Lampejos: a individualidade como padrão

Ainda que não faça muito sentido, principalmente após essas últimas notícias envolvendo nosso querido Ederson, precisamos voltar a falar do nosso futebol, como um todo.

Mais do que a questão física ou emocional, me espanta perceber que em algum momento perdemos nossa coletividade. Zé Ricardo podia não ter um Flamengo voando em mãos durante o começo de 2017, mas formou um time.

Time este que jogava e se comportava de maneira coordenada. Vendíamos caro os resultados negativos. Não custa lembrar que dificilmente víamos o Flamengo perdido, dominado ou envolvido pelos seus adversários.

Mesmo com a lesão de Diego, o Flamengo se mostrava coeso, consciente e organizado. Se não houve nesse ano o brilhantismo apresentado em alguns períodos do ano passado, sobrava comportamento coletivo.

A primeira exibição muito diferente desse padrão foi aquela que desencadeou esse período de baixíssima inspiração e transpiração desordenada. O Flamengo de hoje vive de lampejos.

Podemos supor um punhado de motivos para esse comportamento, mas quase todos eles passam por Zé Ricardo. Não, a ideia não é culpa-lo. Ainda que Zé tenha sua parcela de culpa, meu objetivo não é questionar seu trabalho – que hoje em dia é bastante questionável – mas observar o conjunto de escolhas que acentuam esse comportamento.

Não é fácil fazer com que um elenco recheado de jogadores acima da média renda o esperado, mas é preciso que para isso dois grandes fatores sejam vistos com carinho: variação tática e adaptação.

Sempre que pressionado, Zé Ricardo joga pela janela suas convicções e aposta num monotemático e pouco cerebral 4-3-3. Esse tipo de comportamento ficou flagrante quando, desgastados e pressionados, abandonamos o bom futebol apresentado no ano passado para arrancar vitórias à força. Não custa lembrar que nem sempre não as arrancamos.

Além disso, em alguns momentos de suas (agora) confusas entrevistas, Zé deixa claro que os jogadores precisam se submeter ao(s) esquema(s) de sua preferência. Vejo dois erros graves nesse pensamento.

O primeiro é acreditar que ele tenha um esquema bem definido, já que parece optar por um esquema como preferência e se render a outro quando algo não vai bem.

O segundo erro – e certamente o mais grave – é crer que o material humano sempre tem que se adaptar ao esquema. Essa máxima funciona muito bem para elencos limitados. Carille, no Corinthians, não possui grandes opções (em número e qualidade), é natural que o esquema se imponha perante o elenco. Jair faz o mesmo no Botafogo. Renato Gaúcho, com elenco um pouco mais versátil já promove adaptações e varia esquemas por jogadores e vasco-versa.

Seria bom que Zé entendesse que com bons jogadores, é preciso que o esquema se flexibilize para que seja possível extrair o melhor da técnica de cada um. Sem que isso seja percebido, seguiremos vendo um Flamengo que oscila e anda sem identidade tática, na dependência de lampejos que resolvam.

Mais que isso, sem que Zé repense algumas convicções, será difícil encontrar novamente um padrão onde nossas estrelas possam render o esperado. Ainda dá, mas é preciso abrir a cabeça. A continuarmos assim, seguiremos rendendo de acordo com as individualidades e organização de nossos adversários.

SRN.
#ForçaEderson

Thigu Soares
Twitter: @thigusoares

  • Marty Mcfly

    ZR não sabe montar outro esquema, simples! ZR não tem inteligência pra montar outro esquema!

    • PlayerLEL

      O que me incomoda não é nem isso, até pq querendo ou não, o “esquema”, a posição dos jogadores no campo, é a mesma de muitos times…4-2-3-1 etc. O que me incomoda é a falta de variação de jogadas, triangulações, infiltrações, tabelas etc. Se vc olhar bem, os pontas ficam sempre fixos e abertos no lado de campo, e como MA é menos 1, é difícil ver jogadas pelo meio por exemplo, de vez em quando er7 afunila e cria alguma jogada ou com guerrero ou com diego, aí como a marçação é mais forte, é muito difícil sair jogadas, por não ter compactação devido a falta de aproximação dos jogadores e consequentemente vemos o espaçamento das linhas….

      • Marty Mcfly

        “falta de variação de jogadas, triangulações, infiltrações, tabelas etc”

        Isso é sinal que o treino não tem intensidade e cobrança nos jogadores.

