Página inicial Destaque Bicho-papão e favorito, Flamengo inicia os playoffs do NBB diante do Pinheiros

Bicho-papão e favorito, Flamengo inicia os playoffs do NBB diante do Pinheiros

285
4
COMPARTILHAR

José Neto chegou ao Flamengo em 2012. Vindo do Joinville, o técnico iniciava ali uma sequência arrasadora pelo Rubro-Negro. De lá para cá, o comandante não sabe o que é disputar o Novo Basquete Brasil sem ser campeão. Temporada após temporada, o time carioca levou a melhor sobre os rivais e construiu um tetracampeonato em cima de números quase perfeitos. São 152 jogos com Neto dirigindo a equipe, 123 vitórias e apenas 29 derrotas. Um aproveitamento de 80,92% que colocou o grupo novamente na liderança da temporada regular e classificado de forma direta pra as quartas de final. Nesta sexta-feira, às 21h, com transmissão do SporTV, o Flamengo inicia diante do Pinheiros, no Ginásio Villaboim, em São Paulo, mais uma caminhada, agora visando o pentacampeonato em sequência.

– Realmente são números impactantes, difíceis de encontrar em qualquer outra competição pelo mundo. Números que nos enchem de motivação para seguir em frente. Adquirimos um hábito de olhar sempre para o que vai acontecer, porque o que buscamos está pra frente e não atrás. Portanto são estas conquistas que vamos adquirindo que dá credibilidade ao trabalho e uma condição melhor para buscarmos nossos objetivos finais em cada temporada. A necessidade de evoluir tem que ser constante. Nossa equipe está habituada a buscar atingir novas metas e assim chegarmos aos objetivos propostos – diz o técnico José Neto.

Ao fim da temporada regular, o Flamengo foi o líder pela quarta vez em cinco temporadas. Construiu isso com 21 vitórias e só sete derrotas. O rival da vez, inclusive, perdeu do Rubro-Negro no Rio de Janeiro (96 a 88) e também em São Paulo (84 a 77). Isso, porém, não pode ser visto como uma grande vantagem. Pinheiros eliminou o Vasco nas oitavas de final. E os números eram os mesmos – com vitória carioca no turno e no returno da primeira fase. A diferença é que desta vez o Pinheiros jogaria fora de casa um possível jogo 5. Para o técnico César Guidetti, o Flamengo será duríssimo. Mas ele acredita no poder de superação do seu time.

– A Liga está equilibrada, o Flamengo é um grande time, tetracampeão, terminou em primeiro, está esperando a gente um pouco mais descansado, se preparando, assistindo os jogos, mas o nosso time tem se superado. Eu acredito bastante no poder de superação e de fazer uma séria muito dura contra o Flamengo – garante Guidetti.

Sem correria, o Flamengo viajou para São Paulo na quinta-feira pela manhã. Treinou na capital, no Ginásio Henrique Villaboim, e teve tempo de sobra para analisar o Pinheiros, que precisou de cinco jogos para eliminar o Vasco. Assim, o técnico José Neto pôde trabalhar tudo que queria. Além disso, poderá ter em quadra todas as suas peças. Humberto, lesionado desde a terceira rodada do NBB, volta ao time justamente nos playoffs. Além dele, Fischer já tinha voltado e Marcelinho e cia estão 100% fisicamente.

– Uma das metas que colocamos no planejamento é terminarmos a fase de classificação entre as quatro melhores equipes, justamente para termos este período que utilizamos para poder preparar melhor a equipe para o momento decisivo dos playoffs. Em um primeiro momento trabalhamos com o foco na nossa própria equipe, tentando melhorar os aspectos que avaliamos nesta fase de classificação. Posteriormente trabalhamos especificamente com as possibilidades características dos adversários que poderíamos cruzar nos playoffs – explica Neto.

Do lado do Pinheiros, a esperança é que o americano Holloway repita a atuação decisiva que teve no jogo 5 contra o Vasco, quando anotou 36 pontos, distribuiu tocos e assistências. Guidetti conta que o jogador aprendeu a alternar suas características para fugir da marcação. Ele quer Holloway assim contra o Flamengo.

– O Holloway é um jogador acima da média, nós sabemos que ele vai ser caçado todos os jogos e temos conversado com ele sobre isso, que as vezes ele precisa alternar o jogo dele, finalizar e passar. Ele entendeu bem isso, mas sem perder a agressividade e a responsabilidade de fazer os pontos – conta Guidetti.

Fonte: GloboEsporte

Comente pelo Facebook

  • Nick Sousa

    Se ganharmos esse jogo em SP fechamos a série em 3-0. Sem ninguém lesionado contra quem se bateu para eliminar o vasco, acho que vai ser baba. Problema vai ser a semifinal que vai ter cara de final antecipada contra o vencedor de Brasília x Bauru

  • Nielson campos bastos

    Boa noite
    Nacao
    Rumo ao penta, o basquete ao menos pra mim me da mto orgulho.Estarei em todos os jogos.#vcssaofoda

  • Doutrinador Zé

    José Neto é fera, é o Zé Ricardo do basquete.

  • James Drisck

    Zé Neto do Basquete e Zé Ricardo no Futebol … toda a sorte do mundo pra voces. Estamos juntos.