Página inicial Colunas Coluna do Torcedor: “149 dias que já ficaram pra trás”

Coluna do Torcedor: “149 dias que já ficaram pra trás”

491
7
COMPARTILHAR

Não me recordo a ultima vez que tive tanta dificuldade para iniciar uma crônica, narrativa ou até uma simples redação; nunca houve um leque tão farto de opções para um inicio de prosa, há uma variedade de possibilidade para iniciar essa análise sobre a invencibilidade de 19 jogos que não mais existe.

Citando o jogo que deu números finais à essa marca, posso focar quem sabe na atuação no mínimo sonolenta da equipe em grande parte da partida… Posso expressar o sentimento de ódio que me corroía por dentro aos poucos em cada lance de gol que o time teve a capacidade de desperdiçar ao longo dos 90 minutos…

Não falarei sobre nada disso…

Já era óbvio… Cada chute para fora e chance perdida pelo Flamengo no jogo dava mais certeza que tomaríamos um gol posteriormente no jogo, alguém duvidava que isso fosse acontecer? Alguém de fato duvidava que o gol fosse sair?

Saiu.

Numa falta lateral que não se pode cometer.

Num piscar de olhos o sono e a calmaria acabaram, mas quem conhece a “catimbeira” Taça Libertadores da América sabe que, quando o mandante faz o primeiro gol, o jogo acaba, as bolas somem, faltas acontecem, “fair play”? Devolver a bola? Nunca ouvi falar! Naquele momento já não adiantava mais correr desesperado atrás do gol milagroso que jamais viria a se tornar uma realidade.

Poderia opinar sobre Zé Ricardo optar por Márcio Araújo entre os titulares, opção arriscada que saberíamos depois se seria certo ou errado, cada qual que tire suas conclusões dessa parte específica.

Irei afirmar convicto apenas uma coisa sobre o que aconteceu na noite do dia quinze de março de 2017… Podemos não estar mais 149 dias invictos, são cinco meses que já acabaram, mas isso não torna mais fácil pra ninguém derrotar o Flamengo, isso não fortalece ninguém na bola contra o Flamengo, ainda temos Diego, ainda temos Guerrero, Conca ainda estreará; Ederson ainda se recupera, Berrío ainda é do Fla, Rever permanece com a faixa no braço, ainda temos o mesmo elenco poderoso e se ainda não fomos eliminados, ainda podemos buscar o topo da América.

Caímos?

Levantaremos!

Não vou demonstrar nem mesmo o desgosto que eu senti por mais uma fraca apresentação de Rafael Vaz, que eu muito defendi no ano passado, diversos lances que já estamos acostumados a presenciar; não nego que ele já deixou faz tempo de ser meu “favorito” para aquela vaga no time, mas pedir a saída dele ou de qualquer jogador, sendo eu a favor ou contrário, não é o intuito desse texto.

A grande verdade, o que eu quero fixar na cabeça de vocês, é que o mundo ainda vai continuar mesmo com a derrota do Flamengo, a Libertadores ainda vai continuar, não postaremos em nossas redes sociais os velhos dizeres que “time grande não cai”. Um grande ano ainda há de sorrir para nós, temos todos os ingredientes para buscar essa taça, 2017 é o ano de contemplarmos novamente o nosso maior prazer: vê-lo brilhar… Porque isso aqui ainda é Flamengo, e a tua glória é lutar!

Nick Marques


Quer ver seu texto também publicado na Coluna do Torcedor? Envie para redacao@colunadoflamengo e aguarde nossa resposta!


A coluna acima é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a mentalidade do Coluna do Flamengo.

Comente pelo Facebook

  • Junior Vinicius

    Continuamos forte apesar da derrota, nunca vi a torcida tão inflamada por qualquer motivo bobo se comparados a tempos anteriores, acho que tudo isso se deve ao esforço feito pra reestruturar o clube, cada dia aumenta a ansiedade pra gritar “é campeão” e os títulos vão escorregando pelos dedos como em outros tempos não acontecia, é duro ver que a gente paga em dia, constroi CT, traz jogadores de alto nível, ganha prêmios de transparência e a bola simplesmente não entra mas ainda assim continuo acreditando no projeto e espero reviver a época de ouro do Flamengo.
    Gostei do texto, parabéns

    • Nick Marques

      boa cara, exatamente isso, fico feliz que gostou do texto

    • Lemes

      Belo comentario irmao… Creio que é exatamente isso que esta ocorrendo, nos ultimos anos, todas as nossas conquistas ocorreram quando a situacao era totalmente adversa, por isso é natural pensar que agora que temos um bom time na mao, condicoes de trabalho ideias, estrutura adequada, tudo ocorrera de maneira perfeita e ganharemos tudo, afinal de contas, se fomos campeoes com Paulinho e Brocador, com Diego e Guerrero ganharemos tudo, certo?!? Errado!!! Ocorrerao derrotas e nem tudo sera como imaginamos. Seremos campeoes?!? Quem viver, verá…

      • Junior Vinicius

        É a grande contradição do futebol, prepare se bem, invista corretamente e ganhe tudo ? Não, quem vai ganhar é aquele que demitiu o técnico e trouxe 3 jogadores do interior… Ja passamos por isso, sabemos o quanto é bom ganhar na bagunça, mas acho que no momento que a gente gritar é campeão com a casa ordem nunca mais vamos querer voltar pra bagunça.

        • Lemes

          Sem dúvida a imprevisibilidade é o que torna o esporte o que é… Mas estamos no caminho certo, num futuro muito curto, dentro de uns três a cinco anos, seremos expoentes no cenário sul-americano, o Flamengo é um gigante, só ficou adormecido por muito tempo!

  • Gerson Francisco de Azevedo ne

    Com um atacante incompetente q temos q não consegue fazer gol a não ser em times amadores do carioca é difícil ganhar algo com esse time!! Volta brocador suba Vinicius entra vizeu!! Por favor!! Não aguento esse incompetente ataque q só sabe fazer cara d choro quando perde gol( neste quesito é o melhor do Brasil) !! 800000 jogados fora! E por mês não é por ano não!! Abre o olho diretoria!! Faz o simples!! SRN

    • Paulo Vinícius Siviero

      Brocador é constantemente reserva no Baêa. Veja os números dele no estadual baiano e os de 2016 sendo chutado pelo ixpo sem que ninguém sinta falta. Já não é mais o de 2013.

      Gol em libertadores, até o Deivid já fez. E o Guerrero na chance que teve, botou bola na trave, não colocou em órbita. Se vc não valoriza ele como uma das estrelas do time, saiba que os rivais fazem isso. Tirando Fred e R. Oliveira, nenhum outro tá melhor que ele não, ok? Nem o Pratto.

      O manto pesa. Ainda mais a camisa 9, que foi a glória de poucos e o enterro da carreira de todos os outros.

      SRN