E tudo continua como antes…

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Mais um jogo, mais um empate, mais uma posição perdida na tabela de classificação, mais gols perdidos, mais gols tomados devido aos mesmos erros de posicionamento defensivo. O campeonato continua correndo (quase no final do primeiro turno) e continuamos sem evolução tática e técnica, sem cobrança por parte da diretoria, com escalações injustificáveis como de costume e com nosso presidente cada vez mais perdido e infeliz em algumas declarações.

Vamos lá! Quanto ao jogo, gostaria de ressaltar que o time foi muito bem no quesito entrega. Os jogadores se empenharam, se doaram e não faltou combatividade, correria e raça. O que percebo é que somos mal treinados. Há muito tempo! Não vejo jogadas de penetração, nem solidez defensiva, nem coesão entre ataque e defesa e muito menos uma volância que faça a ligação entre os dois setores com a qualidade necessária.

Nosso treinador continua insistindo em peças de qualidade duvidosa. Já preteriu o menino Thiago e colocou o fraco Mureta no banco do Diego Alves, esse sim goleiro de verdade! Ontem ele pode ter falhado (como alguns apregoam) no primeiro tento corintiano, mas se redimiu em um chute cruzado muito similar no final do jogo, onde se posicionou melhor e teve reação mais rápida para defender a bola que decretaria derrota certa no Itaquerão, isso sem mencionar o erro absurdo do juiz ao anular gol legítimo do Corinthians.

O time, em geral, apresentou-se bem. Embora muito melhor na segunda etapa. Isso só foi possível devido às individualidades, pois nosso sistema tático… Taticamente somos juvenis se comparados a times de menor investimento e que estão colhendo resultados muito mais expressivos pela expectativa gerada sobre seus elencos. Hoje, somos o melhor elenco do Brasil, mas muita coisa deve mudar se quisermos ser protagonistas esportivos a nível nacional, continental e, até mesmo, mundial.

Uma das coisas que está emperrando o Flamengo é o Sr. Eduardo Bandeira de Melo. Sim meus amigos, o próprio! Ele deu declarações sobre o nosso técnico que me preocuparam bastante, além de bancá-lo até o final do ano e, quiçá, até o fim de sem mandato. Disse que ele segue exatamente o que o departamento de futebol traça. Até aí tudo bem, mas ficou claro para mim que as renovações absurdas de Gabriel, MA, Vaz, etc e suas escalações deram-se por força conjunta, inclusive influenciada diretamente por nosso distinto presidente.

Mesmo concordando quase em 100% com sua administração financeira, ele tem pisado na bola acumulando a vice-presidência de futebol. Primeiro porque não entende nada do negócio (é um mero torcedor), segundo que se expõe desnecessariamente devido à importância e visibilidade do cargo de VP de futebol, terceiro porque se irrita com facilidade e ainda bate boca com torcedores, perdendo totalmente a razão. Isso dá margem aos opositores para que o acusem de narcisismo e de homem de pouca palavra quando realiza acordos. Isso só joga contra sua imagem de boa pessoa e o coloca em um patamar de pessoa centralizadora. Essa pecha é altamente nociva, inclusive à imagem do clube.

São esses tipos de postura que nosso EBM deveria rever. Além disso, ainda há erros na gestão esportiva. São erros de planejamento, identificados pelas renovações de contrato de jogadores com qualidade duvidosa, os quais provocam a ira da torcida quando escalados e que o Flamengo passa a impressão de que não está nem aí para o que a Magnética está achando.

Lembro-lhes que o Flamengo é gigante. Muitos patrocínios, excelente arrecadação. Jogadores querendo vir para jogar no Fla e muitas outras coisas boas acontecendo. E sabem porque esses retornos financeiros se dão nessa escala absurdamente gigantesca? Pela força e pelo tamanho de nossa torcida! É lógico que a austeridade financeira foi importante, mas ressalto um ponto fundamental: há outros times (pouquíssimos, aliás) que também têm gestão honesta e proba, mas suas arrecadações são meros arremedos se comparadas à do Mengão. Esse diferencial é a nossa torcida. A Nação Rubro-Negra! Simples assim.

Após essas declarações do presidente e da letargia e passividade de nossa diretoria de futebol, não temos outra opção que não passe pela resignação. Tenho plena convicção de que a Magnética continuará apoiando, assim como todos nós aqui do Coluna do Flamengo! Mas isso não significa que deixaremos de expor nossas impressões sobre todos os fatos concernentes ao Mais Querido. Tanto as críticas quanto os elogios continuarão sendo observados por nosso time, de forma idônea, proba, consciente e, principalmente, sem clubismo! Credibilidade é tudo! Levamos uma eternidade para construí-la e a perdemos em segundos.

A partir disso, temos a obrigação moral de continuarmos mantendo nossas colunas defendendo nossas opiniões diversas com independência, baseadas no jeito pessoal com que cada colunista acredita ser a maneira certa para que o clube continue sua evolução. Ressalto ainda que nosso site não possui nenhum direcionamento político. Fiquem tranquilos quanto a isso. Meu querido e sábio avô já dizia: “não deva favores a ninguém, pois o pior tormento de um homem é ter o rabo preso”! Vamos continuar torcendo incondicionalmente e mantendo nossa credibilidade para que ela seja cada vez maior. Não existe coisa melhor do que podermos deitar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos. Nada paga essa tranquilidade! Ainda estou esperando o ano mágico. Qualquer dia desses ele chega. Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo Simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!
Siga-me no Twitter! O microblog é perfeito para a troca de ideias.

114 Comentários
Carregando comentários...