Página inicial Colunas Anderson Alves Hoje não vou bater em Zé Ricardo

Hoje não vou bater em Zé Ricardo

1776
49
COMPARTILHAR

Hoje eu não vou bater em Zé Ricardo. Não que eu concorde com suas preferências e substituições no último jogo. Entrar com baidu antivírus é um acinte ao rubronegrismo e a qualquer futebol praticado no mundo. Mas não foi o “principal” culpado no último jogo.

Imagino que essa afirmação macule os olhos do leitor irritado com a apresentação, mas imputar o fracasso de ontem ao treinador somente seria infantilizar os jogadores. Hoje, eu não vou bater em Zé Ricardo.

O gol foi resultado de uma trapalhada de Vaz, Baidu e Trauco. Há quem queira adicionar Cuellar e Thiago nesta lista, mas, vamos combinar, o colombiano foi bloqueado pelo 8 e, além de Luan passar por cima de três adversários, contou com a “sorte” de pegar na orelha da bola. Note que na jogada, o gremista pega errado na bola que pareceu fácil, mas foi chutada errada e encontrou o cantinho do gol.

Seria incoerência minha se tirasse todo o demérito do arqueiro, que precisa melhorar, inclusive acho que seria bom voltar com muralha em um jogo para ver se o banco e a sombra cada vez mais incômoda de Diego Alves não mexeram com o goleiro que já agarrou muito bem aqui no ano passado.

Não bastasse isso, nosso meio de campo e ataque não funcionou. Diego foi um arremedo do que já apresentou. Tem crédito, claro. Demais. Everton Ribeiro também esteve abaixo e somado a ausência de Guerrero e Damião, nosso ataque nulificou. Apenas o querido de Allan Garcia jogou alguma bola no 433 infindável do Flamengo. Hoje eu não vou bater em Zé Ricardo.

Houve coisas boas no jogo. Como a aparente sede do resultado por parte do treinador, que tirou seu protegido e colocou o time para frente. Diego foi recuado para a volância numa modificação que eu mesmo já pedi. Precisa jogar mais ali, mas ficou mais fácil pegar a bola dos zagueiros estando mais próximo.

Mais tarde, o que pareceu bem tarde, acrescentou Vizeu e Mancuello. Faltou personalidade para tirar outras peças, mas entendi como uma busca por resultado, ainda que o desespero tenha nos custado o meio de campo. Hoje eu não vou bater em Zé Ricardo.

Vou te apresentar alguns super-heróis da minha infância, provavelmente da sua, Zé. Conhece o Aquaman? Ele pode respirar em baixo d’água e se comunica com seres marinhos. Fraco. E o super homem? A fraqueza dele é uma porcaria de uma pedra… Que todo mundo tem. Sabe qual é considerado o mais forte? Um humano simples que tem um cinto de utilidades fantástico. Jogou bomba e não funcionou? Pega o batarang. Se esse falhar vai com o teaser, Batmóvel, traje novo…

Cadê o seu cinto de utilidades, Zé? Você é um humano comum, com um time comum que toca uma tática só. Tá bom! Acabei batendo um pouquinho.

Anderson Alves, O otimista

Comente pelo Facebook

  • Elder

    Claro que o Cuellar e o Thiago também falharam…o Cuellar novamente foi pior que o MA, assim como no jogo contra o Vasco.
    Rever deu um carinho no nada no lance do gol… Falha quase toda no sistema defensivo(só o Rodnei q não estava envolvido no lance… Que novamente provou a nós que não sabe cruzar).
    SRN

    • Lucas Monteiro

      Você viu o jogo?

      • Douglas Galvão

        Esse Elder realmente “não assistiu ao jogo”!

        • Elder

          Quem viu foi vc. O um dos melhores “comentaristas” desse site.

      • Elder

        Eu vi. Mas eu não fico xingando o MA antes dele pegar na bola e nem achando que o Cuellar é kroos.
        Cuellar foi melhor conta o Santos e no jogo seguinte(ou anterior… Não lembro).
        Contra o Vasco o Ma foi melhor assim como contra o grêmio.

