Home Notícias Uol: “Como Donatti barrou Rafael Vaz e conquistou Zé Ricardo no Fla”

Uol: “Como Donatti barrou Rafael Vaz e conquistou Zé Ricardo no Fla”

2036
16
SHARE

Alejandro Donatti foi anunciado como reforço do Flamengo em 6 de julho de 2016. O zagueiro, que esperou nove meses para se transformar em titular do Rubro-negro, conquistou o técnico Zé Ricardo antes mesmo de ser o escolhido para barrar Rafael Vaz e formar dupla com Réver.

Desde 8 de abril – empate sem gols com o Vasco -, o argentino lida com o status desejado no Flamengo. A titularidade foi aprovada pela maioria da torcida, já que Vaz acumulou falhas e passou a enfrentar resistência severa das arquibancadas.

Só que a má fase do companheiro não foi o único fator responsável por colocar Donatti entre os titulares do Flamengo. O UOL Esporte fez uma lista com algumas curiosidades do zagueiro argentino nos bastidores do CT Ninho do Urubu.

Treino forte o tempo inteiro

Ainda que não tenha caído 100% nas graças da torcida e esteja em uma espécie de período de avaliação, Donatti sempre impressionou pela seriedade com a qual encara as atividades. O argentino jamais desanimou com a reserva e com o fato de ter participado de apenas nove jogos antes de se transformar em titular. O defensor realiza trabalhos específicos ao lado dos companheiros de posição com o auxiliar Jayme de Almeida e costuma se colocar à disposição para as sugestões da comissão técnica no dia a dia.

Mancuello é amigo econselheiro

Donatti e Mancuello são praticamente inseparáveis. Os compatriotas se aproximaram rapidamente no ano passado, dividem o quarto nas concentrações e se aconselham nos momentos de dificuldade. O meia sempre apoiou o zagueiro, ainda que a titularidade fosse considerada possibilidade distante. A longa espera compensou. Agora, Donatti busca se firmar, enquanto Mancuello também trabalha para encontrar um posicionamento melhor no elenco.

Confiança inabalável

Alejandro Donatti realmente não se abateu com a longa espera para jogar no Flamengo. Nos bastidores, o argentino manteve a tranquilidade e repetiu algumas vezes em conversas com pessoas próximas que daria o melhor quando entrasse para não sair mais do time. A forma respeitosa com a qual tratou a oportunidade e a força transmitida ao zagueiro Rafael Vaz também foram alvos de elogios dos profissionais que vivem o dia a dia do Flamengo.

Admiração de Zé Ricardo

O técnico do Flamengo é adepto da meritocracia, mas costuma fazer modificações com cautela no objetivo de manter a unidade do elenco. Donatti é um exemplo disso, já que esperou bastante para se transformar em titular. No entanto, o argentino sempre contou com a simpatia do comandante. Ele é visto pelo treinador como um atleta de personalidade necessária ao grupo, além da força física, boa estatura e passada larga.

Cada vez mais firme no português

Para se comunicar melhor com os companheiros e torcedores, Donatti se dedica nas horas vagas ao estudo da língua portuguesa. Ele está aprendendo o idioma e já evoluiu bastante desde que chegou. Assim como os outros gringos do elenco, o zagueiro costuma ouvir música brasileira para facilitar a compreensão das palavras e pronunciá-las corretamente. O argentino acredita que a iniciativa ajuda no objetivo de desempenhar o melhor futebol no Brasil.

Fonte: Uol

Comentarios

comentário

  • Marcos Garcia

    Agora eh manter o Rever OU trazer o Gil pra fechar essa zaga jedi do Mengao!

  • Lucas

    Inocentes. Deixa ele cometer o menor dos deslizes que o Zé coloca de novo no banco. É o mesmo caso do Marcio Araújo.

    • Bruno Felix

      Concordo plenamente, esse técnico procura detalhes pra fazer com que os preferidos deles volte a jogar e queima os melhores jogadores.

  • AMRS

    Nome da matéria está incorreta: “como a torcida barrou Vaz e fez com que o Ze olhasse para Donati”

    • Exatamente. Não me venham com esse papo de profissionalismo, se não fosse a pressão da torcida teríamos que aturar o Vaz e suas entregadas até agora.

  • Junior Vinicius

    O caminho natural dos gringos tem que ser esse, normalmente os estrangeiros tem mais dificuldade de se adaptar com o novo ambiente, e colocar uma carga excessiva já no primeiro ano é coisa de louco, sempre dá pra esperar um ano, acontece em todo mundo isso com os gringos e aqui no Brasil não tem porque ser diferente.

  • Rodrigo – Depto. de TI

    Sem dúvidas é bem melhor que o Vaz. Agora precisamos “torcer” para o técnico enxergar que o Gabriel não é jogador para o Flamengo.

  • Marty Mcfly

    Donatti, Trauco, Berrío, Conca e Guerrero 5 estrangeiros muito importantes, vai começar a sobrar pra Mancu e Cuéllar nas relações.

  • Paulo Sérgio

    Uma pena o Cuellar não ter se firmado. Tem muita bola. Quem tava no estádio no primeiro jogo dele, contra o Fluminense viu o quanto ele se doa pelo time. Com o limite de estrangeiros​, a tendência é ele sair

    • edney denis

      Questão de tempo. O Marcio Araujo e o Arão não vão ficar pra sempre no Fla.

  • Roberto Cardoso

    Uma coisa muito boa tá acontecendo no Flamengo ultimamente, os gringos que chegaram tem jogado bem e são considerados pela torcida. Parece que a diretoria aprendeu a contratar gringos, depois de Mugni, Peralta, Botinelli, Maxi Biancutti e outras barangas que passaram pelo Mais Querido! SRN6!

    • EuMeSmObYmYsElF

      eu gostava do Botinelli.. era vagalume mas naquele elenco ate jogava bem..

  • Nick Sousa

    Ele havia chegado no meio da temporada passada, a questão da adaptação pesou, o próprio Zé falou sobre isso

  • edney denis

    Que matéria tendenciosa pra tirar a culpa do Zé. O Donatti só virou titular por pressão da torcida, principalmente depois que roubaram o número do técnico e mandaram mensagens de ameaças…..Se não fosse isso o Zé retardado continuaria com o Vaz para nos fazer mais raiva ainda.

  • Luciano Pereira

    Repito: Vaz é um jogador bem razoável defensivamente, porém, seu problema é querer mostrar mais do que sabe. Donatti joga o feijão com arroz, como todo zagueiro deveria fazer.

    • Manhaes01

      Acho que o Vaz jogou fora a titularidade com soberba, sempre tentando a firula, a jogada de efeito….e bastava seguir o exemplo do Rever, que não é perfeito mas não costuma brincar nos jogos…