Éverton Ribeiro tem melhor aproveitamento jogando centralizado

O Flamengo volta a campo neste final de semana. Mais precisamente no domingo, às 16h, diante do Atlético-MG, no Estádio Independência. E, mais uma vez, a responsabilidade de conduzir o time estará nas mãos, ou melhor, nos pés de Éverton Ribeiro.

Com Diego suspenso pelo terceiro cartão amarelo e Guerrero, lesionado, o camisa 7 deve atuar da mesma forma como jogou contra o Palestino-CHI, na última quarta-feira: como meia de ligação.

No esquema tático do ex-técnico Zé Ricardo, Éverton Ribeiro era responsável por jogar na ponta direita, deixando o meio livre para Diego. Mas, na ausência do camisa 35, o camisa 7 é deslocado para ser o criador das jogadas rubro-negras. Já atuou nesta posição em quatro jogos (Coritiba, Vitória e nos dois confrontos contra os chilenos). Com exceção ao jogo diante dos baianos, ER7 atuou bem em todos os outros, marcando gols e distribuindo assistências.

“Quando jogo pelo meio, tenho um pouquinho mais de liberdade, porém na lateral foi onde eu consegui me firmar no futebol brasileiro. Sempre que precisar, quando alguém tiver fora, ou o treinador optar por me colocar no meio, estarei à disposição”, disse, recentemente, o jogador.

Em 12 jogos, o meia já marcou quatro gols e distribuiu quatro assistências.

Veja mais:

Conca vai custar, até o final do ano, R$2,5 mi aos cofres do Fla

Qual a REAL condição de Dario Conca? Abre o jogo, Flamengo!

Entenda a demora para concretização do acerto entre Fla e Rueda

O brasileirão acabou, Flamengo

58 Comentários
Carregando comentários...