        • PlayerLEL

          concordo… eu acho que o zé passa muito a mão na cabeça desses jogadores, mas tbm não acho que ele tenha muito tempo pra treinar, até pq pelo que nós vemos, tem muito treino físico e técnico… mas tático… não mostram tanto….

          • Marty Mcfly

            Essa conversa de “não tem tempo pra treinar” é conversa pra burro dormir, porque:

            1 – Todos os times tem o mesmo tempo pra treinar.

            2 – Quando tem uma semana diponivel pra treinar o time volta ruim.

          • PlayerLEL

            cara e pensar que o flamengo tem um ct “supostamente” melhor
            e mais, temos que questionar a quantidade e competencia dos preparadores e todos os outros funcionários remunerados envolvidos, não só no futebol

        • Thiago

          Esses treinos sao questionaveis, so ver que na flatv as vezes costuma mostrar os treinos de finalização, é sempre com os jogadores sozinho pra finalizar, sem marcação nenhuma. Mesmo que a zaga fique parada, pelo menos coloque uns jogadores pra ter uns obstáculos.
          Pra vc ver como um video pode ser enganador, o VAZ sempre acerta as cobranças, chega no jogo ate hoje NUNCA acertou a direção do gol, ate penalti o cara conseguiu chutar a bola pra fora.

    • Gracilio Kondo Raposo

      Vamos ser justos não é moçada, na última partida contra o Santos pela Copa do Brasil, qual a chance que o Flamengo deu ao time praiano?
      Chance zero ou quase sem sofrer, controlamos o jogo com este esquema aí que gostam de falar em 4-3-3. Melhor jogador da partida foi o goleiro dos caras.
      Logo, não entendo este incomodo de vespera.
      O time oscila no Brasileiro e acho normal porque as novas peças estão tentando ae encaixar e ver qual seria o melhor modelo. O time tem potencial para crescer ainda.
      Amanhã é o manjado esquema como dizem que vai ser detonado pelo Santos como dizem. Acho que pelo contrário, o time é mais justinho e jogadores que estarão em campo se conhecem há mais tempo. Vai ser osso é pro Santos, galera.

      • Thiago

        O jogo vai ser na casa deles, vai ser outra historia. EU particularmente acho que o flamengo vai passar, mas com sufoco.
        O problema nao é se o time vai vencer ou nao, se vai se classificar ou nao, eu quero ver se depois de 4 partidas ruins, de jogos em que sofremos gols com participação DIRETA e Indiretamente do VAz, de erro de cobertura do MA em 3 jogos, ele vai continuar com os dois. Independente do resultado, se começar com esses dois, esquece titulo esse ano com o ZR., pois suas convicções iram nos tirar isso.

        • Gracilio Kondo Raposo

          Vila Belmiro nos últimos jogos não tem sido um fator que faça a diferença pro Santos contra a gente nos últimos jogos. Acho que se não me falhe a memória, não perdemos lá há dois ou três anos.
          Estas convicções do ZR se mantidas nos colocam nas semifinais pelo seu aproveitamento a frente do time independente de fulano ou sicrano no time.

      • Ibsen Perdigao

        bom. Pensando por esse prisma. Minha preocupacao com a partida de amanha eh zero pois no ano passado. Aultimo vez que jogamos bem de fato foi contra o santos se nao me engano na rodada 30 ou 32. Depois o futebol sumiu. Desde la jogamos sempre meia boca com alguns jogos razoaveis e a maiores jogos fracos.

        • Gracilio Kondo Raposo

          A partida não será fácil, mas este time sabe controlar o jogo e se expõe pouco. Perdemos duas partidas no Brasileiro e as três na Liberta e somente uma delas por dois gols de diferença contra o Ixpo, numa partida que dificilmente repetiremos, pelo menos tomara que não seja hoje.
          O Santos ainda precisará fazer uma partida perfeita e de cinema para nos vencer.
          Enfim, no futebol tudo é possível, certo? Sim, mas o jogo de hoje temos que somar muitas variáveis para que levemos dois ou mais gols e sejamos desclassificados da Copa do Brasil.
          Minha opinião é que não perderemos e que pegaremos o Botafogo na semifinais.

  • Watson Luiz pereira

    Thigu como disse nos comentários no face agora não adianta mudanças radicais….apenas pequenos ajustes como a saída de um volante e a entrada de um atacante ou meia manter marcação alta durante todo o jogo tipo galo doido de cuca..ou a entrada de um zagueiro quem sabe e liberar o rodinei pra atacar a Bel prazer….

