Home Colunas Anderson Alves Qual o seu Flamengo?

Qual o seu Flamengo?

2940
204
SHARE

Quantas vezes você já ouviu que “este elenco na mão de treinador x estaria voando”? Quantas vezes você já ouviu “com elenco ridiculamente inferior, Abel, Carille e Jair fazem campeonatos muito melhores”? Não. Esta coluna não é uma defesa de Zé Ricardo pela manutenção do esquema que o acorrenta há mais de ano ao 433, 4231 para alguns, mas uma reflexão sobre as propostas de jogo de cada treinador que ouvimos falar por aí e qual o modelo que queremos para o futebol do Flamengo.

Para começarmos a nossa conversa sobre o assunto, é preciso tentar conceituar, ainda que de maneira precária, alguns termos do tatiquês para melhor entendermos do que falamos. A primeira coisa que precisamos saber é que um time, durante um jogo de futebol se utiliza de quatro fases de jogo com a bola rolando. Elas formam um ciclo e como a equipe efetua cada fase depende sua apresentação na partida. Elas são: Ação defensiva~transição ofensiva~ação ofensiva~transição ofensiva.

.

Com esse conceito definido, via ótimo Caio Gondo, já podemos falar dos principais entraves do futebol jogado no Brasil. Fazendo o possível para não ficar vendo o copo meio vazio, podemos observar que o futebol praticado em terras brasílicas, no mínimo é deficitário no que tange às quatro fases. Hoje, posso afirmar que nenhum dos times em território nacional aplicam na prática todas as fases durante os jogos, ou o fazem de modo insatisfatório.

O líder do campeonato nunca propõe o jogo. Está sempre acastelado em sua defesa e saindo para o contra-ataque. A mesma proposta de jogo que Fluminense e Botafogo dos técnicos citados no primeiro parágrafo. O segundo colocado é um dos poucos times que procuram, ao máximo, propor o jogo. Contra o Flamengo, time que também propõe, utilizaram uma tática diferente. Chutaram pouco, acharam um gol e se defenderam, mas os gaúchos têm se destacado pelo toque de bola que já vinha do time com Roger e perdura, mas perde um pouco a velocidade nas transições defensivas, o que de fato não exclui o time das quatro fases, como disse acima, mas não permite que o time seja completamente eficaz. Basta ver que é um time que leva muitos gols mesmo com bons jogadores na defesa.

Isto nos levará ao próximo nível de tatiquês. Falamos aqui acima sobre Proposta de jogo, que vem a ser o que o time busca fazer durante as partidas. Por exemplo, o Barcelona de Guardiola propunha o jogo como posse da bola, cansando os adversários pacientemente até que uma brecha aparecesse para finalizar de média ou curta distância. A proposta de jogo de Corinthians, Fluminense e Botafogo é se entrincheirar na marcação em seu campo e conectar contragolpes fulminantes. A proposta da seleção brasileira é mais equilibrada, fazendo as quatro fases de modo efetivo e buscando o gol de todas as maneiras possíveis (cruzamentos, infiltração, chutes de fora etc).

Talvez se faça necessário falar, mesmo que pouco, uma definição do Modelo de jogo, que é o conjunto predominante de ideias que sobressai de um time com a bola rolando. O conceito é bastante amplo e até parecido com o da proposta, numa análise simplista, mas não querem dizer a mesma coisa. A palavra chave para decifrar o modelo é como. De que forma a proposta de jogo será alcançada é o que vai ditar o modelo e é exatamente onde queremos chegar.

Já parou para analisar o modelo de jogo que o seu time historicamente possuí? Qual a proposta de jogo nós queremos para o Flamengo? Que técnico melhor se encaixa nestes conceitos?

Nesta coluna vamos parar por aqui. Neste caso, a coluna se transforma em ensaio que nos leva a refletir sobre o tema proposto. As perguntas finais funcionam como uma provocação na prática. Vamos bater um papo sobre tática e treinadores que melhor aplicariam este modelo/proposta no nosso time do coração. Ah, e se discorda também podem falar. As críticas construtivas sempre serão bem vindas.

Referência:

GONDO, Caio. Quais as diferenças entre modelo e proposta de jogo? Disponível em: <https://medium.com/@CaioGondo/quais-as-diferen%C3%A7as-entre-modelo-e-proposta-de-jogo-bb77a6a68b69> Acesso em 18/07/2017

Anderson Alves, O otimista.

Comentarios

comentário

  • Alexsander Alves Dias

    O meu Flamengo seria um 4141 com variações:
    Diego Alves. Pará. Réver. Rodolpho e Trauco. Cuellar. Geovanio. Diego. Everton Ribeiro. Diego. Everton Cardoso e Guerrero.

    • Anderson

      Boa. Queria ter tentado o Conca, mas não se recuperou a tempo, pelo visto. Mas qual modelo você usaria? Qual modelo você acha que é o do Flamengo?

      • Alexsander Alves Dias

        Modelo bem simples se a gente imaginar que com esses jogadores nos podemos variar pro 4231, 442 e o 433. Isso serve para cada ocasião, cada adversário. Porém, tem que treinar bastante e fazer com que esses caras joguem, ter infiltração, jogadas ensaiadas, enfim … E isso não vemos com nosso treinador. Mas, não sou muito de cornetar. Vamos ver onde vamos parar esse ano.

        • Thiago Covre

          O mais impressionante é que o time do ano passado treinado pelo zé ricardo e com peças inferiores tinha mais paciência para trabalhar a bola e esperar o momento certo para dar um passe vertical e concluir a jogada em gol. Nâo sei o que aconteceu neste ano, infelizmente…

          • Alexsander Alves Dias

            Acho que a partir do momento que vc volta de uma temporada para a outra, as coisas tendem naturalmente a dar uma caída, é normal. Só que esse ano vejo mudanças com mais frequência até por conta da quantidade dos campeonatos e a chegada de novos jogadores. Isso até faz sentido porque podemos perceber que o time vinha sempre com uma escalação diferente, agora deu uma melhorada e estamos repetindo. Mas, deve levar mais um tempinho pra encaixar. Vide o Corinthians, dificilmente muda e vem passando por cima de todos.

          • Thiago Covre

            Eu queria muito acreditar nisso, mas perdi as esperanças no zé… SRN

          • Alexsander Alves Dias

            Eu não acredito no Zé. Aliás acho que não ganharemos nada esse ano. Acredito sim no próximo ano. Porque eu acredito que o Zé não fique não.

          • Thiago Covre

            estou contigo, acho que o ano do flamengo será 2018. nesse ano acho que pegaremos ou copa do brasil ou sul americana… SRN

      • Ednaldo Sousa

        O Flamengo trouxe Rômulo, mas não tem atuado bem, tem Márcio Araújo sem qualidades de saída, tem Willian Arão em péssima fase, precisamos encontrar uma solução ali, senão time adversário vai sempre encontrar falhas para um contra ataque mortal…

        • Anderson

          Beleza, Ednaldo. A minha impressão é que os contra-ataques se dão por outro motivo. Dá uma olhada na resposta ao André pouco acima, se interessar. Acho que o Zé encontrou a solução. Ele só não tem coragem de colocá-la em pratica

          • Ednaldo Sousa

            Aí sim hein!
            eu acho que Ramires cairia bem ali.

          • Anderson

            Alguém vai me xingar, mas eu acho desnecessário. Tem Rômulo e Ronaldo. Se Arão voltasse a jogar bem seria titular. Fora que ele ao menos testou o Diego ali contra o Cruzeiro. São muitas possibilidades. Sobre contratação, para o ano que vem eu pensaria num substituto do Guerrero, o que parece que a Direção não confia em Vizeu, e um melhor lateral direito.

            Quando as pessoas pensam na volância, pensam no Baidu. Eu já nem o enxergo mais

    • Andre Sevp

      Aí sim … com 12 em campo (e dois Diegos no meio) ninguém ganha do Mengo hehe

    • Gustavo

      Eu usaria o Diego e o Everton Ribeiro a frente do Cuellar (já que possuem um certo poder de marcação) e revezaria as subidas dos 2, abrindo Geovanio e Everton Cardoso pelas pontas com velocidade. Mas seria necessario um sacrificio maior de Everton Ribeiro e Diego na marcação, já que teriamos somente Cuellar na função. Mas cmo o passe deles é de qualidade a tendencia é que ficassemos mais ainda com a posse de bola. Mas me anima a ideia de Romulo e Cuellar de volantes!

      • Anderson

        Por mais que eu entenda que o momento do Everton seja bom, eu tentaria o Vinícius em todas as partidas por ali nesse seu esquema. E o modelo? Queria ver o time posicionado com pressão no momento da perda da bola. SRN

    • Carlos eduardo Andrade

      Diego é um monstro mesmo pode se divide em dois. Kkkk

      • Alexsander Alves Dias

        Realmente. Rs. Não percebi. Dessa vez sou obrigado a colocar a culpa no teclado automático. Kkkkk. Mas, vc entendeu. Rs

        • Anderson

          auhauhauhauhauh
          Tranquilo. É o costume

    • Thiago Covre

      Essa formação se bem treinada é destruidora…

  • danilo

    o flamengo pra hj colocaria – thiago – pará – rever – juan – trauco – romulo – diego – everton ribeiro – berrio – everton e guerreiro.

  • Junior Vinicius

    Olha cara, normalmente eu não leio as colunas feito pelo os colunistas daqui, principalmente a de Vinni Dunga, mas essa está bem escrita, parabéns.
    Colocou de maneira clara porque não podemos nos precipitar na troca de treinador, nenhum hoje joga um futebol decente, a maioria possui falhas claras, ou até covardia como o time do Corinthians, que só não é criticado porque está alcançando resultados.
    Pra mim o Zé Ricardo deveria sair, ninguém pode errar tanto e ficar impune como está acontecendo, mas tem que ser um treinador comprovadamente eficiente pra nosso estilo de jogo, que é um time com posse de bola é futebol técnico, e isso eu só enxergo no Rueda e Fernando Diniz.

    • Anderson

      Opa, tudo Bem Junior? Sou um pouco reticente com o Rueda e vejo o Diniz precisaria de rodagem. Havia pensado em colocá-lo no time de baixo. Diniz sempre treinou jogadores medianos, dar jogadores top na mão dele poderia ser uma temeridade. No fundo penso que poderia treinar um time médio antes de galgar o Flamengo. Tite é o meu brasileiro, mas não sairia da seleção. Eu faria a loucura no Bielsa, mas para o ano que vem.
      Por fim te convido a dar uma boa lida nos colunistas daqui. Todos pensamos diferente, temos abordagens diferentes, mas queremos um Flamengo mais forte acima de tudo. E sobre o Vinny, há colunas em que ele é certeiro, como na última sobre a renovação/venda do Guerrero.
      TMJ

      • Junior Vinicius

        Reticente com o Rueda? Porque?
        Sim, esse é o perigo do Diniz, é uma aposta alta, porém se vinga o bônus também é alto, afinal aquele time vice campeão paulista jogou o futebol que eu tanto sonhei no Flamengo, com jogadores medianos ele fez aquilo, tem personalidade forte também.