    • Ednei P. de Melo

      O engraçado é que todo mundo adora apontar o dedo para o M. Araújo no lance do gol, mas NINGUÉM lembra que o Cuellar tentou um drible no adversário, caiu e perdeu a bola que resultou em um contra-ataque. Se não fosse o M. Araújo em campo correr como um louco para abafar o contra-ataque… imagina se fosse o “contrário”? &;-D

  • Silvio Simões

    Eu também não, vou ficar na minha humilde insignificância , pois com certeza intendo mil vezes menos de futebol do que o treinador José Ricardo , não me sinto capaz de falar mal e muito menos bater , até mesmo por achar ridiculo este termo Bater até mesmo figurado.

  • André N Lessa

    Anderson,

    Me identifico muito com o texto até porque tentei expor isso em alguns posts depois da derrota.

    Discordo apenas do Aquaman, mesmo entendo a sua predileção pela DC comics. Aquaman sempre foi zoado por todos já que debaixo d’água macho mesmo é o Namor, o Príncipe Subamrino. Note que até o aposto é pomposo (risos).

    Espero apenas que o Zé Ricardo tenha conseguido entender que existe vida (ou esquema de jogo) sem o MA no time. Esse seria o seu cinto de utilidades prático.

    Aí ter “gadgets” para cada situação poderá se tornar mais fácil tais como:
    recuar o Diego – também sou partidário desse treinamento para mudanças durante a partida quer por substituições, quer para fugir de uma marcação homem a homem;

    Ronaldo (caramba quando será realmente testado e ter direito a uma sequência de 3 jogos) e o passe mais vertical

    Mancuello, etc

    Confiante em um bom jogo contra o Cruzeiro,
    Um Abraço,
    SRN,
    André

    • Cosme Neves

      Cara, esquece o Mancuello….nem correr sabe

      • André N Lessa

        Cosme,

        Eu prefiro pensar no Mancuello como opção do que ter aquele sentimento ruim do Gabriel se recuperando nas sombras do silêncio da imprensa 😀

        Já disse e fui contestado que começaria a treinar o Paquetá como segundo volante.

        SRN

        • Cosme Neves

          Cara… Gabriel pra mim nem existe mais… quanto ao Paquetá… concordo com vc….

    • André N Lessa

      Aliás no estilo “Comics” da coluna bem que o Flamengo poderia escalar o “scout-man” para ficar acompanhando, e fazendo acontecer, o treinamento de fundamento de passe para trás da linha de fundo e cruzamento da linha da grande área para frente.

      Seria uma espécie de War Room dos X-men.

      SRN

    • Eric Mendes

      Me ensinem essa confiança de onde vem, pq sinto falta dela desde as últimas rodadas do brasileiro do ano passado.De lá pra cá, mesmo com um time cheio de jogadores de qualidade, se o Flamengo fez 10 jogos ótimos é mto. Zé Ricardo não é técnico pra o Flamengo, já tá a pouco mais de um ano e o time tá do jeito que tá. Jair e Carile sim que são técnicos de vdd, tiram suco de pedra.

      • André N Lessa

        Eric,

        Será que a minha confiança vem do gostar de torcer? Ou será do gostar do sofrer como tanto vemos em comentários aqui na Coluna? Não sei te responder.

        Com relação aos técnicos que você citou, eu particularmente não gosto do estilo de jogo do Botafogo. Reconheço no entanto que o Jair tem feito um bom trabalho por lá e fico com uma curiosidade saudável de como seria o time dele com um elenco bem mais qualificado.

        Já o Carille é o estilo do treinador de basquete. Defesa, compactação e transição. Agora ele não está tirando leite de pedra não. O time do Corinthians tem muito bons jogadores.

        Vou citar alguns:

        Cássio, Fagner, Jadson e Jô.

        Falando de outros:

        Rodriguinho estava numa draga até o final do ano passado e quase foi para a Turquia. Marquinhos Gabriel era execrado pela torcida até poucos meses atrás. Romero é o Everton deles. Arana vem jogando muito bem. A Balbuena também tem se destacado.

        Some-se a isso um excelente preparo físico, comprometimento tático e profissionalismo (Jô e Cássio são excelentes exemplos desse fator), o time tem tudo da deslanchar.

