De olho no rival: Luan e Fred são dúvidas para jogo contra o Fla

O Atlético-MG está em crise! Eliminado da Copa do Brasil e recentemente da Libertadores, o Galo vem “mal das pernas” no Campeonato Brasileiro. É apenas o 15º colocado, com 23 pontos, em 19 jogos. Vivendo uma má fase técnica, a diretoria volta a mandar os jogos no Estádio Independência (depois de anunciar a ida dos mandos para o Mineirão). Entretanto, o rendimento no Horto também não é bom. Pelo Brasileirão, foram apenas duas vitórias em nove jogos.

Para o confronto contra o Flamengo, o técnico Rogério Micale tem dúvidas se poderá contar com Fred e Luan. Os dois saíram desgastados do confronto contra Jorge Wilstemann, na última quarta-feira. Por isso, é necessário uma avaliação mais detalhada para saber se terão condições de jogo.

“Se os jogadores estiverem bem, vão para o jogo. Não tem sentido eu poupar mais ninguém neste momento. Eles só não irão se tiverem questão física ou médica. Eles estão se recuperando. Se tiver bem, não vejo motivo para não jogar. É um grande jogo, um clássico nacional, contra uma excelente equipe, com posição boa na tabela. Estamos vivendo um momento ruim, mas precisamos pontuar e vencer em casa, recuperando nossa confiança, com a cabeça focada em ganhar. Respeitamos o Flamengo, mas nosso momento requer que a gente volte a pontuar o mais rápido possível”, disse Micale.

Do lado rubro-negro, a situação dentro de campo e os resultados ruins não são motivos para confiar em um favoritismo. Por isso, o lema na Gávea é respeitar o Galo.

“O Flamengo está sempre preocupado com a sua maneira de jogar e não com a situação do nosso adversário. Olhamos para o Atlético apenas no sentido de procurar a melhor forma para superá-lo, o que não é uma tarefa das mais tranquilas, principalmente por conta da qualidade de seu elenco. Vejo um jogo equilibrado e é importante chegarmos bem”, afirmou o zagueiro Juan.

A bola rola neste domingo (13), às 16h.

Veja mais:

Flamengo “corre” para recuperar Guerrero até semis contra Bota

Reinaldo Rueda é o novo técnico do Flamengo

Após 10 anos, Diego Alves reencontra Atlético-MG

“Reinaldo Rueda: entre o céu e o inferno”

11 Comentários
Carregando comentários...