O sonho da Canaã Rubro-Negra

Um dilema tão grande sobre onde jogar nunca foi tão evidente, as dúvidas de como proceder com o assunto Maracanã nunca penderam tanto para o lado contrário ao caminho que segue o maior do mundo. Com isso “deveríamos construir um estádio próprio?” Deixou de ser apenas uma pergunta rotineira.

O Flamengo já se posicionou totalmente contrário a disputar partidas no estádio Mario Filho enquanto for administrado pela nova concessão, forçando nosso mais querido a buscar alternativas para chamar de casa. Ninguém mais quer ver o maior clube do Brasil jogando em lugares improvisados, independente se o retrospecto for bom, como é em Cariacica no Espirito Santo, ou até mesmo em grandes centros, como o Pacaembu ou Mané Garrincha; queremos o Flamengo tendo sua casa onde ela tem que ser.

O grande dilema se dá a partir do momento que, encontrar um estádio no Rio de Janeiro (como a Arena da Ilha) é reduzir a grandeza de alguém que não merece jogar para 21 mil pessoas; todavia caso haja um acerto com a atual gestora do Maraca, o que é bastante improvável (pra não dizer impossível), seria permanecer dependendo da má vontade dos outros pra poder jogar, e essa não pode jamais ser a postura do maior clube do mundo; já deu!

Sabemos da grandeza, da história do nosso time com o Maracanã, sabemos de todas as conquistas, de tantos momentos emblemáticos naquele palco consagrado do futebol; temos consciência também, que construir um estádio próprio, seria dar adeus com todas as letras ao maior templo do futebol nacional, existem sim argumentos justos para que não larguemos aquela que foi nossa casa por 67 anos, porém muitos mais existem para que sejamos convencidos a construir nossa casa, que nos traga a dignidade que merecemos e uma força que hoje talvez tenhamos perdido.

Para a história que tivemos no Maracanã, fica aquele saudoso abraço, de quem em vez de chorar pela perda de um amigo querido, escolhe sorrir por se lembrar de cada momento feliz que passou ao lado de um de seus maiores companheiros em seus grandes anos de glória; sentiremos saudades do ”falecido” maracanã, mas se tem hora melhor para darmos fim às piadas sem sentido dos rivais sobre estádio, essa hora chegou; vamos buscar o sonho! Vamos atrás da nossa bíblica Canaã! Rumo à terra que foi prometida! Seja ela em Niterói; seja ela na Barra da Tijuca; só precisa ser a nossa casa, que nós no sintamos em casa quando ali estivermos. Ainda nos sentimos em casa no Maracanã? Não responda pra mim, responda a si mesmo!

Nick Marques…

Só agradecendo a todos que guardaram esse tempo pra ler meus primeiros dizeres como colunista do site; agradeço o apoio de todos e igualmente aceito qualquer crítica direcionada a mim ou minhas opiniões, estamos aqui para errar e acertar, para tentar fazer sempre o Flamengo maior e mais forte a cada dia; novamente obrigado a todos, forte abraço e Saudações Rubro-Negras!

Twitter: @TheNickMarques

75 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular