Home Colunas Reservas ou banco de luxo?

Reservas ou banco de luxo?

1220
13
SHARE

Nos últimos anos, o Flamengo trabalhou bastante para equilibrar as contas e conseguir montar um elenco forte, após um longe período sabático.

Hoje considerado um dos melhores elencos do país, o mengão conta com o chamado “banco de luxo”, podendo fazer a troca do time titular inteiro, e mesmo assim, continuar tendo um time forte e experiente, como tem feito em alguns jogos, e ainda conseguindo utilizar os garotos da base, fazendo com que eles ganhem experiência e ritmo entre os profissionais.

Com esse banco que da inveja em muito time por ai, levanta-se muitos questionamentos de quem deveria estar com a vaga no time titular, que hoje forma-se basicamente por Muralha, Pará, Trauco, Réver, Rafael Vaz, Romulo, Willian Arão, Diego, Everton, Mancuello e Guerrero, mesmo tendo alguns nomes incontestáveis como Muralha e Diego, todos os outros possuem concorrentes que para alguns deveriam estar ocupando a vaga, e é esses mesmo que vamos analisar.

Goleiros: Após a saída de Paulo Victor, o Fla resolveu trazer de volta César, mas o garoto Thiago, campeão da copinha em 2016 se saiu muito bem nos testes dos jogos, ganhando mais experiência ele conseguirá substituir bem caso preciso.

Laterais: Rodinei e Renê são os laterais de luxo do mengão, o embaixador de Tatuí chegou a ser titular ano passado, mas após uma lesão, Pará surpreendeu fazendo um excelente campeonato e não perdeu mais a titularidade. Renê recém contratado, era titular no Sport e considerado um dos melhores na posição do país.

Zagueiros: Talvez esta é a principal discursão sobre quem deveria estar como titular, no banco temos Donatti, contratado com status de xerife e que para muitos deveria estar no lugar de Rafael Vaz, fazendo dupla com Réver, lembrando que Vaz foi contratado para compor elenco mas acabou sendo uma boa surpresa no Brasileiro do ano passado, porém já conta com uma enorme pressão, pois não tem tido jogos convincentes em 2017. Juan com sua experiência ainda pode servir em jogos com menor apelo, porém não ficará no time para o ano que vem.

Volantes: O Baidú Anti-virus, digo, nosso amado Márcio Araújo finalmente parou no banco, de certo que para algumas almas atordoadas é ele quem deveria estar no time titular, pois Romulo ainda não consegue passar 100% de confiança. Chegando a ser titular na era Muricy, também chamado para atuar por sua seleção, Cuéllar perdeu espaço para Marcinho e é banco desde então, a aclamação por sua titularidade acabou após a chegada de Romulo, mas o colombiano tem sido utilizado como reserva de Willian Arão.

Meias: Acho difícil existir algum ser no universo que discorde a titularidade de Diego, com isso entra em cena Paquetá, Matheus Sávio e Conca, como ainda não podemos contar com este último, Mancuello acaba sendo o substituto improvisado de Diego em primeira instância, enquanto os garotos da base são sempre utilizados em jogos menos apelativo, após o retorno de Conca e Ederson teremos a famosa dor de cabeça boa, vai ser difícil arrumar espaço para tanta gente boa, onde Conca provavelmente entrará no lugar de Mancuello, caindo pelas pontas.

Atacantes: Guerrero finalmente se tornou o nome incontestável para a titularidade, mesmo tendo como concorrente Damião, que não joga a mesma coisa do início de carreira, ainda assim seria titular em muito time da série A. Vizeu se tornou nome para concorrer diretamente com Damião e vêm dando grande retorno quando é solicitado, mas ainda lhe falta experiência perante os demais. Berrío é outro nome que a cada dia ganha força para virar titular, campeão da libertadores com o Atlético N. ano passado, tem se mostrado muito útil quando exigido, mesmo que lhe falte aquele equilíbrio entre força, velocidade e habilidade. Vale mencionar também outro garoto da base, o menino Cafú, que tem feito grandes partidas e se mostrado bem útil.

Não citei todos os nomes pois esses devem ser os titulares imediatos para as devidas posições, mesmo que outros nomes também acabem sendo utilizados como Gabriel, Cirino e Ronaldo. O desafio maior é fazer com que o time ganhe cada vez mais entrosamento e forma, o elenco é sem dúvida de dar inveja em muito titulares por ai, mas é necessário para o calendário competitivo que teremos a frente

Twitter… Siga-me os bons! 

Matheus Gonzaga. SRN!

Comentarios

comentário