        • Anderson

          Acho que o Rueda é um treinador já com uma bagagem que temos referência apenas de um bom trabalho. Inclusive quando perdeu peças, perdeu o time, o que é compreensível. Preferia apostar num mais certo.
          Outra característica do Diniz que preocupa. Personalidade. Me parece que se os títulos não vierem este ano, a diretoria vai procurar uma unanimidade. Alguém que garanta ao Flamengo títulos, porque será o último ano da gestão.

          • Thiago Covre

            Te indico pesquisar mais sobre o rueda, ele não teve apenas um bom trabalho. É de longe o melhor técnico sul-americano disponível no mercado. SRN

          • Anderson

            Já quis fazer isso, mas é muito flagrante que há técnicos melhores. Lógico que estão dirigindo seleção, mas são melhores que Rueda. Eu olharia com carinho para o Bianchi, mister libertadores.

          • Thiago Covre

            Vale a pena.. para quem gosta de um futebol bem jogado é bom saber mais sobre Reinaldo Rueda. Eu confesso que assisti quase todos os jogos do atlético nacional pelo youtube, principalmente no ano em que ganhou a libertadores. Era um dos poucos times sul-americanos que jogavam um futebol competitivo e agradável.

            Bianchi está sem clube? Se sim também seria uma boa pedida..

          • Anderson

            Bianchi tá disponível sim. Já pensou em aposentar, mas acabou voltando

          • Junior Vinicius

            O complicado é que não se tem tantas opções no mercado, qualquer opção envolverá riscos.

          • Anderson

            Você teria algum nome? Existe algum brasileiro que não seha aposta?

          • Junior Vinicius

            Foi o tempo mínimo que os times europeus levaram pra consolidar seu estilo de jogo, há quem levou até mais tempo.
            Acredito que se for mantido uma linha de pensamento, o treinador será apenas uma peça do quebra cabeça, e não será uma tragédia se não conseguimos manter algum por esse tempo todo, desde que a troca seja por um que se mostre competente em jogar o futebol proposto pela filosofia da instituição.

          • Junior Vinicius

            Pelo visto não

      • SylarK

        Falou tudo certíssimo até a parte do Vinny, mas que é o menos importante

        • Anderson

          Tudo bem, Sylark? Leu essa coluna que citei?

          • SylarK

            Não posso. Fiz uma promessa que se eu nunca mais lesse nada dele o Flamengo ia contratar o Diego Alves.

          • Anderson

            Então agora tá liberado auhauhauhauh
            Flamengo já contratou!

          • SylarK

            É, mas vai que ele se machuca, ou desanda a frangar? Não posso ter esse peso nos meus ombros. A durabilidade do Caramujo já é macumba demais para um time só!

          • Anderson

            auhauhauhauhauhauh
            Deus tá vendo auhauhauauha

  • Serginho Meira

    O problema do Flamengo não é a formação e sim andamento de jogo. Quantas vezes vimos o Flamengo chegar na intermediaria e voltar a bola. Zé Panela com essa mania de ter a posse bola tende a tirar a velocidade do time deixando a defesa adversária se armar, ai não resta outra jogada a não ser o chuveirinho.
    Tirando que o caramujo não cria e não tem intimidade com a redonda (a bola é sua inimiga) tira a velocidade do time.
    SRN

    • Anderson

      Senti um comentário de super campeões ali. A proposta não é ruim. Mal comparando, ele pensa futebol como o Barcelona do Guardiola, mas não tem muitas jogadas de infiltração e cruza bastante na área, o que aquele time não fazia.

      • Serginho Meira

        Tem uma pequena diferença nos não temos Iniesta e Xavi que armam o Barça aqui nos temos Caraimujo e Cuellar (arma bem mais não tanto quanto a dupla e fk sobrecarregado) e o Diego é mais o Messi de lá.

        • Anderson

          Everton Ribeiro está mais para Messi xD, mas levo em consideração a diferença técnica. Quis falar da proposta e a proposta se pode fazer com qualquer tipo de jogador

          • Serginho Meira

            E tem um agravo nesta história Zé Panela não é Pepe Guardiola e nem de perto lembra.

          • Anderson

            Então. Seria só a forma de enxergar o futebol. Não a qualidade de efetuá-lo.

          • Serginho Meira

            Para ter qualidade e fazer o que o Zé Panela quer em primeiro é barrar Caraimujo e testar os outros na função e ate com o Arão pode melhorar embora minha escolha seria Rômulo e depois tentaria Ronaldo e so depois daria nova chance ao Arão por meritocracia!

          • Anderson

            Eu colocaria o Diego.

          • André N Lessa

            Anderson,

            Mesmo sob o risco de parecer um comentarista de obra pronta eu vou tecer alguns pontos para esse ótimo gancho que encontrei na sua conversa com o Serginho.

            Quando o Flamengo apontou na direção do Conca eu teria chamado o Paquetá, o Arão e o Diego de canto e conversado sobre o treinamento dos dois como segundo volante.

            Só que nesse contexto eu pensaria em uma variação defensiva também: Quando tivesse o Diego de segundo volante eu testaria também um esquema com 3 zagueiros de forma a utilizar a juventude do Leo Duarte e a experiência do Juan.

            Testaria o Paquetá como segundo volante em conjunto com o Diego para ter uma transição defesa – ataque mais rápida quando em um contra golpe como também ter mais um jogador de bom passe e visão de jogo no meio. Esse já seria um ensaio para no futuro ter Diego e Conca jogando juntos.

            Com 3 zagueiros eu poderia liberar um pouco mais os ofensivos laterais que o Flamengo tem. Mesmo na época do Jorge a cobertura pela esquerda em seus avanços era deficiente.

            Seria uma forma de ajustar essa situação.

            O “primeiro volante” seria ou Ronaldo ou Rômulo. Como o Rômulo não estava bem condicionado fisicamente o Ronaldo teria as oportunidades de mostrar a que veio.

            Meio para frente eu trabalharia mais a questão do Guerrero saindo da área para abrir espaços nas jogadas pelo meio. Se a solução da jogada se desenhasse em um possível cruzamento então o time teria de ter pelo menos 3 jogadores fechando na área para a conclusão. Nesse ponto, povoamento da área adversária, é clara a evolução do time em relação ao ano passado.

            Ainda teria de parar para pensar nos 11 em campo.

            Concordo contigo que ER7 tem a mobilidade do Messi. Falta e muito ao Flamengo é fazer aparecer os espaços na defesa adversária.

            SRN

          • Anderson

            Beleza, André. Concordo aos nomes para segundo volante, embora entenda que Arão já jogasse assim.
            Não testaria com três zagueiros, não. Continuaria a treinar as subidas dos laterais intercaladas. Forçaria muitos treinamentos, aproveitando semanas em que o time jogasse CB, Sulamericana ou Primeira Liga, Mas principalmente testaria no Carioca, um modo de sufocar times que joguem fechados, acho o carioca perfeito para isso, treinando o time para fazer marcação pressão ao máximo possível, o que nos leva a investir numa pré temporada forte, o que tivemos chance de ter este ano.
            Sabe onde eu tenho visto que damos contra-ataque? No posicionamento dos zagueiros. Como eles NUNCA saem da linha do meio de campo sem a bola, fica um buraco quando atacamos e ao perder a posse, sempre temos adversários prontos naquele setor e que pegam a zaga lenta voltando e de frente. Nosso goleiro não foi capacitado para interceptar estes lançamentos.
            Enfim precisa treinamento e só teremos semanas livres no mês que vem. Duvido que o Zé tenha capacidade e tempo de treinar isso.
            TMJ

          • Thiago

            Ainda bem que o ZR nao tem tempo pra treinar, pois sempre que tem uma semana cheia o time volta uma “bosta” e geralmente perde ou empata. Isso desde o ano passado.

          • Anderson

            Isso é uma verdade. Mas concorda comigo que não deveria ser?

          • Thiago

            Logico que nao deveria ser, mas é a verdade. ZR nao é ruim, so nao serve pro flamengo. Se estivesse no corinthias estaria fazendo um bom campeonato assim como o carille pois o time deles desde o tite joga fechado em contra ataque. O flamengo é time de posse de bola, de agredir o adversario e isso o ZR nao consegue fazer o time jogar.

          • André N Lessa

            Então, Anderson.

            Por isso inclui o Arão na conversa. O carioca se torna fundamental no planejamento na medida em que ele tem de ser incorporado na pré temporada. A exceção à regra poderá ser no caso de ter de jogar a “pré libertadores”.

            O papo versaria sobre o rodízio para rodar o elenco mantendo o estilo de jogo e pegada.

            Jogar com dois zagueiros e repetir exaustivamente o avanço intercalado dos laterais seria uma alternativa também para mim desde que tivéssemos pelo menos um zagueiro rápido. Por isso a minha aposta no Leo Duarte. Começaria com 3 zagueiros para não criar nenhum desconforto imediato e o Leo Duarte poderia provar dentro de campo com a sequência a sua titularidade.

            De uma forma geral tenho reparado que quando a titularidade é ganha no campo a aceitação do grupo é sempre mais tranquila. Talvez por isso a questão do MA seja tão emblemática e criticada.

            Os zagueiros talvez não subam, ou se apresentem ao ataque como elemento surpresa (quem faz muito isso é o Mina no Palmeiras) justamente por saberem que não têm velocidade para voltar em tempo da recomposição.

            Mas isso deveria ter sido feito na pré temporada. Agora realmente fica bem difícil.

            SRN

          • Anderson

            Fica difícil sim.
            Mas acho Léo Duarte lento. Já falei aqui que deveria ser feito um trabalho com ele e com Denner para melhorar a velocidade. O Zagueiro rápido do Flamengo tem que ser criado e não comprado. E espero não jogar a pré libertadores

          • André N Lessa

            Você tocou em um ponto muito importante.

            Para mim estão faltando duas coisas no Flamengo:

            1. Alguém no Flamengo tem de enxergar as deficiências táticas e técnicas e cobrar que exercícios e treinamentos específicos sejam feitos

            2. Alguém precisa ficar responsável por fazer com que esses treinamentos (com o seu correto acompanhamento da evolução dos jogadores) ocorram em especial para os jogadores que não são relacionados ou só ficam no banco de reservas.

