Home Colunas A base não pode ser esquecida

A base não pode ser esquecida

2294
78
SHARE

É notório o sucesso da gestão Eduardo Bandeira de Mello, quando se trata do plano de reestruturação financeira do clube. Hoje, 13 de julho de 2017 o Flamengo é protagonista no futebol brasileiro em relação à contratação de jogadores. A chegada de Éverton Ribeiro e Geuvânio à Gavéa ao invés de retornarem para Cruzeiro e Santos, respectivamente, é um exemplo claro disso.

Com o time cada vez mais encorpado, o espaço da base que já era pequeno, rareou de vez. O que é uma pena, pois agora, o elenco possui vários jogadores de nome, sendo assim os meninos não terão a responsabilidade de ter que resolver os jogos. Desculpa essa que foi muito utilizada pra eles não serem aproveitados antes.

O desenvolvimento de um jogador só será feito com experiências dentro de campo, e os meninos só irão se desenvolver com rodagem, e diferentes desafios. Logicamente, não os pedimos de titulares, mas sim, que tenham mais minutos em campos, e gradativamente o clube terá que gastar menos dinheiro para contratar jogadores para compor elenco, podendo ainda lucrar mais com uma possíveis vendas.

Hoje, todos são a última opção em suas respectivas posições, apesar do time ainda ter alguns titulares questionáveis. Com a sequência de vitórias é normal que se esqueça um pouco de certos apelos mas o Flamengo, principalmente, pela sua história, deveria aproveitar melhor esse patrimônio que é a sua categoria de base.

Saudações RN

Por: Wesley Paulo

Comentarios

comentário