Home Colunas A falta nossa de cada dia

A falta nossa de cada dia

878
7
SHARE

Caros Rubro Negros,

Hoje teremos mais um desinteressante jogo pelo Ferjão 2017 no qual enfrentaremos mais um adversário que em tempos passados foi um bom rival e hoje já não conta com a força do passado. E eu não estou falando de Vasco, Fluminense ou Botafogo e sim do saudoso Bangu. Contudo acho muito mais interessante falar com vocês sobre um assunto que já vinha chamando a minha atenção e foi ressaltado por um de nossos leitores nos comentários de uma coluna passada: gols de faltas. E é disso que quero falar com vocês hoje.

Não é necessário dizer que esse fundamento pode ser decisivo em um futebol cada vez mais acirrado e decidido por detalhes. Inclusive foi em uma falta cruzada para nossa área que perdemos nossa primeira partida nos últimos de 5 meses.

Também não é preciso entrar em detalhes sobre o maior jogador da história Rubro Negra, que tinha entre outros diversos talentos a batida de falta. Era um tal “dali pro Zico é pênalti”, um tal de comemorar já na marcação da falta…E de fato a  do nosso Rei em bater faltas realmente justificava esse tipo de reação e se tornou lendária. E daí tivemos outros grandes batedores, como o ídolo Junior “Capacete”. Também vale lembrar nessa conta de jogadores com raízes Rubro Negras como Marcelinho Carioca e Djalminha, que se não tiveram tanto brilho no Fla certamente brilharam em outras bandas e também foram reconhecidos por saber bater bem na bola, criando uma tradição de bons batedores Rubro Negros.

Contudo, após esse período dourado, passamos um bom tempo sem ter muitos motivos para ver esse fundamento de forma tão otimista. Exceto, claro, pela passagem do nosso craque sérvio Petkovic, que também nos deu muitas alegrias em gols de falta magistrais. Certamente alguns se lembrarão de Renato Abreu, talvez do Ronaldinho Gaúcho e alguns menos rigorosos podem citar até mesmo o esguio Iranildo. Mais recentemente alguns lembrarão de batidas do Alan Patrick, do Mancuello e até mesmo de uma falta magistral do Botinelli em um Fla x Flu daqueles. Mas o fato é que nenhum desses pode sequer nos fazer lembrar de tempos aonde de fato uma falta na entrada na área era motivo de comemoração para nossa imensa nação.

Eis que em 2017 estamos tendo uma grata surpresa. Claro que é muito cedo para afirmar isso, mas certamente nos últimos jogos vimos batidas de falta que certamente nos fizeram felizes e nos dão esperança. Em 5 batidas recentes nos últimos jogos foram 3 gols e mais 2 batidas muito boas, uma batendo no travessão e a outra culminando em uma boa defesa do arqueiro adversário. E o mais interessante disso é que foram 3 batidas de 3 cobradores diferentes: Guerrero contra o Fluminense, Diego contra o San Lorenzo e o jovem Paquetá contra a Portuguesa RJ foram esses cobradores. ( Por sinal a batida do Paquetá me pareceu a melhor de todas, a despeito do goleiro adversário ser o Fabiano Oliveira, atacante cria da base do Flamengo ).

E ainda tem o Vaz que sempre tem pedido para bater, o que, diferente de algumas críticas que tenho visto a isso, me leva a crer que tem treinado e tem tido um bom aproveitamento. Por que, meus amigos, é isso no fim das contas: Treino e dedicação. Mesmo o nosso “Rei Arthur” por mais de uma vez contou sobre sua rotina exaustiva de treinos em tentar acertar a camisa colocada caprichosamente no ângulo, local preferido das batidas do Galinho. E eu aposto com vocês que o sucesso recente de nossos batedores se deve a treinos e mais treinos.

Fica a torcida para que tal fundamento continue a nos render alegria e que nos remeta de alguma forma a outros tempos, tempos em que um camisa 10 fez história no Fla e nos levou a diversas conquistas, inclusive a conquista do continente e ao topo do mundo. Estamos de olho!!!