            Nessa linha o Vizeu precisa desenvolver o arranque curto, o Paquetá tem de desenvolver concentração e arranque, Léo Duarte o arranque, Rodinei cruzamentos, etc, etc

            SRN

          • Anderson

            Juro que fiquei com esperança quando o Flamengo foi buscar outro auxiliar, mas nada aconteceu. Bom tópico para se pesquisar e falar num futuro

          • André N Lessa

            Anderson,

            Os dirigentes do Flamengo tanto visitam os grandes clubes europeus. Será que não dava para importar essa filosofia de lá?

            Sem entrar no mérito da qualidade, eficiência ou se deu certo ou não no São Paulo, é mais ou menos o que o Rogério Ceni tentou implantar.

            Noves fora a identificação com o Clube, seria o Rogério Ceni um bom nome para integrar uma “comissão técnica mais ampla”?

            Seria também pensar muito fora da caixa e pensarmos em um modelo parecido com o do futebol americano onde teríamos um técnico de defesa, um técnico de ataque e adicionarmos um head coach que cuide das transições?

            SRN

  • Narcox

    Diego Alves – Pará – Réver – Rodolpho – Trauco – Cuellar – Rômulo – Diego – Everton Ribeiro – Everton – Guerrero dependendo do jogo também iria com essa Diego Alves – Pará – Réver – Rodolpho – Trauco – Cuellar – Diego – Geovanio – Everton Ribeiro – Everton – Guerrero

  • Danillo Queiroz

    D. ALVES – PARA – REVER – RODOLFO – TRAUCO – CUELLAR – ROMULO – DIEGO – E. RIBEIRO – EVERTON – GUERREIRO

  • Renan

    Parabéns pelo Texto!! Muito bom. Eu gosto do jeito que Zé posta o time desde que entrou. Acho que faltam peças no ataque que possam nos dar maior poder de finalização, um jogador de drible e um matador. A defesa é muito boa, quase não perdemos e nunca mais tomamos aquelas goleadas que estávamos acostumados. Zé acertando o ataque iremos decolar, tenho certeza, minha opinião.

    • Anderson

      Beleza, Renan? Rapaz, não acho que seja isso. Ele guardou o driblador do elenco no CT e acho que mais jogadores têm que finalizar. A nossa defesa, que melhorou com Rodolpho embora lesionado, tem tomado gols em contra-ataques e de cabeça. No mês passado foram cinco gols tomados em escanteio. Pode ser menos do que outros times, mas também é mais do que merecemos.

      • Renan

        Hoje temos 2 possíveis dribladores pra furar a defesa, VJ e Geuvanio, VJ não rendeu ainda, se Zé insistir com ele titular pode queimar o moleque. Geuvanio não ta tendo espaço porque everton ta destruindo, mas uma hora vai chegar a chance, até pq Everton tem canela de vidro, se machuca 3 vezes por ano. Toma muito gol de cabeça quando joga com Vaz, com Juan ou Rodolpho ja diminuiram. Nós impomos o jogo, gol de contra ataque é o mais fácil de acontecer, pois quase todos os adversários são retranqueiros até em casa, vide cruzeiro domingo. Precisamos contratar um matador pra fechar com chave de ouro o nosso ataque, com Guerrero não dá.

        • Anderson

          Não dá para queimar o que não é seu. Mas não o defendi titular, não. Acho que podemos começar com Everton e encaixá-lo no segundo tempo. A fase do Everton é boa sim, mas se observarmos os fundamentos, veremos que não deveria estar lá. É muito esforçado, mas erra todos os cruzamentos, a maioria dos chutes, toques e ainda corre demais quando não deveria. Note que eu disse que tem sido o nosso melhor jogador das últimas partidas.
          Tivemos rodízio na defesa mês passado e continuamos a tomar gols de cabeça e se vamos propor o jogo temos que ter um antídoto para os contra-ataques. Outros times resolveram com marcação alta e goleiro-líbero. Já é uma idéia

          • Renan

            Concordo. Eu acho q geuvanio vai ajudar muito esse ataque. Queria ver Thiago santos jogando, seria uma boa opção pro drible tb, foi se machucar em uma pelada neh. Não me preocupo muito com a defesa, perdemos pouco e empatamos muito. Empatamos por tantas chances desperdiçadas e dificuldade de infiltração. Pra mim acho que falta pouco para voarmos, só que a torcida colocando essa pressão exagerada atrapalha um pouco. Cuca tb ta com dificuldade de tanto jogador que chega, nada é de uma hora pra outra.

          • Anderson

            Acho que Diego Alves vai salvar a nossa defesa, o que vai nos gerar várias vitórias onde empatamos anteriormente.

          • Renan

            Eu to me preocupando em fazer mais gols que o adversario, e vc tomar menos que o adversario. Que venha a vitoria pra mim ta bom. Acho q falta pouco.

          • Anderson

            Não é bem isso. Eu até sou partidário de fazer mais gols. Mas podemos ver onde estamos errando na defesa, então dá para otimizar o trabalho.

  • Pedreiro do hawaii

    Jogar em um 4-3-3 ou 4-2-3-1 é interessante para transições rápidas e para fazer triangulações, mas não vejo isso acontecer no Flamengo, então não entendo muito porque se insiste tanto nessa formação. Queria um Flamengo em um 4-1-4-1, pois facilita o ataque e a recomposição em bloco, responsabilidade de atacar e defender fica bem dividida, sem sobrecarregar ninguém, fica mais fácil cercar o homem com a bola e torna-se dispensável os tais “cães de guarda”, porém, isso é nada mais nada menos que a opinião de um mero torcedor.

  • Sobre proposta de jogo, botaram na cabeça que o Flamengo é o time da posse de bola, que “propõe o jogo”. Mas isso foi na época do Zico.

    Eu tenho 40 anos de idade e me acostumei a ver o Flamengo com times inferiores ao adversário, não com jogo defensivo, mas trocando com o adversário, se defendendo com força, e daí vem a nossa fama de raça, e partindo com tudo para o ataque. Se o Flamengo tem alguma tradição, não é essa de toque pra cá, toque pra lá, pra cansar o adversário, mas marcação forte e saída em vertical, aí sim, com toques e dribles.

    Com essa proposta atual, de toque de bola, só daria certo se a gente tivesse um estrosameto e uma qualidade para enfiar uma bola de surpresa, um drible pra desmontar uma defesa, e isso a gente não vê.

    Se o Flamengo quer jogar nesse modelo atual, tem que ter algum plano pra furar defesas mas isso a gente ainda não viu. Só chuveirinho na área e torcer pra num rebote alguém dar um chute igual do Diego.

    • Junior Vinicius

      Almir, quando se tem um time limitado é interessante marcar forte e atacar de maneira rápida, porém, com uma equipe técnica como essa seria um tiro no pé.
      Prefere ver o Diego armando, ou ficando postado esperando o adversário? Quer ver o Everton Ribeiro marcando lateral ou partindo pra cima com seus dribles? Pra mim é muito melhor construir um time em cima do toque e da troca de passes e dribles, ainda mais com elenco técnico como nosso.

      • Anderson

        Eu queria ver o time mais equilibrado. Que soubesse jogar nas duas propostas. No fundo, e vou falar disso mais a frente, a diferença entre um modelo e outro é o terço do campo de ação e a transição rápida, o que é uma carência nossa. Zé adora cozinhar o jogo. Mas você está certo. Com esses jogadores precisamos propor, mas seria muito bom aproveitar os contra-ataques que nos oferecem.

        • Junior Vinicius

          Pra se conseguir as duas propostas com eficiência será necessário um grande treinador e principalmente tempo, eu diria que 5 anos no mínimo.

          • Anderson

            Nossa. Não acho que esse tempo todo seria necessário. Consegue ver um treinador assim para contratar?

      • Se a proposta é essa que você disse, ótimo, eu concordo. Mas o problema é que o Flamengo é apenas um time de posse de bola, sem objetividade. Isso não é “propor o jogo”.

        • Junior Vinicius

          Concordo, o próximo técnico tem que saber tanto ter a posse como ser objetivo com ela

    • Willy Morais Marques

      Concordo plenamente. Se é pra jogar nesse estilo de jogo, precisamos de um ataque mais incisivo, com constantes infiltrações dos pontas em direção ao gol e tbm faltas dribles pra abrir espaços. Vejo que o principal problema do FLA não são os jogadores colocados e sim a organização tática, que não compatível com a proposta do jogo.

      • Anderson

        Beleza, Willy? Acho que a proposta é boa, mas o modelo é deficitário. Você até percebe que os jogadores são bem treinados taticamente, fora algumas exceções que nem valem comentar, mas o como se busca o gol está muito errado.
        Guerrero sai no Pivô, abre para um meia, mudando a flutuação de ataque de lado, o meia fica com a frente poluída e encontra um ponta ou lateral que recebe pouco a frente, ele então encontra um companheiro bem posicionado dentro ou no bico da área? Não. Ele cruza. Muitas vezes para ninguém. Este é o como se busca efetividade na proposta de Zé Ricardo que precisa mudar

    • Anderson

      Perfeito, Almir. Qual sua proposta partindo do princípio que agora temos jogadores superiores à maioria dos outros clubes? Mais: Qual o seu plano caso falhe um jogo mais equilibrado, caso o time adversário só se defenda?

  • zeze

    D. ALVES
    RODINEI, RODOLFO, REVER, TRAUCO,
    CUELLAR,
    DIEGO, E. RIBEIRO
    GEUVANIO, EVERTON
    GUERREIRO

  • Mauro Gomes

    Meu esquema tatico
    Thiago
    Pará Rever Rodolfo Trauco
    Cuellar
    Beriio Everton Ribeiro Diego Everton Cardoso
    Guerrero

    • PlayerLEL

      time conseguiria ter contra-ataques nesse esquema…

  • Diego Oliveira

    Jogaria num 3-5-2, tentando dar equilibrio ao time:
    1- Diego Alves

    3-Rever
    4-Léo Duarte
    5-Rodolpho

    2-Pará
    6- Cuellar
    8- Romulo
    7-Everton
    10- Diego

    7-Everton Ribeiro
    9- Guerreiro

    Teríamos bons jogadores para marcar e sair jogando…os melhores estariam em campo e na zaga o Léo duarte ganharia a posição devido a velocidade

    • Alexsander Alves Dias

      O brasileiro não tem a cultura de jogar no 352, porém acho uma tática bem ofenciva e que poderia dar certo se exaustivamente treinada.

