A barca vai zarpar! Uma análise de quem o Mengão pode se desfazer

Uma semana sem Flamengo e nós ficamos como? Claro que eu poderia falar do jogo contra o Fluminense, mas o que mais eu posso dizer que não disse, e direi amanhã nas expectativas dos colunistas? Nada! Por isso, gostaria de atentar para algo que já nos chama a atenção há algum tempo. O enorme grupo do Flamengo. Se eu lhe perguntasse hoje quantos jogadores há no elenco, você saberia responder? 31, excluído o goleiro Gabriel que está em fase de transição. É muita gente! Isso porque já nos desfizemos de sete jogadores. Ou seja, utilizamos 39 atletas este ano. Precisamos mudar isso!

O Mais Querido fez, nesta temporada, 65 jogos e ainda jogará 13 partidas pelo menos, podendo aumentar este número em quatro, caso vá à final da Sul-Americana. Serão 78, que chegariam a extraordinários 82 no meu e na maioria dos sonhos rubro-negros. (Vamos buscar essa taça, Mengo)! Ignorando completamente o massivo número de jogos, precisamos pensar em formas de trabalhar com todo o elenco ao invés do que vem acontecendo historicamente, e Rueda parece já saber disso.

Uma das primeiras coisas que o treinador nos mostrou é que gosta de rodar o elenco. E isso serve para quê? Para observar também, todos os jogadores que possuímos. Diferente de outros momentos, temos visto todos em campo. Dos 31, apenas César e Gabriel Batista não figuraram na equipe. É um ótimo sinal. Mesmo assim, como temos observado, vamos precisar de ainda mais qualidade. Apenas para deixar bem claro, eu considero o time do Flamengo bom. Esses jogadores que estão aí deveriam ter entregado mais durante o ano.

Vamos brincar um pouco de Football Manager? As listas de dispensas são profusas na rede e não discordo da maioria. Os jogadores que integram o eixo da morte são os mesmos. Muralha, Vaz, Baidu e Gabriel são nomes certos entre os rubro-negros. Conca, Rômulo, Mancuello, Geuvânio e Sávio completam a maioria das listas por aí. São nove nomes numa lista de 31 que terá reforços e retornos de empréstimo. Talvez ainda tenhamos que aumentar a barca, mas para não dizer que não falei das flores (não é trocadilho com o adversário de amanhã):

  • Apesar de considerar que o maior culpado é o treinador de goleiros, acho que Muralha deve buscar novos ares. Se houver proposta que chegue próximo do valor que pagamos. Caso contrário, um empréstimo. Se possível fora do Brasil.
  • Rômulo precisa jogar com mais frequência. Não sei se a encontrará aqui, a não ser que o “caso Ronaldo” não caminhe bem para nós. O Flamengo em primeiro lugar.
  • Vamos descobrir os planos de Rueda para Mancuello neste fim de ano. Ele quem vai decidir. Há clubes interessados e gostaria de não ter prejuízo, o que é muito difícil.
  • Se puder devolver Geuvânio seria ótimo. Precisa de um driblador? Use Thiago Santos, talvez o Nixon.
  • Sávio precisa de novos ares. Demorou a ter oportunidade e quando teve, demonstrou leniência em campo. Uma letargia que fez inveja à Alan Patrick.

Os que não fiz comentários é porque concordo integralmente com a saída sem observações a elaborar. Mas há ainda jogadores pipocando entre os mais exaltados que são dignos de nota (Atenção! NOTA).

César retornou de empréstimo para amargar banco, ou nem isso, aqui. Precisa dar sequência na carreira noutro lugar. Trauco não caiu nas graças do treinador, apesar de ser o meu titular. Fez ótimas partidas pela seleção na última semana e já foi decisivo para o Flamengo, talvez valesse repensar aquela proposta que recebeu. Juan é o melhor zagueiro do elenco, mas eu não renovaria com ele. Everton é o ponta mais voluntarioso do mundo. Foi durante muito tempo o mais regular do time. Tem ótimos serviços prestados, mas nós merecemos mais. Claro que se não for contratar melhor, que fiquemos com ele.

Você pensou que parava aí? O nosso peruano, que em minha opinião é o melhor centroavante do Brasil atualmente deveria deixar o clube. Precisamos encontrar o jogador justo que entre e tenha a técnica do Guerrero, com passes, consciência tática, etc e a finalização do Fred. O camisa 9 encerra o contrato em agosto, e se surgir a possibilidade de venda, temos que aproveitar. Quem sabe a classificação para a Copa do Mundo não traga propostas?

Por último não sei o que pensar do Vizeu. Fontes dizem que emagreceu e parece melhor disposto. Não pode ser a opção número 1, talvez a segunda. Lincoln já está no retrovisor.

Ufa! 15 nomes que podem integrar uma barca. Isso porque fugi de polêmica com Diego e a dicotomia Paranei. Assim garantimos espaço para todos e numa eventualidade cataclísmica, como no ano passado com os zagueiros, podemos recorrer à base.

“Anderson, é muita gente”! Também acho. Sabemos que, se tratando do nosso clube, talvez não saia nem metade e ainda contratemos muito mais. Não precisa sair todo mundo. Os quatro primeiros são essenciais. O restante é negociável.
Abre espaço para retornos que sejam interessantes, como Ronaldo; contratações que venham para ser titulares, e subidas de jogadores diferenciados, como Jean Lucas.

Ontem fizemos uma enquete no Twitter, houve uma reviravolta e a maioria votou nos nove mais comuns. É interessante notar algumas respostas que davam conta que seriam esses, mas também havia fulano, fulano e fulano. Sinceramente? Acho que uma varredura demonstra uma mudança de atitude do clube e que talvez tenha detectado uma maçã podre.

Logo farei uma coluna sobre os nomes que podem aparecer em oportunidades, como aquelas que fiz ano passado aqui e aqui. Mas como já havia dito aqui e repito, “tão importante quanto contratar é dispensar”, acho que começamos por aí. E diferente do ano passado, quando vínhamos bem, algo entornou esse ano.

Alea Iacta Est!

Anderson Alves, O otimista.

122 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular