Home Colunas Anderson Alves 50 mil é pouco, eu quero é mais! Vamos pensar no futuro,...

50 mil é pouco, eu quero é mais! Vamos pensar no futuro, Flamengo!

722
132
SHARE

Olá, coleguinhas de Coluna do Flamengo. Parece que o objetivo do Clube de Regatas Flamengo é não nos permitir dormir. Não bastasse o fato de que hoje teremos o primeiro jogo da final da Copa do Brasil no Maracanã; ações entre os mascotes de Flamengo e Cruzeiro; soltar o custo planejado do nosso futuro estádio; o clube na tarde de ontem, soltou a famigerada nota de opção de compra de um terreno. É. Foi muito difícil dormir.

Gostaria de dizer que fui morador da área da Maré, a qual visito com regularidade, e conheço bastante a área em que o terreno fica. É muito bem localizada e, a despeito de qualquer temor, não haverá problemas com violência maiores que em qualquer zona do Rio de Janeiro, inclusive a sul.

O acesso hoje é ruim por conta das obras na avenida Brasil, mas como o estádio não se erguerá como um passe de mágicas amanhã, tenho certeza que foi um tiro absolutamente certeiro da diretoria. Fica próximo das linhas Amarela e Vermelha, o que quer dizer que o acesso de carro é muito fácil. É bem tranquilo de fazer conexão via metrô de duas formas, das quais a integração em Vicente de Carvalho deve oferecer ainda mais opções depois que o BRT ficar pronto, o que foi prometido para o ano que vem. Mas também é possível encontrar integração em Del Castilho e Maria da Graça. A distância para os dois aeroportos é de fácil acesso, inclusive para torcedores que vierem de outros estados que poderão vir com o BRT direto do Galeão. Enfim, no quesito mobilidade foi uma grande jogada.

Vou dar voz a minha megalomania flamenga e dizer logo: Acho 50 mil pouco para um estádio, num terreno de 160 mil m². Ainda mais para o time de maior torcida do mundo. É um pouco desonesto falar dessa final que venderam todos os ingressos online apenas para sócios-torcedores. Não vou fazê-lo! Porém, pretendo apresentar uma contrapartida para um projeto.

Recentemente li em algum veículo que o Flamengo poderia se espelhar num modelo de um time dos EUA que teria construído seu estádio todo com o dinheiro arrecadado através de uma parceria com a torcida. Cada torcedor financiou uma parte e, em retorno, recebeu o direito de assistir aos jogos durante um período de graça. Procurei novamente esta matéria, mas não encontrei. Se alguém encontrar, gostaria de dar os créditos devidos.

Como funcionaria?

Vamos imaginar que o Flamengo resolva fazer a experiência e promova esta ação. O clube fecharia um pacote para cada torcedor com uma espécie de parcelamento de 200 reais por mês. Este parcelamento se encerraria em 5 anos. Fizeram os cálculos? São 12 mil. Já fez o restante dos cálculos? Para alcançar 550 milhões, que foi o valor que ventilaram esta semana, precisaríamos de 46 mil torcedores. Viu como é factível?

Estes 46 mil torcedores entrariam “de graça” nos primeiros cinco anos de estádio. Justo com a torcida que pagou o estádio. Claro que ainda poderia mais. Talvez acrescentar um mosaico no banner que fica atrás dos entrevistados, entrar com os jogadores nas partidas, ou  ações no meio dos jogos. As possibilidades são diversas.

É interessante como esta modalidade resolve até mesmo o problema da lotação do estádio. Durante cinco anos, haverá muita torcida no local. E isto nos leva ao segundo piso dessa nossa reflexão: a capacidade.

Vê como 50 mil pode ser pouca coisa? E se o estádio tivesse 50 mil lugares de geral? Ajudaria bastante, aproximaria o clube do torcedor de baixa renda e transformaria o estádio num caldeirão, que é o que nós sonhamos por eras. Os lugares atrás dos gols ultimamente são sempre falados para fazer esta promoção. É um caso muito grande a se pensar. Seria possível fazer cadeiras e camarotes nas posições mais centrais na ordem de 30, 40 mil e cobrar o apropriado para este lugar, dando a opção de baratear os ingressos do setor popular. Se não encarecer muito, é possível ter casa cheia sempre.

“Mas e os jogos contra os pequenos, Anderson”? Calma! Que tal se o estádio tivesse uma espécie de dois ambientes separados, que possibilitasse fechar um dos setores em jogos de menor porte? Isso diminuiria a capacidade e diminuiria os custos, um pouco como já fizeram no Maracanã, liberando só a parte de baixo de alguns setores. De qualquer forma, nesses cinco primeiros anos, teríamos sempre os 46 mil que entram de graça para ter estádio cheio. Ainda parece utópico?

Já fizeram os cálculos das possíveis rendas depois que a “geral” for liberada? Um pequeno exercício matemático nos leva ao número de R$2 milhões só em geral com ingresso no valor de 40 reais. R$1 milhão se todos pegarem meia entrada. De uma forma ou de outra é mais que recebemos na maioria dos jogos em que lotamos o Maraca. Soma-se a isso mais 30 ou 40 mil de arquibancada, camarotes etc. Claro, se vender tudo. Mas repito que, um estádio do próprio clube, sem encarecer o ingresso por ambição, encheria fácil.  Consequentemente, melhoraria, ainda mais, este elenco estrelado.

Isso tudo sem colocar a mão no bolso do clube para gastar um centavo. Aumentaria ainda mais o sócio torcedor. É bem possível. Mas entendo que o clube tenha receio. Mantenho minha posição lá de trás. Se construírem para 50 mil, o façam com possibilidade de aumentar depois sem mexer na estrutura. Pensar no futuro também é isso.

Anderson Alves, O otimista.

Comentarios

comentário

  • Wilson Araujo

    A diretoria tem que olhar com carinho ideias como estás deste texto. Isso enriquece a obra no planejamento do futuro do estádio.

  • Hilton Alexis

    Comentário coerente e 20 . Meu Jeito, fazia tempo que eu não via um comentário tão honesto tão realista. Cara, seu conselho deve ser levado a discussão no patrimônio do Clube. Parabéns.

  • Francis Souza

    Primeiro deixar meus elogios ao seu texto

    Pra pensar no futuro basta realizar um projeto que inclua uma possível ampliação, caso seja necessário
    Estádios na Europa sempre passam por reformas para se ampliar capacidade, só aqui no Brasil que se reforma um estadio gastando 1 bilhão e a capacidade diminui

    A ideia da parceria com a torcida é muito interessante, mais acho que seria melhor oferecer 50 % da capacidade do estadio nesses termos… 25 mil pacotes como o apresentado por você deixando assim mais 25 mil lugares para a venda

    O principal é que a gente tá vivendo um sonho e espero que ele tenha continuidade

    • João

      Sim, para que todos tenham chance de ir.