      • Diego Oliveira

        então, mas para dar certo tem que treinar e para treinar precisa de um treinador…pronto…kkkk

    • Anderson

      Tudo bem, Diego? Não vejo velocidade do Léo Duarte. E acho que para o 352 se justificar, teria que ser com um volante só. Por fim não tiraria o Trauco. Se o que ele faz de melhor é atacar, nesse esquema seria melhor, não?
      Mesmo assim não recomendo um time montado assim, por hora. Como viemos treinando nesse esquema há mais de um ano, poderia dificultar a mudança de posição na cabeça dos jogadores. Não entendo que o esquema está errado. O modo como se busca o resultado é que está.

  • Marty Mcfly

    Pra jogar no 3-4-3 (esquema muito bom e equilibrado) tem que ter um técnico que cobre e faça treinamento intenso com os jogadores assim como Antonio Conte faz no Chelsea.

    • Anderson

      Esse esquema é bem legal, mas o treinador tem que saber colocá-lo em prática. Ceni resolveu se aventurar e vimos no que deu.

      • PlayerLEL

        ceni tinha um plantel bem interessante no início do ano…. agora…

  • Francis Souza

    O Flamengo hoje funciona defensivamente porque se propõe a isso, tem um meia só pra defender e um time que trabalha em função de jogadas laterais… exatamente por isso já chegou a jogar com 4 laterais em campo e o rendimento foi praticamente o mesmo

    Esse esquema hoje funcionaria se tivesse jogadores no lado que tivessem um excelente cruzamento e um poste de 2 metros na área pra fica cabeceando

    O Zé parece que não entende que o trio Guerrero, Diego e ER não é pra isso… Você tem um excelente pivô e dois excelentes finalizadores de media distancia, sendo o Diego um excelente condutor de bola e o ER um driblador, com esse pessoal ai ficar cruzando bola na área é um desperdício de talento sem igual

    Pra mim hoje o que mais atrapalha o time é essa tática de cruzar a bola de qualquer lugar e a toda hora

    • SylarK

      Exato, pra esse sistema funcionar precisa de laterais dir melhores (Trauco na esq está no limite inferior do necessário). E mais qualidade nos volantes.

      • Anderson

        Problema do Trauco é defensivo e ele já até melhorou neste quesito. Dá passes e lançamentos como ninguém no time e ainda possui bom chute de média distância. Precisa ser melhor explorado.

    • Anderson

      Exatamente. Por este motivo ainda acho que o jogador da ponta esquerda não pode ser Everton. Precisa ter bom aproveitamento na finalização.

  • Felipe

    Diego Alves
    Rodinei, Réver, Rhodolfo e Trauco
    Cuellar, Rômulo, Diego e ER7
    Geuvânio e Guerrero

    OBS: Rodinei porque o Pará funciona melhor quando temos um ponta que é veloz (Berrio), apesar do Everton está em grande fase o Geuvânio é mais completo que ele.

    Thiago
    Pará, L. Duarte, Juan, Renê
    Ronaldo, Arão, Conca ou Ederson, Everton
    Berrio e F. Vizeu

    Gabriel
    Kléber, Dener, R. Vaz, Michael
    M. Araújo, Jean Lucas, L. Paquetá, M. Sávio
    V. Júnior e Lincoln

    OBS: Empresta, troca ou vende o Muralha, César, Gabriel, Mancuello, T. Santos e Damião.

    • Ednaldo Sousa

      Bela feira.. kkkkk

  • Lucas Ramos

    Parabéns pelo texto! Por mais textos como o seu aqui na coluna! Abraço!

    • Anderson

      Valeu, Lucas. TMJ

  • Serginho Meira

    Somos 30.000.000 de técnicos e ideias vão ser diferente o único consenso é que o maior problema do Flamengo esta no banco ou seja no comando!

  • vinicius oliveira

    Discussão bacana, iniciativa interessante, curti.
    Então, na minha humilde opinião tirar o Zé Ricardo agora não seria intressante, não tem boas opções no mercado, aliás quase não se tem opções. Vejo muito se falar em Fernando Diniz, mas acho que teremos os mesmos problemas que temos com o Zé, inexperiência e erros inerentes da mesma. Flamengo precisa de um técnico que sabe lidar com bons elencos, eu apostaria no Luxa, sim no professo, ele tem capacidade e entende de bons jogadores (obs: não me venham com isso de ultrapassado, de não ser estudioso e etc, os técnicos considerados “estudiosos” estão na maioria acumulando péssimos trabalhos, vide Cristóvão, Eduardo batista, Zé, roger, etc.)
    Eu não gosto do trabalho do Zé e o crítico muito, só não acho que ele deva sair por não termos opções. Minha maior crítica ao Zé não é fato de usar jogador A ou B e a teimosia, peças que não vem bem e erram constantemente não são sacadas do time (sim, estou falando de Márcio Araújo e Vaz pois costumam ser sempre os mesmos), pro arrao sair do time foi necessário uma sequência de 5-6 jogos horrendos, essa passividade do Zé com jogadores que não estão bem e algo que não existe explicação. Por mais que eu não goste do Márcio e Vaz por exemplo se os dois estiverem jogando bem, ótimo, que sejam titulares, mas não é isso que acontece.
    O time está com dificuldades de criação, furar retrancas, e ele não tenta algo diferente, deixa um volante que é nulo na criação e na parte ofensiva, que ele coloque o guerro de volante, mas tente algo, essa passividade dele é absurda

    • Ednaldo Sousa

      Queremos Willian Arão de volta, o do ano passado, destaque em quase todos os jogos…

      • Anderson

        Essa é a parte mais difícil. Queria esse Arão aí também. Queria o Everton Ribeiro do Cruzeiro e o Diego do Atlético de Madri, o Réver do Grêmio e o Baidu do restaurante popular fora do Flamengo xD

    • Thiago

      A falha nesse lance foi do VAZ que nao acompanhou o sassa, sendo que muitos dizem que ele é rapido, nao sei onde.

      • Anderson

        Rever também tem culpa

    • Kennety Anderson

      Concordo com o amigo em número, gênero e grau. Não temos boas opções de técnicos no mercado, e pra mim, essa insistência no Márcio Araújo me consome, o cara é muito bom na marcação, mas o Flamengo hoje é um time que propõe o jogo, precisa de um volante que tem qualidade com a bola no pé, não um brucutu que só serve pra roubar a bola tocar pra tras e se esconder atras de um jogador adversário. Precisamos tira-lo do time e treinar a recomposiçao do timr para que todos façam bem seu papel e não precise que o Baidu volte mais para o time.

  • kingDavid

    Sinceramente, muito se fala de formação, tatica, etc, ao ponto que deve confundir mais os jogadores. Quem ja jogou sabe o que estou me referindo. No gol do cruzeiro, por exemplo, nossa linha de defesa estava perfeita, bem postada tal como manda o professor. O que faltou ao Rever foi atitude, desconfiômetro para ir na bola, ao inves de se preocupar com a maldita linha. O Flamengo ja foi campeao com tecnicos novatos como Carpegiani, Carlinhos, Andrade e Jaime, e nao era por causa de tatica. Todos esses times tinham craques e aquela raça tipica rubro-negra, praticando um futebol total, criativo e livre, com trocas constantes de posicionamento em situações de jogo. Não nesses esquemas engessados dos experts modernos. Pobre futebol, involuiu.

    • Matheus Alves

      Belo comentário.

      • kingDavid

        Obrigado, não me lembro dessa discussão de tatica no Flamengo de Zico e cia. Aquele time jogou mais que o barcelona de Messi. Temos que olhar para aquele time e re-descobrir seu segredo!

        • Thiago Covre

          Aquele time foi uma das inspirações de pep guardiola, o mesmo já admitiu isso. Ao contrário do que se pensa, Cláudio Coutinho era um treinador extremamente inteligente e aquele time tinha sim um padrão tático refinado que permitia os jogadores desenvolverem um excelente futebol. Mas isso realmente era pouco falado à época, hoje em dia prioriza-se muito a parte tática e o futebol ficou mecanizado, mesmo nas grandes ligas europeias… SRN

          • kingDavid

            Otimo comentario, valeu!

          • Thiago Covre

            tamo junto parcero, seu comentário tbm acrescentou muito.

          • André N Lessa

            Bem lembrado Thiago.

            Dentre tantas contribuições do Coutinho está o overlap do lateral no famoso ponto futuro do passe.

            SRN

          • Thiago Covre

            Conceito este retirado do basquete… Coutinho era o cara, fiquei triste aqui só de lembrar da sua morte trágica.. SRN

          • kingDavid

            Tava lembrando de uma entrevista de Tite, na qual ele afirma que o melhor time que ele enfrentou como zagueiro foi aquele Flamengo de Zico. Ele descreve a chegada no vestiario apos primeiro tempo, todo o time calado, sem conseguir entender o que estava acontecendo. Nao quis dizer que nao tinha tatica, o que me refiro é a filosofia e ao nivel dos jogadores, o adversario não via a bola!

          • Thiago Covre

            Sim king, eu só quis acrescentar essa informação ao seu comentário até para que não fosse mal interpretado. Aquele time era sinistro e foi o responsável por termos a maior torcida do mundo muito por causa do futebol competitivo e envolvente que jogava (v.g, baile no liverpool). Acho que se o telê santana escalasse a base daquele time do flamengo na copa do mundo de 82 seríamos campeões com folga, muito por conta do entrosamento que aquele time tinha desde os tempos da base…

          • kingDavid

            Excelente comentario, obrigado!

        • Alexandre

          Cara aquele time tinha gênios da bola, não dá nem pra começar a comparar:
          Leandro x Pará(Rodinei)
          Júnior x Trauco(Renê)
          Andrade x MAraujo – essa a maior distancia de todas
          Adílio x Cuellar (Arão) – dá pra falar mais?
          Zico x Diego

          Só por aí dá pra vc imaginar não é? fora o baile do resto daquele time em cima do atual, talvez só o Guerrero bata de frente com o Nunes apesar de que o danado fazia mais gols e deles decisivos.

          Talvez a ideologia de colocar os melhores pra jogar(nos tempos atuais do futebol signfica os menos piores) fazendo um 4-5-1 como era a equipe de Coutinho e também na seleção de 70

          Diego Alves, Pará, Rever, Rodolfo, Trauco, Cuellar, Everton, Diego, Conca, Everton Ribeiro e Guerrero. Mas para isso dependeriamos de uma entrega maior desses meias na marcação o que talvez não seja possível com Diego e Conca juntos por exemplo

          • kingDavid

            Belo comentario.