        Para o Carille tirar leite de pedra ele tem de fazer o Kazim jogar bola 😀

        SRN

        • Eric Mendes

          Cara, de fato, creio q exagerei em escrachar o time do Curica assim, tem jogadores mto bons como os q tu citou, mas a raiva q eu sinto do Zé Ricardo por não conseguir fazer nosso time jogar mesmo com tanto jogador bom me tira um pouco a racionalidade. Então, analisando mais friamente, tu falou um ponto chave “tinha tudo pra deslanchar” (O Corinthians na vdd não tinha mto não, já q vem de uma mini crise financeira, política e técnica tb, Carilli assumiu esse ano) mas enfim, vamos tratar q tinha tudo pra deslanchar e deslanchou de fato, o problema é, pq raios o nosso time não consegue o mesmo? O Flamengo tinha tudo pra tá voando a essa altura, tem estabilidade financeira, política, tem CT, manteve técnico e elenco (trouxe novas peças e tudo) tem arena pra jogar no Rio e não viajar e etc pq esse time não consegue engrenar? É indesculpável depois de ter saído na fase de grupos dá libertadores estarmos hoje praticamente fora dá briga do brasileiro a 12 pontos do líder. A única explicação que encontro é q o Zé Ricardo não tá funcionando mais, já deu “Aaah, mas ano passado ele pegou um time com elenco ruim é levou ao 3 lugar” OK, méritos pra ele, mas tb pra piorar o q o Muricy tava fazendo era quase impossível. Enfim, creio q o Zé Ricardo é pouco técnico pra o time que temos, mas quero está enganado e que no fim do ano possamos tá comemorando um título 🙂

          • André N Lessa

            Eric,

            O Zé Ricardo para mim é um técnico em formação. Se essa é a melhor opção para o Flamengo ou não é questão para a Diretoria.

            Isso posto, fico feliz que o meu bate papo possa ter trazido de volta a temperança. Mas também é normal, muitas vezes até saudável ventilar a frustração seja nas arquibancadas xingando, seja nas redes (anti) sociais – não resisti ao trocadilho – onde a bile corre solta he he he.

            Teve até um amigo aqui do foro, o Zoro, um cara legal de se trocar uma ideia, que logo após o jogo estava “virado no Jiraya” nos seus comentários até que ele mandou essa:

            “poxa tinha de tirar o Diego que não estava jogando nada. Mas se tira a torcida “dita entendida” iria cair de pau nele. Eu me incluo nesse grupo. Mas tinha de ter feito alguma coisa.”

            O nome disse é frustração. Foi assim que me senti também ao fim do jogo.

            Deixe eu colocar mais dois centavos da forma que eu estou vendo as coisas:

            O Carille dirigiu o Corinthians por 7 rodadas ano passado se não me falhe a memória e já treina a defesa deles desde o tempo do Tite. O Eurico Miranda do Corinthians, o Roberto de Andrade é que disse que não contrataria técnico para depois contratar o Cristóvão Borges em seguida.

            Cassio e Jô resolveram voltar a ser profissionais de futebol. Jadson veio no começo do ano. Por isso disse que tinha o porque de dar liga.

            Com relação ao Flamengo, o elenco foi praticamente o mesmo do ano passado. Veja que o Rômulo e Berrio não fizeram a pré temporada. Thiago Santos era uma grande aposta para esse ano e se contundiu seriamente nas suas férias.

            Praticamente o Trauco foi o único que chegou para pré temporada.

            Depois teve a contratação do Conca que incluía a recuperação de uma cirurgia bem complicada.

            Só agora no meio do ano é que o ER7, Rodolpho e Geuvânio chegaram.

            O erro da pré temporada e Carioca foi não ter testado com maior intensidade os jogadores da base como Léo Duarte, Paquetá, Ronaldo e Filipe Vizeu. Eles é que poderiam dar um fôlego novo como o Cuellar está dando ao time.

            Ano passado nós vimos na prática que o elenco não era essa maravilha toda. Esse ano temos peças de maior qualidade. Ano que vem teremos ainda mais.

            O Paulo, outro colega aqui da Coluna, colocou muito bem em um post que o Flamengo deveria estar entrosado lá para final de agosto, princípio de setembro. Vamos ver.