    • Wellington

      Se tiver capacidade para 50 mil não vai poder vender bem 40 mil ingressos, tem gratuidade, parte para visitantes e a parte que o GEPE tira. A tendência é o Flamengo estar sempre disputando títulos e com isso o estádio vai viver cheio e com isso terá a possibilidade de diminuir o preço do ingresso e continuar arrecadando bastante dinheiro. Se uma parte da torcida parar para pensar, um estádio para 50 mil pessoas não é viável para o Flamengo. Temos que nos inspirar no Maracanã, claro que o de 2009, antes de matarem aquele lindo estádio!

      • Francis Souza

        A claro… tem essa coisa das gratuidades, que espero que daqui 5 anos quando tiver o estadio já sejam destinados a realmente quem precisa

        • Wellington

          Tirando o campeonato Carioca o público do estádio deve estar acima de 40 mil, dependendo do preço do ingresso. Olha como exemplo o palmeira que não está vivendo um bom momento dentro de campo e mesmo assim todo jogo o estádio está cheio. Nossa torcida é maior e mais empolgada que a do Palmeiras e através do que está acontecendo com eles eu acredito que teremos sempre grande públicos!

  • João

    Cara vc já mandou essa sua ideia pra diretoria? Muito bacana!

  • Matheus Maia

    Eu acredito que 50, 55 mil seja razoável, não é pouco, mas também não é uma capacidade expressiva. Eu acredito que 80, 90 mil como falam, já é exagero demais, acredito que se fizermos um estadio para 65, 72 mil, seria o ideal, colocando os setores norte/sul com 44 mil lugares, e o leste/oeste com os 28 mil restantes, podemos considerar valores assim: Norte 22 mil (R$20), Sul 22 mil (R$20), Leste 14 mil (R$40) e Oeste 14 mil (R$60). E com esses preços, o valor arrecadado num caso de lotação, seria R$2.280.000 de renda bruta (Eu não contei as gratuidades pq não sei quanto é), e o ticket médio seria bem razoavel, cerca de R$31,66. Eu acredito que com esses valores, ou um valor levemente mais alto, daria pra lotar sempre, e consequentemente, arrecadar uma boa quantia, considerando que o estádio não seria a fonte de renda para gerar um lucro expressivo para o time, o estadio seria basicamente para ajudar no fator casa, sendo assim, eu não acredito que os estadios voltarão a ser do povo como antigamente, com esses valores acessiveis, mas se fora algo proximo disso, sera vantagem para a torcida, e para o clube. Eu confio na diretoria, coloco minhas mãos no fogo por eles, agora é só torcer pra que isso saia do papel.

    • Douglas Reis

      Pode considerar 10% de gratuidade e 10% da boquinha da Ferj.

      • Matheus Maia

        Sendo assim, é aquilo que eu falei, um aumento nos preços dos ingressos não faria mal algum, já que eu coloquei ali um valor bem baixo nos ingressos, já esse negocio da ferj é uma palhaçada. Agora é aquele negocio, a diretoria tem que pensar no estadio como fator casa para ganhar os jogos, a renda fica para os patrocinadores

    • Carlos Felipe Galvão

      O Estadio pode ser de 100mil lugares que em reta final do brasileiro disputando titulos, jogos da libertadores e decisoes de CB, Sul americana, desde que destes 50mil sejam destinados a familias com menos condicoes e ingressos acessiveis na casa dos 30 no maximo.

      • Thiago

        O flamengo virou casa de caridade agora?????

        • Carlos Felipe Galvão

          Não virou elitizado onde o pobre só assiste pela globo jogos de quarta ou domingo na TV aberta, esse mesmo pobre que faz o Flamengo ter a maior mídia na tv aberta, logo receber o maior patrocínio sendo uma grande fatia de sua receita, e esse mesmo pobre que faz o Flamengo receber esse enorme patrocínio é excluído de ir ao estádio por não ter o poder aquisitivo para tal finalidade, o esporte é um lazer que está até na constituição federal que deve ser propiciado a todos! Espero que os gestores do CRF pensem no clube tendo como sua torcida seu maior patrimônio, e lembrem que estamos em um país onde os políticos querem fazer as pessoas a viverem de pão e circo e cada dia mais circo que pão… E você que é tão rico espero que já tenha feito grandes doações as instituições de caridade…

    • Wellington

      Você está contando com 72 mil de pagantes, para isso a capacidade do estádio deve ser de uns 80, 90 mil já que terá que tirar ingresso para gratuidade e visitantes, com essa capacidade eu ainda acho viável mesmo não lotando todos os jogos. Não é viável o Maracanã que foi construído com luxo e fora da realidade que vivemos!

      • Matheus Maia

        Isso ai, eu inclusive citei ali em cima que eu não sabia qual a porcentagem de gratuidade, mas pelo que o amigo falou aqui em baixo, são 10%, aí seriam mais ou menos 64 mil pagantes, por conta disso o valor subiria um pouquinho.

    • Thiago

      Cara, acho que contas não é o seu forte. Se o flamengo colocar ingressos a esses preços, só seria possivel se nao existisse programa de ST. COmo que voce vai cobrar ingresso de 20 reais e nao dar descontos ao ST do time ???? e se cara tiver desconto, o ingresso vai sair o que, 5 reais ???
      É cada besteira que a gente tem que ler. Fora que voce esta falando em renda bruta, e os valores de manutenção de Estádio, taxa da federação, gratuidades ??

