Página inicial Colunas Anderson Alves Planejando os próximos passos

Planejando os próximos passos

4100
39
COMPARTILHAR

Maio chegou ao fim, meus amigos, e com ele a nossa participação na libertadores. Trágico, mas não é o fim. Já externei minha opinião noutras ocasiões, não vou repetí-las nestas linhas. O que deve ficar claro é que esta coluna se legitima, exclusivamente pelo clube de regatas Flamengo e, embora não devamos deixar de aprender com os erros do passado, temos que olhar adiante, visto que o tema seja o calendário mensal deste que alimenta as nossas esperanças.

Falando bem sinteticamente para não entrar na seara religiosa, há um midrash judeu em que num diálogo com seu discípulo um mestre conclui: – “Tantas vezes você cair, deve levantar. Até que chegue a hora e esta hora te encontre de pé”. Completamente adaptada a nossa situação e esvaziada do conteúdo religioso. Não é patrulhamento religioso. Nem mesmo sou judeu e me desculpem aqueles que se incomodarem. Mas me ajuda a olhar o que ainda está por vir e parar de lamentar. A hora vai chegar!

Mas vamos ao objeto do texto. Fizemos exatamente 8 jogos em maio. Ganhamos 4, empatamos 3 e perdemos 1, o mais importante. Fizemos 13 gols e tomamos 7. Levamos 11 cartões amarelos. A base foi aproveitada em 6 jogos. Sávio em 6, Voinícius Jr em 3, Paquetá em 2 e Ronaldo e Vizeu em 1. Fizemos um jogo com reservas e ainda assim Thiago e Léo Duarte não entraram.

Os destaques ficam para o iluminado Rodinei, que foi o artilheiro do mês com quatro gols, um a mais que Guerrero. O número de cartões diminuiu, mas ainda se destaca Pará que conseguiu levar três, por três competições diferentes, menos mal. O aproveitamento é de 62,5%. Pouco para as nossas pretensões. Para corrigir isto temos que empatar menos.

É imprescindível destacar a quantidade de gols sofridos. Dos sete, cinco foram de cabeça e com participação de Rafael Vaz. Não é caça as bruxas, mas temos que repensar o treino de bolas aéreas.

A impressão é que o time sentiu demasiada falta de seu articulador e dono do sorriso de Thigu Soares. É compreensível depender de quem tem muito talento, mas precisamos mudar isto. Até porquê, já temos amostra de depender de quem não tem talento.

O mês de junho terá jogos no meio e no fim de semana sempre. No calendário da CBF, antes do sorteio dos confrontos, o jogo de ida das quartas de final da copa do Brasil acontecerá no dia 28. Portanto aquela competição que ficou interessante devido à nossa queda, acontecerá já no fim do mês. Aguardamos o adversário.

A Sulamericana ainda não foi definida e voltaremos a falar dela para o mês de julho. Não podemos esquecer que Trauco e Guerrero vão desfalcar o time em até três jogos. Contra Sport, Avaí e Ponte. Oportunidades para Renê e, Deus queira, Vizeu. Nas próximas datas Fifa o campeonato brasileiro vai parar, se serve de consolo.

Serão cinco jogos fora, um deles contra o Fluminense, o da Copa do Brasil ainda por definir. Estaremos no Rio contra Botafogo, Fluminense e Ponte preta; fora contra Sport, Avaí, Chapecoense e Bahia, podendo ter mais um pela CB. Se fizermos a mesma quantidade de pontos que maio estaremos até bem e somaremos 15 pontos no próximo mês. Com a chegada de Conca e a possível contratação de Everton Ribeiro essa realidade tende a melhorar, mas o ideal é subir um pouco a pontuação. Precisaremos de ousadia se quisermos ser campeões e é vital criar gordura agora, para quando afunilar às fases mais densas da sulamericana e Copa do Brasil.

O jogo contra o Botafogo tem que ser encarado como uma final. Se for na ilha então… Teremos uma semana para treinar e isso deve ser demonstrado em campo. Sport e Avaí fora de casa devem somar 4 pontos para nós. Vitória contra a Ponte em casa. O jogo contra o Fluminense, por ser um clássico, pode gerar um empate. Perdoem-me, mas precisamos de vitória contra chapecoense e Bahia. Portanto 17 pontos nos permitem sonhar com o título. Note que este mês não há espaço para derrota. Os adversários mais fortes que vamos enfrentar, já vencemos no cariocão. Claro que é uma expectativa otimista.

Não quer dizer que uma derrota ou empate contra equipes que pensávamos vencer seja um desastre, mas isso mudaria um jogo em que poderíamos empatar e teríamos que transformá-lo em vitória. O importante é elevar o aproveitamento e consertar as falhas na defesa. Levamos gol nas duas rodadas do brasileiro já.

Vai pra cima deles, Mengo!

Anderson Alves, O otimista.