            De resto a minha torcida é para que o Zé Ricardo consiga testar o time sem o MA e que o Flamengo possa desenvolver a transição defesa-meio campo com muito mais desenvoltura e rapidez.

            SRN

          • Eric Mendes

            E aí cara,olha só a situação que eu venho responder, em meio a outro resultado ruim kkkk ser irracional é tudo que eu consigo ser no momento kkkk eu entendo teu ponto de vista, mas não concordo com que o Flamengo deve está entrosado no fim de agosto e começo de setembro, isso não faz sentido cara, a base do time tá aí é o técnico é o mesmo a mais de 1 ano e o futebol só tem piorado, as novas contratações são um parafuso a mais na engrenagem, que devia já vir bem a alguns meses.
            Imagina só É. Ribeiro chegando hj ao Corinthians, ele ia agregar mto e não ia ter isso de esperar um pouco entrosamento e tal, pq o time lá tá voando, o nosso não. Resumindo o que quero falar, o Flamengo era pra tá apresentando um futebol mto melhor do que vem praticando e hoje deveria tá ainda melhor pelas novas contratações.
            Eu não acredito mais no trabalho do Zé Ricardo, acho q pra ser estagiário, que ele arrume um time de menor expressão. Mas pelo menos, eu retomei um pouco minha confiança no time, não pelo Zé, mas pelo time que temos e agr com Diego Alves é só entregar as taças :De
            #ForaZé
            Vlw pelo papo cara, SRN 🙂

    • Anderson

      Fala, André. Peguei o exemplo da DC porque, acredite se quiser, os personagens são mais equilibrados e individualizados. Todos na Marvel têm cinto de utilidades. Tem alguns mais apelões que outros, mas não tem personagem completamente burro que use poderes de uma forma só, como eu queria usar na analogia.

      Marvel Forever…
      SRN

      • André N Lessa

        Anderson,

        Futebol e Comics… tudo a ver!!! 😀

        Um Abraço,
        SRN

  • BVZ (VJ será maior que Pelé)

    Hoje não vou bater muito em Zé Ricardo.
    Ele só tirou o baidu no final. Apesar do Grêmio se defender o tempo inteiro, ele só fez isso no final quando não dava mais tempo. Que aliás, é outra característica dele, ele faz substituição aos 25 do 2º tempo (ou 35).

    • Cosme Neves

      Verdade… ele nunca muda o time no intervalo…

    • André N Lessa

      BVZ,

      Só um comentário a título de correção se me permitir:

      O VSQ (royalties ao Galvão) foi substituído aos 13 do segundo tempo. Já é uma melhora, pequena é bem verdade, em relação ao padrão.

      SRN

  • Marcio Castro

    Não havia assistido o último jogo ainda, não achei que coletivamente o time foi mal, Diego não foi excepcional mas também não prejudicou, Everton Ribeiro foi muito bem no primeiro tempo e deu boa movimentação ao time; fomos mal no lance do gol é fato, erro que só foi crucial pela incapacidade técnica do Thiago, Leandro Damião e principalmente do Zé Ricardo que poderia ter escolhido melhor as substituições. Infelizmente ZR ainda tem que aprender como conduzir essa Ferrari.

  • Cosme Neves

    Não temos técnico… nem goleiro…

  • Joao Paulo Santos

    Por mais que o MA seja limitado, por a culpa do mal desempenho do time nele já acho demais. Ele falhou, não acrescenta nada no ataque, blz.
    Mas nosso ataque é muito mal treinado, não envolve o adversário e muito menos leva perigo nas ligações diretas. Consegue até chegar pra finalizar mas o último passe (ou cruzamento) é sempre horrível. Muitas vezes o zagueiro nem precisa cortar a bola pois ninguém alcança mesmo. Chega a ser bizarro isso!
    MA é nulo em campo, exceto na recomposição do time. Mas a impressão que passa é que ele saindo o time vai continuar ruim no ataque e vai ficar mais frágil na defesa. Melhora a saída de bola pra os pontas cruzarem torto pra ninguém.