      • Matheus Maia

        Amigo, não sou nenhum economista não, eu apenas supus uma situação, os ingressos pode ser um pouco mais caros, e no caso, ST pagaria com um desconto, e teria as vantagens como acesso a compras antes. Eu falei que nao sabia a quantidade de gratuidade, e falei de renda bruta amigo, em momento algum eu disse liquida, não faço ideia de quanto sera para manter o estadio, mas te garanto que nao pagaremos 2 milhoes por jogo, igual no Maracana, futebol tem que ser do povo, não da para cobrar 120 reais no ingresso mais barato, temos que parar entao de olhar para o estadio como fonte de renda, e sim como fator casa para gerar lucro no fator casa, se a gente sair com uma renda liquida de 1 milhao por jogo, ja estara muito bom. E sobre eu não saber de contas, eu realmente não sou ninguem na fila do pão, mas posso te garantir que meus calculos estão corretos, porem não é tão facil como eu falei, pois tem os ingressos meia e inteiro tbm, o que eu fiz, foi um breve resumo superficial de como seria, uma simulação, e só. Nos nao temos nem a capacidade do estadio, nem projeto apresentado ainda. Para fazer esse calculo que vc quer que eu faça aí, leva dias, até semanas de muito estudo, por isso existem profissionais formados e qualificados na área, fica a dica aí pra vc =P

        • Thiago

          MEu amigo, o flamengo quer construir estadio JUSTAMENTE para que este seja fonte de renda pro clube, e assim possa comprar ainda mais jogadores e pagar salários altos, mantendo um time de alto nível e ganhando todos os torneios que disputar. Se não for por conta de renda, não é muito mais simples o flamengo alugar o maracanã para todos os jogos ??? Que besteira.

          Esse negocio de ingresso mais barato já foi, não existe mais, a não ser que cobre ingressos baratos para ter prejuízo em todos os jogos, como os outros 3 times do RIO, isso por que dois deles tem Estadio.
          As pessoas tem é que aprender a votar direito, diminuir a carga de impostos, “direitos trabalhistas” que tiram de você quase metade do seu “real salario”. Tirar as gratuidades que so no RIO tem, ai quem sabe, as pessoas iram ao Estadio tranquilamente.
          As pessoas querem um time bom, com jogadores de alto nivel, e pagar barato por isso.

          • Matheus Maia

            Rapaz, concordo parcialmente contigo, na parte política eu assino em baixo, mas na situação atual do Brasil, não tem como cobrar os ingressos como eles querem cobrar, ta nivel Europa os preços, a nosse realidade é outra, por isso eu defendo essa redução nos valores. Uma renda liquida de 1 milhao por jogo ja nao esta boa não???

          • Thiago

            Mas o flamengo so tem renda de 1 milhao por jogo quando cobra ingressos caro e ainda tem um publico de no minimo 55 mil pessoas pagantes pra mais. Contra o Botafogo mesmo, a renda bruta foi de 3 milhões, mas o flamengo não ficou nem com 1 milhão direito.
            As pessoas primeiramente tinha que tomar consciência e virar ST, depois junta dinheiro e vai a cada 2 meses (claro as pessoas mais “pobres”). Jogo de futebol não é uma coisa necessária, que o cara precisar ir sempre, vai de vez em qdo, assim todos vao, tem o prazer de ver o flamengo jogar, mas nao, as pessoas nao querem contribuir com o ST, ( sim, da pro cara pagar 30 reais por mes, mesmo que seja pobre) e ainda juntar uma grana pra ir de vez em qdo, mas querem que deem quase o ingresso de graça.

          • Matheus Maia

            Mas isso é pq o Maracana não é do Flamengo, aí a gente tem 2 milhoes de despesa, com nosso estadio ia ter um ganho muito bom

  • Ednei P. de Melo

    Torço para que isto seja um blefe da diretoria para que possam conquistar a concessão do Maracanã… &;-D

    • Douglas Reis

      O Maracanã é a melhor opção mas terá investimentos também de adaptação, não sei quanto vai custar.

  • Eduardo Lúcio

    Tb acho capacidade de 50 mil pouco,temos a maior torcida do mundo,teria que ser no mínimo 70mil,temos capacidade pra isso,já provarmos isso usando o Maracanã!!!!!!

  • Douglas Reis

    A ideia da geral é bacana mas 50 mil lugares de geral não é viável, as arquibancadas teriam que ficar muito longe do gramafo pra abrir espaço pra geral. Acho q nem o antigo maracaña quando cabiam 170, 180 mil pessoas tinha 50 mil de geral.

    • Fabio

      Como se fossemos colocar 10 mil torcedores contra América, Bangu, etc… Flamengo faz 80 jogos no ano, e apenas uns 20 com boa vontade são de apelo popular. Flamengo tem a maior torcida do mundo, mas em contrapartida,disputa os campeonatos mais mequetrefes do mundo. Um estádio de 50mil e raramente o Flamengo vai ocupar metade desse espaço durante o ano. Caiam na real. Quando o futebol brasileiro crescer o Flamengo expande seu estádio.

      • Wellington

        Um estádio de 50 mil vai ter no máximo uns 35 mil pagantes e o ingresso vai ter que ser caro. Não esqueça que estamos projetando o Flamengo maior a cada dia, já pensou se durante os próximos 10 anos o Flamengo ficar brigando pelo G4 no brasileiro?

        • Fabio

          Sim, mesmo assim o Flamengo não vai manter média absurda de torcedores nas partidas. Porque os campeonatos tem jogos de baixo nível tecnico. E torcedor escolhe os mais interessantes pra assistir.

  • marcondes Alves

    46 MIL entraria de graça pelo periodo de 5 anos, então seria 5 anos sem bilheteria, esse cara e um “JENIO”. caro amigo, vai ter quer vender o nome do estadio, camarote e placas de publicidade, esse valor tem que chegar pelo menos 70% da obra para que o clube não sofra como o corinthians hoje, a bilheteria e somente para manutenção, operação de um jogo, jamais bilheteria se paga estadio. bilheteria so e uma renda baixa a mais no orçamento.

    • Douglas Reis

      Mas a ideia dele seria encher de geral e ganhar na geral.

      • Jhonny

        E quem pagaria 200 reais mês para ficar na geral? Aliás para fazer um estádio onde cabe 50 mil na geral está capacidade do estádio seria qual?

    • Jhonny

      Kkkk estes caras estão perdendo tempo aqui as empresas multinacionais deveriam contratar estes jenios e suas ideias mirabolantes

  • Vanderlei Fernandes Da Silva

    Muito bom. Espero que Orlean esteja lendo.

  • Lucas

    O Flamengo não vai construir nenhum estádio, tem que ser muito ingênuo para acreditar nisso. O objetivo dessa comunicação foi nada mais que pressionar o governo do Rio de Janeiro a agilizar e facilitar a licitação do Maracanã que sempre foi o verdadeiro objetivo do Bandeira de Melo. Fazer um anuncio de uma “possível” tem essa finalidade. Ninguém anuncia uma possível compra, e sim uma compra.

    No final o Flamengo vai acabar vivendo de aluguel no Maracanã, com um modelo lucrativo,ou não, vai ser esse o desfecho da historia.

  • Renato

    Olha a megalomania flamenguista aparecendo!!
    Como vamos fazer um estádio pra 70 mil se a média no brasileirão é lá em baixo!!
    A única coisa que concordo é que tem que se fazer um projeto com a possibilidade de aumentar o estádio sem mexer na estrutura toda!!

