“Eu prefiro confiar na base”, diz Rodrigo Ferreira

No discurso, o Flamengo tinha como prioridade o uso de jogadores criados na base para o ano de 2017. Na prática, porém, apenas Thiago, Vinicius Jr. e Matheus Sávio tiveram oportunidades mais frequentes. Como manter a motivação desses jogadores não aproveitados? E qual seria o melhor negócio para o Flamengo a longo prazo?

O Resenha, que agora é todos os dias às 20 horas, ao vivo, falou sobre a utilização da base no elenco profissional. O comentarista Rodrigo Ferreira, da TV Coluna do Flamengo, falou que em detrimento de algumas contratações, ele prefere confiar na base.

Há um erro de planejamento. O Flamengo em 2016 cravou que iria utilizar a base, tinha a questão de unificar a base, era o discurso de usar mais a base. E contrataram errado, contrataram o Muricy Ramalho que todo mundo sabe que não gosta de utilizar a base. Esse foi o primeiro erro de planejamento. Depois veio o Zé e todo mundo pensou que essa geração seria usada. Ele era técnico da geração que foi campeã da Copa São Paulo só que estranhamente, ele não gosta de utilizar a base.

Veja mais:

Veja o Resenha sobre a da base na íntegra e deixe a sua opinião:

72 Comentários
Carregando comentários...