          • PlayerLEL

            nunes era melhor que guerrero por se movimentar mais, dando mais opções…

    • Anderson

      Beleza, KingDavid? Não vejo por aí não. E muito menos vejo futebol total com Andrade e Jayme, por exemplo. Inclusive acho que o futebol é pobre, porque os jogadores não aprendem sobre tática desde cedo. A definição de tática também é um problema. Enquanto alguns vêem um conjunto de teorias sobre futebol, eu vejo um conjunto de práticas sobre futebol. É igual a gramática. Você aprendeu a falar antes que alguém lhe ensinasse que m com a com e faz mãe. É bem por aí.

      • kingDavid

        Agradeço seu comentario Anderson, concordo em muitos pontos. Mas antes da tatica deveria vir a filosofia do time, a forma de jogar. Nao deveriamos ficar refens de tecnicos totalitarios que vem fazer experiencia no Flamengo, e quando não da certo eles saem com uma gorda multa. Alguma coisa ta errada nesse modelo, eles são incentivados a perder… a tatica, formação devia ser definida de cima pra baixo, a aplicada desde as categorias de base, assim não ficamos dependendo de Tecnico.

        • Anderson

          Uhm, aí sim. Mas você concorda que na prática, filosofia do time é igual a Modelo mais proposta? Não é para fazer experiência mesmo. Temos que ter um treinador que se encaixe na filosofia do clube e apresente resultados. Em relação a multa, o Flamengo aprendeu e não tem acontecido há algum tempo.

          • kingDavid

            Perfeito Anderson, valeu!

  • Raf1981

    Que o MA seja limpador de banheiro!!!!!

    • Anderson

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkk E de outro time

  • Vinícius Presto

    O Meu Flamengo não teria os perebas Caramujo e Vaz. E nem para compor elenco. No mais, poderia entrar com Ronaldo ou Rômulo, tanto faz. E Na zaga, Juan com 100 anos é infinitamente melhor que esse botinudo metido a craque do Vaz. Também varia na formação de vez em quando para aproveitar melhor jogadores excelentes que temos. O Zé á bem perdido e previsível.

  • Thiago

    O problema do Flamengo não é o 4231 que é a mesma coisa do 433, não é mudar o time pro 4141 ou pro 442, é mudar a FORMA DE JOGAR.
    O ZR é o tipico treinador de time pequeno, que procura se defender (so ver que em pelo menos 90% das partidas que o flamengo faz um gol ele recua o time) e jogar no contra ataque. Só ver que desde que ele assumiu o flamengo sempre joga com 2 pontas, mesmo que não tem “pontas de origem”, ele inventa lateral, meia, volante de ponta. E não e só isso, o time do flamengo com ZR só joga no CHUVEIRINHO, os caras pegam a bola, toca no lateral ou no ponta que vai ate a linha de fundo e faz o cruzamento, muitas vezes pra ninguém. Temos uma media de 30 cruzamentos por partida.
    A posse de bola do flamengo é aquela famosa posse de bola improdutiva, toca toca toca e não faz nada de produtivo, so ver o jogo contra o Cruzeiro que o time teve mais de 60% de bola e pifios 5 finalizações, menos que o próprio cruzeiro que so nao ganhou a partida por que o Sassa foi fominha.
    Uma coisa que se eu fosse reporter queria perguntar ao ZR é qual a função do MA no time ???w … o cara nao sabe sair jogando, tanto que os adversário deixa ele livre e dobra a marcação no DIego, não rouba muitas bolas, nao da passes pra frente, nao sabe chutar, dizem que faz uma bela cobertura, mas o SASSA domingo teve duas ótimas oportunidades onde uma ele fez o gol e na outra driblou facilmente o MA e em vez de tocar pro sobis preferiu chutar pra fora, ou seja, o cara é um INUTIL ao flamengo, ainda mais pra um time que se propõe a ter a posse de bola. Se pelo menos a defesa do flamengo fosse solida nem falava nada, mas nao é, e geralmente quem falha é sempre MA e VAZ, assim foi nos ultimos dois jogos.

    Quanto ao time, temos duas maneiras de estruturar a equipe:
    1) No 4231 com= Diego Alves(Thiago). Pará. Réver. Rodolpho/JUAN e Trauco. Cuellar. Arão/romulo/ronaldo. Diego. Everton Ribeiro. Diego. Everton Cardoso e Guerrero.
    POdemos usar qualquer volante, desde que nao seja o MA, e se for o arão, falar pra ele ficar mais a traz e esperar a bola chegar ao ataque pra avançar, e nao o contrario.
    2) No 4141 com =Diego Alves. Pará. Réver. Rodolpho e Trauco. Cuellar. BERRIo/Geovanio. Diego. Everton Ribeiro. Diego. Everton Cardoso e Guerrero.

    É inadmissivel um time ter varios jogadores tecnicos e vc nao ver uma tabela no jogo, nenhuma infiltração, chutes de longa distancia, nada so o velho CHUVEIRINHO.
    Pra finalizar, gostaria muito de ver o MO comandando esse time, é um cara que gosta de fazer o time jogar pra frente, sem medo.
    ZR é que nem o ROger do ATM, tem um time com bons meias e atacantes, mas quer fazer o time jogar no contra ataque, nunca vai dar certo. Assim como o CArille se viesse pro flamengo também nao daria certo.

  • kingDavid

    Agora falando de possiveis soluções, o MEU Flamengo começaria com o avanço na profissionalização do futebol. Primeiro uma mudança no organograma, o tecnico de campo ficava subordinado a um Head Coach. Traria algum idolo dos 80s ou 90s, com experiencia, tipo Leonardo, como mentor de um tecnico novo, cheio de energia, e bom de grupo. A definição da forma de jogar, do dna rubro-negro viria da diretoria, levando em conta a opiniao da torcida, e isso seria parte do planejamento estratégico do time, juntamente com as metas de titulos. Caberia ao tecnico apenas executar o planejamento no dia-a-dia, sendo cobrado pelos resultados e premiado apenas se atingir a meta. Dessa forma ha uma continuidade, independente de eventuais trocas de tecnico.

    • André N Lessa

      King,

      O Autuori está aí e talvez pudesse aceitar um posto desses ao ficar responsável pela supervisão do futebol da base até os profissionais.

      SRN

      • Thiago Covre

        André, eu também tinha comentado sobre o autuori para exercer tal função dias atrás ahahaha… mas lamento informar que ele voltou para o CAP…

        • André N Lessa

          Oportunidade perdida, infelizmente.

          SRN

      • kingDavid

        Isso mesmo, bom nome, mas acabou voltando ao generico paranaense, nessa mesma função. Leonardo ja conversou, mas acabou ficando no exterior, mas se apresentar um bom projeto acho que ele podia aceitar. É projeto de medio prazo, tem que dar tempo e segurança a ele.

        • André N Lessa

          Leonardo não quer sair da Europa.

          Ele está muito bem instalado lá e com a família “européia”.

          Fora isso eu acho que ele tem pretensões na UEFA e FIFA a médio prazo.

          SRN

      • Ruan Pedro

        André,

        Autuori voltou pro Atlético.

    • Thiago Covre

      Acho que o Zico daria um excelente Head Coach considerando tudo o que você disse. Mas ele está fechado com o bap e wallim…

      • kingDavid

        Concordo 100% com seu comentario. Teve uma conversa que Leonardo foi sondado recentemente e chegou a cogitar. Tem que avançar na conversa. Zico poderia ser, mas até preferiria outro, porque ele é dono do CFZ e ja deu problema de conflito de interesse na passagem com a PA. Quem sabe Junior não pudesse, o maestro tem moral de sobra e muita capacidade para isso.

  • Wagner Alves

    A maior reclamação não é sobre posicionamento é sobre a falta de repertório que o time do Zé Ricardo apresenta.

    Tem dias que a técnica não salva, principalmente se o adversário se postar do meio pra trás como a grande maioria dos adversários fazem contra o Flamengo. É aí que a tática sobressai.

    Sem saber sair da armadilha o time fica girando a bola sem muito objetivo e acaba apelando pro manjado chuveirinho, errando quase todos.

    Por isso peço um treinador de verdade que saiba fazer o time explorar os erros do adversário mas sem abdicar de tomar a iniciativa de jogo.

    • Thiago

      NA verdade os adversarios ja sabem como neutralizar o flamengo, dobra a marcação no DIego e E;R: e deixa o MA livre pra jogar, pronto. Acabou a transição rápida do time da defesa pro ataque. E como o time nao tem jogadas de toque de bola rapido, infiltrações e tabelas, vc fecha o meio e deixa eles fazerem os 30 cruzamentos por partida onde so o GUerrero normalmente fica na área.

      • Thiago Covre

        Muitos acreditam que everton ribeiro e diego caíram muito de rendimento nas últimas partidas por motivos de performance individual. Muito ao contrário, ambos sofreram marcação dobrada tanto de grêmio quanto de cruzeiro como você muito bem disse. Já o MA sempre livre, leve e solto para fazer as suas cagadas. SRN

        • Thiago

          O pior é ter um tecnico que ganha muito bem e nao enxerga isso. Eu gostaria de saber onde esta os auxiliares também que nao falam nada. PArecem aqueles bandeirinhas que fica atras do gol, nao serve pra “bosta” nenhuma.

          • Thiago Covre

            Infelizmente o que temos de positivo na gestão administrativa temos de negativo no comando do futebol. O luxa mesmo já disse que ninguém ali entende do assunto e com o tempo ele provou estar certo. Mas ainda chegará o dia em que seremos fortes em ambos e assim imbatíveis. SRN

      • Wagner Alves

        E é aí que o time passa a ficar com um jogador a menos em campo pois ele(MA) é nulo.

        • El3ment

          Na verdade ja entramos com um a menos.

      • André N Lessa

        Isso é tão flagrante que quando o Flamengo se posta na intermediária adversária o MA não atrapalha a transição pois a bola já está lá na frente. Ele apenas perde a chance de se consagrar pois não é marcado.

        Como exemplo basta citar os dois laterais seguidos no ataque do Flamengo no segundo tempo do jogo contra o Cruzeiro onde o Mano só faltou entrar em campo para dar um esporro no time que insistiu em deixar o MA completamente livre para receber o lateral, dominar, levantar a cabeça e pensar (essa é a parte mais complicada) do que fazer com a bola.

        SRN

      • Cleberton Ferreira

        Exatamente isso…e hoje nao vai ser diferente.tudo do mesmo…

      • Fla 2018

        Correto. O Mauro Cesar fez o mesmo comentário no Linha de Passe na segunda feira, o que destoa esse time ainda é o Caramujo.

