Página inicial Colunas Coluna do Torcedor Coluna do Torcedor: “O caso Mancuello e o problema morfológico do futebol...

Coluna do Torcedor: “O caso Mancuello e o problema morfológico do futebol moderno”

3572
92
COMPARTILHAR

Permitam-me começar o texto com um análogo; daqueles que explicitam até melhor o problema quanto uma demonstração literal desse. Muito frequentemente, amantes da língua portuguesa nos atentam para o fato de nossa língua ser a única a ter uma palavra capaz de expressar o sentimento de falta de algo ou alguém – essa, chama-se saudade.

Uma tradução desta para outra língua resultaria na substituição por termos adaptados e imprecisos e por fim, numa comunicação débil.

Depois dessa chata porém oportuna explicação, passemos ao futebol. Muito tem se discutido em relação a posição (e função) de Mancuello e acredito que todas as conclusões até agora explicitadas estão erradas e explicarei porque.

Mancuello no início de sua carreira chegou a jogar de lateral-esquerdo porém depois de algum tempo de maturação, firmou-se na posição de “Engante pela Isquierda“. Como vocês já perceberam, essa posição não existe no futebol brasileiro, assim como a palavra saudade (com mesmo sentido) não existe em outras línguas. Essa é a primeira parte do análogo – a segunda é: assim como a tradução da palavra saudade resultará numa distorção do sentido pretendido, isso também aconteceria e deveria de ser previsto na contratação de Mancuello.

E é com muita dor que eu chego a seguinte conclusão: ou o gringo se adapta ou não vai dar certo! Porém é preciso fazer uma ressalva aqui: essa adaptação não é daquelas que os “entendidos” de futebol pregam quando um jogador estrangeiro chega e não dá certo.

Eles usam esse termo viciadamente de maneira macaqueada por incapacidade de diagnosticar a real origem do problema. É uma adaptação morfológica, uma revisão de seu posicionamento e posição e para isso é necessário a consciência de dois problemas (o que acredito estar bem longe da capacidade intelectual de qualquer um dos dirigentes ou integrantes da comissão técnica)

P primeiro, a necessidade da adaptação morfológica e segundo, o problema morfológico do futebol moderno.

Este, acredito, renderia páginas de livros e farei uma breve explicação do problema que encontrei nos esquemas táticos mundo à fora. Faz-se necessário primeiro, discriminar a diferença de posição e função. Posição é o nome genérico dado para designar a faixa de campo na qual um jogador deve atuar usualmente. Função é o papel designado a um jogador por seu técnico e independe de sua posição. Ex.: A posição de zagueiro atua geralmente nas grande áreas defensivas porém certo zagueiro pode ter função de rebatedor e outro de antecipar, um pode encarregar-se da saída de bola, outro da sobra. Porém o problema morfológico do futebol moderno não está nas posições centrais, e sim nos flancos. Já não existe mais diferença de posição entre meia-esquerda ou ponta-esquerda, de meia-direita ou pontas-direitas, o que existe é uma diferença de função.

Um meia tem como função incentivar a troca de passes e fechar para o meio e o ponta, incentivar a verticalidade e ir ao fundo porém ambos ocupam a mesma posição: o flanco, seja canhoto, seja destro. Se pegarmos o gráfico de calor de um dito meia-esquerda e um dito ponta-esquerda, de certo serão (ou deveriam) ser semelhantes. No que isso implica?

Além de infindáveis, insolúveis e infinitas discussões, resultam em problemas de inteligibilidade do jogador (que fica sempre na dúvida se é um ou outro, o que está acontecendo no exato momento com Mancuello) e utilizações erradas e em vão por parte dos técnicos. A minha sugestão é: devemos extinguir a atual terminologia. A diferença entre “ponta” e “meia” já não existe e substituiríamos esses termos por um único, algo como “corredor direito” ou “corredor esquerdo” (um péssimo exemplo pois não sou criativo com nomes).

Dito tudo isso, acredito que Mancuello deveria de atuar pela esquerda num 4-3-3 com a função de aproximar-se da área e incentivar toques curtos e objetivos (com obrigações defensivas, é claro).

Fernando René


Faça como o Fernando René, envie também a sua coluna e veja seu texto publicado aqui neste espaço. Envie para torcedor@colunadoflamengo.com, que o avaliaremos e, se aprovado, será publicado na seção “Coluna do Torcedor”.