    • Renato

      Olha aí a crise do Corinthians, estavam se achando um clube europeu e está todo quebrado!!

    • PET 43

      Essa ideia de possibilitar o aumento no futuro seria perfeito!

      • Jhonny

        Aumento daqui uns anos sim agora qualquer capacidade falada vai ter sempre um querendo mais e com ideias que acham de jenios como está

    • Júnior Morais

      No texto do Anderson ele fala que não e justo vender ingressos para a final apenas para os sócios-torcedores (ou ele pensa no povão) mas, sugere um “plano” de 200 reais por mês para ajudar a financiar o estádio. Será que o torcedor “povão” que recebe um salário mínimo pode pagar 200 reais por mês? Acho que não!

      Para ajudar acustear o estádio minha sugestão seria a diretoria criar uma programa de arrecadação anunciando nas mídias a conta do clube pedindo fundos para a construção do estádio com contagem do valor pelo site. Em que, a cada 80 a 100 reais doado o torcedor seja (SÓCIO OU NÃO) tenha o direito de ganhar um ingresso para os primeiros jogos no estádio novo.

      SRN.

  • Rafael Oliveira

    Independente de concordar ou não, alguns pontos tem que ser levados em consideração.

    – se 46 mil torcedores financiarem o estádio dessa forma, só teremos o valor total ao final de 5 anos.
    – 200 reais por mês é um valor alto pra um público tão grande, lembrando que o nosso sócio-torcedor ficou na faixa de 50 mil por um bom tempo, sendo que o valor mínimo é 30 reais (sei que o benefício seria muito maior do que o dos sócios).
    – existiria inadimplência e desistências ao londo desses anos.
    – pra aumentar a capacidade do estádio o custo aumentaria, necessitando de mais torcedores fazendo parte desse programa.
    – hoje não é de interesse do clube ter um estádio pra grandes públicos. Porque limita a quantidade de torcedores, perdendo bilheteria nos grandes jogos, mas ganha em sócios-torcedores, porque sabemos que só vamos conseguir ingressos se nos associarmos. Então como a diretoria visa lucro, esse cenário traz o resultado que querem.
    – o terreno é grande, permite a construção de um estádio de maior capacidade, porém o Flamengo planeja fazer um estacionamento com boa capacidade no local e outros elementos pro torcedor.
    – a média de público na temporada não estimula os dirigentes do nenhum clube do Brasil a fazer estádios com grande capacidade, tendo em vista que o Corinthians tem uma torcida regional, São Paulo tem uma população muito maior que o Rio de Janeiro e mesmo assim fizeram um estádio na mesma faixa de capacidade que o Flamengo planeja.
    – o aumento da capacidade do estádio esbarra em outros elementos, como segurança, acesso e entorno do estádio.

    Acho muito bom esse passo dado, precisamos desse estádio, teremos um ganho considerável sem ter que pagar as taxas abusivas do Maracanã e com a capacidade muito maior do que o modesto estádio da Ilha. Falando na Ilha, o legado dela vai ser muito bom, nossos dirigentes ganharam experiência no assunto e creio que teremos uma verdadeira arena que realmente vai botar medo nos adversários.

    • Ruan Pedro

      Ótimo comentário!

      Faço engenharia, e hoje, em qualquer segmento, a prática modular é sempre inserida. Seja na construção civil, elétrica: tudo é feito de modo que possa expandir, sem maiores prejuízos a operação do empreendimento.

      Claro que o dinheiro manda muito, mas essa iniciativa, na minha opinião, seria a ideal: planejar e iniciar a construção de um modelo expansível, seja lateral ou superior, com acessos podendo ou não serem liberados, diminuindo custos de manutenção e operação em jogos de menor público. Isso não é utópico, é perfeitamente executável!

  • Abutre

    A Arena da Baixada, que é um dos melhores estádios do Brasil, foi construído em etapas…
    Com o crescimento financeiro do Flamengo e a perspectiva do clube se tornar a potência econômica e esportiva das Américas, fica difícil definir hoje qual o tamanho ideal do estádio próprio.
    Por isso, seria importante que o projeto do estádio do Flamengo seja um que permita a construção em etapas, que permita a ampliação caso necessário e que permita ainda 2 ou mais configurações de público, visando jogos de menor apelo.

  • Marty Mcfly

    Essa história de assinar uma “intensão de compra” de um terreno é velha, só é pressão pra sair licitação do inviável Maracanã.

    • kingDavid

      Tambem acho

  • Gabriel Ignacio

    Olha a soberba entrando nesse texto, ” 50 mil é pouco , queremos um de 70, 80, 90, 100 mil ” por isso vivíamos nos fudendo, sempre dando passos maiores do que as pernas. É OBVIO que o estádio vai ter capacidade de expansão sem mexer na estrutura principal. Pra quem não tem casa e vive tendo que engolir zoação, uma de 50 mil é mais que suficiente. A venda do nome do estádio já pode ser dada como certa, esse valor de 500 MI cairá pra uns 350 ou 300, quem dirá até menos que isso.

    • Junior Vinicius

      Eu pensei em soberba também antes de ler o texto, mas se ler, perceberá que o autor argumenta, e da boas ideias.

      • Jhonny

        Boas, cara estas continhas matemática não batem até parece que as ideias são simples

        • Junior Vinicius

          Boas é diferente de viável né kkkk

          • Jhonny

            Boas ideias o inferno está cheio esta ideia dele não tem a mínima viabilidade .

    • Jhonny

      Isto nem e soberba e sim viajem de quem acha que o mundo e conta matemática de ensino fundamental.

  • Carlos Leal

    E se vendessem 5 mil cadeiras cativas a 50.000?
    Teriam 250 milhões , mais da metade do valor…

  • Junior Vinicius

    Sendo sincero, é loucura pensar em estádio maior com o futebol brasileiro sendo tão mal gerido como é, se o Fla faz 70 jogos no ano, dificilmente tem mais de 30 jogos com apelo pra colocar mais de 50 mil, isso quando a diretoria facilita a vida da torcida, a ilha do urubu por exemplo registrou péssimos público por falta de inteligência do preço, sem contar que a torcida do Rio é mais seletiva a jogos que vão do que em outros estados, por ter a vantagem de sempre estar perto do clube.