Comente pelo Facebook

  • marcondes Alves

    desses 7 jogos tem que ganhar 15 pontos, ou seja 5 vitorias .

    • Douglas Pedro

      Tem que ganhar as 7

    • Bernardo

      E ganhar as partidas da copa do Brasil

    • João Silvester

      Meu caro, nossos adversários esse mês são times que lutarão no meio da tabela e olhe lá. Temos a obrigacao de vencer todas.

    • Anderson

      Dá para fazer! Aliás, dá para ganhar até os 7, mas vamos olhar com mais calma, os que retornam podem não ficar os jogos todos etc

  • Dieki

    de que adianta não ter jogo na data fifa se tem na véspera? os times se desfalcam da mesma forma.

    • tmaffezzolli@yahoo.com.br

      Kkkk pensei mesma coisa

    • Anderson

      Sim. Essa é a minha crítica. Observando as outras datas FIFA o campeonato vai parar até nessas rodadas aí. Mas vai ter primeira Liga… Valeu, Dieki

  • Isaias

    Engraçado…
    No domingo o zé disse que o atl. Paranaense se impoz mais e empatou porque tiveram a semana livre pra treinar….
    A GENTE JÁ TEVE ISSO VARIAS VEZES E NUNCA VI TIME SE IMPOR, PORQUE SEU ZÉ RUELA…
    Agora temos mais uma semana livre, vamos ver como vamos jogar com o foguino…

    • Anderson

      Isso que eu também quero ver.

  • DefendaSeuDinheiro

    Belo texto.
    Meus parabéns.
    SRN

    • Anderson

      Obrigado. SRN

  • João Silvester

    7 jogos pelo Brasileirão, sendo dois clássicos. Se o Flamengo pretende ser campeão é bom começar a se impor, ganhar as partidas fora de casa e trazer esses 21 pontos.

    • Anderson

      Putz! Só isso aí? Calma! Tem que lutar pelos 21, mas os campeões não ganham todos. Tomara ganhemos

      • João Silvester

        Campeões não ganham todas, de fato, mas também não perdem pra Bahia, Avai e muito menos os clássicos estaduais. Analisando os confrontos vindouros é obrigação ganhar todas sim.

  • Marcio Luna

    19 PONTOS TA DE BOM TAMANHO…

    • Nathan França

      O bom é ganhar a porra toda isso q importa

  • BVZ Top

    Acho que tem buscar 3 pontos em cada partida fora. Porque “conseguir” três empates fora, pode ser considerado bom. Acho uma péssima mania. Porque se jogar pra ganhar, e ganhar uma e perder duas fora, são os mesmos 3 pontos. Com a chance de ganhar uma segunda partida ou empatar (em qualquer situação, leva-se mais pontos). E estamos considerando a comparação com 3 empates de 3 fora, que seriam considerados bons. E se perde uma, já são 2 pontos e não 3. Por isso acho que matematicamente faz mais sentido sempre jogar pra frente como se estivesse em casa.

    • Ednei P. de Melo

      “Acho uma péssima mania. Porque se jogar pra ganhar, e ganhar uma e perder duas fora, são os mesmos 3 pontos.” — Por outro lado, os adversários faturam 6 pontos ao invés de 3. Empate fora de casa é muito interessante porque mina as chances dos adversários em fazer pontos. O que é obrigatório é vencer em casa e caso não consiga, aí sim deve compensar com uma vitória fora de casa… &:-D

      • Anderson

        Beleza, Ednei. Então, o empate precisa ser uma circunstância do jogo e não o objetivo. Tá ganhando continua massacrando para fazer mais gols. Se o adversário empatar, paciência. Só não pode sair do Rio pensando nisso

    • Anderson

      Também acho isso! Parar de jogar por um golzinho. Ainda mais que a defesa está mal

  • Gabriel Torres

    A pontuação mínima que devemos fazer nesses 7 jogos é 16 pontos, menos que isso eu n aceito. Temos que entrar pra conquistar os 21.

    • Anderson

      Temos que entrar para conquistar os 21 sempre sim.

  • Fla 2017

    21 pontos e 3X0 na Copa do Brasil. Isso é o mínimo que esse time tem que fazer. Os gambás sem receber ganharam o brasileiro de 2015.

    • Bruno Wevergton

      Lá tinha um pequeno detalhe: TITE.

      • Anderson

        Não só isso! Um time campeão rende dinheiro. Muitas vezes é mais importante fazer boa campanha e ser vendido, ter o clube recebendo prêmios para pagar e etc… Valeu, Bruno!

    • Anderson

      É… Não é bem por aí… Seria ótimo, mas acima de 14 não há crise

  • – Ryan –

    15 pontos é aproveitamento de campeão nessa sequência do BR, mas acredito que podemos mais.

