Página inicial Destaque “Claro que a gente senta pra conversar”, diz Associação sobre o estádio...

“Claro que a gente senta pra conversar”, diz Associação sobre o estádio da Gávea

3465
47
COMPARTILHAR

Em entrevista ao Blog Ser Flamengo, a presidente da AmaLeblon (Associação de Moradores e Amigos do Leblon), Evelyn Rosenzweig, mesmo se mostrando muito crítica a construção do estádio acústico na Gávea, disse que estão abertos a conversar com o Flamengo e a prefeitura sobre o projeto.

A gente nunca topou não conversar com o Flamengo, só acho uma descortesia, eles terem feito todo um planejamento para um estádio para 24 mil pessoas e não ter convidado ninguém pra avisar. É a mesma coisa de você construir um muro e não avisar ao seu vizinho e não é a primeira vez que isso acontece, mas é claro que a gente senta pra conversar, sou uma pessoa muito conciliadora.

O embate promete ser longo e na mesma entrevista, a presidente da AmaLeblon não descarta ir à justiça para impedir a construção do estádio acústico na Gávea. Evelyn Rosenzweig disse ainda contar com o apoio de outras associações de bairros adjacentes como Jardim Botânico e Ipanema.

Veja a entrevista completa:

Comente pelo Facebook

  • FILIPE DA ROCHA MOTTA

    Essa pessoa fez campanha para o Pedro Paulo (espancador de mulher ) ,tira foto com uma porrada de politico do PMDB .Por isso que a merda da arena multiuso não foi construída até hj .

    • UBS Santa Terezinha

      mas a arena já ta liberada. falta so o conselho deliberativo do flamengo avaliar o contrato e contrapartidas com a mcdonalds. Apenas isso! SRN.

  • William

    Já sei o seu incentivo $$$, mas os tempos são outros agora!

  • Bruno

    Conversar = $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    • UBS Santa Terezinha

      kkkkkkkkkk

  • Lucas

    Essa coroa ta se achando muito ela acha que pode proibir ou permitir a construção do estádio

  • André Ricardo

    Eu acho, caso eles concordassem, liberando o Fla para construir um estádio para 45 mil, sem estacionamento, acústico, O Fla poderia reformar umas escolas, postos de saúde e praças. Acho que seria uma boa contrapartida!!!!!!!!!!!!!!!!

    • ralphpinheiro

      Esse pessoal não vai a posto de saúde e nem em praça. Para o bairro no todo poderia melhorar o entorno do clube, nada mais.

  • ralphpinheiro

    ” É a mesma coisa de você construir um muro e não avisar ao seu vizinho”; Mas se o muro for meu e está no limite estabelecido, dana-se o vizinho. Que coisa mais imbecil.

    • FILIPE DA ROCHA MOTTA

      Propriedade privada so existe no papel no huezil

    • Marcelo Reis

      Ela confunde “avisar ao vizinho ” com discutir com o vizinho”. Se vc for construir um muro, até deve AVISAR ao vizinho que haverá algum transtorno, mas jamais precisa DISCUTIR com o vizinho a construção do muro.

  • Edson Leal

    Claro que tem que sentar para conversar, não são só os moradores do Leblon(Lagoa e adjacências) que são os interessados, o clube também é.

    Tem muito morador que se opõe ao projeto com um discurso distorcido e ignorante, como se o Flamengo fosse um invasor e que está tentando construir um trambolho do nada.

    Antes de tudo eles tem que entender que o estádio já estava lá, construído, e que chegou primeiro que qualquer um deles. Inclusive estão circulando recortes de jornais da época(1930-1940) que mostram que o estádio era usado como atrativo de possíveis novos moradores e empreendimentos.

    Sem falar no preconceito, que dá nojo só de falar sobre.

    A diretoria vai ter que ter paciência mas tenho certeza que no final vai prevalecer a razão e o bom senso.

    • Marcelo Reis

      Quem tiver esses recortes, posta aqui

  • Augusto Zamith

    Esse pessoal esquece que só moram onde moram porque foram lá e tacaram fogo na comunidade que existia, que não morreu foi expulso, pra eles construírem o bairro que moram.
    Agora são contra o povão, como eram contra na época da construção do Shopping Leblon, do qual hoje em dia eles não saem por nada, onde mandam os filhos pra passar o dia pra não incomodarem em casa e o único lugar onde aceitam preto, pobre e favelado, mas só ser for pra servir eles, se for pra assistir jogo vai pra longe.
    Tem que conversar porra nenhuma, tem que construir e fodase esse pessoal. E se reclamarem muito, manda as organizadas fazerem uma visita na casa de cada um que resolve rapidinho.

