Home Notícias “Vaiar é jogar contra a própria instituição”, afirma colunista sobre torcida

“Vaiar é jogar contra a própria instituição”, afirma colunista sobre torcida

210
12
SHARE

O tema do Resenha de hoje na TV Coluna do Flamengo foi a questão: “Até que ponto a torcida influencia?”. O objetivo foi analisar como a Nação Rubro-Negra pode afetar o jogador ou a equipe dentro de campo, com seu apoio ou vaias. Neste programa nossos colunistas deram sua opinião sobre como encaram essa questão.

Pedro Caruso, nosso colunista, teve sua opinião bem contundente sobre a questão. Encarando a vaia como ‘jogar contra a instituição’, nosso comentarista afirmou que é totalmente contra as vaias durante os 90 minutos da partida.

– Eu acho que principalmente se tratando de torcida do Flamengo tem um papel ou uma importância muito grande. Eu particularmente sou ‘frontalmente’ contra vaiar durante os 90 minutos. Vestiu a camisa do Flamengo, entrou em campo e está representando nossa instituição, eu particularmente jamais vou vaiar… acho que isso é jogar contra o próprio clube, contra a própria instituição.

Falando sobre a importância de apoiar os jogadores e o time durante a partida, o nosso comentarista usou o exemplo do jogo contra o Atlético-PR, onde Marcelo Cirino foi apoiado pela torcida.

– A gente tem o exemplo bem recente, que foi quarta-feira, o quanto o apoio da torcida é importante. Eu tava lá no Maracanã, vi aquela coisa maravilhosa acontecer, a torcida se conscientizar que o cara entrou em campo mesmo sendo o Cirino, sendo contestado, entrou em campo, vestiu Flamengo, merece apoio. Nem o Cirino entendeu aquilo, ficou surpreso… cheguei em casa vi o ‘vt’ deu pra perceber no semblante do cara o quanto aquilo foi importante, o jogador entra com outra cabeça. Imagina você entrar num estádio do Maracanã numa quarta-feira de Libertadores, 60 mil pessoas gritando teu nome, você não vai comer a bola?, é óbvio que você vai comer a bola.

E você? Acha que apoiar o time incondicionalmente é o dever da torcida?
Assista ao Resenha na íntegra, confira a opinião dos outros colunistas e deixe também o seu pitaco!

Comentarios

comentário

  • Helio Silva

    Olá amigos , tendo por ofício o grande amor pela Nação Rubro Negra ,
    entendemos e apoiamos com a mesma intensidade , por exemplo que
    tem o nosso crack Diego , sendo sintomático em extensão aos demais
    atletas em formação da equipe . Eu mesmo tenho minhas dúvidas na
    capacidade técnica de alguns atletas do fraquíssimo corpo disponível no valorizadíssimo elenco para as eventuais substituições , para surtir
    efeitos positivo , pelo menos para dar uma impressão positivada dentro
    do sentido aproveitamento no enfrentamento com premissa de equipe .

    Mas no Flamengo a comissão técnica e o Técnico Zé Ricardo , poucas
    são as vezes , que o efeito trás benefícios com vitórias , coisa rara nos
    encontros ,em maioria das vezes , vemos os adversários tirando muitas
    vantagens , as vezes empatando outra virando de derrota para vitória ,
    deste defeito jamais vimos positivadas as pífias reações do técnico Zé
    Ricardo , arre égua !

    • Luana Alvarenga

      Muito filosófico
      Seja mais objetivo, meu caro.

  • Léo Faria

    Durante o jogo o apoio tem que ser incondicional. Sempre.
    Depois do jogo é outra história,tem que ter cobrança se o desempenho não for bom.

    • Grampa

      pois é, acho que ñ é difícil isso.
      Se não for assim é cliente e não torcedor

    • Nick Sousa

      Só li verdades

  • Caio Sá

    Meu sonho: criar uma torcida organizada pra só aplaudir e cantar a favor do Mengo, perdendo ou ganhando, jogando bem ou mal. Iria ser nossa marca registrada.

    • Ronaldo Maya

      Tipo robôs? Ou japoneses?

      • Gol D. Roger

        motivação meu caro, motivação. Futebol é um esporte, o atleta deve estar motivado pra dar o seu melhor.

      • Caio Sá

        Não sabia que japoneses agiam assim. Então, tipo robôs. KKKKKKKK

  • Tucano

    No caso do flamengo, pelo tempo que a torcida ja esperou por bom futebol e até hoje nada, a torcida tem que vaiar, pois é a única forma da torcida dizer que esta errado o trabalho no futebol, não tem outro jeito. A torcida não pode ir nos treinamentos, após os jogos, quando perde os caras saem rapidinho, então meu caro a torcida tem que vaiar, não tem outro lugar pra chegar ao DP de futebol. Além disso, a razão de existir do flamengo é a sua imensa torcida. O DP de futebol só lembra do torcedor pra conseguir fundos pro clube e isso da o direito a cobrança no único lugar onde torcida e time ficam próximos. NA VERDADE O TORCEDOR NÃO VAIA NÃO É O FLAMENGO E SIM QUEM CONTRATOU DAMIÃO, CIRINO, RÔMULO, MANCUELLO, VAZ QUEM MANTEVE ARAÚJO, GABRIEL, ENFIM QURM FORMOU ESSE.ELENCO DE.PEREBAS QUE NÃO CONSEGUE GANHAR DO MASTER VASCÚ E TOMA O MAIOR SUFOCO DO ATLÉTICO PARANAENSE, TIME MEDIANO. O ALTO VALOR DA FOLHA DE PAGAMENTO DO CLUBE NÃO CONDIZ COM O BAIXO FUTEBOL JOGADO. BANDEIRA TROQUE ESSE DP DE FUTEBOL EM PESO, ELES.VÃO MANCHA SEU BELO TRABALHO FRENTE AO CLUBE.

  • Mustapha Acariense

    Kkkkkkk…Que colunista pela saco…
    Valeu, vamos apoiar o Brasil até roubarem o ultimo centavo. Primeiramente, qndo vaiamos, estamos vaiando a diretoria, o técnico, certos jogadores. Jamais estamos afim de desmerecer a história do clube, vaiamos pq queremos melhorias. Se ficarmos calados soa como se estivéssemos satisfeitos e nada irá mudar. Sou a favor sim das vaias, a voz do povo é a voz de Deus. Sem revolução não há evolução. Ou criem robôs para torcer e serem capachos omissos sem personalidades.

  • SylarK

    Vaiar faz parte da instituição Futebol. Sempre fez, e se não fizer mais um dia vai ser chato pra cacete.