    • Anderson

      Podemos sim, Ryan. TMJ

  • Eduardo O Wagner

    Vamos fazer um exercício de estatística aqui.
    Pegando uma média de aproveitamento de 66,3% dos campeões dos últimos 13 anos, sendo que o menor aproveitamento foi 58,8 com o Flamengo e o máximo 72,5 com Cruzeiro, (Palmeiras teve 70% de aproveitamento ano passado), daria, já arredondado, 14 pontos nestes 7 jogos (4 vitórias, dois empates e 1 derrota). Eu creio/quero/espero ser necessário colocar uma gordurinha aí nestes pontos. Pois então, jogando a meta para 16 pontos neste mês, seria equivalente a 5 vitórias, 1 empate e 1 derrota, o que é equivalente a 76,1% de aproveitamento.
    Então, sejamos realistas, com qualquer pontuação de 14 pontos para cima neste mês, estaremos pelo menos na média dos campeões dos pontos corridos.

    • Anderson

      Exato!

  • Alex Silva

    Avaí, Sport e Bahia são times que sempre complicam para o Flamengo e vencer os 3 fora de casa é o ponto crucial desse mês de junho. Dois Clássicos Botafogo e Fluminense onde tudo pode acontecer e dois em casa Ponte Preta e Chapecoense onde só a vitória interessa. 5 vitórias, 1 empate e 1 derrota. 16 pontos. Ou no limite 4 vitórias, 2 empates e 1 derrota. 14 pontos.

    • Anderson

      Mais ou menos a contagem. Não pode menos que 14

  • Sergio Fabri

    Analisando friamente a tabela, pelos bons números do flamengo esse ano principalmente e os grandes jogadores que vão entrar a partir de agora nada d+ seria imaginar vitória contra avaí, sport a Bahia fora de casa, 100% contra ponte e chape em casa, Fogo cansado e sem montillo e sassá talvez presa fácil e flu talvez dessa sequência o teste mais equilibrado porém ser sornoza que é uma peça fundamental pra eles ou seja: não seria exagero imaginar um cenário 5 ou 6 vitórias e 1 ou 2 empates nessa sequÊncia boa de equipes que vão brigar apenas do meio da tabela pra baixo no campeonato ou seja sequência pra nos embalar e nos colocar no topo da tabela isolado!!

    • Anderson

      Esse é o meu sonho. Na verdade se embalarmos, nenhum desses times seria grande desafio.

  • Evandro Caldeira

    Se quisermos ser campeões, devemos buscar o resultado positivo fora de casa, o elenco é grande e bom, mas o treinador é fraco, maio foi estatístico, se jogar estatisticamente não ganha campeonatos, seu balanço de maio foi negativo, mas tem torcedor se acostumando com as eliminações e derrotas na hora-h e se apegando as estatísticas, me faz perceber que o trabalho está excelente, o importante é manter a regularidade, o que importa é as estatísticas para alguns!

    Somando vitórias e derrotas, o Flamengo foi bem, mas caiu quando e na hora que não devia, o tabu na baixada continua, quem é bom joga em qualquer campo.

    Bolas aéreas tem sido um ponto fraco na defesa, cadê o goleiro para fazer a diferença nestas horas? Não podemos esperar somente por 2 zagueiros e 2 baixos laterais! A defesa deve ter sintonia, bom posicionamento e o goleiro deve aparecer nas bolas alçadas na área, ele não deve somente esperar que os zagueiros cortem, ele precisa, deve ter a atitude de sair bem afastando a bola de qualquer jeito! Agora fica esperando somente pelos zagueiro! Fica difícil!

    • Anderson

      Até te entendo, Evandro. Até quero mudança de goleiro, mas se retirar a falha do zagueiro também complica. Espero troca no setor também. SRN

      • Evandro Caldeira

        Concordo, precisamos de 1 goleiro e 3 bons zagueiros! Mas falo, critico embasado no que temos no elenco Anderson, se a gente for analisar, precisa-se de peças a altura do Diego em muitos setores!

  • Sergio Fabri

    Como diz Guardiola treinador acostumado a títulos principalmente em pontos corridos disse que o campeonato se decide nas primeiras 10 rodadas ou que mostra quem de fato vai até o final na briga pelo título e então vamos neste raciocínio: nas proximas 7 rodadas e já 3 finalizadas totalizando 10 neste caso. Dos proximo 7 chape e ponte é quase barbada e 6 pontos garantidos em casa, botafogo jogo meio de semana na ilha e um time limitado tecnicamente obrigação vencer com nosso mando e toda nossa torcida quase. Os 3 jogos fora dá pra fazer 7 pontos de 9 possível e flu mais um empate totalizando tudo 17 de 21 possíveis que bateria em 5 que já temos 22 pontos em 10 rodadas que dá uma média de 2,2 pontos por rodada e nessa batida fecharíamos o turno de 19 rodadas com 40 pontos pontuação de liderança garantida e 2° turno fazendo um pouco – da média do 1° no caso 35 pontos que daria uma média no caso menor de 2 pontos partida bateria 75 pontos ou seja, pontuação garantida que bate campeão!!