    • André N Lessa

      João,

      Um contra ponto se você me permitir:

      Mantendo o tema de quadrinhos que o Anderson usou na sua coluna.

      MA é o nightcrawler dos X-men. Quando alguém recebe a bola, ele desaparece e reaparece já entre dois marcadores. Com ele se esconde no jogo. Se ele fosse um atacante e conseguisse puxar a marcação de dois defensores, ele seria extremamente útil na rotação ofensiva.

      Agora falando mais sério, não é que o MA seja o culpado de tudo que é ruim per si, mas como suas limitações – e efeitos práticos no time – são claras e ele já tem muito tempo de estrada – e infelizmente de Flamengo -, é o alvo normal. Ele não tem gordura para queimar em relação a impaciência da torcida de uma forma geral.

      Outro ponto que atrai a impaciência é que é muito raro termos uma formação do Flamengo sem ele em campo. Então o nosso imaginário é sempre recheado de jogadas produtivas feitas por uma outra dupla de volantes. Entendo que a torcida merece a chance de ver em campo por uma sequência de pelo menos 5 jogos uma dupla de volantes que não tenha o MA.

      O MA acaba se encaixando no case Wallace. Só que dessa vez o reserva não é um César Martins. Tem gente com qualidade para a posição.

      Você chegou a reparar que o MA nem mais marcado ele é pelo adversário? É porque eles sabem que ele não tem bom chute, não costuma fazer um passe em profundidade e não vai sair driblando na direção do gol. O dia em que ele tentar isso pode até ser que se consagre.

      A ligação direta que você cita não deveria ocorrer se existir a opção de passe para a transição do meio campo. Normalmente ela acaba ocorrendo no time do Flamengo quando este dá a saída. A bola é recuada para o Réver que faz o chutão (o dia que der certo eu até penso em chamar de lançamento) buscando o Guerrero com o time todo avançando tal e qual ocorre na reposição de bola depois do touchdown no futebol americano.

      Finalizando, eu prefiro treinar a recomposição defensiva com outro jogador do que comprometer a minha saída rápida e transição meio campo/ataque.

      SRN

      • Facebook User

        Acho que o super ZE errou ao usar o cinto de utilidades,
        Pensou em Berios e puxou do cinto o Mancu..
        Na saída do Rodnei.

        • André N Lessa

          Eu tenho dúvidas se o Berrio teria espaço para jogar, mas pode ser que desse certo.

          Eu até comentei em outro post que eu não tiraria o Cuellar e teria colocado o Mancu no lugar do MA e o Geuvânio no lugar do Trauco. Então ficaria do meio para frente com Cuellar, Mancu, Diego, ER7, Damião (poderia ter colocado o Vizeu) e Geuvânio.

          Se nada funcionasse e resolvesse partir para o tudo ou nada, eu adiantaria os zagueiros para fazer uma linha de 3 com o Cuellar e tirava o Diego para a entrada do Berrio ou Filipe Vizeu.

          Rodinei e Everton de alas e o Meio bem povoado.

          Daria certo? Não sei.

          SRN

  • Marcel

    Eu bato por você.
    Fora ZR, tá com o melhor plantel do Brasil na mão e não consegue transformar num time decente.
    Muito fraco pra ser técnico do Mengão.

    • Eric Mendes

      Isso mesmo cara, já saímos dá libertadores, já demos praticamente adeus ao brasileiro, as duas principais competições do ano pra gente. A culpa é do técnico medíocre que temos, pq o elenco é bom mas o Zé ruela não faz o time jogar bem

  • Lucas Monteiro

    Um timaço deste na mão do ZR é a mesma coisa que colocar uma Ferrari na mão do Barrichello.

    • Marcos Giovanni

      Amigo. Vc de F1 apanha feio do Barrichelo de Ferrari. Tenhas certeza. Cuidado ao julgar os outros. SRN.

      • Lucas Monteiro

        Irmão, quem está julgando? Você sabe o que é uma comparação?

