Home Colunas Grupo da Morte: Manual de Sobrevivência

Grupo da Morte: Manual de Sobrevivência

2567
26
SHARE

Estamos novamente às vésperas de mais um rodada de nossa tão amada e esperançosa libertadores; temos que saber friamente quais são as nossas reais chances no grupo da morte nos dias que precedem a quarta rodada.

Atualmente:

Flamengo: 6 pontos; 2 vitórias; 4 gols de saldo;

Católica: 5 pontos; 1 vitória; 2 empates; 1 gol de saldo;

Atlético PR: 4 pontos; 1 vitória; 1 empate; 0 de saldo;

San Lorenzo: 1 ponto; 1 empate; saldo negativo de -5;

Mas o que os números realmente dizem? O que isso significa de fato?

Vamos considerar que as duas equipes que ameaçam a classificação do Flamengo são o Atlético de Paraná e a Católica do Chile; suponhamos então que o Flamengo consiga vencer os dois confrontos contra ambos, mesmo que eles vençam o San Lorenzo, ficaríamos assim com, Flamengo 12, Católica 8, Atlético 7, faltando uma rodada.

Vencendo Atlético no Paraná e a Católica no Rio de Janeiro, estaríamos classificados (já em primeiro) com uma rodada de antecedência; mas se não vencermos o Atlético na Baixada quarta-feira?

Uma informação extremamente relevante: Nessa próxima rodada, o confronto entre San Lorenzo e Católica, no Nuevo Gasómetro (Argentina), acontecerá amanhã, um dia antes de Atlético x Flamengo.

Vamos falar especificamente da próxima rodada; existem nove combinações de resultado:

1 Flamengo ganha e Católica ganha / 2 Flamengo ganha e Católica empata / 3 Flamengo ganha e Católica perde / 4 Flamengo empata e Católica ganha / 5 Flamengo empata e Católica empata / 6 Flamengo empata e Católica perde / 7 Flamengo perde e Católica ganha / 8 Flamengo perde e Católica empata / 9 Flamengo perde e Católica perde.

Das combinações de resultado possíveis, apenas a vitória da Católica e a derrota do Flamengo colocariam o Mais Querido na terceira colocação do grupo, o que impossibilitaria a classificação antecipada jogando no Rio.

Importantíssimo frisar que, se a Católica empatar e o Flamengo perder, ambos terminariam a rodada com 6 pontos, mas o Flamengo teria 2 vitórias e a Católica 1 vitória e 3 empates, o que deixaria o Flamengo precisando de “apenas” uma vitória contra a própria Católica pra se classificar matematicamente para as oitavas.

O que tornaria um empate entre as duas equipes gringas um resultado até melhor do que a derrota da Católica, pois caso o Flamengo por ventura perca no Paraná (e seja ultrapassado pelo Atlético), frearia qualquer possibilidade de reação do San Lorenzo no grupo, o que teoricamente tornaria a última rodada mais tranquila para o Flamengo vencer na Argentina e garantir a primeira posição, visando que o Atlético teria de jogar no Chile contra a Católica.

Os números mostram que as possibilidades de classificação são grandes no grupo da morte, mas não é tão grandes quanto nossa primeira posição atual possa dar a entender, temos um grande caminho a percorrer nesse grupo ainda.

Acreditemos Nação! Acreditemos, pois toda o enigma numerólogo do grupo 4 começa a se destrinchar e se resolver amanhã, no Nuevo Gasómetro, e um possível (se não provável) empate da Católica já garantiria a vantagem sobre as duas equipes gringas sem nem ter entrado em campo; e traríamos para casa a necessidade apenas de vencer para alcançarmos as oitavas de final; nossa classificação começa amanha, na Argentina.

Se seguirmos corretamente a cartilha de sobrevivência, temos totais condições de sermos aquele que mata nesse grupo da morte, temos hoje os números ao nosso lado… E eles que sigam o líder!

Nick Marques

Sigam também no Twitter: @TheNickMarques

Comentarios

comentário