Home Destaque André Kfouri: “Frustrante”

André Kfouri: “Frustrante”

3028
71
SHARE
Foto: Staff Images/ Flamengo

1 – O Flamengo é o único time brasileiro que tem a intenção – e a capacidade – de controlar todas as partidas negando a bola ao adversário. Uma ideia que deve ser admirada e aplaudida como proposição de futebol, ao invés de ser avaliada impacientemente apenas conforme os resultados que alcança.

2 – A repressão resultadista age contra o crescimento de equipes que optam pelo caminho tortuoso da posse, independentemente do oponente e do local. Os participantes da tomada de decisões no futebol do Flamengo devem ser firmes na continuidade do modo de atuar que pautou os objetivos e a formação do elenco do clube.

3 – É essa maneira de jogar que faz com que o Cruzeiro, em casa, aguarde o Flamengo na linha do meio de campo nos minutos iniciais do jogo. Mas não só isso, é claro. Há também um componente estratégico do time mineiro, configurado para recuperar a bola numa situação em que a defesa adversária tenha boa porção de campo às costas.

4 – Nas ocasiões em que a primeira linha de marcação do Cruzeiro pressionou a origem da saída de bola, o Flamengo não teve nenhuma dificuldade para evoluir até o campo de ataque.

5 – Após duas chances cruzeirenses, uma com exibição dos recursos técnicos de Thiago Neves e outra com um cabeceio de Léo, uma tabela entre Everton e Guerrero ameaçou o gol defendido por Fábio. O que tem separado o Flamengo da validação de seu futebol é a conversão desse tipo de jogada.

6 – Ao final do primeiro tempo no Mineirão, o Cruzeiro foi competente para interromper a circulação do Flamengo nas proximidades da área. A contundência de movimentos ofensivos é crucial ao futebol de posse, algo muito mais complexo de fazer do que de dizer, embora haja quem pense que a capacidade de frequentemente trocar passes até o gol adversário seja uma questão simples.

7 – Essa confusão aparece porque só se enxerga a falta de profundidade e/ou infiltração. Ocorre que outro conceito fundamental do jogo elaborado é a ideia de “viajar junto”, ou seja, quando um time se move e move a bola como um bloco único. Há momentos na maioria das atuações do Flamengo em que a equipe se fragmenta, o que a impede de se impor numericamente e facilita o trabalho de marcação.

8 – Com 32% de posse e razoável presença no ataque, o Cruzeiro jogou como pretendia, pois se defendeu com eficiência e manteve a ameaça que deixou a defesa do Flamengo em alerta constante.

9 – Exemplo: grande passe de Romero para a finalização de Éber na área. Thiago impediu o gol cruzeirense no primeiro ataque da segunda metade, jogada que sugeriu um posicionamento mais avançado do time dirigido por Mano Menezes.

10 – Mas a jogada pelo lado voltou a dar frutos ao Flamengo. Acionado por Guerrero, Rodinei encontrou Everton na segunda trave. O cabeceio raspou no poste e entrou, colocando o Flamengo em vantagem e inaugurando um novo jogo no Mineirão.

11 – O placar durou seis minutos. Outro bom passe, de Diogo Barbosa, criou o empate para Sassá, que tinha acabado de substituir Élber. Com dois lances de infiltração pelo centro da defesa para o passe profundo, o Cruzeiro conseguiu produzir dois gols. Thiago evitou o primeiro.

12 – A chance da virada se materializou no contragolpe em que Sassá ignorou Sóbis, livre, e chutou muito mal. Foi a única oportunidade dessa natureza no trecho final, pois o Cruzeiro se manteve adiantado para tentar ganhar o jogo contra a defesa posicionada.

13 – Empate frustrante para ambos, porém coerente com o que o jogo mostrou. O Cruzeiro soube jogar de duas formas diferentes e ser competitivo com ambas. O Flamengo novamente alternou boas e más versões de seu plano, o que acionará as críticas a Zé Ricardo por parte de quem – às vezes, com claro preconceito por se tratar de um profissional iniciante – acha que a qualidade do elenco exige um técnico “de nome”. Bobagem.