  • Xx’xxxx

    Flamengo tem q levar isto a serio e construir o estadio. Pq ninguem guenta ouvir tanta ziaçao por clube q tem estatus de maior do brasil e nao ter casa. 50 mil ta bom demas se pensar assim como no titulo da materia diz nao vai ter nunca ta no rumo certo e pro futebol brasileiro é isto mesmo. Avante mengao e o bandeira deixa o nome dele na historia o presidente que ergueu o estadio flamengo. E ele meresce ser sempre lebrado.

  • SylarK

    Quando li o título tinha certeza que era o Vinny Dunga, mas aparentemente ele está fazendo escola.

    • Jhonny

      Para todo problema complexo vem soluções simples e erradas

  • Yan Balduino

    Por que o número de comentários em todas as colunas está zerado? Nem dá mais para saber sobre o que a galera está comentando no momento sem ter que clicar em todas as notícias.

  • PET 43

    50 MIL é bom pela média histórica do Fla, MAS é ruim para jogos decisivos, onde o fla facilmente colocaria 100 mil pessoas. Mas não tem como arriscar, pois se o time não tiver muitos jogos decisivos o custo fica muito alto para manter o estádio. Esse ano mesmo, tivemos 3 jogos importantes pela Liberta e dois pela Copa do Brasil (Botafogo e hoje)…Muito pouco!

    Uma ideia seria fazer esse estádio para 50k, e deixar uma possibilidade na obra de no futuro aumentar a capacidade, se realidade mudar

    • Wellington

      Qual é o público pagante em um estádio de 50 mil aqui no Rio de janeiro?

  • Boris D’Paula

    Parece uma boa idéia. Eu acho que para melhorar mais deveria dar mais uns 2 anos de jogos grátis para quem colaborar com o financiamento.

  • LeandroMgaJP

    O terreno tem um bom tamanho; o ideal seria pensar o estádio também com uma boa utilização do entorno, num complexo maior com um mini shopping e algum sistema de utilização integral dos estacionamentos.
    Eis que, na maior parte dos estádios, os estacionamentos se tornam grandes áreas continuamente vazias e sem qualquer utilização ou lucratividade.
    Estádios situados em áreas mais comerciais possuem a vantagem da rentabilização de tal área; se a área em questão não tem o perfil comercial, talvez fosse interesse criar algo assim (ou fomentando a criação) em um complexo de utilização mista, de modo que as áreas sempre fossem minimamente utilizadas.
    Apenas ressalto, os estádios (qualquer estádio) permanecem a maior parte do inutilizados, bem como todo o seu entorno. Há, para um sucesso pleno do empreendimento e até um diferencial, já que o estádio partirá do zero, pensar uma utilização mais plena.

  • Jhonny

    Fico de cara como esta cheio de jenios com soluções simples para resolver os problemas kkkkk. Isto é um desperdício de talento empresa deveriam vir aqui ler estas ideias milagrosas e contratar estes jenios.

    • Gleu Costa

      Não zoa o colunista não, vai que o que ele tem é doença..kkkk
      Torcedor tem hora que viaja para o mundo da perfeição.

  • Jhonny

    Quantas pessoas comportavam a geral no antigo Maracanã?

  • Ronaldo Júnior

    Discordo um pouco, acho que devem pensar em um estádio para 50 mil mesmo, porém, para 50 pagantes flamenguistas, já descontando as gratuidades e os visitantes, ou seja, um estádio com capacidade de 60.000/65.000 mil pessoas, mas que na realidade terá 50 mil flamenguistas pagando ingresso, pois se for 50 mil a capacidade total, no final só terá uns 38.000 mil flamenguistas no estádio.
    Sobre as possibilidades de aporte financeiro por parte da torcida, concordo.. O clube pode pensar em algumas ações para a torcida arcar com o custo do estádio, tanto pagando uma mensalidade, como você diz, vendendo cadeiras cativas, camarotes, bar e etc… ou até mesmo com uma ajuda única, de qualquer valor, depositando em conta… Qualquer ajuda é bem vinda. Enfim, possibilidades de arrecadação não faltam.

    • Jhonny

      Importante é fazer o estádio e que tudo indica será sem parceria e com o clube usando recursos próprios (pegando dinheiro emprestado e dando garantias) se a capacidade no momento chegar a 55 mil como falaram ótimo que deixe infraestrutura para aumentar com o tempo ,(a única coisa que realmente prestou no texto) que a torcida adere mais o ST que isto já basta venda de camarote etc são boas rendas mais futuras.

      • Wellington

        Já pensou quanto sairá uma expansão no futuro?

        • Jhonny

          E vc já pensou quanto ficaria este aumento de capacidade que vc sugere? Se o Flamengo vai fazer e da pra ser feito 55 mil sem parceria etc temos que ficar satisfeito para quem estava fudido a quatro anos atrás e vê que todos que se aventuraram com estádio próprios ou estão reféns de dividas ou de parceiros no mundo ideal fazer um estádio sem expansão seria o ideal no mundo real e a alternativa.

  • Felipe José Schweitzer

    estadio grande = preço do ingresso mais barato. Não adianta pedir preço baixo com poucos assentos lembre-se disso no futuro.

  • Ricardo Dias

    Por que não fazer um estádio para 250 mil pessoas então?
    Bateríamos todos os recordes do Maracanã e teríamos o maior estádio do sistema solar para a maior torcida da Via Láctea!
    Ah, se puder ser às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas melhor!!!

    • Jhonny

      Pq não um de 40 milhões e no céu como a Shield? Nem terreno precisaria.

      • Ricardo Dias

        É isso aí! Vamos pensar grande!!! kkkkk

        • Jhonny

          Pergunto KD as grandes empresas que não buscam estes “jenios”.

          • Luiz Eduardo

            AURÉLIO!!!!!!!!!!!!

  • Luciano Pereira

    Poucos times europeus possuem estádios com capacidade acima de 50 mil pessoas. É Utopia achar que um estádio acima disso seja lucrativo. As pessoas falam com o coração e deixam a razão de lado.

    • Wellington

      Por quê não seria?

      • Luciano Pereira

        Porque economicamente é inviável. Prejuízo! Entendeu?

        • Wellington

          Isso aí já depende se for uma arena parecida com as da copa de 2014 acho que é inviável, mas se for um estádio bem pensado e planejado pode ser viável e bem lucrativo. Não somos especialistas, mas acho que deve ser bem estudado antes de decidir.

  • Jhonny

    Aliás nem a conta de padaria o cara fez direito 200 reais por mês x 12 meses igual 3600 reais ano, em cinco anos seria 18 mil reais por torcedor o que significa que seria necessário 35000 e poucos torcedores

    • Igor Queiroz

      12×200 = 2400 x 5 anos = 12000. SRN

    • Marcos Giovanni

      A matemática realmente não é o forte de vcs né?

