Página inicial Colunas Campeonato Carioca! Vale ou não vale?

Campeonato Carioca! Vale ou não vale?

781
37
COMPARTILHAR

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Hoje discutiremos um tema relativamente polêmico. Aliás, qual tema não é polêmico em se tratando de Flamengo rsrs? O Campeonato Carioca ou FERJÃO, ou EURICÃO, ou até mesmo Carioqueta já perdeu sua credibilidade há muito tempo, não é mesmo? Se voltarmos aos áureos tempos do famoso e nefasto Eduardo Vianna (o Caixa D’água) lembraremos com pesar seu poder inigualável de manobras, subterfúgios e sofismas inigualáveis em despudoramento, falta de ética e desrespeito às regras pré-estabelecidas. Tudo era possível e mutável para atender aos interesses (na maioria das vezes escusos) de seus aliados e ajudá-los da melhor maneira e no menor tempo possíveis.

Logo após seu falecimento tomou posse o Sr. Rubens Lopes (o Rubinho), ex-presidente do Bangu e vice de Eduardo Vianna. Nada mudou! O que pudemos perceber foi mais retrocesso! A fórmula do Campeonato Carioca, que era tão elogiada pelos comentaristas esportivos e até por atletas e comissão técnicas de times de outros estados, foi mudada. Criaram um Frankenstein onde os campeões de turno e returno poderiam, de acordo com suas classificações (desconsideradas as semifinais) não disputar as finais. Surreal, sensacionalmente bestial. Gostaria de saber qual foi o idiota que inventou essa fórmula. Essa forma de classificação suscita suspeição. Devemos nos indagar se essa forma de disputa não teria sido criada para favorecer um certo time aliado (diria mancomunado) com a FERJ desde sempre. Uma equipe que já foi rebaixada várias vezes no brasileirão mesmo após abocanhar (literalmente) o título estadual e que anda mal das finanças (embora os balanços maquiados e seu maquiavélico presidente digam que não). Uma agremiação que vem perdendo bons valores do elenco sem o repor à altura. Vocês sabem de quem se trata né?

Mas vamos ater-nos ao que nos propomos a escrever, a validade ou não deste torneio que já foi célebre em revelação de jogadores e divisor de águas entre um time ir bem na temporada ou ver ruir o trabalho após um revés nas finais do certame. Campeonato que já foi, muito tempo atrás, mais importante até que o Brasileirão! Acredito que esse torneio não valha muita coisa. Gostaria que o Flamengo o encarasse como uma pré-temporada de luxo e que o utilizasse para realizar testes de todo tipo, variações de esquemas, escalações de jogadores em posições pouco usuais e testes efetivos, da equipe considerada ideal, quando um clássico viesse a ser disputado. Não creio que o torneio sirva para mais alguma coisa.

Isso seria o melhor dos mundos, a utopia! O problema é que existe um fator importantíssimo a ser considerado: a bipolaridade da Nação! Isso mesmo: o torcedor do Flamengo, diferentemente da maioria dos torcedores, é extremamente passional! Se ele consegue variar pelos extremos (melhor ou pior, céu e inferno, bunda de fora ou calça de veludo) durante apenas 90 minutos, quiçá durante um campeonato inteiro. Se ganha é passaporte para o mundial de clubes, se perde tem que mudar tudo. Menos galera! Bem menos! O que deve haver é uma consciência de certo e errado e uma análise mutio mais macro do que micro (diria quase infinitesimal). A partir de uma análise séria e colocando o coração de lado, podemos analisar de forma bem honesta a nossa equipe e pontuar o que deve ser mantido e os pontos passíveis de mudança.