Fonte: André Kfouri/Lance

Comentarios

comentário

  • PlayerLEL

    se guerrero faz tão bem o pivo pq que não tem tantas “infiltrações” com uma tabela, triangulações….

    • André N Lessa

      PlayerLEL,

      Porque o Guerrero está jogando no meio dos zagueiros. Ele precisa sair mais da área para tabelar com os meias e abrir o espaço no facão para os jogadores mais velozes como Everton e Rodinei – o Cuellar quando se projeta não o tem feito no sentido da diagonal para o meio e sim para a ponta.

      O Rodinei joga mais aberto mas ontem o Renê começou a ocupar também a meia esquerda que é o que o Trauco faz(ia) com mais desenvoltura.

      SRN

      • PlayerLEL

        falta aproximação do diego, er7 e everton…

  • Raf1981

    O Marcio araújo é essencial no time e não entendo realmente poque ninguém escala ele, parece que ninguém assiste aos jogos, o cara segura a frente da defesa, marca muito bem toca muito bem na bola, para falar o contrário a pessoa só pode estar vendo outro jogo.

    • DieGOD

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Gabriel81

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Marcio

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Roy Parker

      zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz ou kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Rodrigo Martins

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Gabriel81

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Michael Victor

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Rodrigo Andrade

      O Flamengo tem que contratar esse cara que vc descreveu pra ontem kkkkkk

  • Rodrigo Ribeiro

    Ninguém tá pedindo um técnico de nome. Estamos pedindo apena um técnico bom. E a bobagem de pedir um técnico medalhão é a mesma de achar que só porque o Zé Ricardo é jovem, ele é moderno e estudioso. Modo de jogar limitado; escalação com “cão de guarda” ou eventualmente com três cabeças de área; e substituições a moda muito antiga ou equivocadas mostram justamente o contrário disso…

  • Cris PH

    Campanha: #RuedaNoFla2018

    • Gabriel81

      #Ruedaurgente17/07/2017

      • Rodrigo Martins

        #ruedapraontem

        • Michael Victor

          Prefiro o Gallardo ou o Bielsa. Como o Bielsa acabou de ser contratado, então que seja Marcelo Gallardo.

    • Thiago Covre

      #VemRueda
      #SaiRuela

  • kingDavid

    Jornalista torcedor dos Gambas, claro que quer que o Fla insista no que não da dando certo. Depois pra disfarçar, ele faz uma analise do jogo, mas a mensagem subliminar ja ta la no inicio.

  • Bruno Rezende

    Finalmente um texto técnico e coerente, que analisou corretamente o que ocorreu.
    Está todo mundo, sabendo que o Flamengo é um time ofensivo, que sempre procura o gol, fechadinho na retranca, aguardando o contra ataque.
    Eu, particularmente, acho muito medíocre um time como o Cruzeiro e um técnico pretensioso como o Mano, jogarem feito timinho covarde, dentro da casa deles. Mas, enfim, é a estratégia dos caras.
    O Grêmio fez o mesmo, e a aposta deu certo. Mas o Flamengo fez finalizações muito perigosas naquele jogo, e o resultado poderia ter sido diferente.
    Não existe mégica, por jogar propondo o jogo, com posse de bola, o Flamengo vai estar sempre na posição mais difícil da estratégia. Ou alguém espera que o Flamengo jogue na retranca, como Gremio, Corinthians, Cruzeiro e outros??

    • Dieki

      Todo mundo joga na retranca, o Corinthians não passa de uma retranca muito competente. O Gremio joga assim.. daqui a pouco, o Palmeiras se adequa a essa teoria.

    • Valmir

      Pois é, é muito mais fácil destruir que construir, por isso estes times estão apegando-se a este estilo de jogo parecido com a Juventus que tem uma defesa extremamente sólida.
      SRN

    • Junior Vinicius

      A questão é simples: o problema está aí desde a queda na reta final do brasileiro de 2016.
      Houve pré temporada, e já se tem 7 meses do ano, o problema continua, de quem é a culpa?

  • Dieki

    A análise é essa. O tenso é que temos o Flamengo contra 19 Leicester no CBBR17. É muito simples montar um time para jogar na retranca. Precisamos treinar mais contra essas retrancas e nisso eu vi o Geuvânio no meio com bons olhos. Falta esse drible e o passe dentro da defesa, coisa que o Diego não faz, embora dê seguimento a maioria das jogadas.