    • Wagner Alves

      Comunidade essa que tá bem ali do lado, no Vidigal.

      • Augusto Zamith

        E na Cruzada, e na Cidade de Deus…

  • Mario Costa

    Se o Flamengo não pode reformar o seu estádio, que é mais antigo que qualquer outro prédio da vizinhança, então nenhum morador do Leblon pode reformar seu apartamento também.

  • Mario Costa

    Aberração minha senhora, é alguém querer decidir o que uma associação privada, deve ou não fazer dentro de suas dependências.

    • Paulo Vinícius Siviero

      Nesse caso, se incomodar à associação de moradores, a decisão correta é procurar a prefeitura (kkkkkkkkkkkkkkk)

      Agora que o crivela tá do nosso lado, quero ver impedirem isso. SRN

  • Wagner

    Discurso totalmente preconceituoso desta associação, estão se escondendo por detrás desta associação para manifestarem seus clubismos anti Fla!
    Repugnante isso, melhor coisa é ir pra justiça, quero ver esta associação sustentar fundamentos com este discurso preconceituoso deles!
    Até parece que uma construção de um estádio irá desvalorizar a região, muito pelo contrário!

  • Paulo Vinícius Siviero

    Creio que os únicos que podem derrubar uma decisão do Prefeito são os Vereadores, certo?

    O que acontecia antes, era que ninguém da prefeitura se mostrava interessado em ajudar o Fla sem pedir propina. Agora que há, podem entrar com todas as liminares possíveis que vão perder.

    O Fla não vai construir nada. Vai só reformar e ampliar a capacidade. O estádio já foi construído em 1938.

    SRN

    • Nilson Araujo

      Talvez o grande problema não sejam os vereadores, pois possivelmente o prefeito já deve ter conseguido o apoio necessário, mas a decisão de um magistrado. Quando o Flamengo não pode construir o shopping, foi por proibição da Câmara do TJ. A alegação era de que o local só poderia ser usado para eventos esportivos. Bem… Agora é! Será que será impedido por outra alegação qualquer? O tempo dirá! Pessoalmente, preferia um estádio próximo a Baixada onde moro.

  • Mayko Priscila Krakeker

    Ta bom ja conseguiu os seus 15 minutos de fama

  • Marcelo Caju

    É so olhar no google, que esta senhora aparece, em fotos, com o que temos de mais “limpo” e “ético” da política carioca… Pedro Paulo, o espancador, Eduardo Paes, o bacharel que afundou a prefeitura em dividas, e o larápio Sérgio Cabral, que dispensa comentários… Ainda assim, suas alegações são ridículas. Fica nítido o “aparthaid social” que demonstra em cada resposta. Não existe um argumento compatível, ou técnico-jurídico que possa impedir do clube fazer uma obra no seu próprio terreno. Se o Flamengo não puder construir seu estádio, deverá ser proibido também, qualquer tentativa de obra no bairro, tendo em vista que também “criará” desconforto aos seus moradores. Quero ver qual o argumento jurídico que essa associação terá…

  • Serginho Meira

    Manda conversar com o prefeito pq ja foi liberada a obra rsrs !
    Toca a obra e vida que segue …

    • DefendaSeuDinheiro

      rsrsrsrs, será que uma associação de bairro apita mais que a dona dos bairros, a cidade??

  • Allan Carvalho

    Sei…sei…o que tá rolando…

  • Gleysson Paulo Oliveira

    Vários pontos:
    1 – O Flamengo já garantiu o replantio das árvores e isto ocorrem em qualquer lugar.

    2 – Não pode construir estádio ou arena na cidade, em nenhum bairro. Qual a sugestão dela para o local de construção? No campo? E as árvores de lá? É pra derrubar?

    3 – Quando a associação vai entrar na justiça pra fechar o jockey que fica do lado e que quando tem evento tbm atrai grande público. Qual será a solução? Demolir e fazer um jardim cheio de árvores pra poder humanizar”?