      • Luiz Eduardo

        NORMALMENTE NUNCA É KKK.

        • Jhonny

          Errei mereço a correção.

    • João Afonso

      200×12 = 3600? Onde?

      • Jhonny

        Kkkk fazendo meia culpa realmente errei feio a conta maisa ideia do cara e de total falta de noção.

    • Anderson

      Rapaz, eu não sou bom com matemática mesmo não. Mas os dados estão grifados. São 200 por 5 anos

      • Jhonny

        Jenio vc deveria mandar currículo para multifuncional ao invés de perder o tempo em escrever aqui. Ah não ser e claro se vc esta tentando uma vaga dr humorista.

        • Anderson

          Coleguinha, respondi sua pergunta.

  • Gleu Costa

    Pessoal até ontem , o Flamengo tinha uma dívida impagável… Hoje temos a previsão de compra de um terreno para nosso sonhado estádio… Não viagem não deixa o EBM e CIA trabalhar.
    Não sou do Rio… Gostaria que o pessoal desse mais informações sobre a localização, pois sempre vi reportagens da cidade crescendo para região da vila olímpica.

  • Roberto Santos

    Nem mal se colocou uma pedra no chão e já vem esse oba-oba megalomaníaco.

    A única grande liga que tem uma realidade futebolística e de gestão de estádios parecida com a nossa é a da Itália (país com mais renda per capita, mas isso é óbvio). Não vou entrar em detalhes, mas basta ver o que Juventus (maior torcida do país e enfileirando um título atrás do outro) ao sair do trambolho que era o delle Alpi e fazer seu novo estádio, com capacidade para quase 42 mil pessoas. Fora a mobilização de Milan e Inter (que dividem o estádio público San Siro/Giuseppe Meazza), e da Roma e Lazio (com o Estádio Olímpico) para saírem destes e irem para estádios ou arenas próprias com tamanhos e custos menores, consequentemente mais lucro.

    • Anderson

      A densidade de pessoas da Itália é absurdamente menor. 59 milhões ao todo. O espaço geográfico da Itália é muito menor. O custo de ingresso faz muita diferença. Acho que o estudo pode ser bom se analisarmos todas as vertentes

  • Júnior Morais

    SRN, Anderson.
    Achei contraditório seu texto vc fala que não e justo vender ingressos para a final apenas para os sócios-torcedores (ou seja vc pensa no povão) mas, sugere um “plano” de 200 reais por mês para ajudar a financiar o estádio. Será que o torcedor “povão” que recebe um salário mínimo pode pagar 200 reais por mês? Acho que não!

    Para ajudar acustear o estádio minha sugestão seria a diretoria criar uma programa de arrecadação anunciando nas mídias a conta do clube pedindo fundos para a construção do estádio com contagem do valor pelo site. Em que, a cada 80 a 100 reais doado o torcedor seja (SÓCIO OU NÃO) tenha o direito de ganhar um ingresso para os primeiros jogos no estádio novo.

    SRN.

    • Thiago

      E o melhor, pela ideia dele, o cara iria contribuir e entrar no Estadio de graça por 5 anos kkkk OU seja, quem vai no Estadio é justamente quem tem dinheiro, ou ele acha que o “POVÃO” que nao tem dinheiro pra pagar ST e um Ingresso de 50 reais vai ter dinheiro pra dar por mes pra construir o Estadio.

      • Anderson

        Respondido logo acima

    • Anderson

      Bom dia, Júnior. Tudo bem?
      Não. O povão não poderá custear o estádio dessa forma. Mas não é a proposta. Só para compreendermos a situação atual, devemos ter em conta que o ST não é “O povão”. Somos 45 milhões e apenas 0,002 é ST. Tem gente que se desdobra, sim, para pagar o ST, mas a maioria, se não todos, não ganha salário mínimo. A proposta é ter como alvo os torcedores de uma faixa acima do mínimo. Depois que o estádio ficar pronto, os preços praticados por ele não têm a ver com esses 200 por mês.

      Compreendo sua sugestão, ela remete a dois outros projetos que ajudaram a pagar dívidas e custear fatias de Matheus Sávio e Léo Duarte, se não me engano. O problema é a resposta que esse tipo de projeto proporciona, Salvo engano, o programa que melhor arrecadou não chegou a 500 mil. Estamos falando de um valor da ordem 550 milhões. Será preciso outro tipo de projeto.

      Esse projeto não é meu. Foi apresentado numa matéria de um portal brasileiro que eu não encontrei para dar o devido crédito. Eles mostraram como funcionou para um time da NBA. O conceito é semelhante ao muro dos tijolinhos, com a diferença que o associado desfrutaria integralmente do dinheiro investido.

  • Flamaster_Canada

    Cinqüentinha é muito pouco. Eu penso em algo de setentinha (ainda pouco) pra cima. O Maior de Todos deve traduzir sua grandeza também em seu patrimônio, justamente como representação simbólica fidedigna de sua natureza.

    Alguém já viu uma grande nação sem grandes monumentos e obras arquitetônicas que bem a presentam? Então…

  • Bruno Correia

    hoje eu acho um tiro no pé fazer uma arena com capacidade maior do que 50k pessoas, mas por outro lado nada impede de fazer o projeto do estádio permitindo o aumento de capacidade caso um dia seja viável ou necessário.

  • acmpet@gmail.com

    Estadio ideal seria para 70 mil, pra nunca mais se encomodar!! Concordo com a idéia da participação do torcedor, mas a outra parte fica por conta do Clube ou patrocinadores, para juntos chegarmos a um estádio desse tamanho, pra mais tarde não ter quê mexer com obra novamente!! Acho uma sacanagem um jogo de grande apelo ficar uma fatia enorme de torcedor, com dinheiro pra ver o jogo e ficar de fora!! Todo mundo perde com isso, po isso estou dando a idéia e a solução kkk.

  • Wendson Santos

    Vocês falam que 50 é pouco, mas não param pra pensar que, nem sempre esse estádio estará cheio.
    Quanto maior, mais caro, quanto maior, maior o custo de manutenção, pra quem não tem nada 50 mil tá ótimo!!!

    • Indian!

      Pessoal acha que é fácil assim

    • Ciro Elias

      Basta haver a possibilidade de fechar setores em jogos menores. O estádio precisaria ter flexibilidade pra se adaptar à volatilidade do tamanho da torcida. É um desperdício ter capacidade pra lotar 150, 200 mil lugares e se limitar a 50. Essa é a oportunidade de reerguer a alma do velho Maracanã. Com uma verdadeira modernização, que não implique na perda das qualidades do velho Maracanã (tamanho da torcida, diversidade de perfis sociais, volta da geral e da arquibancada, vibração da massa) e acrescente as qualidades da modernização (melhor infraestrutura, flexibilidade no tamanho do público do estádio, conforto pra quem quer, facilidade de acesso e na compra de ingresso). Se não tiver dinheiro pra um estádio tão grande agora, que se projete a possibilidade de expansão posterior. A diretoria precisa passar a investir também na torcida e na identidade do Flamengo. Chega de só lucrar em cima, o tempo de sufoco financeiro passou!

  • Lennon

    Pra quem não tem nada 50 mil tá de bom tamanho. O time com a segunda maior torcida do pais( curintia) nem sempre lota aquele com pouco mais de 40mil!
    Sem comparação mais essas pessoas que falam que lotam fácil é só vê a ilha do urubu.

  • Thiago

    A ideia é boa, quando se vive no mundo dos SONHOS.
    1) Como que um cara que é “povão” que não consegue pagar 30 reais por mês de ST pra comprar ingresso mais barato e ter descontos em produtos, vai ter dinheiro pra pagar estadio ????
    2) Se a torcida pagar o Estadio, os próximos 5 anos ficaria sem bilheterias e o programa ST, o que eles ganhariam com isso ??? Iriam pagar por mes o plano pra nada, ja que os ingressos ficaria “de graça” pra quem contribuiu pra construção do estádio, ou seja, o cara iria parar de pagar o ST e pagar apenas para a construção do Estádio, assim perderíamos renda de bilheterias e ST, uns 60 milhões por ano.
    3) Colocar um estádio de 100 mil torcedores, já que o mesmo propõe 50 mil só pra geral. Mds, em que mundo esse colunista vive, a media de publico do brasileirão ultrapassou 50 mil de media em uns 5 anos só, isso quando o ingresso era quase de graça, numa politica conhecida desde o Império Romano , politica do ” Pão e Circo”.
    4) FLamengo pode fazer um estádio pra uns 50 mil pessoas, com projeto de ampliação pra 70 mil pessoas, e pronto. O restante do terreno, pra fazer um estacionamento e um mini shopping ou uma “vila do lazer” com vários pontos de bebidas e comidas, que o flamengo alugaria para que as pessoas pudessem vender, assim geraria outra renda ao clube.

  • Elvis Presley

    Concordo, Anderson.

    Até porque com o estádio próprio os custos diminuiriam e o ST poderia se adequar visando uma captação maior de torcedores ‘geraldinos’, digamos, de condições mais humildes, ampliando assim a capacidade do estádio para 70, 80 ou 100 mil, já que a adesão ao ST certamente duplicaria.

    Somos o Flamengo e temos que pensar conforme a proporção do nosso tamanho e alcance.

  • Ronaldo Júnior

    Algo que pode ajudar muito o clube é a venda dos “namights rights”.
    Se caso seja interesse do Flamengo em vender o nome do estádio é ideal que se faça já, depois que começa a construir fica quase impossível conseguir vender, pois o estádio já será batizado pela mídia e pelo povo (vide caso do Corinthians, isso mesmo, temos que aprender com o erro dos outros).
    Alguns outros “namights rights” não pegaram na cabeça do povo pelo fato de ter sido reforma, como por exemplo o do Palmeiras (Allianz Parque) e a Fonte Nova (Arena Itaipava), deste modo, fica na cabeça do povo e da mídia o nome antigo, como por exemplo, o Engenhão, que o Botafogo insiste em querer chamar de Nilton Santos, porém, é quase impossível de mudar pelo costume, outro caso, é a Arenas das Dunas em Natal, que muitos ainda costumam chamar de Machadão.
    Ou seja, o Flamengo tem a vantagem de ser um estádio novo, que será batizado agora.
    Enfim, tudo isso pra dizer que é possível vender o nome do estádio, desde que faça isso logo, antes de iniciar a construção. E, que no dia da apresentação do projeto, o estádio já venha com um nome. Tenho certeza que seria ótimo para a empresa que investir e para o Flamengo.
    Exemplos: Arena Bradesco, Arena MRV, Arena Itaú, Arena Brahma e etc.

  • Rodrigo Augusto

    O Flamengo vem buscando estádio a anos. Na hora da compra vem esse cara falar que 50mil é pouco. São pouco jogos que vai lotar amigo. Jogos grandes. Média de público do Brasileiro tem que ser nesse tipo aí mesmo. Sem contar que estádio de 50 está de bom tamanho para o momento que estamos. A torcida do Flamengo as vezes falam muito. Apoio estádio para 50mil. Pra cima deles Mengão… SRN

    • Dieki

      O lance é que o momento tende a ser melhor a cada ano que passa. De modo que quando o estádio ficar pronto, ele terá capacidade pequena e não será possível expandir.

  • Dieki

    Se é para 50k, que permita posterior expansão. O Flamengo terá time para atrair torcida mesmo em.jogos ridículos. Outra coisa, uma parte razoável de público do Santiago bernabeu é de turistas, é um filão a se explorar também.

  • Diogo Mattos Figueiredo

    Acredito que pensar em um projeto para 50 a 55 mil pessoas seja o ideal. O futebol brasileiro passa longe dessa média de público. Temos também que pensar em setor popular sim. Ingressos de R$20,00 a R$40,00. Poderiam pensar até na volta da geral!

    Claro que se tratando de estádio moderno, projeto moderno deve apresentar propostas de ampliação sem paralização, claro!

    SRN.

  • Indian!

    50 mil já está excelente , aqui não é Futebol europeu que a torcida lota o estádio em todos os jogos independente da condição do time

  • William Leonardo

    50 mil tá bom sim, mas como vc disse, tem q pensar no futuro, fazer um estádio com pretensão de aumentar. Podia tbm fazer uma cidade do flamengo lá, não sei se dá.

  • Weslei Alvarenga

    50 mil ta de bom tamanho, mas uma boa alternativa pra te alegrar, é fazer num molde onde que alguns clubes da europa estão adotando ultimamente, que é construir o estádio com expaço para ampliação. Se o clube tiver com muita gente na fila de espera para poder assistir, faz mais uma fileira de cadeiras em todo o estádio.

  • heptafla

    O estádio ideal seria para 70 mil.

    • Narcox

      pra que um estádio de 70 mil se a policia nunca vai deixar usar a lotação máxima ?

  • cALIBAN

    46 mil sem pagar é muita viagem. O clube ia pagar pra jogar então, né?

