Página inicial Notícias “Dois Mengo e dezessete: considerações iniciais”

“Dois Mengo e dezessete: considerações iniciais”

612
4
COMPARTILHAR

É isso, meus queridos. Virou o ano. Pula onda aqui, faz promessa ali, se entope de uva, lentilha, o escambau. Tudo pra ter um 2017 melhor que o 16. Vale. E 2017 melhor que 2016 – em âmbito terrestre – significa Mengão campeão.

Para isso, a diretoria já confirmou 2 atletas que integrarão o elenco rubro-negro: Darío Conca e Miguel Trauco. Este último não conhecemos tão bem. Titular da seleção e eleito melhor jogador do Campeonato Peruano, chega com uma certeza: é melhor que Chiquinho. Pequeno Francisco, coitado, foi-se. Ainda bem. Trauco desembarca, em tese, para disputar a lateral esquerda. Sobre titularidade, é cedo demais para falar, mas é fundamental que tenhamos alguém para assumir a posição caso Jorge seja vendido. O que, convenhamos, pode muito bem acontecer.

Divulgação/Flamengo

Conca é outra história. Uma história – infelizmente – ainda distante. Vem de lesão; e para se recuperar dela. A expectativa é que só possa jogar em abril/maio. Não sairá caro e pode dar muito certo. Se o joelho esquerdo não atrapalhar, tem tudo para conhecer o Rio de Janeiro de verdade, não aquele que via pela varanda nas outras vezes que morou por aqui.

Marinho não trocará o vermelho e preto pelo rubro-negro. Ao que parece, nem por outras cores com um toque de Brasil. Na real? Bom para o Mengo. Investimento alto por um jogador inegavelmente folclórico, mas sem garantia alguma de que lidaria bem com o peso do Manto Sagrado.

Dos atletas até agora especulados na Gávea, resta Rômulo. Um baita nome para compor nossa volância. Que a grana do novo patrocinador possa ajudar a trazê-lo da Rússia, já que Márcio Araújo renovou e Cuéllar não vingou.

E Ronaldo?

Daniel Vorley/Gazeta Press

Então… e Ronaldo. Foi quem mais encantou no Mengãozinho campeão da Copa São Paulo 2016. Precisa ser integrado de verdade aos profissionais. Pelo futebol apresentado na base, tem potencial pra virar jogadorzão. Além dele – dentre a molecada vencedora –, só boto fé em Thiago Ennes. Fez uma Copinha monstruosa e, nesse mundo carente de laterais, pode muito bem se destacar. Sabe defender, apoiar, cruza legal e também aparece para finalizar.

Quanto aos outros campeões, rola um pé atrás. Nada pessoal, apenas o ceticismo em relação à base. Afinal, quem o Flamengo revelou nos últimos anos? Bons de bola mesmo, que deixaram o clube nesse século 21, podemos apontar Adriano, Juan, Júlio César, Renato Augusto e… Felipe Melo.

Ele mesmo, o super-rubro-negro que queria jogar por amor no Mengo em 2015, desde que recebesse mensalmente R$ 750 mil livres de impostos. É tanto amor que agora foi parar no Palmeiras.

Falando em sentimentos do coração, torcedor que não quiser ter ataque cardíaco em 2017 sabe: precisamos de zagueiro(s). Rafael Vaz é inconstante, Juan está com a idade pesando e Réver pode entregar o jogo a qualquer momento, bem como retornar ao Internacional. Léo Duarte é jovem (e falhou nos 2 gols corintianos na final da Copinha) e Donatti ninguém sabe quem é. Até agora não dá pra entender o motivo de Zé Ricardo ter optado por Juan em vez testar o argentino na reta final do Brasileirão (por favor, que não seja questão técnica!).

Mourão Panda/Gazeta Press

Com 5 dias no ano, é mais ou menos isso. Resta à Nação esperar. Por Rômulo, por um zagueiro, por alguma supresa, e por uns 419 dias. A Libertadores só começa no longínquo março e a baixo astral Taça Guanabara, no último domingo de janeiro.

Enquanto isso

Vamos rumo ao bi da Copinha… Difícil. Mengãozinho não empolgou na estreia contra o potente Central de Caruaru, desfalcado de 4 jogadores e com apenas 3 homens no banco de reservas. Seguramos o 0 a 0 até os 10 minutos do segundo tempo. Patrick, inclusive, perdeu o pênalti, mas o juizão mandou voltar. E quem foi pegar uma cerveja para brindar o primeiro gol Flamengo no ano, voltou à sala e se deparou com 5 a 0 no placar.

Viu um Gabriel Silva muito superior aos companheiros, deixou de ver um tal Vinícius Júnior. 16 anos nas pernas, entrou aos 19’ e fez 2 gols. Deu show! Aí não tem como não se encher de esperança. Podem anotar: Vinícius Júnior é craque.

E tem gente, por aí, com a cara de pau de dizer que não se empolga com a base do Mengão.

Marcos Almeida

Fonte: Nosso Flamengo | ESPN

Comente pelo Facebook

  • Rodrigo Felix Dutra

    Não e querendo ser corneta , mas até agora trouxemos Trauco ( de graça ) e Conca ( empréstimo ) . Conca salário de 350 mil e Trauco salario de 100 mil . Provavelmente vira o Rômulo ( de graça ) com salário de 250 mil . Tivemos a saída do Alan Patrick salario ( 230 mil ) , Fernandinho ( 200 mil a parte do Flamengo ) , Chiquinho ( 120 mil ) e Sheik ( 300 mil ) . Não gastamos nada comprando passes dos jogadores porque os que chegaram e os que estão encaminhados virão sem custos de transação . E se for verificar a folha salarial por enquanto fez foi diminuir . Então eu pergunto onde está o dinheiro que não consegue comprar nenhum jogador acima de 10 milhões . Não gastamos nada ainda , precisamos de atacantes de alto nivel , não e possível que não tenha dinheiro para trazer pelo menos 1 deles . Isso está muito estranho . Antes que critiquem veja os argumentos .

    • Valcinei Luiz Lima

      Me pergunto o mesmo,ano passado teriamos 25 milhoes pra gastar,e esse ano mais ainda,gastamos em 2016 31 MI e a desculpa é que “GASTAMOS DE MAIS ANO PASSADO,E ESTAMOS PAGANDO A CONTA ESSE ANO” ou seja 31 MI para dos anos,em um clube que quer ser gigante e dominar a américa … ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  • Andre Luiz

    Cuellar não vingou ? Ele nem teve chance com Ze pq com Muricy ele era o melhor da partida todo jogo no primeiro semestre!

  • Marcelo Correia

    Precisamos de Zagueiros: Apenas uma sugestão para compor elenco(Bruno Rodrigo – ex Cruzeiro) Livre
    Volante Livre e joga muita bola (Gabriel – ex peppas)
    Atacante/ponta (Cecílio, Tardelli, Vitinho, Willian bigode, Julio Batista – experiência -, Kayke)

    São bons nomes… acredito que precisamos encorpar ainda mais o elenco!