Home Colunas Taça Libertadores, será o fim do jejum de 35 anos em 2017?

Taça Libertadores, será o fim do jejum de 35 anos em 2017?

684
15
SHARE

Em 2017, iremos participar da Taça Libertadores pela 13ª vez. Iremos buscar nossa segunda tão sonhada e almejada Taça, feito que não conseguimos a 35 anos e que nos enchem de ansiedade todas as vezes que nos classificamos, cantando bem alto no Maraca: “Ihh, Libertadores, qualquer dia tamo aí”.

Espero que façamos valer a pena esse grito no ano que vem, que não seja só mais uma participação, muito menos com vexame, pois disso já estamos cansados de assistir nas últimas participações, principalmente nas últimas duas, que nem da fase de grupo nós conseguimos passar. Nossa nação, não merece mais passar por vexames. Necessitamos de títulos desse nível para recuperarmos de vez o Flamengo, aquele Flamengo dos anos 80 e que nos deixa com saudades até hoje. Não que esqueceremos a Libertadores de 81, jamais. São eternos, um dos melhores time da história do futebol. Só que, eu por exemplo não vi a Geração de 80 jogar e não consigo aceitar o Flamengo ter menos taças que outros times do Brasil, afinal, nós somos o Maior do Brasil.

Será que a Libertadores é um bicho de sete cabeças? Eu não acho, é só ver os últimos campeões ou que disputaram as finais, no último ano tivemos o Atlético Nacional, que sim, fez um grandioso ano em 2016, mas não tem tanta tradição no futebol da América do Sul, sem contar o Ind. Del Valle, seguindo as palavras do Zico, eu achava que era apenas marca de suco. Em 2014 foi o San Lorenzo e em 2013 o Atlético-MG de Ronaldinho Gaúcho, que conquistaram a Libertadores pela primeira vez.

Com as contratações pontuais que faremos para 2017, teremos um time forte para disputar todos os títulos, uma equipe muito mais preparada e robusta do que em 2014, 2012 e 2010. Acredito no Muralha, nosso Capitão Réver, Jorge, Arão (mais regular, sem peidar nos jogos grandes), Diego (nossa referência técnica) e na experiência do Guerrero, enfim… de todo o elenco, em especial no Zé Ricardo (seja ousado, professor), podemos fazer conquistar nossa 2ª Liberta.

Vejamos alguns números do Flamengo na competição:
101 Jogos, 54V 20E 27D (SG: 191-124)
Média de gols marcados: 1,89/J   Média de Gols Sofridos: 1,23/J
Última Vitória: 2014-04-03 vs Emelec 1-2
Última Derrota: 2014-04-09 vs Club León 2-3

Recordes na Competição:
Maior vitória em casa – Flamengo (1983) 7×1 Blooming / Flamengo (1993) 8×2 Minervén FC
Maior vitória fora – Santos 0x5 Flamengo (1984)
Maior derrota fora – Grêmio 5×1 Flamengo (1984)
Maior derrota em casa – Flamengo (2008) 0x3 América do México

Vamos Flamengo, vamos acabar com esse jejum. Queremos essa Taça mais uma vez!

SRN, Fellipe Mattos
Me siga lá no Twitter: @_FellipeMattos

Comentarios

comentário

  • Vinicios Mendes

    Sinceramente com algumas atitudes tanto do Zé,quanto do RC e diretoria to custando a acreditar nisso,eu como torcedor achava ate que ganharíamos em 2014 mesmo sabendo que seria quase impossível,mas meu lado racional ver que esse ano o time está bem melhor mas as idéias parecem as mesmas,Renovar com jogadores desnecessários,desprezar a base(espero que cumpram a promessa de utiliza-las.), sondar jogadores que não agregaria em nada,insistir em jogadores horríveis e desprezar os que tem qualidade,vou acreditar até o final mas não me decepcionarei caso 2017 seja outro de fracasso.

    • Rique Concurseiro

      Infelizmente, tenho que concordar com vc.
      Um clube que quer ser grande e vitorioso não pode renovar com um jogador como o ma, nem pra ser reserva.
      Não pode ter um esquema tático que privilegie os piores jogadores que temos (443 com cirino, Gabriel, sheik, Fernandinho) e deixe alguns dos melhores no banco…
      Temos garotos da base que sequer foram experimentados…Ronaldo, Tiago Santos e Paquetá.
      Torço como vc e como os 40 milhões de apaixonados para que dê certo…mas não me surpreenderei se der errado.