    4 – Vi em algum lugar ela dizer que já tem Maracanã e Engenhão, q o Flamengo deveria jogar lá. A associação vai entrar com qual valor pra cobrir o aluguel do Maracanã?

  • Andre_Gotha
  • BVZ Top

    Vamos derrubar seu apartamento ou casa e plantar árvores para humanizar.

  • PlayerLEL “tHe ZiK’A dO bAgUi”

    bandeira já bateu de frente com FERJ e com a Globo
    essa associação não é nem uma pedra no sapato
    uma vez que já temos o apoio do prefeito
    o que mais eles querem?
    querem receber por algo que não lhes pertence?

  • Smith

    Pra quê ficar batendo de frente? Convide ela pra conversar. Receba ela e sua comitiva com tapete vermelho e todas as mordomias. Leve-a ao Maracanã, em um camarote com tudo pago, em um jogo de libertadores…
    Convença ela.

  • Mustapha Acariense

    Ela quer ganhar um cascalho. Deve saber da atual situação do flamengo.

    • Narcox

      é só o flamengo gravar sem ela saber todas as conversa que tiver com ela ai se ela pedir grana se ferra

  • Adriano Gomes

    Ela poderia exigir segurança, saúde,. educação etc e não se preocupar com o Flamengo.

  • Narcox

    se tiver realmente conversa flamengo tem que gravar sem eles saberem ai se pedirem dinheiro se ferram

  • Ronald Landim

    TUDO MUNDO IMAGINANDO A POSSIBILIDADE DE RECEBER ALGUNS FAZ ME RI.

  • Leonardo Hack

    A associação deveria pedir contrapartidas do clube para o bairro. Essa é a maneira mais inteligente de discutir isso.

  • SylarK

    Ah, vai. Se ainda fosse gostosa…

    • Cosme Neves

      Kkkk

  • Elvis Presley

    Prendam essa louca preconceituosa!!

  • Lucas

    Conversa com meu piru crlh se ele ficar nervoso ele cospe

  • Renato Santos

    Quer dizer que agora o Leblon e adjacências e área particular e que por morar em determinado lugar posso impedir que outras pessoas andem,circulem ou visitem o meu bairro,somos todos cariocas e o rio de janeiro pertence a associação que diz quem pode e o que pode construir no meu terreno.Alo madame vai procurar um marido ou algo do tipo.

  • Eduardo Maia

    Não dá pra considerar o que essa mulher fala…é uma idiota que só está querendo aparecer (e conseguindo), totalmente contraditória no que diz, e despreparada…

    O Leblon (e adjacências) já vive um caos com os blocos de carnaval (janeiro e fevereiro), a arvore de natal da lagoa (Novembro e Dezembro), e nunca vi essa AmaLeblon tentar proibir os blocos de carnaval e a arvore de natal. O número de jogos que seriam utilizados o estádio (o Fla deve jogar umas 30 perdidas por ano no RJ, nem todas de pequeno porte, para serem realizadas esse estádio), certamente, é menor que o número de dias que esses dois eventos perturbam o Leblon (120 dias).

    O Flamengo não deveria ter nem a preocupação de fazer um estádio acústico…O Maracanã é acústico? o Engenhão é acústico? nem por isso os moradores vizinhos desses estádios reclamam. Só porque é no Leblon precisa ser acústico?

    Uma partida que começa às 21:45 h, termina por volta de umas 23:30 h…antes da meia noite os torcedores já esvaziaram a região do estádio (posso afirmar isso com a certeza de quem mora a 2 quarteirões do Maracanã). O povo trabalha no dia seguinte. Não vai ter apenas filho de morador do Leblon, não…que teoricamente, teria uma vida mais fácil.

    Agora essa história de aceita conversar ($$$$$$), sei muito bem o que ela quer. Quer um cala boca $$$$$$.

  • Flamaster_Canada

    Conversar uma piroca! Vai ter estádio quer queiram, quer não

  • alfredo

    A vereadora, agora essa aí querendo aparecer!

  • Mateus Prates

    Tenho uma pergunta. Se 25.000 flamenguistas quiserem circular pelas ruas da Gávea/Leblon, alguém vai impedir? Que eu saiba a rua é pública… então esse argumento dela não faz sentido!