Página inicial Colunas Coluna do Torcedor: “Réver, o capitão Rubro Negro”

Coluna do Torcedor: “Réver, o capitão Rubro Negro”

616
41
COMPARTILHAR

Nos últimos anos, o Flamengo necessitava de um jogador com características de liderança absoluta. Para ser mais objetivo, precisávamos obter ou até mesmo “suprir” a enorme lacuna deixada desde os tempos de Fábio Luciano.

A faixa de capitão desde esse período, rodou em diversos jogadores. Como se fosse aquela brincadeira de infância nomeada de “passa anel”.

Dia 9 de junho de 2016. Conceituo como data remate diante dessa carência que nos acompanhou durante esses longos anos. E o novo integrante a ser candidato para assumir essa braçadeira a longo prazo, enfim chegou. Réver.

Revelado pelo Paulista de Jundiaí, o nosso “capita” atuou por 4 temporadas. Além de ter participado da conquista da Copa do Brasil em 2005. Logo em seguida obteve passagem pelo futebol dos Emirados Árabes (Al-Wahda); retornando ao “Galo do Japi”. No entanto, sua carreira decolou quando chegou ao Grêmio em 2008, se destacando com suas atuações seguras, caraterizando ser um jogador que atuasse como um exímio zagueiro a nível de ser considerado um dos melhores de sua posição.

Transferiu-se para o VfL Wolfsburg-ALE, tendo em vista uma passagem curta. Podemos dizer que o auge em sua carreira, foi no período em que vestiu as cores do Atlético Mineiro. Onde se sagrou campeão da Libertadores alcançando o posto de ídolo para os torcedores do “Galo”.

Em contrapartida, sua trajetória no Internacional não foi de forma desejada. Contratado para formar dupla de zaga com Juan, Réver se lesionou constantemente atrapalhando e muito seu ciclo no “Colorado”.

Dizem que um grande time começa por um grande goleiro. Mas do que adianta ter um arqueiro de nível seleção brasileira, e possuir uma zaga com qualidades do times que jogam competições televisionadas pela TV Redevida?

Desde a chegada do camisa 15, obtinha convicção de que o Flamengo realizava uma aposta altamente válida. Por mais que o atleta vinha de um histórico nada favorável com inúmeras lesões, tinha esperança de que finalmente o Flamengo poderia estar muito perto de encontrar um novo zagueiro, que nos tempos antigos os apelidavam de “Xerifão”. Para enfim cessar a procura que parecia ser interminável em busca de um jogador que pudesse efetuar o papel do Juan dentro de campo.

Graças ao Senhor que é do Flamengo com parceria de São Judas ( Senhor feat. São Judas, que dupla! ). A vinda do Réver ao Flamengo foi praticamente como achar uma agulha no palheiro. Visto que no mercado nacional está bem escasso, e não é sempre que temos essa oportunidade de achar um zagueiro desse porte.

A presença desse jogador no elenco é extremamente essencial, posto que o Mais Querido do Brasil irá disputar competições importantes. Ainda mais quando o tema se refere a Libertadores. E contar com um atleta que dispõe essa experiência de disputar uma competição internacional, por saber como é ser campeão, é de grande prestígio.

Além de representar tamanha importância ao elenco, Réver joga por dois em muitos momentos durante a partida. Corrigindo as falhas do seu grande companheiro de zaga, Rafael Vaz.

Espero ansiosamente para que o Flamengo chegue ao denominador comum com o Internacional, pela aquisição em definitivo do nosso capitão. Todavia o cenário nos parece ser tranquilo, acreditando que o Inter não irá dificultar essa negociação, pelo fato de que eles estão para fechar com o “Sinistro”. Serão dois enormes presentes que eles estarão nos dando. A ida do Cirino e a vinda de forma permanente do Réver.

Caio Rodrigo


Quer ver seu texto também publicado na Coluna do Torcedor? Envie para redacao@colunadoflamengo e aguarde nossa resposta!


A coluna acima é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a mentalidade do Coluna do Flamengo.

Comente pelo Facebook

  • Bruno Rezende

    Concordo. Ele é uma das grandes prioridade do Flamengo.

  • Evandro Caldeira

    DISCORDO DISTO CAIO RODRIGO;
    ” Réver joga por dois em muitos momentos durante a partida. Corrigindo as falhas do seu grande companheiro de zaga, Rafael Vaz.”

    Vc já jogou futebol profissional, amador ou só comenta e joga pelada?