Comente pelo Facebook

  • FILIPE DA ROCHA MOTTA

    ZE RUELA É XENOFÓBICO .

  • Ruan Pedro

    Eu disse a um tempo atrás, nem todo mundo entendeu.

    A CONTRATAÇÃO DO MANCUELLO FOI EQUIVOCADA!

    Se a intenção no início da temporada era estabelecer um modelo de jogo uniforme, da base ao profissional, onde o time teria uma identidade independente do técnico (sendo esse esquema definido com jogadores de lado e um meia), então por que me contratam um terceiro homem de meio campo?

    O ze Ricardo está dando prosseguimento ao que foi idealizado pela diretoria e comissão, em um planejamento que obteve um relativo êxito ao final do ano no CB (óbvio que ele precisa oferecer variações, espero que o faça, contudo, nao será uma formacao prioritária).

    O Argentino é ótimo jogador, isso não tem discussão. Tem técnica, otima bola parada, sempre tenta bons chutes, consegue criar jogadas.

    Mas: não e reserva do Diego, só quebra um galho ali. Não tem a pegada na marcação que tem o Arão pra jogar de segundo volante, muito menos a capacidade defensiva do Cuellar.

    Ele sempre irá ter comportamento defensivo sem a bola, isso é do jogador, e visível. Mas daí a pedir que ele tenha sucesso em jogadas no 1×1 como tem o Arão, ou de posicionamento e recuperação como tem o Márcio Araujo (sim, achei uma brecha pra elogiar esse jogador medíocre), e demais.

    Eu não reclamo do esquema. Questiono a qualidade das peças.

    Particularmente: gostaria de vê-lo atuar exatamente na faixa de campo do Renato Augusto, tendo a equipe no 4-1-4-1. Vejo o Diego capaz e inteligente pra ocupar a beirada que ocupava o Jadson no time do Tite.

    Me parece a única forma de aproveitar bem o jogador, aumentar a qualidade técnica da equipe, sem perder poder de marcação.

    • Vinícius Nunes

      Excelente comentário.

      • Ruan Pedro

        Tmj Vinícius

        SRN!

    • Nick Sousa

      Mas perderíamos muito do Diego no esquema que vc propôs, aí já não compensa. Eu acho que ele deve permanecer no flamengo como uma espécie de coringa, que pode substituir o Arão ou o Diego e entrar no segundo tempo.
      SRN

      • Ruan Pedro

        Muito caro pra um coringa, nao acha?

        Você interpretou bem o texto do rapaz?

        Ha diferença entre posicionamento e função. O Jadson por acaso aparecia menos pro jogo? No jogo contra o Flamengo em 2015, ele deu o passe pro vagner love marcar estando na meia esquerda. Com a bola ele tinha total liberdade pra flutuar pelo meio e aparecer na área pra finalizar.

        Com o Diego seria idêntico.

        Veja bem, observe as diferenças entre ponta e meia pela direita. Pra mim, há muita diferença.

        • Nick Sousa

          Quem dera fosse idêntico, mas cada um é cada um, e pra mim o Diego funciona tendo liberdade pelo meio pra fazer a bola circular e vindo de trás pra finalizar com menos responsabilidade defensiva, até porque acho que fisicamente jogar pelo lado prejudicaria o futebol dele, creio que o Jadson é mais veloz e tem mais pulmão apesar da idade pra essa função. Como já comentei antes, não é com qualquer dois meias que se recria o Corinthians de 2015, não pela qualidade, mas pelas características. Posso estar errado, mas não vejo o Diego fazendo o que o Jadson fazia

          • Ruan Pedro

            Com certeza, funciona mesmo. Mostrou isso esse ano, reconhecidamente na seleção do campeonato.

            Acharia válido o teste, a observação.

            Mas, acho pouco provável. Nao vão mudar algo que realmente deu certo.

            Nao mudam nem o meia bomba do Araújo, imagina o Diego.

