C.R. do “Flacasso”!

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

É exatamente assim que eu me sinto: fracassado! Estou cansado de ver o Flamengo sendo motivo de gozações, sendo achincalhado nas mídias sociais e nos jornais esportivos do país. Vamos combinar né, tomar dois gols do Deyverson??? Isso mesmo, esse é o nome da criança!

Está certo que foram duas pixotadas do Vaz (como sempre! Até quando o aturaremos?), ajudado por Rhodolfo, Pará e Renê (este em muito menor escala) para sermos mais uma vez derrotados por times da parte superior da tabela. Nossa defesa é um show de horrores! Fizeram de tudo para tomar um vareio maior, mas (graças a Deus!) Diego Alves não permitiu!

É visível a total incompetência (aliada à falta de brio) do Flamengo quando enfrentamos times que estão à nossa frente na tábua de classificação. Além disso somemos o fato da inconstância impertinente do time, que não consegue engatar duas míseras boas atuações em sequência. Isso é uma constatação que deve ser ressaltada.

Rueda também tem culpa no cartório, pois escalar Rafael Vaz na titularidade da zaga e deixar Juan no banco é de lascar! E mais, se Juan não tivesse condições de jogo, não deveria estar nem no banco, concordam? Se estava, deveria ter iniciado a partida. Vou além, eu lançaria o Thuler! Tudo é melhor que o Vaz!

Vou ressaltar aqui, mais uma vez, que não quero a saída do Rueda, longe disso! Para que ele seja avaliado corretamente, devemos dá-lo a oportunidade de montar um elenco (a diretoria já deu carta branca para o ano que vem. Veremos se a carta é branca mesmo! Eu duvide-ó-dó!), uma pré-temporada decente e um tempo para implementação do futebol que entende ser o mais adequado ao Mengão.

Outro ponto a ser ressaltado, é a incompetência ofensiva do time (Vizeu é um bonde!). É mais fácil cultivar alface no Saara do que esperar a criação de jogadas perigosas, deste Flamengo, no ataque. Apenas Paquetá (o mais novo) tem inteligência para criar alguma coisa mas, coitado, ele está cercado de bestas acéfalas corredoras. É como dar murro em ponta de faca!

Outra coisa que me espanta é a cabeça baixa e a resignação desse time com as derrotas. Não se vê sangue nos olhos, o conformismo é latente, a displicência e a tacanhez do time assustam. Somos um semi-árido futebolístico, sem inspiração, sem tesão pelas vitórias, sem amor pela profissão; viramos um time burocrático, quase uma estatal!

Se isso não for corrigido, não chegaremos a lugar algum. Aliás, eu já perdi as esperanças com essa diretoria. A pequenez esportiva e a passividade são energicamente contagiantes. É como uma epidemia, vai se alastrando e tomando conta da maioria do grupo e mesmos os imunes, como o Diego Alves e o Rueda, acabam por também serem contaminados.

Sim, apesar de ter escalado mal o time, nosso Profe não aceita a passividade e o desinteresse do time nos jogos. Isso fica evidenciado nas entrevistas coletivas pós-jogo, onde está sempre batendo na tecla da intensidade e sempre mostrando-se invariavelmente contrariado com a indolência da equipe.

Alguma coisa deve ser feita. Em outra coluna já falei que precisamos de uma “Arca de Noé” no Flamengo, e acredito que esse é o caminho a ser trilhado. O futebol do clube é terra arrasada, é estéril, é medonho! Os jogadores, em sua maioria, estão descompromissados, apenas “cumprem tabela”, entendem o que estou falando? Então que se troque praticamente TUDO, o que duvido acontecer.

A falta de vontade em vencer é mais do que evidente! Falta perseguição ao sucesso, coisa que deveria ser cobrada mais incisivamente pela diretoria. Mas não espero isso na República dos Bananas que o clube se transformou (como também já escrevi em coluna pregressa). Esse ano está difícil, muito difícil! O fracasso nos persegue!

Não ganhamos NADA, literalmente (menos pro Mozer)! O investimento foi altíssimo e os resultados os piores possíveis. E não me venham dizer que ainda podemos ganhar a Sula! É óbvio que podemos (o que duvido muito com esse time que não sabe vencer fora de casa), mas isso não amenizaria a sequência de insucessos como a desclassificação na Libertadores, a vergonhosa e indigna participação no Brasileiro e a perda da Copa do Brasil.

Se nção vencermos a Sul-Americana, ainda poderemos ter um plus: ficarmos de fora da Libertadores do ano que vem. Não s eenganem, pois o elenco, a comissão técnica e a diretoria estão trabalhando com muito afinco para que isso aconteça, e está cada vez mais perto, mais factível. Nem para a pré-libertadores nos classificaremos. Aí será o fim dos tempos, uma hecatombe!

Vamos ver o que nos espera. Daqui pra frente é aguardar o tempo passar e torcer para que 2019 chegue logo. Não, não errei no ano. É que de 2018 eu não espero nada do Flamengo, isso mesmo: NADA!

Enquando a omissão, a passividade e a mão na cabeça continuarem a permear o alto escalão ditatorial e arrogantemente ignorante futebolisticamente do clube, o bundamolismo e a frouxidão acabarão por solapar de vez quaisquer esperanças de dias flamengos melhores. E tenho dito! Vai pra cima deles Mengo!

O Flamengo Simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

97 Comentários
Carregando comentários...