Rueda cobra atitude do time: “Tem que guerrear”

Apesar de afirmar que do ponto de vista analítico, o empate do Flamengo em Chapecó “não foi um mau resultado”, o treinador colombiano deixou claro que não ficou satisfeito com a atitude da equipe, em entrevista coletiva após a partida.

Falando sobre a disposição que se espera da equipe em uma competição internacional como a Copa Sul-Americana, Rueda afirmou: “Essas partidas de Sul-Americana, às vezes são para guerrear, e o Fla quer jogar bonito sempre. Partidas internacionais, às vezes não se joga, se compete. E o Flamengo tem que diagnosticar isso. Jogo bonito para plateia é quando estiver 6 a 0. Com o placar 0 a 0, temos que competir, correr e guerrear”.

Atual campeão da Libertadores por seu anterior clube, o Atlético Nacional da Colômbia, e vice dessa mesma Copa Sul-Americana, o técnico fala com conhecimento de causa sobre o “espírito” necessário para se vencer nas competições sul-americanas.

Há exato 1 mês no Flamengo, o treinador ainda tenta implementar sua filosofia em um time que, apesar de estar disputando o título da Copa do Brasil, não consegue encher os olhos da sua apaixonada torcida.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (20), na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro. Quem vencer, garante vaga nas quartas-de-final da competição continental.

105 Comentários
Carregando comentários...