Analisando um pouco mais a fundo, podemos dizer que o estadual serve apenas para derrubar técnicos. Digo isso baseado em declarações colhidas pela maioria da torcida rubro-negra que considera, numa bipolaridade assombrosa e com a mesma intensidade, que o campeonato não vale nem um tostão furado e que sua conquista é uma obrigação. Ora bolas, se não vale nada, não vale nada! Se nada vale não deveria haver cobranças e não deveríamos cobrar o título. Considero até ser legítimo o direito a essa cobrança se levarmos em conta a disparidade de nosso elenco em relação aos demais “grandes” dos estado, mas afirmo peremptoriamente que essa diferença será refletida ao longo do campeonato Brasileiro, mais justo, menos tendencioso com relação às arbitragens e que premia realmente os melhores, afinal de contas não existem semifinais e finais disputadas em apenas um jogo, fazendo com que o melhor possa ter seu título alijado por uma apresentação abaixo do esperado, diferentemente do torneio idealizado pela cúpula da FERJ.

Em suma, há prós e contras em relação à disputa do campeonato estadual (mesmo em outros estados). Mas considero o ônus muito maior que o bônus. Juízes mal preparados, mal escalados (ou não) e com intenções dúbias, déficit financeiro, regras alteradas por arbitrais surreais e na calada da noite, privilégio a clubes aliados e segregação aos contestadores, taxa absurdamente alta cobrada sobre o valor (bruto) das arrecadações, regulamento exdrúxulo e quase nenhuma clareza no tocante à resolução de conflitos e pendências. Tudo isso faz com que a péssima credibilidade do campeonato seja majorada (os caras se superam; são engenheiros, bachareis…). A parte boa é aquela onde podemos testar, treinar, fazer mudanças de posicionamento e de ordem tática para que entremos afiados nas competiçoes que realmente valem.

Então é isso galera. Espero que tenham gostado da coluna desta semana sem Flamengo. Ficamos órfãos do Mais Querido durante o final de semana passado e ao longo de toda essa semana útil que se encerra hoje (amanhã é feriado!). Vamos ver como nosso Mengão se sairá na semifinal do campeonato carioca de 2017 (agora valendo) contra o Chororô FC. É aguardar para ver e torcer para que ganhemos. Só não podemos ficar fulos de raiva se o Zé Ricardo usar a partida para testar mais algumas opções para acertar o time que joga sem o Diego. Afinal de contas, o jogo que realmente vale é o da próxima quarta-feira, em Curitiba! Nem poderemos reclamar caso o juiz da partida cometa erros que favoreçam o nosso adversário (afinal eles são comuns e nós já deveríamos ter nos acostumado a isso). Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo Simplesmente é!
Saudações Rubro Negras a todos!

Fabio Monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!

Comente pelo Facebook

  • Ltom Macêdo

    Se vencer é obrigação.. Se perder ninguém presta.

    • Thiago Sousa

      É o campeonato mais bosta que eu já vi e tem gente se importa com isso

      • Fabio Monken

        Pois é! Conseguiram acabar com o pouco de charme que ainda havia.
        SRN!

    • Fabio Monken

      Típica bipolaridade Rubro-Negra!
      SRN!

    • Carlos Campos

      Precisamos subir também de patamar não apenas o time, mas também qualificar nós mesmos em relação ao apoio nas vitórias e derrotas.
      Precisamos amadurecer nossas posturas e posicionamentos.
      Qualificar sempre, Diretoria, Dirigentes, Elenco, Comissão Técnica, D. Médico e principalmente a nós mesmos em prol da Instituição Flamengo.
      Grande abraço e saudações a todos.

      • Ltom Macêdo

        Lógico que cada jogo é um jogo, mas a partir do momento que vai com os titulares tem que ganhar. E se perder tem que reclamar caso não jogue bem.

        E a expectativa está toda em ZR, todos querendo saber o que ele vai fazer pra suprir a ausência de Diego. Para mim é o terceiro desafio que ele tem no clube. O primeiro ele foi bem quando assumiu e deu um padrão pro time. A segunda ele falhou, que foi manter o time brigando pelo título até o final, falhou e pareceu meio perdido no período.

