Página inicial Notícias Presidente da Conmebol quer final da Libertadores em jogo único a partir...

Presidente da Conmebol quer final da Libertadores em jogo único a partir de 2018

187
3
COMPARTILHAR

Se depender do presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, a final da Copa Libertadores será em jogo único a partir de 2018. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, ofereceu a cidade e o estádio do Maracanã para a primeira decisão neste formato. Ela é favorita no momento.

A mensagem de Crivella chegou ao presidente da Conmebol por meio do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Outra cidade que se ofereceu para abrigar a primeira final da Libertadores em jogo único é Lima, capital do Peru.

Para que a mudança desse tipo seja aprovada, é preciso a concordância do Conselho da Conmebol e da recém criada Comissão de Clubes. A decisão será tomada em dezembro, depois da final da atual edição da Libertadores, a primeira que disputada ao longo de todo o ano.

O Conselho da Conmebol é composto pelos presidentes das dez associações nacionais que formam a confederação – a exceção é o Brasil, cujo representante é o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, e não o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Carneiro Bastos é defensor da ideia do jogo único.

A Comissão de Clubes é formada pelos representantes dos 16 times que chegaram às oitavas de final da Libertadores em 2017, com seis brasileiros – Atlético-PR, Atlético-MG, Botafogo, Grêmio, Palmeiras e Santos.

Reprodução: GE

Comente pelo Facebook

  • Francinei Castro

    O time do Flamengo tem que jogar compactado na defesa, não pode deixar o time adversário finalizar muito de fora da área, bombardeando o Thiago! E sobre o estádio nesses 6 anos da Ilha o Fla fazendo um estádio para 60 mil pode ser um sonho realizado para a torcida, pois um estádio com a cara do Flamengo, com estilo próprio, feito pelo Flamengo, gerando lucros, lotando, com ingressos mais baratos populares, com uma geral que nem a da muralha amarela do Borussia, com vendas, podendo até ter shows! Um lindo estádio se a torcida pedir e a diretoria dizer isso pois é possível, atrairia turistas e assim o Fla livraria mais, o Flamengo poderia pagar esses estádio em pouco tempo, 500 milhões poderia ser pago em menos de 7 anos parcelado, ainda mais com ajuda de patrocínios para fazer o estádio, ou seja o Flamengo da o estádio e quiser, não tem o impedimento, pois está no seu direito de tiver o terreno, a prefeitura prometeu um terreno para cada clube e ainda não disponibilizou, nem o dinheiro para o Fla, para os outros clubes deve ter disponibilizado.

  • Roy Parker

    Professia…a final única da Liberta será no Maraca com o Fla como grande finalista! Mengaooo!

  • Leandro

    Final unica com estadio dividos é uma das coisas mais sem graças que já inventaram mo futebol. Libertadores a cada ano fica mais lixo.