    2 zagueiros para dar certo necessita de entrosamento, não vejo assim, cada joga no seu setor, ambos precisam se cobrir, não vejo o Réver cobrir Pará, ele cobre o Vaz pq a todo instante Vaz cobre o Trauco, isso é normal! Agora dizer que joga pelos 2, menos né! O miolo de zaga deve ser assim, eles jogam na posição mais crucial, Vaz é mais participativo que Réver, por isso todos crucificam vaz e Réver é o heroi, os volantes ficam sem saída e toca para quem? VAZ! Réver desarma, e toca para quem? Vaz! Aí o Vaz lança e a maioria confunde com chutão! É muito fácil vc ser única.

    • Agnaldo Alves

      Réver cobre o Pará sim, só ver o posicionamento dele no jogo que isso fica claro, Vaz joga muito do miolo de zaga pra frente á esquerda, e as vezes inventa demais, seus lançamentos (as vezes chutões) se devem, as vezes, pelo fato dele achar que joga além do que é capaz de fazer, ás vezes é pelo fato dos volantes jogarem distantes e muito fixos na cabeça de área. Também discordo em dizer que o Réver joga pra dois, isso é exagero, mas dizer que crucificamos o Vaz por ele ser mais participativo também é exagero, minhas críticas ao Vaz se deve pelo fato de tentar lançar TODA HORA a bola no ataque, isso cansa qualquer torcedor.

      • benjamim

        Acredito que o Vaz seja o mais sacrificado.O Trauco marca menos, tem pior recuperação que o Pará, e isso sempre dá espaços que obrigam o Vaz a sair pra cobertura.Parazinho e´um pouco melhor na marcação o que facilita a vida do Rever.Só não gosto quando o Vaz da´toda hora uma de armador com lançamentos longos.Isso não deveria ser repetido sempre na saida de bola, somente quando a defesa adversaria e a cobertura estivessem desarrumada propiciando um contra ataque rapido.Lançamentos errados tem provocado contra ataques perigosos contra nós.Mas acho ele um bom zagueiro.Penso como muitos, que quando o Donatti tiver uma sequencia no time, não saia mais . SRN

        • Agnaldo Alves

          Donatti deu azar, ficou estigmatizado pelo escorregão no ano passado.

          • Carlos Campos

            No ano passado sim…
            Hoje, pela meritocracia, quem está à frente dele vai ter que dar MUITO mole no “entendimento” do ZRicardo pra perder “a vez” e ele ter uma chance no titular ou até mesmo uma ausência por contusão…
            Terá que ter paciência…
            Saudações

        • Carlos Campos

          Rômulo ainda em transição de mal a mais ou menos no preparo físico e o Vaz acaba ficando meio na furada às vezes mesmo…

      • Evandro Caldeira

        Os 2 são mais participativos sim, vai no footstats e vc vai ver quantos passes cada um dar certos e errados, lançamentos, rebatidas, roubadas de bolas, etc, seja curioso e vai lá conferir!

        Temos a 4° melhor defesa do Brasil, Bahia, Cruzeiro e curica estão em nossa frente, não tenho o que reclamar do miolo de zaga.

        Para se ter uma ideia, só no jogo contra o SL, Vaz deu 52 passes, 9 lançamentos certos, 8 lançamentos errados, 4 rebatidas.
        Réver deu 48 passes, 3 lançamentos certos, 5 lançamentos errados, 7 rebatidas.
        Veja como eles 2 são os mais participativos!
        Vai lá e confira!

        • Agnaldo Alves

          O problema do Vaz é só um: Quer jogar um futebol que não possui. Por isso que o MA foi titular tanto tempo no clube, não inventa, joga o simples. Zagueiro pra ficar tentando lançamento toda a hora tem que jogar o fino do futebol, não é o caso do Vaz. Talvez por isso que o Réver é o capitão e hoje é peça fundamental no esquema do Flamengo, já o Vaz (pelo menos pra mim) não é. Sempre estou lá no footstats, mas estatística é osso, até o MA é fera nas estatísticas.

          • Giulia Vargas

            Agora, já se perguntou por que Vaz tenta tantos lançamentos? É só por que ele se acha ou pq o meio campo vem retornando as jogadas para o campo de defesa?
            Uma amostra disso é o Vaz do primeiro tempo comparado com o Vaz do segundo tempo. Em um dos tempos, o meio campo funcionou, no outro, não.

          • Carlos Campos

            Bem observado…

          • Giulia Vargas

            …como sempre.

            Hahaha

          • Carlos Campos

            Hehehe… te espero aqui mais tarde !!!