    • Mayko Priscila Krakeker

      É isso aí meu caro,o mancuello e outros jogadores de qualidade não são aproveitados no flamengo devido a isso,..o 4141 abriria um leque de opções pra sair da mesmice com gabriel,everton,fernandinho,cirino…tem o Adryan que deveria ser mais usado,38 minutos em 3 jogos é muito pouco para se decretar se o jogador é bom ou não.Não consigo compreender o Adryan ter jogado mais de 30 jogos na temporada francesa,ter marcado 8 gols e dado assistencias chegar aqui e ter 38 minutos de jogos sempre entrando no final,e sempre com um time desfigurado,não estou dizendo que ele é um craque,mas é nosso jogador,tem qualidade,chegou motivado,porém o esquema usado por zé ricardo SEM VARIAÇÃO NENHUMA,esta matando alguns jogadores por asfixia..com mercado inflacionado,e falta de mão de obra qualificada,vc precisa dar um jeito de aproveitar e sugar o maximo do que vc tem a disposição,…temos boas peças e nada me tira da cabeça que o flamengo poderia ter vencido esse brasileiro de braçadas..

      • Ruan Pedro

        Espero que ele fique. Não consigo esquecer os jogos que ele fazia pelas seleções de base.

  • Vinícius Nunes

    Sobre a real posição do Mancuello,ainda creio que não seja bem assim. No Independiente ele não jogava apenas como “enganche (escrita certa)” ou na “meiuca” (4-3-3 no meio com um volante e dois meias de ligação), mas também como um volante num 4-4-2 com funções tanto de marcar quanto de distribuir o jogo, além de realizar remates da meia-lua quando necessário.

    Que ele tem um ótimo controle de bola, bom chute, vai bem nas bolas paradas isso todo mundo sabe. Resta saber como ele será utilizado no próximo ano.

    Num esquema 4-3-3 (mais defensivo), num 4-4-2 (como meia esquerda) ou num 4-4-2 em formato de losango (com Rômulo de volante, Arão pela direita, ele pela esquerda e Diego na frente) ele poderia render melhor.

    • Dieki

      o lance é que o Mancu sobe igual o Arão subia com o Muricy. Em determinadas jogadas ele fica a frente do atacante. O posicionamento dele é equivocado. Se colocado no lugar certo, pode render bem.

      • Ruan Pedro

        Na época do Muricy, sempre achei que fosse bobeira do técnico.

        Agora quando vejo ele flutuando na frente do Guerrero começo a pensar o que acontece com esse rapaz kkkkkk

  • mtakh

    Jogador habilidoso de boa visão de jogo,bons lançamentos,bate bem faltas.É preciso tirar o que de melhor tem um cara desses.É muito mais fácil ter jogadores com pegada,que correm,voluntariosos que não jogam nada.Então cabe ao treinador e seu auxiliar (que não pode ser o xenofóbico e ultrapassado Jayme)arrumarem um jeito ou esquema que ele possa jogar,inclusive quem sabe variando a tática.

    • Vinícius Nunes

      Que xenofóbico é esse que não barrava o Caceres em 2013?

      • Dieki

        tinha opção? Tinha, mas era bem pior.

      • Ruan Pedro

        Até começarem a mudar o Araújo de posição, de segundo pra primeiro volante, resultando nessa cadeira cativa que ele ocupa hoje.

      • J M

        Não barrou o caceres? Não foi ele que tirou o Caceres pra colocar o amaral em 2013?

        • Giulia Vargas

          Que eu saiba o Cáceres se machucou

      • mtakh

        Cáceres não tinha ninguém a sua altura no Fla.Era titular do Paraguai antes mesmo do ser contratado em 2012 pelo Fla.Depois que Jayme entrou não deu chances a estrangeiros, inclusive quando substituiu Muricy e Luxemburgo. Aliás a primeira mexida era barra-los.Não vejo problema em barrar,o problema é nunca colocar. Daí se conclui que ele tem rejeição.

  • Ednei P. de Melo

    É como disse em outras postagens: NINGUÉM consegue marcar um “X” na posição exata do campo em que Mancuello consegue jogar. E depois, o culpado é o Zé Ricardo… &;-D

  • Nick Sousa

    O problema de usá-lo como esse meia pela esquerda como o texto sugere é a parte física, o cara não consegue marcar o flanco com eficiência e ainda aparecer tabelando no ataque

  • J M

    Concordo. So acho que também é papel do tecnico ajudar nessa adaptação e procurar um jeito pro cara render melhor, ja que se trata de um bom jogador.

  • Marcelo Miranda

    Na minha opinião, Macuello é um jogadoraço. Para mim o técnico é que é fraco.
    Flamengo tomando uns três vareios, vai ver que esse ZR não serve.