  • Leonardo

    Pra mim não foi no cantinho a bola do Luan como diz no texto, foi bem próximo do Thiago, ele não saltou pra bola, só caiu, ele falhou sim. Não é porque é da base que não podemos criticar, isso também não quer dizer que ele é ruim, mas com certeza era defensável

    • Ednei P. de Melo

      Bolas rasteiras, curtas e no cantinho são mais difíceis de defender do que parecem… &;-D

      • Leonardo

        “Pra mim não foi no cantinho”
        &;-D

  • Mayko Priscila Krakeker

    Não sei se vcs já notaram mas o Zé e tão sem culhao que na hora de mexer aparece o auxiliar explicando no ouvido dele o que deve fazer…ano passado era o Jayme agora é esse q veio do vice… treinador.isso foi o que acabou com um ano que prometia..

    • André N Lessa

      Mayko,

      Na Europa é comum o auxiliar conversar muito com o treinador principal. Em muitos times de ponta os auxiliares chegam até a comandar treinos completam e reportam as atividades para o “Mister”.

      Também já vi auxiliar no banco explicando como é que o reserva vai entrar em campo.

      Precisamos lembrar que eles se conversam e muito durante a semana sobre cenários possíveis da partida. Não é uma coisa tão de improviso assim uma substituição. Exceção para mim é no caso de uma expulsão.

      SRN

    • Ednei P. de Melo

      Interessante: se escuta o auxiliar, não tem culhões; se não escuta o auxiliar, é prepotente e arrogante. Então vem a questão: para quê auxiliar? &;-D

      • Mayko Priscila Krakeker

        escultura e uma coisa..mas a impressão q passa e q o auxiliar enxerga mais o jogo que ele…

      • SAGA

        vc é defensor incondicional do ze ricardo ein, torce mais pra ele do que ao flamengo. estou só manjando vc gordinho.

        • Ednei P. de Melo

          Gordo? Não me conheces… &;-D

  • Vinicios Mendes

    É óbvio Que ele é o maior responsável e eu vou explicar o Pq:

    O time não apresenta praticamente nenhuma jogada ensaiada, no máximo uma troca de passes bem feita mas é mais pela qualidade dos nossos jogadores de frente do que jogada ensaiada, oque acontece é uma enxurrada de cruzamentos (MAL FEITOS, POR SINAL) na área e oque acontecer é lucro.

    Segundo, o time tem muita Diegodependência e Guerrerodependência, se os caras irem mal? acabou o time, e o plano B? Não existe, Pq já estamos a um ano jogando em um esquema furado.

    Ultima e principal, ninguém mais (a não ser os verdadeiros entendedores de futebol.) aguenta aquele miserável do Márcio Araújo, mas isso pouco importa pois a torcida não tem voz alguma com a diretoria nem com o paneleiro, principalmente pra tirar do time titular o homem que tem melhor passe até mais que Diego.

  • rubro negro

    o Flamengo terminou o jogo num 424 com Diego de 2ºvolante tirando a armação do time, o ZR é burro demais, encheu de atacante e esqueceu da armação, tamo ferrado, temos ótimos jogadores, mas a qualidade tática é péssima.

  • Douglas Galvão

    Anderson, o otimista
    Não é normal um treinador agir como ele vem agindo com a escalação do time e as substituições dos jogadores. Quem joga bem numa partida é logo esquecido e não nem vaga no banco de reservas, principalmente se for estrangeiro.
    Tem algo estranho por trás das decisões dele(dele???????).

    Todos os “arco-íris”( jornalistas e torcedores) elogiam ele e o MA sem parar, porque? – Porque eles sabem que enquanto os dois estiverem no Flamengo, o Flamengo não vai chegar a “lugar nenhum” e, sempre será derrotado e desclassificado nas partidas decisivas como na derrota para o Grêmio, entre outros insucessos que o Flamengo teve em 2016 e 2017.

    Aquele abraço

  • Ednei P. de Melo

    É como alguns colegas dizem em outras oportunidades: quando o time vence, é por causa da qualidade dos jogadores e sorte do técnico. Quando perde, a culpa é totalmente dele… &;-D

    • Anderson

      Uai, mas eu não estou dizendo que não é só culpa dele, Ednei?

      • Ednei P. de Melo

        Sim! Estou falando é dos “comentaristas de plantão”… &;-D

  • Ibsen Perdigao

    hj e sempre! zeh ricardo. Vai tomar no centro do seu CUh!