    • Flamaster_Canada

      Bota nego pra ficar de pé no concretão. Aliás, muitos de nós queremos isso de volta! Eu sou um deles. Melhor dez em pé do que 2 ou 3 mimados no sucrilho e na nutella do fucking padrão fifa, cALIBAN!

      • cALIBAN

        Não to falando disso, to falando de ter lucro ou prejuízo pra jogar. A ideia do cara é que 46 mil tenham direito a entrar de graça por 5 anos por terem financiado o estádio.
        Isso faria o Fla jogar de graça por 5 anos também, a não ser que houvesse sempre quem pagasse o ingresso com valor dobrado pra bancar os que vão sem pagar.

        • Flamaster_Canada

          Faz-se um estádio mais modestos com mais lugares. Preços de ingresso serão mais baratos, mas nem tão barato assim, o suficiente para passar o lucro de um estádio padrão fifa para, sei lá, 40, 50 mil, e aindo com a força tradicional e inigualável da Magnética presente, a fonte de super poderes do Mengão. Cai a qualidade do conforto, ganha-se qualidade de espetáculo e mantém a tradição viva.

          O espetáculo, o show do Flamengo venderia muitas outras coisas também, como: mais cota de tv, atrairia patrocinadores e publicidade, chamaria atenção internacional, mais pressão nos buchas da arcoíris united, ou seja, mais títulos, etc etc etc.

          Traria o espiríto do Maracas para dentro de nossa nova casa.

          O que acha? Sairia até mais barato meter concreto pelado. Pinta de vermelho e preto. Pronto, morreu o assunto. E, quanto mais gente, melhor para as vendas de comida, bebidas, produtos e serviços. Mesmo que seja parte desse público incapaz de consumir, muitos deles, provavelmente a maioria, vão deixar muita grana no estádio – até porque eles não foram assaltados na bilheteria! Sobra mais tutu para gastar.

          • cALIBAN

            A ideia é boa mas o material concreto q vc falou tá o olho da cara hj em dia. Deve ter opções mais econômicas.

  • Narcox

    eu já acho o contrario 50 mil esta bom afinal a policia dificilmente deixaria ter publico de 60 a 70 mil

    • Rubens

      Nem a FIFA permite estádios com capacidade para mais de 50. 000 torcedores.

  • Claudio Gomes

    Demoramos muito tempo pra ter um estádio próprio,e agora que temos a possibilidade não vamos pensar pequeno, ou o Flamengo tem medo de ser grande, acho que um estádio de 70 a 90 mil estaria ao tamanho do Flamengo, hj já são 100 mil sócios pior é só os sócios já enche!!!

  • Vinicios Mendes

    Eu tinha certeza que ainda teria reclamação de pela sacos, não estamos enchendo o estádio da ilha em vários jogos imagina uma arena de 70/80 mil, ainda sugere que 50 mil pessoas entrem no estádio de graça… e as manutenções? Despesas? Ficam onde? meu amigo, Existe um abismo enorme entre Brasil e Estados Unidos, acorde pra vida, e se caso construíam um estádio pra 30 mil agradeça pois a pouco tempo não tínhamos dinheiro nem pra paçoca.

    • Marcelo Carmo Santos

      Penso da mesma forma.

    • Bruno Mirandela

      Vc quer comparar a ilha com a av.brasil mesmo?
      Em termos de locomoção n tem comparação meu amigo.
      Entrar e sair da ilha é um inferno, por isso q o apelo é bem menor.

  • Alexander Copello

    Sou um fã contumaz do maracanã…o estádio mais central, com mais história e bonito tb do Brasil…porém o Flamengo tem que ver a vida dele…e seguir em frente. Sei tb que a primeira opção ainda é o maracanã para esta diretoria, porém o anuncio de opção de compra de um terreno não é só ameaça é uma realidade…onde o flamengo mesmo querendo o maraca não vai mais esperar mais que fim de 2017. Para dizer que não falei de problemas…um estádio na Av Brasil, entre Manguinhos e Benfica, terá somente um objetivo…o futebol. Será um estádio de futebol…Pq Alex? Pq ninguém fechará nenhum evento de música, ou outro neste estádio ( pela localização…quem é do rio sabe disso)…por isso um estádio de 50 mil está de bom tamanho…e smepre deverá estar com 35 mil no minimo…pq seremos nós e apenas a gente…a Magnética que colocará renda lá…e na verdade não precisa mais de anda rssss.

  • Diego Souza

    Agora é momento de pensar com coerência. Podemos usar o exemplo do Corinthians, que fez uma obra faraonica aquém das necessidades reais do futebol brasileiro. Os jogos já não enchem tanto e sabemos que os campeonatos estaduais não são mais atrativos. Um estádio com capacidade para 50/55 mil pessoas estaria de bom tamanho. Mas em contrapartida, seria maravilhoso se tivesse uma geral, com a galera em pé mesmo. Não nos custa nada sonhar… Não sei o que a Fifa recomenda para construção de estádios, mas imagino que não possa passar de 70 ou 80 mil. SRN!

  • Marcello

    Seria lindo se o Flamengo ressuscitasse a geral. Seria a verdadeira casa do Mengão!

    • Reinaldo Martins

      É isso…

  • Ciro Elias

    Basta haver a possibilidade de fechar setores em jogos menores. O estádio precisaria ter flexibilidade pra se adaptar à volatilidade do tamanho da torcida. É um desperdício ter capacidade pra lotar 150, 200 mil lugares e se limitar a 50. Essa é a oportunidade de reerguer a alma do velho Maracanã. Com uma verdadeira modernização, que não implique na perda das qualidades do velho Maracanã (tamanho da torcida, diversidade de perfis sociais, volta da geral e da arquibancada, vibração da massa) e acrescente as qualidades da modernização (melhor infraestrutura, flexibilidade no tamanho do público do estádio, conforto pra quem quer, facilidade de acesso e na compra de ingresso). Se não tiver dinheiro pra um estádio tão grande agora, que se projete a possibilidade de expansão posterior. A diretoria precisa passar a investir também na torcida e na identidade do Flamengo. Chega de só lucrar em cima, o tempo de sufoco financeiro passou!

  • Bruno Mirandela

    Eu faria estádio para 70 mil. Desses 70 mil tiraria 10 mil para fazer cadeiras perpétuas a 50 mil , pagando a prazo, e se conseguissem vender da pra recuperar o dinheiro quase q todo investido.

  • Reinaldo Martins

    Atrás dos gols a muralha vermelha nos moldes da amarela do Borussia…e realmente tem que ter um jeito de trazer a galera de volta…