    • Wagner Alves

      Só li verdades aqui, estão todos de parabéns. SRN

  • Paulo Vinícius Siviero

    Sinceramente: Pra mim o ZR é o melhor técnico desde o Zagallo (2001). Só isso.

    O problema que acho que 90% dos críticos, são as escolhas de jogadores. Por exemplo: Estava claro que 5 jogadores estavam em péssima fase: MA, Vaz, Gabriel, Arão e Muralha. Os 4 últimos saíram do time (independente se foram por lesão ou escolha técnica). Os substitutos foram, respectivamente: Rodolpho, Éverton Ribeiro, Cuéllar e Thiago.
    Se ele tivesse utilizado o mesmo critério que usou com o Vaz, teria tirado o MA. Acontece que não o fez, o tornando ainda mais antipático com o clamor das arquibancadas. Não é a questão de esquema tático.
    O Fla não joga só no chuveirinho, pq quando joga o Berrio tem lançamentos, quando joga o Diego tem chutes de longe, quando joga Pará + Rodinei tem ultrapassagens, quando joga Mancuello tem passes em profundidade.
    Acontece que quando o rival joga nas 2 linhas de 4 com marcação individual no Diego, sobram poucas opções, pois as ultrapassagens se tornam improdutivas, visto que os que passam ficam impedidos, os lançamentos tem antecipação de zagueiros/laterais ou até mesmo goleiros e os chutes de longe precisam de enorme precisão. E ainda colocam marcação dobrada nos pontas. É por essas e outras que ficamos no Arame liso. Por enorme covardia dos nossos adversários.
    Fato que não ocorreu ano passado, que muitos deles nos enfrentavam e tentavam nos vencer fora e em casa. Esse ano, até o Cruzeiro jogou na retranca em casa.

    Vamos então, dar um desconto ao ZR. Mas que ele não é criterioso especialmente no caso do Caramujo, ah isso ele não é não.
    Não é tática. Geralmente são escolhas.

    SRN!

    • Thiago

      EU discordo de voce… o time nao tem uma jogada esnsaiada, pouco se ve o time chutando de longe, e geralmente quando chuta faz gol. O time so vive de jogadas de pegar a bola, ir na linha de fundo e fazer o cruzamento. O flamengo tem media de 30 cruzamentos por partida, como que nao vive so de chuveirinhos ???
      Agora quanto ao MA é inexplicavel o ZR escalar esse cara, nao tem logica isso. HOje contra o palmeiras, pode ter certeza que se tiver MA e VAz no time, ja pode esperar uma lambança e um gol deles. Espero que termine o jogo 2 a 1 pelo menos.

      • El3ment

        Concordo.

      • Thiago Covre

        O time do parmera sem o guerra consegue ser muito pior do que já é.. tipo um flamengo sem o diego. Obrigação hoje é somar os 3 pontos!

        • Thiago

          EU acho que ganha,mas tenho ctz que se tiver MA e vaz, ele vao entregar um gol pro palmeiras.
          2 x 1 o jogo.

          • Thiago Covre

            Tbm aposto nesse placar, esses dois sempre entregam a paçoca…

    • El3ment

      Man, dar desconto ao Zé? Eliminados na primeira fase na Liberta. Quase rala na CdB. Atuações pifias, escalações sem meritos, rendimento muito abaixo do que um elenco desse porte ja deveria ter alcançado.
      Se fosse o primeiro brasileirão, mas não. É o segundo e da pra ver que ele não está evoluindo em tanto tempo no cargo.

      • Paulo Vinícius Siviero

        Pow cara. Quando fomos eliminados da Liberta, o Diego tava no DM, não tínhamos Rodolpho e ER e ainda o goleiro era o Muralha em péssima fase. Aquela partida contra o San Lorenzo não foi só culpa dele não fera.

        Já na CdB eu concordo com vc

        • Yan Balduino

          Já estrearam todos os reforços e os principais jogadores já voltaram de lesão, mas o time continua jogando um futebol de 13°, 14° colocado. Sem contar que você diz que o único problema do time são as peças, mas na Libertadores contra o ZR escalou todos esses que estavam em má fase no mínimo desde o início do ano e GABRIEL, que jogou todos os jogos, perdeu um gol feito contra o CAP na casa deles e foi “O DIEGO” do time contra o San Lorenzo. Não conseguimos conseguimos construir uma jogada de contra-ataque durante todo o jogo, além de não conseguirmos segurar a bola no campo de ataque.

        • El3ment

          Sim. Mas acho que elencos piores estavam jogando e passaram de fase. A responsabilidade nesse caso não cai somente aos jogadores, mas a falta de preparo para encarar adversidades que o futebol exige.

      • Cleberton Ferreira

        Fato…

    • Renato Rasiko

      Valeu a tentativa, Paulo Vinicius, mas o Zé Ricardo não tem argumento pra preferir o Vaz, o MA e o Damião – principalmente estes. Praticamente toda a torcida do Flamengo mais a mídia esportiva, com raras exceções, concordam que são jogadores muito medíocres e muito abaixo tecnicamente em um time cada vez mais estrelado. Só que, no papel não basta, precisa encaixar as peças e é esse detalhe fundamental que tem que ser levado em consideração ao escalar jogadores, como os 3 citados, que não têm nível técnico compatível com a maioria dos seus colegas de elenco e, pior, dentro de campo tendem a atrasar a jogada deixando ela lenta e improdutiva. Tendo Rômulo, Ronaldo, Vizeu, Lincoln, Juan e Léo Duarte na reserva, não dá pra engolir.

      PS – “Ignorante” é aquele que não sabe (todos somos ignorantes em algum nível). “Burro”, é aquele que não quer saber, aquele que empaca, que não consegue mudar de ideia, de visão encurtada pelos antolhos.

      O Zé Ricardo é burro.

      • Paulo Vinícius Siviero

        E pq o Gabriel tá no banco então? Pq o Muralha é reserva? E qual a razão do Arão tar comendo banco até agora?

        Dê um exemplo de um técnico que foi melhor que ele que não cometeu suas burrices em profusão, que eu passarei a concordar com vc.

        Técnicos do Fla deste século com + de 20 jogos: ZAGALLO (2001-79 jogos), LULA PEREIRA (2002-24 jogos), EVARISTO DE MACEDO (2003-33 jogos), NELSINHO BAPTISTA (2003-29 jogos), OSWALDO DE OLIVEIRA (2003 e 2015-36 jogos), WALDEMAR LEMOS (2003 e 2006-29 jogos) ANDRADE (2004, 2005, 2009 e 2010-70 jogos), ABEL BRAGA (2004-44 jogos), CUCA (2005 e 2009-51 jogos), CELSO ROTH (2005-20 jogos), JOEL SANTANA (2005, 2007, 2008 e 2012-94 jogos), NEY FRANCO (2006, 2007 e 2014-81 jogos), CAIO JR (2008-38 jogos), ROGÉRIO LOURENÇO (2010-20 jogos), WANDERLEY LUXEMBURGO (2010, 2011, 2012, 2014 e 2015-143 jogos), JAIME DE ALMEIDA (2012, 2013, 2014 e 2015-56 jogos), MURICY RAMALHO (2016-26 jogos).

        De 2001 pra cá, pra mim disparado o melhor treinador foi o Zagallo. E pra mim, o Luxemburgo pode até estar 1 degrau acima do ZR, mas quando começou a bancar o empresário de jogador, passou a ser perseguido pela torcida. Já os outros…

        • Juan Oliveira

          Me diz você Paulo, pq esses caras estão no banco? O que precisaram fazer para estar no banco? O que o MA ainda falta fazer para ir ao banco? Você lembra de cada falha de cada jogador e quanto tempo ficou como titular? Desiste cara, não tem como defender esse técnico. O que mudou desde a eliminação na Libertadores? Qual é sua expectativa? O que você espera ganhar com o Zé?

          • Paulo Vinícius Siviero

            1) Penso em ser campeão brasileiro. Primeiro pq ainda estamos em julho e o Fla geralmente engrena no BR no 2º turno (isso há mais de 10 anos, basta ver o desempenho do Joel Santana de 2007, tirando o time de vice lanterna pro 3º lugar)
            2) Tenho sim esperança do MA ir pro banco. Mas não tenho esperança dele ser dispensado no fim do ano, visto que o monstro do armário é o empresário dele: André Cury, que por uma mera coincidência é representante do Barcelona no BR.
            3) MA é um jumento de burro, assim como Wallace, Welinton, Jailton, João Paulo, Toró, Maurinho…
            4) Tenho a plena convicção que se sai o ZR HOJE (jul/2017), o próximo técnico ou terá um aproveitamento de campeão, ou terá a desculpa de que os primeiros resultados ruins serão pelo tempo de “conhecer o elenco” e essa fase será mesmo a despedida da disputa com os gambás.

            Se pra vc, ter 2 ou 3 técnicos por ano é errado, parabéns! Pois ano passado não ganhamos rigorosamente NADA, em 2015 não ganhamos rigorosamente NADA, em 2014…

    • Renan

      Concordo com vc

    • Junior Vinicius

      Paulo, esse problema de jogarem retrancado contra a gente é antigo, desde a reta final do brasileiro, teve as férias, a pré temporada, e 7 meses do ano sem solucionar, isso demonstra uma limitação do treinador.
      Isso tudo sem falar que peças questionáveis perderam o jogo.

    • Ruan Pedro

      “Como você tem a audácia de proferir essas falácias a cerca desse treinero, seu almofadinha! Ele é fraquíssimo, e com ele vamos disputar a zona do rebaixamento!”

      Kkkkkkkkk temos a mesma opinião, meu caro.

      Adicionaria aos seus argumentos: falta de experiência pra arriscar mais. Não pode se contentar com pouco. Disputar o brasileiro pra ele parece estar tranquilo. Agora que ele tá entendendo que tem que disputar pra ganhar, dentro de casa, fora, em Marte, em qualquer lugar! Parece ser tarde, vamos ver. Rodadas atrás o time apresentou uma evolução da derrota pro Sport que me tirou a paciência demais. Nunca é só mérito individual, nunca é só mérito do técnico. Nem demérito. Tem que se dividir bem isso, e a torcida não o faz. Ganhou? Individualismo apenas. Perdeu? Treinero.

      Ele precisa oferecer ao time alternativas para ter imensa posse de bola e criar 4 jogadas claras de gol por tempo.

      Jogaremos sempre contra times atrás da linha da bola, sempre. Tem que saber disso. Qualquer time nos enfrenta como time pequeno. Precisamos abrir o placar pra ter mais espaços. E aí que é a dificuldade: criar a chance pra isso. Com elas criadas, é preciso que sejam aproveitadas (Não é Guerrero?). Depois de 1×0 no placar, é preciso manter o padrão, saber sofrer e aproveitar os espaços.