          • Giulia Vargas

            Não fico muito na internet na hora do jogo. Gosto de ficar concentrada kkkk

          • Carlos Campos

            Ok…
            Bom jogo pra gente !!!!
            Mengão sempre !!!

        • Carlos Campos

          Evandro…
          Completando o que você falou, o Rômulo ainda em transição de mal a mais ou menos no preparo físico e o Vaz acaba ficando meio na furada às vezes mesmo…

          • Evandro Caldeira

            Pois é cara! Todo mundo etá bem, mas o Vaz está sendo um falso vilão ao meu ver, Réver recebe a bola dos volantes que não fazem a transição e manda no Vaz que tem melhor visão que ele e arrisca um lançamento, quando acerta beleza, quando erra é chutão! O que ele deve fazer se o volante e parceiro toca para ele que fica sempre sem opções nesses casos? A jogada é essa mesmo, sem falar que a todo instante tem que ir ajudar na cobertura do Trauco! Quando faz tendo opções é errado, mas no aperto tem é que mandar lá para frente mesmo!

          • Carlos Campos

            Evandro…
            Excelente leitura de jogo de situações que me recordo serem essas mesmo…
            Vamos observar se essa “ausência” de opções momentâneas irão se repetir com muita frequência mais tarde…
            Pois é… o time é um grupo, um conglomerado de peças que se uma destoar muito, acaba sobrecarregando o funcionamento e desempenho de outras.
            Vou olhar com mais “carinho” essa situação do Vaz/Réver/Trauco/Rômulo e verificar com mais apuro isso aí.
            Precisamos nos virar e abrir condições de saída de bola por “baixo” o mais possível.

            Grande abraço !

          • Evandro Caldeira

            É O CORRETO, SAIR JOGANDO, TRABALHAR A BOLA DE UM LADO PARA O OUTRO, ISSO CANSA O ADVERSÁRIO E AÍ VC MATA O JOGO FACINHO!
            PENSE COMO É RUIM VC CORRER DE UM LADO PARA O OUTRO ATRÁS DE UM TIME QUE TOCA A BOLA CAMPOS!
            FLAMENGO TEM QUE JOGAR ASSIM.

            IDEM CAMPOS!!!

          • Carlos Campos

            Concordo !!!!
            A bola tem que estar a MAIOR parte do tempo em nossa posse !!!
            Aí a gente cozinha o galo na boa e nosso condicionamento físico sem perder muita intensidade, no segundo tempo fará toda diferença !!!

          • Evandro Caldeira

            Cozinhar o galo, essa foi boa Campos kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
            Toque de bola enlouquece o adversário, vc sabe disso kkkkkkkkkkkk

          • Carlos Campos

            Hehehehehe

    • Carlos Campos

      Concordei contigo.
      Acho que ele já fez um comentário revendo isso.

    • Caio Rodrigo

      Como citei em meu comentário respondendo a Giulia, escrevi esse texto tem um bom tempo. Se não me engano, foi escrito antes da semifinal contra o Vasco. Ou seja, eu também não concordo com o que pus, em que Réver joga por dois. Atualmente, contenho uma visão totalmente​ diferente. Novamente, como mencionei, o Vaz possui uma autoconfiança enorme dentro de si e com isso, exagera nesses “lançamentos”. Porém, sem a movimentação do meio campo, fica difícil obter opções para começar as jogadas. Falta mais movimentação ao meio campo, para que esses lançamentos não aconteçam de forma constante. Enfim, não joguei futebol profissional mas te peço para que tenha compreensão sobre minha opinião. Do mesmo jeito que tenho em respeito a sua.

      • Evandro Caldeira

        Não faltei respeito ao seu texto, apenas eu não vejo o que vc corrigiu, Réver jogar por Vaz.

        E só resolvi falar, dialogar, descordar em partes, por ter experiência nas 3 posições em que os 2 zagueiros ocupam, incluindo a de ser capitão, Vaz sofre ali, pois ele faz 2 funções, a dele e sempre tem que fazer a cobertura do Trauco! O que Réver como capitão deve fazer? Puxar a orelha dos volantes e de Trauco! Pedir que não subam e nem abandonem seus setores para não expor o sistema defensivo em vulnerabilidade, organizar, é isso que se deve fazer e sem a movimentação do meio campo para dar a opção de jogada é o que se deve fazer, lançar, estourar a bola para frente mesmo.