    • Madson Nathan França

      Certissssiiiiimmmmo falou tudo

    • amém

  • Rclima

    Primeiro que não é engante e sim enganche, que na Argentina é o meia responsável pela armação das jogadas de ataque. Diego seria nosso enganche. Segundo, Mancuello não é um enganche, todos os seus ex técnicos já falaram isso. Ele é um segundo ou terceiro homem de meio que atua pela esquerda, já jogou como lateral esquerdo também. Ele faz exatamente o mesmo que Canteros, porém pelo lado oposto. Daí vemos o porque do segundo argentino (Canteros) ter ido tão bem em 2014 e tão mal em 2015. Em 14 jogávamos de forma diferente onde ele nem era o armador e nem o segundo volante, já nesses esquema atual fica deslocado em qualquer posição do meio. Isso explica um pouco do porque de Mancuello não jogar,(times argentinos não utilizam esses esquema, muito raro) ele fica deslocado em qualquer uma das 3 posições de nosso meio campo. Poderia fazer o papel de Arão pela esquerda, mas não tem o poder de marcação de Arão. Fora isso não vejo maneira dele jogar em nosso esquema e o esquema não irá mudar por ele. É um ótimo jogador, porém no nosso esquema não se encaixa. SRN

    • Flavio

      Se ele nao mudar o esquema em 2017, acabará desperdiçando um belo jogador como ele.

      • Rclima

        Fala Flávio. Não vai mudar, não depende de Zé Ricardo isso. O esquema foi escolhido como padrão do clube. Lembra de quando Muricy chegou e da promessa de mesmo esquema em todas as categorias, de implantar uma filosofia de jogo? Está ai, é o esquema do clube, nossa base, hoje, joga assim também. Se vamos perder um bom jogador o tempo dirá, ele é bom jogador e pode se reinventar. Mas não vai mudar o esquema. SRN

        • Thiago

          Não muda o esquema, e vai continuar jogando no 433 sem ter 2 pontas de qualidade no time ??w

          • Flavio

            É. Eles vao teimar com isso e chamar de filosofia

          • Rclima

            Mas a busca da diretoria por pontas de qualidade mostra exatamente a continuidade do esquema e que não somos os únicos a ver que os nosso pontas atuais são ruins.

        • Flavio

          1. Se o esquema não mudar você perde ele. Ele núnica vai ser um jogador de velocidade…
          2. Ter ele no elenco é mesmo. Mas não vi variação ao longo do ano, temo não ver ano que vem. O cara prefere usar o a.patrick que o mancuello. O que vi foi, cansa um ponta entra outro. Esse foi um dos motivos pelo qual o flamengo empacou no campeonato.
          Att.

          • Rclima

            Concordo com o que você falou, mas que fique claro que não estou defendendo o que acontece no momento, estou sim relatando o que acontece. Eu também prefiro um time com um losango no meio, sendo Mancuello parte dele. Porém isso não vai acontecer, o clube escolheu isso como filosofia, tanto que agora busca pontas de qualidade para substituir os atuais. Eu manteria o Mancuello para ser o cara da variação.
            Zé Ricardo tem de criar variações, nesse ano eu entendo não ter, pois sem tempo para treinar ele foi naquilo que melhor deu certo. Mas se ano que vem não tiver variação o time será “manjado” pelos adversários no primeiro jogo. SRN

      • concordo

    • Fernando

      Primeiro, eu não disse enganche e sim “engante(sic) pela isquierda”. Seria como dizer que um meia esquerda joga na mesma posição de um meia. Segundo, ele jogava no vértice canhoto de um losango no meio de quatro jogadores, uma posição onde o jogador não tem obrigação defensiva de um volante ou de um oonta mas também não tem liberdade tática de um meia. você pode bater o pé e insistir mas não existe posição hoje no Brasil que reúna e sintetize esses afazeres em um nome portanto o jogador tem que se adaptar SIM.

      • Rclima

        Você repetiu o erro, o correto é “enganche” e você realmente não falou isso. O máximo que poderia falar é Enganche por la izquierda, mas deixa isso pra lá. Está defendendo nomenclatura de posição e isso pouco importa, o que importa é o que faz em campo e em nosso esquema ele não jogará nunca, é bom jogador, porém será outro Canteros. Por fim, se você precisa vir com outro texto para defender o anterior, significa no mínimo que nem você acredita no que escreveu ou está assumindo que errou no primeiro. SRN

        PS: Tem jogador que não adianta, não vai aprender. Muller foi banco por um tempo com Guardiola porque segundo o técnico ele treinava tudo direitinho, mas com 10 minutos de jogo executava tudo de maneira diferente.