        Pressão sempre existiu e é mais fácil aceitar do que ir de contra. Na hora do jogo todo mundo apoia. Olha o Cirino ali semana passada.

        • Carlos Campos

          SIM…
          Foi apoiado e rendeu mais…!!!
          Vamos sim opinar, esse é um espaço para isso e quando eu não gosto, opino aqui e digo que não gostei disso ou daquilo.Questionar e colocar um assunto em discussão acho bem saudável.
          Mas entrou em campo temos que apoiar todos, temos que dar tranquilidade para o elenco trabalhar.
          Mas na boa sempre…
          Grande abraço !!

  • – Ryan –

    Pelo regulamento vê-se a seriedade do campeonato, acabaram com o campeonato, acabaram com o charme q tinha, com o maracanã, o futebol no RJ se resume a Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, não tem condição nenhuma dos demais times competirem em pé de igualdade técnica.

    • DefendaSeuDinheiro

      Exato, ferjinha fica em cima do dinheiro e faz nada pelo futebol carioca.
      Futebol falido igual o RJ e o Brasil.
      SRN

      • Fabio Monken

        SRN!

    • Fabio Monken

      Infelizmente os pequenos, achando que a federação os privilegiava, acabaram sucumbindo ante a exploração econômica da FERJ. Hoje estão nanicos e economicamente dependentes da agremiação nefasta.
      SRN!

    • Ltom Macêdo

      E o pior que se fosse um campeonato com 8 datas, dessas 8 cada time jogasse 3 clássicos, todos se interessariam e seria economicamente rentável.

  • DefendaSeuDinheiro

    Só vale como laboratório, mas tem que ganhar, de preferência facilmente.
    Clube muito superior aos demais.
    Simples assim.
    SRN

    • Fabio Monken

      SRN!

  • Eduardo de Freitas

    Acho que os campeonato estaduais iriam se enfraquecer independentemente da incompetência dos dirigentes, uma vez que o seu nível de importância e competitividade foi caindo durante os anos, acho que o clube que se preze não pode simplesmente se contentar com esse tipo de campeonato, muito menos o seus torcedores caírem em bravatas de dirigentes trambiqueiros; o que mais deixa o torcedor Flamengusita P. da vida no estadual é quando a equipe não apresenta evolução contra times mais fracos, e no estadual não dá para negar que nós temos o melhor elenco; porque perder no campeonato estadual é uma possibilidade real quando se trata da corrupta e obscura FFERJ, tudo pode acontecer, um jogador expulso, um impedimento não dado, um pênalti em que bola bate na barriga do nosso jogador e por aí vai, o fato é que os estaduais só existem por causa das federações, da CBF e da TV que injeta uma grana forte para manter a audiência alta e enquanto os torcedores não se derem conta de tudo que envolve o estadual a coisa vai continuar a mesma, pois se depender da maioria dos dirigentes e de quem patrocina … .

    SRN #BoicoteAoCarioca

    • Fabio Monken

      Concordo com você Eduardo.
      Só tenho um ponto de vista diferente sobre a evolução do time. Eu também ficava fulo de raiva quando o time não mostrava evolução. Mas acho sinceramente que os jogadores não dão nenhuma importância ao estadual, pois vemos nitidamente a mudança de postura destes mesmos jogadores quando jogam a Libertadores. No mais, concordamos.
      Obrigado por participar conosco.
      SRN!

      • Carlos Campos

        Mesma postura nos amistosos de inicio de ano quando fomos aparentemente mau e os irmão RNegros entraram em catarse de terra arrasada pelas más apresentações.
        Cantei essa mesma pedra aqui na Coluna…
        De tanto os jogadores ouvirem da imprensa e de todos os lados a ínfima importância do que se disputa, na minha opinião ligaram o “modo” tanto faz e jogaram no a 80% do que poderiam…
        Ritmo em treino de luxo, jogando o suficiente apenas para seguir em frente.
        Acredito que daqui pra frente a banda tocará diferente e todos focarão em 100% para conquistar o título estadual que servirá como combustível para o resto do ano.
        Saudações.

