ir nos times argentinos principalmente aqueles que chegam nas finais da libertadores e estudar todo seu departamento de futebol e hierarquia, montagem de elenco e mentalidade de como disputar uma libertadores e etc.. se é bom SE COPIA. precisamos ir atras e estudar. o clube esse ano nao foi no CT do atletico pr estudar os moldes de CT e estadio de como se gere? então faça o mesmo monta uma equipe boa e vá lá na argentina no boca junior river, lanus etc e estuda o departamento de futebol o elenco tudo que for bom de lá e tras a ideia e tenta mesclar, o Mengão precisa voltar a conquistar titulos internacionais urgente