    • WAGNER.RJ

      Falta técnico meu Amigo isso sim

  • Marcio

    Pra defender Zé Ricardo tem que ser retardado!!!!!

  • Paulo Eduardo

    Tiraria o MA e colocaria o Geuvanio.
    Minha trinca de meias seria 1 volante e 2 meias, estilo Barcelona de Guardiola.
    Diego Alves, Rodinei, Rever, Rodolfo, Trauco; Arão, Diego e Geuvanio; ER e Everton; Guerrero.

    • DefendaSeuDinheiro

      geuvânio tá jogando nada, fala sério, ainda muito sem ritmo de jogo..
      o time é só com um volante, 4141

      DA
      Pará, Réver, Rodolpho, Renê
      Cuellar
      Berrío, ER, Diego, Everton
      Guerrero

      Dois bons laterais de marcação, sempre precisar apoiar muito, com isto libera a carga dos pontas que podem jogar mais soltos, dispensando desta forma os serviços de um segundo volante, pois o ER e Diego podem ajudar no meio quando estiverem sem a bola, idem Berrío e Everton, até Guerrero no combate à primeira bola.

      • Rafael Freitas

        Concordo, mas ainda usaria o Trauco e o Rodinei em determinadas situações. O elenco do Flamengo pode proporcionar mais coisas, mais variações nas peças.
        Podemos abrir o Everton Ribeiro e colocar o Ederson, Paquetá ou Mancuello no meio fazendo dupla com o Diego.
        Temos as opções de Everton e Geuvânio, mas também o próprio Ederson e o Vinicius na esquerda. Podemos até colocar o Trauco ali, isso depende da leitura do adversário.
        Zé tem um esquema base, mas isso não significa que deve jogar só com esse esquema, sempre com a mesma escalação. O time tem que variar, não só em peças, mas em proposta de jogo.

    • Pepe Anjos

      A diferença nisso tudo é que os jogadores do Barcelona tinham qualidades de toques de bola , movimentação , coisas que eu não vejo no Flamengo , o elenco em si não foi montado pra esse estilo de jogo , foi montado pra ter dois velocistas pelas pontas com um meia de criação , só agora com a chegada de ER e Geuvânio é que o elenco passa a ter jogadores com estilo diferente de pontas velocistas.

  • WAGNER.RJ

    Falar falar falar não Adianta nada …..
    Não temos técnico pronto e acabou !!!!!!..

    • Rodrigo Andrade

      Isso aí, simples, é só admitir e tentar corrigir enquanto há tempo!!!

  • SylarK

    Pra esse esquema do Flamengo dar certo precisaria de volantes e laterais melhores. Como não temos, cabe ao técnico buscar soluções. Mas Zé não tem competência ou não enxerga isso.

  • Vinícius Presto

    Preconceito, Kfouri? Preconceito é uma concepção antecipada a uma determinada pessoa ou objeto, e Iniciante ele também não pode mais ser tratado. Tem melhores por aí com o mesmo tempo de serviço.. Nós já sabemos quem é ZR, o Flamengo já o experimentou por 1 ano e o que vemos o tempo todo são as mesmas jogadas, as mesmas escolhas tendenciosas, a mesma teimosia. O cara teve muita moral, apoio geral para fazer um 2017 bem melhor e evoluir. Mas o que vemos, é que o baita time do Flamengo não é eficiente, é previsível e fica evidente que tem sim uma forte influência do treinador que me parece perdido há um bom tempo. SRN!

  • – Ryan –

    Como diria o poeta “haja oq hajar” o flamengo vai jogar com esse esquema burro e manjado de pontas.

    • Thiago Marques

      E manjado porq o time esta estatico, ninguem se movimenta no ataque. Ontem deu raiva, todo mundo parado esperando a bola.

      • André N Lessa

        Thiago,

        Para esse esquema funcionar precisamos de alguém no lugar do MA de forma a se evitar a dobra fácil de marcação no DR e no ER7. Afinal ninguém marca o MA – ele tem a chance de se consagrar mas é “humilde demais para isso”.