  • Douglas

    Eu tenho a seguinte opinião: o valor que eu dou ao campeonato carioca não importa em nada! O que importa é o valor que o Flamengo dá ao campeonato. Se colocam time titular no carioca e reservas na primeira liga então é porque o Flamengo valoriza mais o carioca que a primeira liga. Mesmo sem se importar com resultados, mas quando se entra com a equipe principal você tem a obrigação de pelo menos mostrar serviço. Se o Flamengo acha mesmo que a liga vale mais que o carioca então coloquem os titulares na liga. Se for pra jogar time titular no carioca então que joguem de verdade, se for pra jogar meia boca coloquem reservas e os jogadores da base.

    • Fabio Monken

      Exato Douglas, também penso dessa maneira.
      O time que disputa o campeonato define a prioridade do mesmo.
      SRN!

    • Ltom Macêdo

      Toma um like

    • Eduardo Schicovski

      Contratos de transmissão.

  • Douglas Reis

    É um caminho sem volta, torneios estaduais não duram por muito tempo. O futebol hoje é muito mais business, e esse produto não desperta interesse nem de torcedores nem de patrocinadores, por n motivos: campos de várzea, nivel técnico sofrível, patidas facras e sem emoção, ja viram as placas de publicidade do carioca?

    • Fabio Monken

      Muito bem pontuado Douglas, mas acredito que os estaduais tem salvação se conseguirmos uma fórmula mais atrativa, onde os pequenos se enfrentem antes e os grandes entrem diretamente nas quartas de final.
      Mas isso deve ser pleiteado pelos pequenos, que devem romper as amarras da FERJ e tentarem uma independência maior por parte da federação.
      Obrigado pela participação.
      SRN!

    • Douglas Reis

      Quem defende isso é o Eurico pois é o único “campeonato” que o Vasco tem possibilidade de ganhar e ainda recebe da ferj

      • Fabio Monken

        Ele também defende isso, e realmente é o único campeonato que os vices podem ganhar, haja vista as manobras de bastidores para que isso aconteça.
        SRN!

        • Douglas Reis

          Dizem q teve uma reunião com a Globo e ele chamou a atenção do filho do Marinho, ficou puto porque os jornalistas da emissora estavam depreciando o carioca. Quem estava na reunião diz q ele levou uma

  • Ednei P. de Melo

    “Gostaria de saber qual foi o idiota que inventou essa fórmula.”
    — O “idiota” em questão não existe. É apenas uma pessoa mal-intencionada (ou grupo) que certamente está obtendo algum tipo de vantagem e que ainda não percebemos. Ou seja: os idiotas somos nós… &;-D

  • Haroldo

    Valer alguma coisa, eu até acho que vale.
    Mas o problema é que eu tenho absoluta crença de que não permitirão que nós possamos ganhar o campeonato. O pênalti inventado pelo Índio acabou qualq

    • Haroldo

      qualquer dúvida que eu tinha.
      Então, do que adianta perder tempo tentando levar a sério uma disputa que no fim já se sabe de antemão que será surrupiada para outros?
      Temos que jogar o carioca pensando no que os jogos do carioca podem ajudar na montagem do time para a Libertadores, penso eu. SRN

  • Thiago

    Durante o campeonato, o flamengo tem sim que usar os jogos principalmente contra times pequenos para testar formações, lançar jogadores da base, e por ai vai. Agora quando o time chega a semifinal que realmente importa, ja que TG e TR com essa formula ridicula pouco importava, o flamengo tem sim obrigação de ganhar, por ter um elenco melhor, mais investimento e pelo motivo maior, o campeão vai receber 5 milhoes de premiação, a caixa vai dar mais 1 milhao caso o flamengo vença, fora a bilheteria de uma eventual final no maracana.

