Página inicial Notícias Mesmo com Arena, Fla pode ser clube itinerante novamente em 2017

Mesmo com Arena, Fla pode ser clube itinerante novamente em 2017

936
2
COMPARTILHAR

Durante praticamente toda a temporada de 2016, o Flamengo não pôde jogar no Maracanã, pois o estádio estava sob o poder do Comitê Olímpico Internacional, por causa dos Jogos Olímpicos: o Rubro-Negro só jogou no Maior do Mundo três vezes. Para este ano, a expectativa era de que o Mais Querido voltasse para sua casa, mas a situação com o Maraca está complicada e, mesmo administrando, o Luso Brasileiro, o clube pode ser novamente itinerante.

Administradora do estádio, a Odebrecht já avisou que não vai permanecer no comando do Maracanã em 2017. O Flamengo quer administrá-lo mas o Governo do Estado do Rio de Janeiro não planeja fazer nova disputa de licitação e pretende dar o consórcio do Maraca a uma empresa que não é parceira do Mais Querido, o que pode fazer o clube ficar, novamente, longe do estádio.

O Flamengo já fez uma parceria com a Portuguesa, na qual vai utilizar o Estádio Luso Brasileiro pelos próximos três anos. A intenção do clube é que a arena, na Ilha do Governador, tenha capacidade para 20.500 torcedores. Porém, a possibilidade de vender mandos de campo para outros Estados é grande, para poder lucrar financeiramente e atuar em estádios com capacidade maior.

Ao todo, o Flamengo atuou 17 vezes fora do Rio de Janeiro no ano passado, em 33 jogos como mandante. O Rubro-Negro jogou sete vezes no Kléber Andrade, em Cariacica (ES), cinco vezes no Mané Garrincha, em Brasília, três vezes no Pacaembu, em São Paulo, uma vez na Arena das Dunas, em Natal (RN), e outra no Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG).

A estreia do Flamengo na temporada será diante do Boavista, dia 29. Porém, com todo imbróglio do Maracanã e com as obras no Luso Brasileiro, o local da partida segue indefinido.

Fonte: FutRio

Comente pelo Facebook

  • André N Lessa

    Pessoal,
    Eu entendo que existem duas grandes diferenças esse ano em relação ao ano passado:

    1. O departamento médico e de fisiologia do Flamengo tem os dados do ano passado sobre o desgaste físico de cada jogador em função da “vida bandida” a que foram submetidos por terem de jogar fora do Rio a quantidade anormal de vezes que jogaram. Então acredito que os trabalhos de prevenção poderão ser melhor individualizados e distribuídos de forma a minimizar a situação;

    2. O Flamengo poderá escolher quando jogar fora uma vez que sempre existirá o Luso Brasileiro como opção – em especial para o Brasileirão;

    Além disso, o Flamengo já testou com sucesso a fórmula Pacaembu e Cariacica – translado menor – e poderá buscar junto ao Departamento de Marketing a melhor forma de promover também a nova parceria com a Carabao pelo Brasil.

    SRN

    • Ednei P. de Melo

      Assino embaixo! &;-D