        E o Guerrero tem de sair da área e participar da troca de passes para permitir a infiltração de alguém que venha de trás tal e qual no gol do Éverton contra o Santos na Ilha do Urubu.

        SRN

        • Thiago Marques

          Concordo, ontem achei que era jogo para o Arao entrar. Mesmo ele estando em ma fase ele e o volante que mais se apresenta na frente.

  • DefendaSeuDinheiro

    ótima análise, meus parabéns pelo post coluna, é de posts de alto nível que esta coluna precisa e não xingamentos do twitter e nem manches de fake news e fofox.

  • Tmenezes

    Vindo de um gambá vcs esperam o que ??Mesma coisa Juninho e Edmundo elogiarem M.Araujo. Problema do Flamengo tem nome e sobrenome José Ricardo Mannarino.Há um ano no cargo e vivemos de chuveirinho para área adversária.

  • El3ment

    Escala errado, faz troca errada, time não tem entrosamento, não tem jogada ensaiada… o problema não é ser iniciante, é ser burro mesmo. No proprio texto o cara fala que o Cruzeiro jogou de duas maneiras e nas duas se saiu bem. Flamengo nao perdeu por causa sorte.

  • PANDA!

    Análise superficial. O Flamengo tem estratégia mas não tem tática. A equipe não faz triangulação, chuta pouco fora da área, não tem jogada ensaiada, zagueiros não atacam, volantes não infiltram… tudo isso quem arma é o técnico.

  • PANDA!

    Enquanto Vaz deixar Sassá dominar sozinho não vai ter Diego Alves que dê jeito!

    • bitu junior

      Não cobriu o Sassá como deveria, falhou o tempo de bola quando oThiago Neves quase fez o gol, falhou contra o Grêmio no lance do gol na lateral antes da bola chegar ao Luan…e por aí vai..

  • Thiago Marques

    So nao entendo porq o Juan e banco do Vaz, antes de ele se machucar estava jogando muito ai quando ele se recupera ele pega banco pro Vaz? So pode estar zuando.

    • bitu junior

      Pura teimosia do ZR, admito q o Juan não tem a velocidade do Vaz, mas de que adianta o Vaz ser veloz se ele erra todos os botes, como uma cobra velha…

  • James Howllet

    ‘Acionado por Guerrero, Rodinei encontrou Everton na segunda trave. ”

    Não é craque, nem acho que velha isso tudo mas… DamiNão é/era um desnível grande demais, além de características totalmente opostas.

  • Mauricio Ba

    Os comentaristas que elogiam caramujo ze ruela sao todas contra o Flamengo ,elogiam pra que o time nunca desfaça destas carnicas.Fora ze ruela.

  • James Howllet

    “Há momentos na maioria das atuações do Flamengo em que a equipe se fragmenta, o que a impede de se impor numericamente e facilita o trabalho de marcação.”

    Aqui e na maior parte do texto a análise do André foi muito pertinente mas a conclusão. O que mata é a conclusão sobre o Zé.

  • Junior Vinicius

    “O Flamengo é o único time brasileiro que tem a intenção – e a capacidade – de controlar todas as partidas negando a bola ao adversário. Uma ideia que deve ser admirada e aplaudida como proposição de futebol, ao invés de ser avaliada impacientemente apenas conforme os resultados que alcança.”
    Concordo que é ótimo o time manter a posse de bola, mas está desde o ano passado sem conseguir criar repertórios de jogadas, o que torna nossa posse de bola ruim, veja bem, não é um problema de agora, desde a reta final do brasileiro ou seja houve as férias, a pré temporada e 7 meses do ano sem resolver este problema.

  • Ltom Macêdo

    O cara fala como se o ZR tivesse chegado tem 02 semanas.

    • Felipe Ferreira

      exato, ignora o fato de estar a mais de 1 ano no comando e ter tido 4 meses para aprimorar oq de bom fora feito ano passado, e pelo contrário, o time estagnou e por vezes regrediu. André Kfouri parece querer seguir por uma vertente onde alguns analistas esportivos tem seguidos, os que vêem oq ngm ver, e assim são os misters táticas e senhores do entendimento. Texto é bonitinho, bem escrito mas facilmente refutavel. SRN!