        O futebol moderno exige que o zagueiro lance também, no Flamengo os volantes não dão a opção de jogada aos zagueiros, no início do jogo sim, mas depois relaxam, é onde entra o capitão, ver quem está errando, quem está displicente na defensiva e ir ajustando, corrigindo o posicionamento no setor defensivo, inclusive chamar Muralha para sair do gol e evitar que a bola fique viajando na área pequena que é do goleiro que tem a vantagem de usar as mãos dentro da área.

        Se sentiu-se ofendido me desculpe Caio Rodrigo, estamos apenas dialogando maninho.
        Bom jogo brother

        #CampeãodaLibertadores.

        • Caio Rodrigo

          E não é que você deu a previsão do jogo de hoje? na parte em que mencionou que o capitão também precisa chamar atenção do Muralha, pedindo para sair do gol. No gol da Católica, confesso que senti a falta de um goleiro ativo nas saídas de bola parada. Não admito derrota em jogo que se tem o domínio! Boa noite, amigo. Não me senti ofendido!

          • Evandro Caldeira

            Boa noite
            Quando podemos contar com Muralha neste fundamento? Nunca, a bola passa na frente dele, mas fica preso, debaixo dos 3 pau esperando os zagueiros cortar! O goleiro decide jogos também! E se ele saísse de soco, ele seria o bola cheia com nota 10!

            Vaz pichotou hoje o jogo inteiro, eu o defendi, mas te confesso que senti que ele ia me decepcionar neste jogo, mas outros também foram muito mal.

  • Giulia Vargas

    Estava indo bem, até chegar na parte do “joga por dois corrigindo erros do Vaz”.

    Réver e Vaz estão muito bem entrosados, é claro que o capitão é mais zagueiro, mas em compensação, cobre um pedaço menor do campo, visto que, Pará é muito eficiente na marcação; do outro lado, Trauco tem péssima recuperação e é fraco no combate, o que sacrifica Vaz a cobrir uma área bem maior do campo. Isso é bem nítido quando se vê o jogo de dentro do estádio. Para quem não observa futebol, ler seu texto da a entender que Réver joga sozinho na defesa.

    Creio que muito dessa birra que a torcida do Flamengo tem pelo Vaz é pelo fato dele ter vindo do Vasco e ter um reserva gringo ( e a torcida nesse sentido é pior do que mulher). Reclamam tanto do Vaz dar lançamentos, mas ninguém percebe que quando o meio campo não consegue infiltração, voltam a bola pro Vaz. Réver em 70% das jogadas prefere inverter para o camisa 33 do que jogar a bola pra frente. Vaz erra? Sim. Mas também inicia muitas jogadas ofensivas, e prefiro que ele seja assim do que ser burocrático.

    • Caio Rodrigo

      Obrigado pelo seu comentário. Considero como uma boa crítica construtiva. Confesso que já tem um bom tempo em que fiz esse texto. Mas não estou querendo justificar o que disse, e não mudaria, pois com os erros que aprendemos. Hoje, eu também não concordo com essa parte em que pus que Réver joga pela dupla de zaga em certos momentos. Porém não concordo com esses “lançamentos” execivos do Rafael Vaz. Ele possui uma autoconfiança enorme dentro de si. Além de que em alguns momentos dos jogos, noto que o time na saída de bola não se movimenta de forma correta. O Arão anda de um lado, o Rômulo do outro… Parece que eles esperam que alguém tenha a atitude de aparecer, do Diego recuar um pouco mais, chegando na nossa dupla de volantes (acontece constantemente) para buscar o jogo e começar as jogadas. Daí quando o Vaz está com a bola, e vê o time “parado” qual deve ser o pensamento dele? “Vou dar a bola no Guerrero, porque ele sabe prender e dar continuidade na jogada. Vou lançar nas subidas do Pará” e assim em diante.

      • Giulia Vargas

        Como você mesmo citou, o problema de Vaz não é só sua autoconfiança, e sim a falta de movimentação no meio campo. Deu pra perceber que Vaz diminuiu as tentativas de lançamentos nos primeiros jogos, principalmente contra os pequenos, onde o meio campo funcionou de forma eficiente. Porém, esse quadro mudou nos jogos em que o time foi mal. No jogo contra o San Lorenzo, Vaz no primeiro tempo tentou muito por conta do péssimo funcionamento do time, no segundo tempo nós poucos vimos suas tentativas.

        Vaz tem até uma técnica acima da que se vê em um zagueiro, porém excessivamente tenta esses lançamentos (parece que ele acorda, se olha no espelho e diz: Hoje eu to a cara do Aldair). Ele erra alguns e acerta outros que nos propõe bons ataques, porém, não é disso que o time pode viver.