    • Vinícius Nunes

      Libertadores será um grande teste pro Zé Ricardo.Com contratações pontuais, melhorando o elenco, chegou a hora dele montar esquemas táticos privilegiando os atributos dos melhores jogadores.

      • Ltom Macêdo

        Testar treinador na libertadores?

        Isso é inteligente?

  • Vinícius Presto

    Ótimo texto! Falo isso há muito tempo. O Fla vêm fazendo muito feio na América. Como passei raiva nessas últimas campanhas….PQP! Todas Libertadores recentes me pareceu que a diretoria do Fla achava que ganharia só com o “Nome”, sempre planejaram tudo de qualquer jeito, não montaram elenco forte. E Hoje… na boa amigos? Nem nome forte temos, infelizmente esses fiascos recentes tirou bastante o Medo do adversário, o fla se tornou um time coadjuvante. NÃO PODE ISSO, JAMAIS!!! A diretoria dessa vez precisa investir para fazermos no mínimo uma ótima campanha. Coisa que passou longe nas últimas. Já não aguentamos viver apenas de 81, que realmente vai ficar pra sempre. Não dá, ou recuperamos o protagonismo ou nos tornaremos cada vez menores. SRN!

    • Vinícius Nunes

      Pois é. Eu mesmo vou fazer 20 e sempre quis ver meu time ganhar uma Libertadores. Chega de ser um time apenas nacional!

  • Allan Lemos

    Libertadores não é bicho de sete cabeças,é só ter seriedade na hora de jogar,foi assim que os gambás e as galinhas ganharam,o Fla infelizmente nunca entrou na Liberta com raça e vontade de ganhar depois da década de 80,sempre tem o salto alto e o oba oba e a falta de raça,que são as únicas coisas atrapalham o Flamengo em competições sulamericanas.Libertadores não é questão de técnica como a maioria pensa,é só ver que times como Peñarol e Boca que já conseguiram ir pra final com times horríveis,mas cujos jogadores sempre entram com sangue nos olhos sem medo do adversário.

    • Douglas Galvão

      Ganhar Libertadores é pra time de machos, porque o jogo não é só jogado na técnica, é mais “jogo brigado”, lutando pela bola do começo ao fim.

  • Vinícius Nunes

    Nas últimas vezes que jogamos uma libertadores, tínhamos elencos inexperientes e de baixa qualidade técnica. Dizer que aqueles times chegariam as quartas seria pedir demais.

    Hoje vemos o inverso. Temos um goleiro de seleção, um lateral direito que já sentiu o gosto de ganhar libertadores, um lateral esquerdo promissor, um zagueiro que foi capitão dessa conquista, um volante que já ganhou mundial, um meia excelente que dispensa comentários e um dos maiores atacantes da América do Sul. Todos eles à disposição. Desde 2009 não se via um elenco que, apesar de conter atletas mais limitados, tão bem entrosado e qualificado.

    • Douglas Galvão

      Só falta um treinador experiente!

      • Vinícius Nunes

        E quem seria, amigo? Abel Braga, Luxa, Ney Franco, Mano,Oswaldo, Levir Culpi ou Felipão? Os nossos ditos “experientes” são arrogantes demais pra levar em conta uma autocrítica pra se reinventarem.

      • CRF

        Engraçado que o Flamengo tinha um treinador experiente no primeiro semestre, e acumulou vexames, enquanto que esse treinador inexperiente aí levou o Flamengo a sua melhor campanha na era dos pontos corridos e também ao seu melhor desempenho defensivo.

  • FILIPE DA ROCHA MOTTA

    Com esse esquema que temos e com as opções de ataque ,nao vamos ganhar.

  • cateto33

    O que nos faz diferentes da eliminação pro Palestino em casa?

    Estou otimista, mas não significa que subimos de patamar de três meses pra cá.

    • CRF

      Comparação sem nexo! Contra o Palestino, o Fla estava claramente focado no Brasileirão, tanto que mandaram um time misto a campo. Aliás, dos quatro jogos que fez naquela Sulamericana, em apenas um o time titular foi escalado. Na Libertadores será totalmente diferente, pois ela é prioridade absoluta. Vai ser força máxima do início até o fim.