  • Junior Vinicius

    “Ao final do primeiro tempo no Mineirão, o Cruzeiro foi competente para interromper a circulação do Flamengo nas proximidades da área. A contundência de movimentos ofensivos é crucial ao futebol de posse, algo muito mais complexo de fazer do que de dizer, embora haja quem pense que a capacidade de frequentemente trocar passes até o gol adversário seja uma questão simples.”
    Pois é, um treinador qualquer não irá resolver nosso problema, ou vem um cara bom, ou melhor não trazer ninguém.

    • bitu junior

      Transição lenta da bola da defesa ao ataque, devido a ideia da manutenção da posse de bola, resulta num adversário melhor postado na defesa…não é fácil furar uma defesa competente estando postada atrás da linha da bola…
      Necessário troca de passes rápida e drible (gol do Diego contra São Paulo), mas jogando muito distante Diego-Guerrero-Everton dificulta esse trabalho…
      Zé Ricardo já mudou tudo, jogadores, colocou 4 laterais, tirou volante pra colocar meia, recuou meia pra vaga de lateral e vice versa…só não fez o óbvio: mudar o esquema…
      Deveria treinar jogar o básico 4-4-2… Diego Alves, para, Rodolfo,rever e trauco
      Cuellar, Diego, Everton e Everton Ribeiro
      Guerrero e Geuvanio/vizeu

      • Junior Vinicius

        Já percebeu quem está fazendo mal a transição? Sim, o imexivel.
        Não é fácil, mas é necessário furar as defesas, desde o ano passado, esse é o preço de investir tanto.

  • Helio T

    Artigo opinativo de um curintiano sobre o Fla atual: só podia provocar raiva e asco nos verdadeiros (ou seriam falsos??) RN. Mais um pra lata do lixo…

  • rubro negro

    Bastou o Vaz voltar pra começar a perder e empatar, o Sassá correu entre os zagueiros e o Vaz não acompanhou, pq o JUAN não joga? sai pra descansar e não volta mais, esse Vaz já foi barrado 2 ou 3 vezes e voltou novamente.

  • heverttom

    Texto perfeito o time depois da libertadores perdeu a confiança e agora está retomando aos poucos ..não eh qualquer time q faz aquilo com o cruzeiro dominar daquela forma .

  • Daniel Silva

    Se não contratarmos um zagueiro, um lateral direito um volante que ” bata e mate” Araújo e principalmente um Técnico, vamos sofrer com as chacotas dos adversários!

  • Daniel Silva

    Gostei da leitura do jogo! Faltou só dizer que mudamos de futebol para futvoley e que com Damião entrar e fazer um gol de Bike

  • nico

    damião não pode ser profissional, isso é um disparate a historia do futebol…. como pode esse cara ser a contratação mais cara da historia do santos? como pode esse cone ganhar 350 mil e vestir a camisa do FLAMENGO… vizeu não é o proximo pelé, mas venho aqui dizer que no minimo, ele é melhor que o damião.. e o que zé ricardo fez ? pediu a renovação de emprestimo, desapareceu com o vizeu durantre meses, tirando totalmente o ritmo de jogo do rapaz, se fosse um tecnico justo, daria pelo menos alguns jogos pro vizeu, mas a panela vem em primeiro lugar !! é revoltante !!

    • André N Lessa

      Nico,

      Espero que o Damião possa retornar hoje ainda para o Inter e o Vizeu possa ter suas oportunidades.

      Mas que a renovação do Damião foi uma decisão muito mais da diretoria e suas ligações com o Grupo Doyen eu não tenho dúvidas.

      SRN

      • Junior Vinicius

        Concordo contigo, alias, um dos motivos de Zé Ricardo está tanto tempo é que ele não “incomoda” a diretoria nos bastidores, e costuma concordar com todos os “pedidos”.