        • Evandro Caldeira

          Nesse jogo Vaz deu 17 lançamentos, acertou 9, errou 8, Réver deu 8, acertou 3 e errou 5.

          Isso mostra que ambos ficam sem opções e os volantes é quem deve se deslocar.

      • Carlos Campos

        Demoraram MUITO a publicar seu comentário que ele se desatualizou…
        Acho que 24 horas seria mais do que suficiente para analisar e o liberar.
        Grande abraço.

    • Carlos Campos

      Boa…

    • Evandro Caldeira

      TAMBÉM PREFIRO ASSIM! VAZ FICA SEM OPÇÃO, MAS ELE SEMPRE DÁ.

  • Carlos Campos

    Xerifão cabra macho !!!!
    Saudações e boa sorte hoje Réver !!!

  • Carlos Campos

    Sócio Torcedor AGORA.
    6º Posição Flamengo 87.927

    Sócio Torcedor no ano 2017
    3º FLA Flamengo 12.436 novos inscritos.

    Sócio Torcedor no mês 03/2017 (até agora)
    2º FLA Flamengo 8.630 novos inscritos.

    Sócio Torcedor nesta semana (até agora).
    1º FLA Flamengo 632 novos inscritos 90,29 média dia novos ST dessa semana.

    Sócio Torcedor no dia de HOJE (até agora) 18:30 min.
    2º FLA Flamengo 108 novos inscritos 5,68 média/hora novos ST hoje.

    Números atualizados às 18:30 min.

    Grande abraço a todos e essa iniciativa é para que todos aqui possam acompanhar nossos números de AGORA em nosso Programa Sócio Torcedor.

    Mengão sempre !!!

    • Evandro Caldeira

      Vi a semana passada que um pouco mais de 2 mil por semana o Flamengo vem crescendo contra 1/4 do 2°Campos!

      • Carlos Campos

        Programa Sócio Torcedor e minhas estimativas.

        Tivemos uma explosão positiva no mês de março com a Libertadores e abertura do Maraca.
        No início do ano estávamos com menos de 60 mil…
        E houveram vários dias em janeiro que o crescimento foi negativo ( redução no número de sócios ).
        Minha projeção pessoal é a seguinte POR BAIXO no fim do ano 100 mil.
        Minha projeção pessoal é a seguinte MUITO provável de +/- 105 mil.
        Minha projeção pessoal é a seguinte MUITO otimista de +/- 115 a 120 mil.
        Esses são números projetados que eu apostaria… entre 100 a 120 mil ao fim do ano.
        Números esses que dependerão das seguintes variáveis:
        -Onde jogaremos.
        -Nosso aproveitamento nos campeonatos.
        -Alterações mais atrativas para engajamento OFF Rio no Programa.

        Grande abraço !!!

  • Carlos Campos

    Programa Sócio Torcedor e minhas estimativas.

    Tivemos uma explosão positiva no mês de março com a Libertadores e abertura do Maraca.

    No início do ano estávamos com menos de 60 mil…
    E houveram vários dias em janeiro que o crescimento foi negativo ( redução no número de sócios ).
    Minha projeção pessoal é a seguinte POR BAIXO no fim do ano 100 mil.
    Minha projeção pessoal é a seguinte MUITO provável de +/- 105 mil.
    Minha projeção pessoal é a seguinte MUITO otimista de +/- 115 a 120 mil.
    Esses são números projetados que eu apostaria… entre 100 a 120 mil ao fim do ano.

    Números esses que dependerão das seguintes variáveis:
    -Onde jogaremos.
    -Nosso aproveitamento nos campeonatos.
    -Alterações mais atrativas para engajamento OFF Rio no Programa..

    Grande abraço !!!!

    • BVZ Top

      Gosto do seu realismo, quase tentando esconder nosso otimismo. VAMOS PASSAR DOS 100 MIL ATÉ ABRIL! Quero ver com Conca tabelando com Diego e Guerrero ainda, daí eu quero ver…mas se vencer hoje (e vai vencer lá na casa dos caras, 3 a 2), vai dar uma impulsionada ainda maior e Março vai ficar pequeno.

      • Carlos Campos

        São Judas Tadeu TE OUÇA amigo !!!!
        Já pensou se erro feio ????
        Que beleza seria não é mesmo ???
        Mas fiquei muito preso aos números… TOMARA QUE EU ESTEJA ERRADO !!!
        Grande abraço !!!