      Parece simples dizendo assim, mas sei que não é. Não é só escalar os melhores, colocar pra jogar e pronto. Nem pra um técnico sem experiência (ZR), nem pra um consagrado.

      Torço para que ano que vem tenhamos uma estrutura montada para trazermos o Rueda e darmos a ele material para que com sua qualidade e experiência modifique as alternativas de jogo é nós dê um leque maior de jogadas.

      AINDA acho que o Zé Ricardo tem que ficar no cargo. A menos que se repita jogos como aquele contra o Sport, aquilo foi uma aberração.

      • Paulo Vinícius Siviero

        É esse o Ruan Pedro que vc respeita! Critica o treinador com classe! Nota 1000 pro seu comentário.
        Não tou dizendo que o ZR é o Simeone, mas os caras não me entendem. Ao compará-lo com os outros desde 2001, só provei o quanto os outros eram ruins. Acho que os 2 únicos melhores que ele foram o Zagallo (indiscutível) e o Luxa (quando queria ser apenas treinador, não empresário).
        Mas o ZR tem suas manias que me deixam bastante irritado, como a insistência no MA. Claro que ele precisa evoluir, mas não dá pra fazer isso com apenas 1 ano de profissional. Se fosse assim, o Tite seria um fenômeno e não foi nos primeiros anos.

        Sobre fazer o 1º gol antes, pô mais isso é algo que eu sempre defendi esse ano. Basta ver que após o gol do Éverton no Cruzeiro, o Mano mudou todo o time e deu a sorte do Sassá achar o empate apenas 6 minutos depois, pois se demorasse uns 15 minutos, seria chuveirinho dos caras e não nosso.

        Sobre os “entendidos” desse site, convido-os à rever os gols da partida Atlético-GO 1×2 Atlético-MG. Os 3 gols da partida foram de chuveirinho.
        Ironico, não?

        SRN

        • Ibsen Perdigao

          Sobre os “entendidos” desse site, convido-os à rever os gols da partida
          Atlético-GO 1×2 Atlético-MG. Os 3 gols da partida foram de chuveirinho.
          Ironico, não?

          Desculpe a minha ignorancia mas o que de fato vc quis dizer com isso?

          • Paulo Vinícius Siviero

            Pra ficar ainda mais fácil o entendimento, o restante do texto acima ajuda a entender o que eu quis dizer: Que gol feio, também é gol. Se todos dizem que o Fla só faz chuveirinho, usei esse jogo pra ilustrar que vários times usam isso como artifício. O galo, que é “essa coisa toda”, tem usado constantemente essa jogada enquanto o problema é que dizem que o Fla só faz isso e não é bem assim.

    • “Acontece que quando o rival joga nas 2 linhas de 4 com marcação individual no Diego, sobram poucas opções”

      Sobram poucas opções justamente porque o Flamengo não tem outra forma de jogar.

  • Yan Balduino

    Vcs acham que seria uma boa ideia demitir o ZR e manter o Popoca como interino até o final do ano? Porque com ZR é certo que não vamos conseguir nada. Com 1 ano e dois meses no cargo o time só involui a cada rodada e comete os mesmos erros de sempre. Não acompanhei o trabalho do Popoca nem deposito nele as esperanças para trazer um bom futebol ao Flamengo e levar o time a grandes conquistas, mas por não ter muitos técnicos no mercado agora (até tinha, todos que foram empregados esse ano foram rejeitados por parte da torcida que superestimou o ZR) e não ter que pagar muito a um técnico qualquer que ficaria só até o final do ano, sendo que seria necessário tempo para implantar a sua filosofia de jogo. A troca seria para dar um “empurrão” no elenco que está empacado, como sempre ocorre quando há troca de técnicos e acredito que o elenco tenha qualidade suficiente para dar uma arrancada sem muito esforço do técnico.

    Quanto à discordância de muitos quanto à troca de técnicos ao longo da temporada, o próprio ZR partiu disso, além de outros “técnicos” formados no Flamengo que, acidentalmente ou não fizeram boas campanhas sob o comando do time depois que assumiram. A diferença deles para o ZR é que eles conseguiram ser campeões no primeiro ano. O ZR não conseguiu reinventar o time após a queda no Brasileiro e chegou a perder a 2ª para o Santos. Depois seguiu o mesmo rumo dos demais e se perdeu na temporada seguinte. No final do ano eu não efetivaria o Popoca (sendo campeão ou não) e investiria enfim no Reinaldo Rueda. Acho melhor essa ideia do que simplesmente admitir que passaremos mais um ano em branco (ZR chegou ao seu limite ainda no ano passado) ou trazer um técnico renomado para demiti-lo no final do ano caso não obtivesse resultado, mesmo sem tempo para implantar o seu trabalho. Se fosse para trazer um técnico experiente nessa temporada, que o mantivessem no ano seguinte, custe o que custar. Pelo futebol que praticamos a meses (sem contar que nunca chegou ao auge esse ano) e pelas insistências no estilo de jogo e peças que não rendem pelo ZR, assim como os muito empates que temos, acredito que com ZR até a Libertadores está ameaçada. O coletivo é inexistente e até as nossas melhores peças individuais estão tendo dificuldades para render.

    Obs.: Acho que se a diretoria fizesse o que eu propus ela efetivaria o Popoca para o ano que vem, o que seria um tiro no pé, na minha opinião. Mas se levassem em consideração tudo o que eu falei acima, acredito que seria o melhor a se fazer atualmente.

    • André N Lessa

      Yan,

      Sou contra pela falta de tempo para treinar o time dentre outros fatores.

      O Zé Ricardo aconteceu por conta de um “act of God”, ou seja, ninguém esperava que a situação de saúde do Murici degringolasse daquela forma.

      Infelizmente não temos um Carlinhos no clube que poderia até mesmo assumir uma posição de Head Coach.

      SRN

    • Thiago

      Não é que nossa melhores peças individuias nao estam rendendo, é que o adversario sabe como jogar contra o flamengo. Deixa o MA livre e dobra a marcação no E.R> e Diego, pronto.

    • Junior Vinicius

      Popoca não dá, hoje tem que se trocar o Zé por um técnico comprovadamente bom, e enxergo apenas no Rueda e no Diniz.

      • Yan Balduino

        Diniz eu acredito que seja aposta. O Rueda é a minha escolha também, mas então, trazer agora? Só se o mantiver no ano seguinte independentemente do rendimento. O Popoca que eu citei ficaria de interino até o final do ano até contratarmos um técnico de ponta. De qualquer forma a opção de manter o ZR é jogar o ano fora sem ao menos tentar recuperá-lo.

        • Thiago Covre

          Podemos pensar para 2018 em Rueda, Gallardo, Abel Braga, Bianchi e Sampaoli se a argentina não for para a copa. Desses nomes o Rueda é o meu favorito, por ter afinidade com o futebol brasileiro e ter o time do flamengo da década de 80 como uma de suas referências, fora a capacidade inquestionável. Abel Braga também muito me agrada, tá tirando leite de pedra daquele time sub-20 do fluminese kkkk…Trazer esses técnicos no meio da temporada teria grandes chances de dar mer.. Gilmar Pipoca eu considero mais fraco que o Zé Retardo, tá feia a coisa camarada…

        • Junior Vinicius

          É, mas você sabe como é esse papo de interino, o cara ganha duas seguidas e já é mantido no comando.
          Diniz realmente não conseguiu nem título e nem trabalho em grande clube, cito ele devido ao bom futebol que conseguiu mostrar quando foi vice campeão, pra mim o ideal, mas Rueda chegaria com mais garantia, e o futebol do Atlético Nacional campeão da libertadores foi MT bom.

    • Rodrigo Ribeiro

      Acho que o Dorival teria sido interessante. Esse já foi. No mercado, pra mim, então, não há muitas opções. Vamos ter que aguentar o Zé até o final do ano, pelo menos. Isso porque se eventualmente ele ganhar a Copa do Brasil ou Sul Americana, duvido muito que o troquem no próximo ano. Então, como torço para que sejamos campeões de alguma coisa, e é possível ganharmos, mesmo com o entregador de colete se esforçando em grau master pra atrapalhar, acho que teremos que aturar esse treinador com limitado com cara de derrotado e espírito conformista até o final do mandato do Bandeira de Melo.

    • Ibsen Perdigao

      e peder seis meses do tecnico definitivo a toco de que?>
      Tem

  • Renato Rasiko

    Na prática, o time do Flamengo não tem esquema de jogo definido – contrariando o que diz o técnico -, se limitando a uma saída de bola sem nenhuma criatividade, sempre a mesma sequência de jogadores rondando a própria intermediária sem que haja a participação mais efetiva dos volantes fazendo a ligação com o meio de campo ou ponta. Quando finalmente acontece é só depois de idas e vindas arriscadas em que qualquer vacilo dos vacilões profissionais (Vaz e MA) pode resultar em tragédia.

    Não, o time do Flamengo NÃO tem alguma coisa que possa ser chamado de “esquema tático”, e muito menos de possíveis variações dentro do jogo. Ou é chuveirinho de qualquer ângulo e distância, ou, quando entra o Berrío, até a rainha Elizabeth já sabe que a única função do nosso Bolt é correr alucinadamente e tentar encontrar a bola no meio do caminho, o que tem sido raro.

    Aliás, faz sentido: o Flamengo não tem esquema tático porque não tem técnico.

    • Gardner

      Concordo que a saída de bola não está rendendo pois no jogo contra o cruzeiro isso foi nítido .
      Eh só analisar o jogo quando o flamengo está pegando um time mais fechado.
      Quem fazia essa ligação bem eh o Elias que está no atlético e o último que vi com a camisa do fla fazer isso bem tbm foi o ibson

  • Fla 2018

    O Zé Ricardo precisa utilizar o 4-1-4-1 utilizando um time base para terem entrosamento. O time poderia ser esse se bem treinado: Diego Alves, Pará, Réver, Juan, Trauco; Cuellar;Berrio,ER7,Diego, Ewerton e Guerrero na Frente. Mas tem que ter sincronismo entre as linhas como os pixulecos sem entregar a paçoca. Desse jeito poderíamos ter uma equipe mais homogênea e sabendo o que faz com a bola. O problema são as finalizações. Se os jogadores acertarem 50% já ajuda.

    • Kikos 1976

      Acho que se um treinador de verdade colocasse essa formação pra treinar ficaríamos quase imbatíveis , mas esse daí primeiro não abre mão do inútil caramujo, segundo não tem coragem nem pra tentar, prefere empatar ou ter 70 % de posse de bola e perder o jogo, na Entrevista é o mesmo blá blá blá de sempre, posse de bola, criamos, sei lá o que ? que só ele mesmo viu !!

  • Gardner

    Acredito que o flamengo tenha sim um esquema de jogo definido eh o 4-3-3 com os dois pontas ajudando na marcação,o maior problema eh que quando enfrentamos um time mais fechado os nossos volantes nao conseguem criar aberturas no campo adversário pra furar a retranca,as melhores partidas do flamengo São quando enfrenta times que jogam pra frente tbm,então pra mim esse esquema do ze eh até bom mais apenas pra enfrentar equipes que jogam como time grande(jogam a deixam jogar).
    Porém ele precisa urgente entender que um novo esquema tático precisa nascer nesse flamengo senão o título ficará longe pois muitos empates virão como domingo passado,temos mais time jogadores de qualidade mais isso sem tática não vale de nada(eu até gosto do ze Ricardo mais ele está limitando a própria visão ).
    Eu jogaria com apenas um volante como o atlético MG campeão da copa do Brasil com um ataque de muita movimentação infernizando com trocas de posições.
    Meu humilde opinião time hoje pelo momento de cada atleta : Diego alves rodinei rever rodolfho(juan) trauco cuellar Everton Diego Everton Ribeiro berrio e Guerreiro me chamem de louco mais bem treinado e com essa posse de bola que o flamengo tem ninguém segura.

  • Rodrigo Ribeiro

    Coluna bastante interessante. Eu gosto de time que propõe o jogo, e hoje, o Fla, por sua tradição e poderio tem, no meu modo de ver, obrigação de propô-lo. O problema é que, além dessas quatro fases praticamente inexistirem, ao contrário do Cu rintia, por exemplo, (que se apega à defesa até pelas suas próprias limitações), o Flamengo não é um time bem treinado. Resume-se a tomar a bola na defesa, tocar para um dos laterais, que empurram a bola para os pontas, que cruzam quase sempre para um Guerreiro isolado, enquanto o pobre Diego roda igual a um peru atrás da bola pra tentar participar do jogo. Nosso esquema me parece, na verdade, o formato de uma ferradura, com um prego enfiado entre as suas pontas, e que subutiliza o potencial dos jogadores.

  • Flavio

    O problema nao está na tatica. está no treinador que nao sabe como executar.

  • Wesley Sirtoli

    Zé ricardo e marcio araujo ate quando?

    • kingDavid

      Vão morrer abraçado! Kkkkk

  • FLA Comments

    O problema é uma certa preguiça, displicência, falta de tesao… É mais fácil chegar na linha de fundo e fazer um cruzamento que geralmente têm sua % de chances de sair um gol, do que pensar uma jogada, fazer triangulações, tabelar no meio, driblar o adversário e correr o risco de perder a bola e escutar o “ahhhh” da arquibancada, e ainda ser o responsável por ter gerado o contra ataque que possa gerar um gol adversário e até a derrota.
    O club é um gigante que estava adormecido, a torcida ainda está confusa entre a época de Zico e a seca das últimas décadas, a uma certa desconfiança ainda, é carência, caindo em pilha da arco-írisada, se deixando afetar o emocionalmente, oq acaba transmitindo para o time. Flamengo precisa de um título urgente!

    • Paulo Vinícius Siviero

      Era simples ir na linha de fundo quando o “ponta” não acompanhava o lateral. Hoje em dia, quando um Pará tenta tabelar com o Diego, vem o Ponta dos caras, lateral dos caras, volantes dos caras e até os zagueiros dos caras pra impedir o cruzamento da linha de fundo, justamente pra só ter 2 alternativas: Ou recua a bola pra recomeçar a jogada (arame liso), ou cruza antes da marcação ser formada – vulgo “chuveirinho”, uma vez que contra o Flamengo, até centro-avante vira zagueiro (como fez o Rafael Sóbis no domingo, acompanhando o meio campo do Fla até a própria área)

      SRN

      • FLA Comments

        Prefiro o “arame liso” do que “desperdiçar a bola com uma jogada de probabilidades baixas, o Barca fez isso com o “tic-tac” que conquistou o mundo, que foi a única forma de furar as retrancas de 90% das partidas que disputa… Na minha opinião tem que haver uma mentalidade parecida com a do futebol americano, ataque contra defesa, vc não rifa a bola ou não tenta um (Hail Mary) na primeira tentativa, vc vai avançando empurrando o adversário mais próximo do gol, vc vai ter no min 4 tentativas, depois da terceira vendo que está difícil vc optar por fazer um chuveirinho, um chute de fora da área, uma jogada de baixa produtividade de fazer um gol.

  • IMPERADOR DE MILÃO

    Esses timecos do Brasileirao quando enfrenta o Mengão só jogam na retranca, VTNC

  • Icaro Castro

    Há tempos venho sugerindo um volante
    apenas. Creio que o ZR vá fazer essa transição sabendo o tempo certo
    para a mudança. Um time não muda seu comportamento apenas com nomes. É
    preciso esse tempo para mudar sem comprometer a campanha. Precisamos
    pontuar, evitar derrotas que minem a confiança no trabalho e no
    desempenho dos jogadores. Um pouco de paciência da torcida é fundamental
    para não pôr por terra a chance de evolução. Meu time com base nas
    características seria Daniel Alves – Pará – Réver – Rhodolpho – Renê –
    MA – Diego – ER – Everton – Berrío – Guerrero. Opções por Pará – Renê e
    MA é em virtude da melhor marcação. SRN

    • Tiago Monte Mór

      Independente da função tática, no meu time não entraria NUNCA o Renê ou MA.
      Meu time ideal seria 4-1-4-1. Lembrando que MA hj joga de 2º volante e que o Diego sempre volta pra buscar a bola pois n temos saída. Se todos ajudarem na recomposição n sobrecarrega o volante. Deixaria os adversários se preocuparem com a defesa. Nosso poderio ofensivo seria monstro! https://uploads.disquscdn.com/images/0a2e634f4aa97e5273d6c16bb343c00f7a2e6a9b44c62da08c0f04950542d2b8.jpg SRN

    • Tülio Silva

      Quem e Daniel Alves?

      • Icaro Castro

        Foi mal. Junto com a idade vem chegando a demência. ehehehe corrigido SRN

  • Pepe Anjos

    O Flamengo na mão do Jair ventura seria com D.Alves , Rodinei , Réver , Rhodolfo , Trauco , Rômulo , Cuellar , Arão , Diego , Everton , Guerrero.
    Ele iria buscar primeiro se defender pra depois atacar , características completamente diferente do que é Flamengo.

  • Tiago Monte Mór

    Time grande, de tradição vencedora e ofensiva, com o elenco que possui deveria impor o jogo sempre que entrar em campo. O flamengo deveria ditar o ritmo do jogo como fazem Barça e Real na Europa. Se eu fosse o treinador entraria pra frente, pra intimidar e passaria a preocupação com defesa ao adversário.
    Pra Cima deles Mengô!

    https://uploads.disquscdn.com/images/0a2e634f4aa97e5273d6c16bb343c00f7a2e6a9b44c62da08c0f04950542d2b8.jpg

  • Tülio Silva

    Não vejo necessidade de quando o time jogar em casa jogar com 2 volantes, no caso de hoje meu time jogaria assim: Tiago, Pára, Rever, Ruan, Trauco, Cuellar, Diego, Everton Ribeiro, Geuvânio, Everton, Guerreiro.

  • Ibsen Perdigao

    Sem desculpa!
    Futebol eh material humano.
    Tudo que vem depois eh incompetencia.
    Se o lider eh cheio de perna de pau mas fica entrincheirado esperando pra dar o Bote. Concorda que o Flamengo poderia fazer exatamente igual mais com mais qualidade?

  • Edilson Eddy

    Preferia ver o time também no 4231
    Diego(g)
    Rodolfo(z.e)
    Rever(z.d)
    Para(l.d)
    Trauco(l.e)
    Cuellar(v.d)
    Mancuello(v.e)
    Diego(m.d)
    Geovanio(m.e) ou Everton
    Everton Ribeiro(s.a)
    Guerreiro(c.a)
    Ou Diego trocado nu lugar de Everton Ribeiro

  • wanderpc82

    Ser Flamengo é mostrar que está acima do tradicional;

    Ser Flamengo é mostrar que a excelência é uma prática constante;

    Ser Flamengo é ter a mentalidade de agressividade ofensiva, não oferecendo chances para catimbas ou reclamações adversárias, sufocando o tempo inteiro;

    Ser Flamengo é ser arrojado, incisivo, diferenciado, cujos adjetivos são traduzidos em campo;

    Ser Flamengo é estar sempre no ápice da vontade de ganhar, sendo um gigante em campo;

    Ser Flamengo é ter a máxima de que perder somente ocorrerá quando outro clube equiparar os mesmos atributos e qualidades, proporcionando um duelo de gigantes, verdadeiros titãs, de muito suor, técnica e disposição;

    Ser Flamengo é procurar ser o Flamengo, sem nenhuma crise de identidade, vencer, vencer e vencer.

  • Luciano Pereira

    Meu Flamengo é sem Zé Ricardo e com dois volantes de qualidade. O resto está razoável.

  • Rodrigo – Depto. de TI

    Diego – Para/Rodinei – Rever – Rodolpho – Trauco – Rômulo – Cuellar – Diego – E.Ribeiro – Guerrero – Geuvanio.

  • Luiz Gustavo Netto

    Na minha opinião, o clube que se dispõe a propor o jogo, precisa de uma saída de bola eficiente e num geral, 11 jogadores (contando o goleiro) que saibam se virar com a bola nos pés. Se o Zé pretende um Flamengo que proponha o jogo, porque Márcio Araújo é o único jogador que foi titular em todos os jogos do brasileirão? Em um esquema tático moderno e ofensivo, o volante tem que saber sair jogando e saber apoiar o ataque com eficiência.

  • Diego Oliveira

    Bom, discordo de você. Mas respeito a sua opinião. Sim ,o léo Duarte seria o zagueiro mais veloz em meio ao que temos.
    Prefiro dois volantes para, assim como disse, tentar dar equilibrio defensivo ao time, já que Diego, ER e o próprio Everton não são bons nesse quesito.
    Não vejo diferença entre tentar um novo esquema no decorrer do campeonato a manter um que já tá provado que não dá certo. Hoje o Paneleiro não pode escalar dois velocistas nos lados do campo, então ele mantem o mesmo esquema e coloca jogadores que não tem condições de fazer isso…
    SRN