      • nico

        mano, então isso é mais grave do que eu pensei, tendo em vista, que o banan de melo cantava aos quatros cantos da terra, que não se sujeitava a nenhum grupo economico, a nenhum empresario e etc…… eu sempre achei muito estranha, essa predileção ao damião, voce me fez refletir um pouco mais… mas eu boto o zé no bolo, pq o mesmo presidente, disse que as contratações, e dispensas, são em comum acordo, entre zé ricardo, caetano e banana de melo, ou seja, ele coloca a panelinha deles, e eles o mantem no cargo, é essa a linha de raciocínio então? bem provável , SRN!!

        • André N Lessa

          Nico,

          O Zé Ricardo sempre se coloca como funcionário do Clube. Ele nunca busca protagonismo em nada fora das 4 linhas.

          O Rodrigo Caetano já disse que algumas vezes busca contratações independentemente de consultar o Zé Ricardo por entender que sejam oportunidades de mercado.

          O EBM fez muito pelo Flamengo, mas assinou com a Doyen em “uma encruzilhada” pelo Marcelo Cirino. Todos, ou a maioria + eu, achávamos que o Cirino daria certo. O Cirino infelizmente como tantos outros ficou rico e não teve mais o mesmo interesse pela profissão.

          Estamos pagando os pecados, ou postergando os mesmos, entre uma mordida e um assopro do grupo Doyen (vide Carabao). Eu fico aqui na torcida de que consigamos ainda reverter essa situação.

          SRN

    • Ednei P. de Melo

      E o pior é que já foi convocado… &;-D

      • nico

        não, mas hoje em dia a seleção é banalizada, olha quantos facas cega, ja vestiram a camisa da seleção ……… a lista é enorme !!

  • Rodrigo Andrade

    Esse cara é corintiano, ele tá adorando o Flamengo jogando mau, ele sempre quer o Flamengo mau, é só ver o comentário dele ano passado fazendo alguns questionamentos sobre a contratação do Diego, listando algumas besteiras que poderiam dificultar o desempenho dele aqui na volta ao Brasil, aquilo foi ridículo, só faltou ele apelar para a física quântica.

  • wanderpc82

    Ótimo texto, muito bom mesmo, só não concordo com a parte da conclusão, pois o Zé Ricardo e a Comissão Técnica tem responsabilidade sim sobre a postura tática da equipe:

    1) Os clubes praticam hoje a postura tática que o Flamengo teve no Brasileirão de 2016;

    2) A ótima análise nesse texto esqueceu apenas de que o Flamengo tem uma postura ofensiva de reter a bola ao máximo até achar alguma possível brecha na defesa adversária, mas a postura defensiva, ao invés de fazer uma marcação alta no campo adversário, acaba por recuar e não ser tão eficiente quanto a do adversário;

    3) A posse de bola maior para o Flamengo e a postura defensiva dos adversários denota o reconhecimento da superioridade técnica, mas o mal posicionamento tático e a formação não traduzem essa vantagem efetivamente em gols;

    4) Partindo da premissa que essa equipe está entre as equipes mais bem montadas na história do Flamengo, temos de chegar à conclusão, por consectário lógico, o time não está sendo treinado da maneira adequada e, via de consequência, as grandes peças que compõem o elenco estão deixando de render tudo aquilo que tem capacidade de render.

  • Junior Lima

    Acho que o Zé fica no meio termo, ele quer ter mais posse mas não tem tanta gente presente no campo adversário pra poder tocar mais essa bola e ter mais opções. Parece que ele quer ter um time que tenha a bola mas com numero de jogadores, no campo do adversario no momento ofensivo, de time que contra ataca. Ele resguarda muito a equipe, o medo de perder tira a vontade de ganhar. Já está claro também que o Flamengo com dois primeiros volantes tem uma deficiencia na saída de bola, fazendo o Diego ter que recuar pra buscar a bola. Desde que o Arão entrou em má fase estamos sem esse jogador.

  • Márcio Rodrigues

    Perfeita a análise!! Agora que o grupo está fechado, pelo menos na parte ofensiva, é treinar e treinar para os caras se adaptarem uns aos outros e as jogadas acontecerem com naturalidade. Hoje ainda não tá fluindo bem a parte coletiva do ataque e laterais mas é questão de mais alguns jogos. E continuar na torcida para que o Rômulo mostre a que veio e recupere seu lugar para que o Mito possa ver os jogos pelo lado de fora das quatro linhas. SRN