Existe ‘Diego dependência’?

Que o craque Diego faz falta ao Flamengo não é segredo nenhum, e em qualquer clube do futebol brasileiro faria também, mas a grande preocupação é sobre uma possível dependência do nosso maestro.

O Flamengo mostrou uma queda de rendimento acentuada nos últimos dois jogos, eu sei que se trata do bizarro Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, onde a motivação é baixíssima, mas de qualquer maneira são testes, dos quais o já classificado time rubro-negro não passou, ainda que também não tenha sido derrotado.

E ficou bem nítido que a falta de criatividade na armação das jogadas tornou o Flamengo previsível em suas investidas no ataque, sem muita imaginação para criar, o time insistiu em bolas aéreas, e as tabelas foram fracassadas na maioria das vezes.

Nenhum dos substitutos de Diego conseguiu desempenhar esse papel com o mínimo de competência, e o ataque do Flamengo se tornou presa fácil para a defesa dos adversários, mesmo com todas as limitações das equipes que enfrentamos.

Se no fraco FERJÃO o resultado pouco importa, na Libertadores da América um possível desfalque de Diego pode abrir uma brecha irreparável, e complicar a nossa vida, Zé Ricardo precisa trabalhar esse caso para evitar problemas futuros.

Devo admitir que a ausência do Guerrero foi sentida também. Mesmo que não seja em relação aos gols, quesito o qual o astro peruano sempre deixa a desejar, mas realmente, a bola não para lá na frente sem ele, o nosso camisa 9 faz muito bem essa função.

Entretanto, me recuso a cogitar a possibilidade de falar sobre uma possível ‘Guerrero dependência’… Bullshit! Como diria o Padre Quevedo: “Isso non ecziste!”, os centroavantes que entram fazem gols, aos trancos e barrancos, sem armação de jogadas, mas fazem, já o Guerrero…

Voltando ao assunto original… Encontrar um substituto à altura de Diego não é uma tarefa simples, certamente teremos uma perda técnica sem ele, mas temos que amenizá-la o máximo possível, o time precisa criar jogadas sem o Diego em campo, pô!

O treinador Zé Ricardo bem que tentou com Mancuello, seria a saída óbvia, mas acho que se esqueceu de treinar as jogadas com o argentino, ou será que depois que o nosso camisa 11 foi pra ponta desaprendeu a jogar pela sua posição de origem? Não ficou maneiro.

Lucas Paquetá tem tudo para fazer sucesso, clássico, o moleque tem um futuro que promete, e muito, mas agora, no presente, ainda precisa amadurecer em alguns fundamentos para jogar em competições mais importantes, nada que o tempo não ensine naturalmente para a nossa pérola da Base, assim como Matheus Sávio.

E o Conca? Bem, o Conca seria o cara ideal, já está voltando aos gramados, mas tenho lá um receio de que não tenha tempo para mostrar todo o seu repertório aqui no Flamengo. De qualquer forma, estamos nos dando ao luxo de ter o Conca no banco, pelo menos por enquanto, que fase!

Enfim, não acredito que o Flamengo precise contratar para a posição, mão-de-obra não é o problema, temos um elenco qualificado, só é preciso ensaiar jogadas para fugir do óbvio nessas ocasiões.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo!’

Vinny Dunga

Siga no Twitter:  twitter.com/DungaVinny (@DungaVinny)

Curta no Facebook: facebook.com/ColunaDoVinny

Comentarios

comentário

Mais notícias...



Ver mais notícias