  • Carlos Campos

    O Título Estadual, servirá como combustível motivacional para nosso início de ano nas competições importantes e de peso da temporada.

    Saudações Rubro Negras.

  • Fla 2017

    O Flamengo tem obrigação de ganhar de times pequenos e os três adversários que estão nas semifinais são pequenos. Então não passa de uma obrigatoriedade, ganhar desses times que vivem da sombra do sucesso do Flamengo.

  • marcondes Alves

    hoje os estaduais atrapalham, não serve de nada, nem se colocar os subs 20 e os reservas não vai prestar, os estaduais são semi profissionais começando pela organização, so exite 4 campeonatos que vale algo brasileirão, copa do brasil, libertadores e sulamericana. estaduais so geram prejuízo e nada mais, nenhum presta, nenhum. se o fla for eliminado domingo vai ser um alivio, se ganhar vai ser canseira as próximas semanas sabendo que tem jogos da libertadores e vai ter que jogar essa merda de estadual.

  • Caio Sá

    Pra mim é mais um campeonato irrelevante. Certamente o mais insignificante entre todos os que também assim considero. Título é sempre bom, tudo mundo sabe. Mas, para mim só tem importância real o Brasileiro, a Libertadores e o Mundial. O pior é que, ainda que desimportante, a verdade é que se perdermos é possível que isso repercuta na moral do nosso time. Enfim, se ganhamos de nada vale, mas se perdermos pode ser que nos prejudique. Realmente, ele não é apenas irrelevante, mas também pode ser prejudicial ao Mengo.

  • Caio Sá

    A EXTINÇÃO DAS FEDERAÇÕES – uma ideia
    Embora não veja muito sentido manter os estaduais em praças como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, o que devem ser extintas mesmo são as Federações de Futebol. Aliás, segundo um comentarista da ESPN, não gravei seu nome, elas surgiram para organizar seleções estaduais que disputavam um tal campeonato brasileiro de seleções, compostas por jogadores de cada estado. Com o fim desse torneio (durou de 22 a 87) não mais se justifica sua existência. Inclusive, a própria CBF deveria cuidar tão somente da seleção, deixando aos Clubes a responsabilidade por seus campeonatos. Entretanto, por mais que esse entendimento esteja correto, falar é mais fácil que fazer. A dificuldade começa pelos Clubes de futebol e seus dirigentes. O brasileiro de 87 foi um embrião do que o futebol poderia ter se tornado se a ideia vingasse. Resultado? todos sabemos. Os próprios Clubes sabotaram o projeto depois, abandonando, sua imensa maioria, senão todos, o vencedor do certame à própria sorte. O Mengo e o Inter, este menos prejudicado pois foi vice, foram leais ao objetivo ao deixarem de participarem daquele cruzamento absurdo. Os demais desmentiram a sua própria palavra empenhada e, no mínimo, são omissos ao deixarem o Fla sozinho na batalha. Deveria finalizar propondo, então, que o Mengo, a despeito da trairagem da maioria dos integrantes do Clube dos 13, levantasse essa bandeira (sem trocadilho) composta de dois pontos: limitação das atividades da CBF à organização da seleção brasileira, representando-a nos torneios que participa e extinção das federações estaduais. Deveria, mas sinto que o tiro pode sair pela culatra. É capaz de não serem extintas e, pior, resolverem ressuscitar o desmotivante campeonato de seleções estaduais, o que pode prejudicar os Clubes ainda mais, com convocações inoportunas. De fato, é quase impossível melhorar o futebol no Brasil. Pior pra nós.

  • Wagner Alves

    Penso que se entrou no campeonato sabendo de tudo isso tem que disputar pra ganhar.

    Colocar time titular pensando em outra competição é desrespeito com quem paga ingresso e vai ao jogo.

  • Carlos Campos

    AGORA NO GLOBOESPORTEPONTOCOM AO VIVO VASCO E FLAMENGO SUB 20 COM LINCOLN, VINICIUS JUNIOR…