Presidente do Santos é suspenso por 4 meses

A Copa do Brasil parece ter realmente acabado para o Santos. No início da noite desta quarta-feira (09), Modesto Roma Jr foi julgado após insistir em interferência externa na vitória do Santos contra o Flamengo, onde a equipe santista saiu eliminada pelo somatório de gols.

Modesto Roma foi julgado, recebeu suspensão de 120 dias e uma multa no valor de R$ 100 mil. Durante a penalidade, Modesto não poderá exercer sua função de presidente e também não poderá comparecer a áreas específicas para membros do clube, como vestiários e camarotes. Para ir no jogo do Santos, só como torcedor comum pagando ingresso.

O Santos entende que as provas não foram analisadas de maneira arbitrária e vai recorrer da decisão. O clube vai dar entrada em um pedido de efeito suspensivo para o presidente Modesto Roma Júnior.

A procuradoria do STJD vai investigar a testemunha que o Santos usou em sua defesa.

Quando o juiz pediu para que o clube apresentasse foto do torcedor que viu a interferência, foi constatado somente uma foto normal de Eric Faria, tirada do camarote, e, em seguida, fotos do Neymar, segundo Rodrigo Mattos.

Na tarde desta quarta (09), ainda antes do julgamento, o clube de São Paulo negou a interferência externa e retirou o pedido para que o jornalista Eric Faria fosse excluído dos gramados.

31 Comentários
Carregando comentários...