    • PlayerLEL

      pelo menos eu tiraria o ma que é menos 1 na parte ofensiva e colocaria o arão ou romulo, assim, eu “seguraria” o cuellar tbm
      aí a saida de bola seria com a zaga, mais os 2 volantes, aí daria liberdade para os laterais apoiarem….
      o problema é treinar isso

      a saída de bola seria assim:

      —————-diego alves
      rever — cuellar — volante —- rodolpho
      para —- diego — er7 —— trauco
      ———- guerrero — everton

      • Ibsen Perdigao

        Rapaz. Vc assassinou todos os esquemas !
        Hahahahhaha

        • PlayerLEL

          boa kkkk

  • PlayerLEL

    #ThiguDeVoltaNoResenha

  • Wagner Alves

    O último time que mostrava superioridade tática foi o de 2011, de lá pra cá só oba-oba e na base do individual.

  • Marcel

    “Nem sempre as arrancamos”?

  • Marcel

    Cara, você não quis culpar o ZR, mas colocou ele na cena do crime, ensanguentado, e ainda dando punhaladas no futebol de nossa equipe.
    Não tem como dissociá-lo dessa situação patética em que estamos.
    Sim, ele é culpado. O sonho e a mística de rever um técnico inexperiente e “feito” em casa nos levar às conquistas está ofuscando o óbvio!!

  • Almir Ribeiro

    Com o elenco recheado de bons jogadores fica mais difícil? Claro, pois ai meu o Zé tem que mostrar a capacidade dele em encaixar a qualidade desses jogadores ao esquema, e ele não consegue e ai quer forçar o jogador a se enquadrar nas suas ideias (total inversão da lógica). Você mesmo diz que “os jogadores tendo que se adaptar ao esquema é para times mais limitados…” era exatamente o que acontecia com o Fla, lembrando que o time caiu muito de produção ao final (2016). O Zé usava o 4-3-3 lá atrás em muitos jogos…ele parou no tempo…o time não tem variação, nada de novo e vive de chuveirinho, bom ele mesmo define isso como sendo o “jeito de jogar” do time. Ai meu amigo é preocupante de mais. Zé tem tudo que outros não tiveram: CT, jogador de nível, toda uma estrutura profissional…o problema é com ele mesmo que não consegue superar as suas “segueiras”e limitações e fazer o time como um coletivo render, ai claro vive de lampejos individuais. POUCO para ser um técnico do CRF. Pode dizer que ele tem potencial, é um estudador…na prática eu não vejo nada disso. O time em campo é um reflexo da postura “mediana” do treinador. Fato.

    • Thiago Neves

      Excelente.

  • Fla 2018

    Volta para o 4-1-4-1 Zé Ricardo e garanta mais uma vida para domingo.

    • Ibsen Perdigao

      Volta dos que nao foram?! Hiahua. Zeh varia entre o 4-3-3 e o 4-2-3-1. No ultimo jogo ficamos num 4-2-4

      • Fla 2018

        Ele está jogando pela sobrevivência. Amanhã sem o Ewerton, vai de três volantes mais o Diego no meio de campo. Vamos ver se ele estará vivo às 23:55 de amanhã kkk

        • Narcox

          credo se ele for de 3 volantes e para morrer mesmo não gosto de desejar o mal de ninguém mais se ele fizer isso espero que algum flamenguista no RjJ pegue ele e lhe de uma surra

      • lucasrf8

        Na verdade o Zé foi campeão na Copinha jogando no 4-1-4-1, mas que em momento algum ele chegou a testar esse esquema de jogo nos profissionais.

  • marcondes Alves

    vamos voltar a discussão, o problema do flamengo e na saida de bola, por isso que temos que confiar no individualismo, porque so vai sair tijolo da zaga. resumindo o erro e o marcio araujo

  • Icaro Castro

    Na minha opinião o ZR deve definir o time com apenas um volante. Determinar a faixa de campo do Diego e do ER e colocar o reserva para executar a função nos jogos que ele não pode atuar. Saiu um meia entra outro meia e mantém um padrão de jogo definido. Se ER vai jogar de falso segundo volante coloca o reserva ali pra fazer a função.

