Página inicial Colunas Coluna do Torcedor Coluna do Torcedor: “”Olê, olê, olê, olá… Conca, Conca!””

Coluna do Torcedor: “”Olê, olê, olê, olá… Conca, Conca!””

317
2
COMPARTILHAR

Podemos dizer que começamos o ano com o pé direito? Na parte teórica sim, mas temos de esperar um pouco para ter essa resposta de forma concreta.

Mas antes de comentar sobre nossa primeira contratação do ano, preciso ressaltar o trabalho digno, exemplar, que a diretoria do Flamengo tem efetuado durante esse tempo de gestão. Somente nós que somos torcedores, sabemos o quão foi sofrido esse período de “arrumar a casa”. Não que essa “reforma” tenha findado. Digamos que a parte da “faixada da casa” esteja concluída, o que resta neste momento são os meros detalhes. Exemplo, instalar um ventilador, juntamente com as tomadas e dentre outros.

Darío Conca finalmente chegou na Gávea. Mas antes desse acerto, sabíamos que não é de hoje que o Rubro Negro possuía um flerte com o meia, assim como o Diego. E para nossa felicidade, temos a possibilidade termos em mãos um dos melhores meio de campo do futebol brasileiro. Para este fato tornar-se real, depende de qual futebol o argentino irá disponibilizar perante o manto sagrado.

O fator que mais me causa preocupação é essa lesão, visto que o jogador se encontra ausente das atividades futebolísticas. Temos plena consciência de que uma lesão afeta um atleta, ainda mais quando é relacionada a parte mais crítica, o ligamento do joelho. Citarei um exemplo que logo veio em mente. Obina ( estou falando de danos a integridade física do atleta, e não de nível técnico, pessoal. Mesmo assim sabemos que o “Anjo Negro” é melhor que Conca, Eto’o e companhia ) O camisa 18 vinha realizando boas partidas, gols decisivos que por sinal, foi neste exato jogo contra o Vasco numa semifinal de Taça “Multimarket” que o mesmo se lesionou. Apesar da pouca idade, me recordo que o “Rei do Acarajé” não voltou a ser o mesmo, fazia seus golzinhos mas não era aquele “Obina Shok”. Voltando ao assunto principal. Esse tipo de contusão é demorado em relação as outras, o cara precisa de um bom tempo para retomar a confiança para realizar as jogadas, obviamente, o ritmo de jogo é retomado ao decorrer da temporada.

Por mais que eu sinta um amor incondicional por essa torcida linda, confesso que pode rolar uma falta de paciência por parte de alguns torcedores se o “canhoto” não der aquela resposta imediata. Pela expectativa imposta na aquisição, histórico do jogador, salário e outros. E pelo prazo firmado conosco, podendo obter possibilidade do Conca começar a readquirir a antiga forma no fim da temporada, e mais uma vez não teríamos certeza de que poderíamos contar com ele na próxima temporada, ainda mais se o time acabar se enquadrando e o jogador ser uma das principais “armas” da equipe.

Dessa vez tenho boa convicção de que o nosso Mengão exerceu uma ótima contratação. E deixe os “sem terra” dizerem que o Montillo é melhor que o Conca. A torcida arco-íris criar uma música que sinceramente me deu até pena por eles, “Sornoza, tu me dá onda. Eu tô sabendo que é melhor do que o Conca”. Que a imprensa paulista diga que o nosso reforço é “bixado”. De vez em quando é ótimo quando não se deposita expectativas na gente, e em seguida, surpreendemos os que adoram pôr defeitos.

Estão sentindo o mesmo cheirinho que eu? Cheirinho de inveja, desespero! Só tenho uma coisa para dizer: “Ih, Libertadores qualquer dia tamo aê!!!”

Vamos Flamengo!!!

Caio Rodrigo


Quer ver sua coluna publicada aqui também? Envie para o e-mail redacao@colunadoflamengo.com, com o assunto “Coluna do Torcedor“. O texto será avaliado e, se aprovado, publicado no site.

Comente pelo Facebook