Home Colunas Anderson Alves Dois Flamengos, por favor!

Dois Flamengos, por favor!

1910
8
SHARE

Vem chegando aí mais uma edição do Copa do Brasil, competição que os times que jogam a Libertadores ingressarão a partir das oitavas de final. À primeira vista eu havia ficado contra a participação (No sentido que o Flamengo fizesse esforço para sair da competição logo) devido ao inchaço no calendário, mas nos comentários da minha coluna de semana passada, discutindo o assunto com alguém, acabei mudando de opinião e percebendo uma oportunidade para o Flamengo.

A partir da final deste eterno Campeonato Carioca que demora demais a acabar, o Flamengo ficará com a Copa Libertadores e o brasileiro como foco principal. Ainda em agosto acontecerão as fases finais da primeira liga. Não bastasse isso, o Flamengo iniciará sua participação na Copa do Brasil. São quatro competições.

Como é possível que alguém ache pouco, que talvez dê para encarar de qualquer jeito, eu gostaria de levantar a quantidade de partidas que ainda acontecerão. São 11 partidas pela Libertadores, 38 rodadas do brasileiro, mais 3 jogos de fase final da primeira liga, não percam as contas são 52 jogos. Se dividido pelos próximos 7 meses, darão um total de 7,42 quase oito jogos por mês. Isto sem contar os oito jogos da Copa do Brasil que ainda não entraram neste somatório e farão ultrapassar os 8 jogos por mês. Inadmissível.

Surgiu no programa Resenha, da TV coluna do Flamengo, uma pergunta sobre um possível time B do Flamengo. O comentarista Nick Marques, que respondeu a pergunta, disse não achar uma boa jogar com o time reserva. A proposta não é essa! O que se propõe é que o Flamengo tenha um segundo time, onde se encaixe jogadores que estão subindo dos juvenis, jogadores contratados de pólos estrangeiros, que sejam apostas ou até mesmo do Brasil, jogadores que precisam pegar ritmo de Flamengo antes de entrar numa competição para valer. Lembrando que esse time não poderia jogar a mesma divisão do time principal, mas poderiam jogar a série B do brasileiro desde que façam o caminho legítimo de ascenção de divisões. Esta é a proposta original

A proposta atual é montar um time a partir de alguns reservas que joguem menos no time principal visando não estafar os jogadores.  Não é difícil imaginar um time Bom a partir de César/Thiago, Rodinei/Léo, Léo Duarte e Juan, Renê; Ronaldo, Cuellar/Baidu, Paquetá; Vinícius Jr, Baggio/Damião e Thiago Santos/Cafú. Evidentemente quando o jogador estiver a disposição do time principal, não entraria no time da copa do Brasil. São apenas oito jogos e colocaria jogadores na vitrine. E também é evidente que algum jogador ainda pode e deve ser emprestado.

Talvez este time possa jogar também as finais da primeira liga. Já disse noutras ocasiões que não sou a favor de um time completamente reserva e por quê essa proposta seria diferente? Seria um segundo time, mesmo que com jogadores que participam do principal, talvez até treinados por um segundo auxiliar. Por que não um que já foi ventilado como auxiliar recentemente como Petković? Estaria na comissão técnica, falaria o mesmo idioma do Zé Ricardo… É um caso a se pensar.

Ainda há muitos jogadores que podem ser encaixados nesse time e, é lógico que isso não impediria a luta pela vaga no time principal ou que obrigue o Flamengo a segurar jogadores fora dos planos, talvez Adryan, Recife ou Léo, ainda assim me parece um teste interessante para um possível time B.

E você? O que acha desta possibilidade? Deixe seu comentário e vamos discutir o tema. Como puderam ver, esta coluna é fruto de reflexões oriundas dos comentários da coluna passada. Os comentários são importantes para nos ajudar a refletir e desenvolver ideias. À medida do possível responderei às suas questões e vamos desenvolver o tema juntos.

Anderson Alves, O otimista.

Recado: Arthur Costa, duvido que você seja mais otimista que eu, hehe. TMJ

Ah, o vídeo do Resenha citado na coluna em que o Nick responde ao Thiago, eu mesmo (É o nome do rapaz no youtube) sobre o time B está aqui. Se ainda não viu, dê o play aí!

Comentarios

comentário

  • Martins bsb

    Concordo que deveríamos ter um Flamengo b como.tem real Madrid e Barcelona. Principalmente para os jogadores da base que precisam de mais tempo pra se firmarem e jogadores q não fazem parte do elenco no momento. Eu com certeza acompanharia.

    • Anderson

      Opa. Beleza, Martins? Até cria um novo tipo de material para acompanharmos. Eu veria sempre. Srn.

  • Isso existia antigamente, o time de aspirantes, era bom pra deixar o elenco todo em ritmo de jogo e pra que quem não tem chance possa mostrar serviço. Não sei por que acabaram com isso.

    • Anderson

      Fala, Almir. Beleza?
      Deve ser problema financeiro, mas o Flamengo não está com estes jogadores no elenco e pagando salários? Não vejo porque não fazê-lo.

  • Rique Concurseiro

    Eh uma boa…Se isso já tivesse sendo feito, hoje não faríamos “remendo” e poderíamos escalar um mlk da base, que jogue na posição, para o lugar do Diego.
    Eu particularmente, mesmo sem isso, colocaria um mlk desses pra jogar na vaga de Diego.
    Mas nosso técnico é medroso e paneleiro…para o time de domingo e quarta as únicas certezas são: baidu e peteleco no time titular e o cirino entrando no segundo tempo.

    • Anderson

      Não fale alto que pode dar azar Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Espero que ele entre com Paquetá. Moleque bom. Ederson no segundo tempo. Já o Baidu eu desisti. Tmj

  • João Victor

    Time alternativo na primeira liga e time principal na liberta, brasileirão e copa do brasil. O flamengo tem que tentar ganhar tudo. É inconcebível abrir mão de qualquer um desses 3. São campeonatos que dão retorno financeiro e elevam o nome do campeão.

    • Anderson

      Fazendo 60 jogos até o fim do ano?