Home Colunas Roda Rueda

Roda Rueda

902
11
SHARE

Saudações Nação Rubro Negra. Todos sabemos que o calendário de futebol brasileiro é cheio e uma completa bagunça, além disso, times como o Flamengo chegam a disputar até 6 competições durante a temporada, exigindo dos clubes um elenco que suporte chegar inteiro para as competições.

Para piorar, campeonatos como a Copa do Brasil, que agora ocorre durante quase o ano inteiro, não aceitam inscrições de jogadores após a segunda janela de transferência, impedindo a times como o Flamengo que utilizem jogadores recém contratados. Resta aos treinadores se virarem para lidarem com sequências de jogos e campeonatos insano, daí surge a necessidade da famosa rotatividade de jogadores, só que nesse caso de uma forma obrigatória e não planejada como deveria ser.

Como o Flamengo tem um dos, se não o melhor, elenco do Brasil era normal de se esperar que houvesse a rodagem do elenco, afinal, jogador bom tem, a grande questão é saber administrar essa rodagem, para não perder qualidade entre um jogo e outro, coisa que Zé Ricardo não conseguia fazer bem, já Rueda parece conseguir administrar bem essa questão, apesar do pouco tempo de trabalho e de não contar com o elenco completo na Copa do Brasil, já se mostrou mais eficaz até então.

Devido também ao calendário de competições insano, outro grande problema que o futebol brasileiro enfrenta é a priorização de competições, quem sofre com isso durante o ano é o campeonato brasileiro, times, para priorizar competições mais importantes, acabam usando times alternativos, e perdem o interesse após não terem mais chances de títulos, exemplo disso este ano é o Grêmio, que prioriza a Libertadores e joga com time alternativo no Brasileirão, o problema disso foi que com essa alternância, o time praticamente perde a chance de lutar pelo título após perder jogos que pareciam fáceis, até mesmo dentro de casa.

O Flamengo, com o elenco que tem, pode trabalhar a rotatividade planejada sem perder qualidade no time, não é todo mundo que tem o luxo de poder escolher entre um Éverton Ribeiro e Diego Ribas, logicamente uma estratégia de jogo precisa ser pensada, analisando o estilo de jogo do adversário, dessa forma podendo escolher aqueles jogadores que mais se encaixam com as necessidades.

Apesar de ser um pouco tarde este ano, é importantíssimo a diretoria e comissão técnica pensar nisso para o ano que vem, pois teremos novamente um ano cheio de competições e não podemos mais ficar vivendo de promessas, queremos ver todo o trabalho feito gerando títulos.

Twitter… Siga-me os bons! 

Matheus Gonzaga. SRN!

Comentarios

comentário

  • Marty Mcfly

    “escolher entre um Éverton Ribeiro e Diego” não, tem que arrumar um jeito dos dois jogarem juntos.

  • marcondes Alves

    e inadimissivel ver o everton ribeiro pegar banco para o everton 22 correria e pro ruizão do berrio. não vem com a conversa que ele não pode jogar com o diego que essa ai não cola.

    • [21]Alex Pato

      Everton Ribeiro até agora não mostrou a que veio

      • marcondes Alves

        Coloca o cara com os reservas que não vale nada

  • Leonardo Cesar Alex Martins

    Boa tarde ! Acompanho este site, mas ultimamente estão deixando muito a desejar . Vários links de reportagens não abrem; quando postarem o link, coloquem o estagiário para verificar !!!

  • Rafael Fernanda Moreira

    Tem q testar o Diego e o ER juntos de vez em qdo !! Uma hora eles acabam dando certo e ai meu amigo… Vai ser brabo segurar a gnt!

    • Paulo Vinícius Siviero

      Mas pra isto acontecer, teremos que jogar no 4-2-2-2 e barrar o Éverton Cardoso. Aí sim funciona o negócio:

      D. Alves
      Pará-Réver-Rodolfo-René
      Cuéllar-Arão
      Diego-Éverton Ribeiro
      Berrio-Guerrero.

      Acho que até pode dar certo, mas pra isso Diego e Éverton Ribeiro vão ter que correr muito pra marcar e evitar um buraco na meia, já que os volantes vão dar apoio às laterais.

      SRN

  • Vamos Flamengooooo

    Outro esquema seria o 4-3-2-1 com Cuellar, Arão e Everton na trinca de volantes e Diego e ER7 de meias armadores com o Guerrero avançado, podendo variar para um 4-1-4-1ou até mesmo um 4-2-2-2 durante a partida. Mas o Rueda só vai conseguir tantas variações no próximo ano, já que pegou o bonde andando.

  • Ltom Macêdo

    Eu to achando que ele vai meter o everton na lateral e o ER pela esquerda.

  • Leo xavier

    Concordo do Diego e Everton Ribeiro jogarem juntos, mas até agora eles jogando juntos, erravam muito passes e parecia que um atrapalha o outro, sendo sincero… Mas em jogos com times de retranca ferrenha colocar um ou o outro de atacante ao lado do Guerrero com os pontas atacando e defendendo.