    ——————————Diego Alves( Thiago)————————————————
    Pará( Rodinei)—- Réver( L. Duarte) ——Rodholpho( Juan/Vaz) —— Trauco( Renê)—
    ————————————-Cuéllar-( MA – Rômulo – Arão – Ronaldo) ———————
    Berrío ( Geuvânio) ——– Diego ( MancuelloPaquetá) —– ER ( MS) ——– Everton ( VJ) ———————————-Guerrero ( Vizeu ) —————————————————–

    Só uma ideia

    • Icaro Castro

      Define o time base titular – Daniel Alves – Pará – Réver – Rhodolpho – Trauco – Cuéllar- Berrío – Diego – ER – Everton – Guerrero-

      Time base reserva treina com – Thiago – Rodinei – L. Duarte – Juan (Vaz) – Renê – MA (Rômulo – Arão – Ronaldo) – Mancuello( Paquetá) – MS – Vj – Vizeu.

      Muralha – Gabriel – TS ……. Mas tenho consciência que não é algo tão simples. SRN

  • Pedreiro do hawaii

    Bom texto Thigu. Fiz um comentário sobre isso na semana passada e acabei vendo um vídeo hoje do PVC falando algo parecido. Algumas pessoas defende essa ideia que o jogador tem que se encaixar dentro da proposta de jogo e esquema do técnico, mas como você, acho que um técnico tem que analisar as características dos jogadores e a partir daí, montar uma proposta de jogo para tirar o melhor de cada jogador, até acho que por isso alguns técnicos não conseguem render, mesmo tendo um excelente material humano.

    • lucasrf8

      Concordo.
      Tem casos que não acho errado o treinador primeiramente definir um esquema de jogo, porém ele precisa fazer isso tendo uma pré-temporada e usando a janela de janeiro para contratar os jogadores certos que encaixam no esquema que ele definir.
      Esse não é o caso do Zé. Temos muito material humano bom que é mal aproveitado por causa de um esquema de jogo que ele é refém.
      O Flamengo joga assim a mais de um ano com o Zé, então a expectativa é 0 que ele vai mudar agora, ainda mais pelo fato de estarmos jogando quarta e domingo direto e sem tempo para treinar. Essas variações deveriam ter sido trabalhadas no estadual, porém não foi feito.

  • deno

    Meus irmãos, o Curintias tem um esquema tático simples. Quando defendem é no 4 4 2, duas linhas de quatro, a primeira linha em frente a grande área com os jogadores próximos uns dos outros, protegendo o gol. A outra linha é bem espaçada e não tão distante da primeira, os dois atacantes impedem dos volantes e zagueiros subirem e dão o primeiro combate. Se olhasse de cima o desenho tático forma uma figura semelhante a um hexágono. Quando eles atacam é no 4 1 4 1 os laterais só sobem quando vê uma oportunidade e muitas vezes como elemento surpresa e prezam muito pela triangulação. Nas bolas paradas os zagueiros sobem para tentar a cabeçada e gostam do contra ataque. Será que o Flamengo se treinar deste jeito não aprende, não é possível.

  • lucasrf8

    Belo texto, Thigu!
    De fato o esquema está congelado e o Zé já mostrou que não consegue sair dele. Desde o ano passado que o Flamengo joga do mesmo jeito e por incrível que pareça, esse ano o futebol apresentado está pior do que o do ano passado, mesmo tendo um elenco mais fortalecido.
    Você foi preciso. Com o elenco que temos, são os jogadores que “moldam” o esquema e não o contrário.
    Infelizmente, já perdi minhas esperanças com o Zé. O Flamengo está muito longe de apresentar um futebol de time campeão e é uma pena, pois tem um elenco qualificadíssimo.

  • Marcus roberto rodrigues perei

    Tenho sentimento de que hoje vamos passar pelo Santos. Porém, acho que a gente cai na semifinal.

    • Cristiano Justus

      acho q passaremos a semi pois pegaremos ou atlético-mg que ta em uma fase péssima ou o botafogo que estará mais focado na liberta e é nosso freguês; quero uma final contra o grêmio, ae sim vai pegar fogo.

  • Cristiano Justus

    Está clarissimo que o Flamengo ainda não tem corpo para ganhar um brasileirão esse ano, time oscila demais, mas tem nego jornalista que pega demais no pé do Flamengo, Corinthians ganha do avaí de 1×0 com gol chorado no fim do jogo os cara já fala em entregar as taças, o Flamengo ganha de 2×1 do coxa, perdendo vários gols na cara e penalty não marcado e os cara já corneta que foi mal, se continuar assim não vai a lugar nenhum… pqp!!

  • O Flamengo não tem padrão de jogo, jogadas ensaiadas, treinador de goleiros e um time titular… Quem ainda não viu isso???