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio Torcedor…faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!!

Nota 0: Ferjão 2017. É lamentável ver o Flamengo jogar 3 meses do ano contra times de muito menor expressão, cujo o alcance e os objetivos são muito diferentes dos nossos. Entre outros males isso nos levar a ver jogos com públicos pífios, indignos da nossa nação.

Nota 5: Vinicius Junior. Explico. Não tem como negar que o garoto é diferente. Tem talento e tem tudo pra ir muito longe. Mas calma e canja de galinha não faz mal a ninguém. Trata-se de um garoto de 16 anos. Além do Flamengo ser um lugar diferente de muitos outros para um jovem assim explodir, jogar no profissional é algo diferente de jogar na base. Eu não tenho dúvidas que do potencial dele. Só peço um pouco de calma com o garoto…

Nota 10: Flamengo x Vasco no Mané Garrincha. Alô pessoal de Brasília!!! Domingo tem clássico aqui. Vamos todos ver nossa segunda vitória contra o pessoa que frequenta as divisões inferiores do futebol brasileiro!!!! Com muita paz e tranquilidade!!!

Seção Gato Mestre: Venceremos o Bangu com tranquilidade, mesmo com os desfalques do Guerrero, Trauco e Diego e mesmo com a motivação do time para um partida dessas… Flamengo 3×0.

Luiz Henrique Amorim

contato@colunadoflamengo.com

 

Comentarios

comentário

  • Nick Sousa

    Hoje é a vez do Mancu fazer o dele

    • Vinícius Quintanilha

      Ou o Paquetá faz de novo.

  • André Sampaio

    Vai pra cima deles mengão!

    Quer falar de Flamengo? Vem pro Telegram, só buscar por @FlamengoNacao
    Já são mais de 300 rubro negros!

  • Gabriel Silva

    Mais um texto fenomenal desse meu grande amigo Luiz Henrique!
    Até que enfim estamos voltando a poder comemorar uma falta na enteada da área! Torcer pra isso continuar dando certo!

    • Luiz Henrique Amorim

      Muito obrigado!!!

      TJM!!!

      Abraços!!!

  • Evandro Caldeira

    Boa Luiz Henrique Amorim
    Se teve mais alguém eu não sei, eu já falei e respondi sobre este assunto ” cobranças de faltas ” logo em seguida vi vídeos e treinos depois daquela feia cobrança do Vaz que pegou mal e a galera passou a semana reclamando e o escolheu como um novo MA.

    Mas eu falei muito e citei exatamente o Zico que era decisivo nas faltas, tinha quase 100% de aproveitamento, ele disse que ficava horas cobrando faltas após os treinos, eu não critiquei o Vaz, mas pela horrível cobrança, que antes de executar ouvi o narrador dizer que ele e Guerrero vinha treinando, foi aí que entrei neste fundamento, comecei a falar que jogadores como o Diego e Mancu deveriam treinar faltas e as bolas paradas, pois são jogadores que sabem bater com muita qualidade na bola, foi aí que o Guerrero calou o meu bico contra o Flu e Diego me respondeu na estreia da libertadores, daí em diante eu vi treinos na FLA TV.

    Esse é 2 fundamentos que decidem jogos ou aumenta placares quando bem treinados, treinar cobranças d faltas diretas e indiretas exige treino e cobradores especiais para cada posição, distância de onde a bola está, ensaiar jogadas similares a que nos rendeu um revés contra a UCC, é fundamental que treinemos mais esses fundamentos, que sejam batedores eficientes, para que os zagueiros, Guerrero, Vizeu recebam essa bola no capricho, isso é possível, exceto quando o adversário marca bem, aí fica a inteligência do cobrador.

    Tomamos o gol por erro de marcação e inteligência de quem bateu falta, viu El Tank marcado por Pará(pequeno) e Réver fora da jogada, distraído e arriscou na cabeça do El Tank!

  • BVZ Top

    Vaz treina falta faz 1 ano e não faz gol. Pelo menos no Vasco fez 10 gols em 48 partidas, vamos ver se ele melhora.