“Não renovaria com Guerrero”, diz Perrotta

Um dos assuntos mais bombados desta terça-feira foi a renovação de Paolo Guerrero. Segundo informações, o Flamengo e o atacante estão perto de acertar um contrato de mais dois anos. Nos moldes atuais, o peruano fica no Flamengo até 10 de agosto de 2018. Se o novo acerto sair, o camisa nove ficaria na Gávea até 2020.

O atacante vive sua melhor fase com a camisa do Mengão. Em 28 jogos já marcou 17 vezes e distribuiu quatro assistências. Contratado a peso de ouro em 2015, recebe, entre luvas e salários, R$950 mil mensais.

Este assunto foi um dos temas do Resenha Ao Vivo, da TV Coluna do Flamengo. Ricardo Perrotta não vê a renovação com bons olhos, mesmo o bom rendimento em campo.

“Com 33 anos, pode ser que o Guerrero comece a ter uma queda de rendimento, por conta da própria idade. Pra um investimento alto, que o Flamengo pode fazer, para a continuidade dele no clube, principalmente pelo o que está sendo alijado pela imprensa, mais dois anos de contrato, eu não acho interessante. O Flamengo poderia buscar peças com uma idade menor, atacante de renome tão grande quanto (o Guerrero). Eu Ricardo não faria esta renovação. Ou, se fosse renovar, sugeriria por apenas um ano”, afirmou o comentarista.

Guerrero tem 39 gols em 89 jogos com o manto sagrado

Apesar de não ser favorável ao novo contrato, o Ricardo não deixou de elogiar as características do peruano.

“O Guerrero é muito bom, faz pivô, é um centroavante de referência, que todos os times queriam ter, que todos as zagas temem quando jogam contra. Ele é “super Guerrero” quando joga, tem muita gana, se entrega nos jogos. Eu acho ele um bom atacante. O problema é que a gente não sabe como será feita esta renovação. O Flamengo não divulga informações sobre isso. Estimamos que, com salários altos e luvas altas, o clube talvez faça um pagamento maior ou do mesmo nível”, apontou Perrotta.

Para o comentarista, um dos motivos de buscar a renovação neste momento, no meio da temporada, é para aumentar a multa rescisória. Flamengo e Guerrero começaram as tratativas no início de 2017 para a extensão do vínculo. Segundo alguns meios de comunicação, a multa rescisória do camisa 9 é de R$25 milhões, valor considerado baixo ao analisar os investimentos feitos em mercados com o Europa e Ásia, por exemplo. O Mais Querido busca, com a renovação, aumentar este valor para R$92 milhões.

“No caso de times da China, da Europa ou até mesmo do Brasil, se pintar alguém que queira bancar isso, não é uma multa muito alta, para a relevância que o Guerrero tem no ataque do Flamengo, e teria no ataque de qualquer time do futebol brasileiro, por exemplo”, finalizou.

Com renovação ou não, o que é certo é que Paolo não jogará a partida contra o Grêmio, nesta quinta-feira, às 19h30, na Ilha do Urubu, devido à suspensão automática por cartões amarelos. A expectativa é que o artilheiro volte a campo no final de semana, contra o Cruzeiro, no Mineirão.

E você? Concorda com Ricardo Perrotta? Guerrero é imprescindível ou o investimento é alto? Deixe aqui sua opinião:

Comentarios

comentário











Ver mais notícias