  • Flavio

    O problema do Mancuello pode ser resumido em uma frase “Esquema tático do Zé Ricardo.” Nao tem nada a ver com entender a posição/ Função dele.

    • Ruan Pedro

      “esquema tático adotado como filosofia do clube, muito antes do técnico chegar”.

      • Flavio

        Baseado no barcelona, ideia péssima vinda do muricy. Ter uma ideia ruim é humano, persistir nela é burrice. Veja o trio do Barcelona e veja o Nosso?

      • Flavio

        Só vou levantar um segundo ponto nessa “filosofia implantada”. Veja os 10 últimos jogos do Flamengo. Abraços

        • Ruan Pedro

          Você não entendeu mesmo kkkkk paciencia!

          Abraços!

    • Thiago

      Concordo plenamente. E quanto ao que o RUan disse, a gente adota um esquema com as peças que a gente tem, e quando digo peças, falo em jogadores de qualidade. Do que adianta adotar o 433 se nao tem pontas de qualidade, em quanto o time deveria ter jogado no 442 pois tinhas meias de qualidade.

      • Ruan Pedro

        Eu não entrei no mérito se isso é ruim, se e bom, se deve peemanecer, se deve mudar.

        É só uma ideologia adotada pela diretoria, abertamente.

        Dito isso, cada um tem sua opinião. Voce prefere um losango, como vi ali em cima. Ok. Eu mesmo não gosto, isso é questão de opção.

        Esse esquema pra mim é o melhor, as peças que são ruins. (Pra mim fica mais evidente o quanto é bom, por que, mesmo com o Gabriel ali na direita me dando raiva, ficamos em 3°).

        Coisas boas virão, tenha fé kkkkk abraço!

        • Thiago

          Cara a gente ficou em 3, pq a gente tem um elenco que está entre os 4 melhores do pais. Quais sao os melhores times que tinha: palmeiras, flamengo, santos e ATM, logo não seria novidade nenhuma o time ter terminado entre os 4 primeiros, porém poderia ter ficado em 2º com uma diferença de 1/2 pontos pro palmeiras e até ganhado o campeonato.
          O esquema que eu falei, é pra jogar com as peças que o time tem, mas claro, eu tbm prefiro o 433, desde que tenha jogadores de qualidade na frente que sabem fazer gol, dar assistencia, pois o Gabriel por exemplo so era escalado pq voltava pra marcar.

          • Ruan Pedro

            Essa história de elenco faz sentido.

            Na teoria.

            No papel e isso mesmo, no campo e outra história. Senao, internacional jamais teria caído.

            Tem diretoria, presidência, comando técnico, comprometimento do elenco. Tá longe de ser uma ciência exata assim.

            Mas concordo, no papel éramos top4 mesmo.

          • Thiago

            Claro que não é uma ciencia exata, mais por exemplo, o título ficaria com um desses 4 times, pois nao é possivel que daria errado para os 4 times, é muito fatores pra dar td errado. E qdo voce diz que não é uma ciencia exata, concordo plenamente, pois no papel, o ATM tem o melhor elenco pra mim, mas o MO nao conseguiu fazer o time jogar. SAntos tinha um bom time, mais perdeu varios jogadores pras seleções olimpicas e principal, além de problemas de contusoes. FLamengo sofreu por nao ter uma casa fixa esse ano e por persistir num esquema que não colocava em campo os melhores do time, ou com potencial pra ajudar a equipe na vitoria, logo o Palmeiras acabou sendo campeão.
            Quanto ao inter, nao deveriam ter caido pois tinham um bom time pra brigar ali pelo meio de tabela, porem teve com recompensa a pessima adm do clube, troca de treinadores.

          • Ruan Pedro

            Eu volto a dizer: pra mim não é uma ciencia exata kkkkk

            E digo por que a insistencia. Eu não consigo nem cravar que sairia desses 4. No inicio, se fosse pra apostar, com certeza.

            Mas durante tudo muda, vide Leicester ano passado, esse ano o time lá da Bundesliga que não acompanho muito que tava liderando (ou ainda lidera) junto com o BM.

            Ano que vem, por exemplo, voce cre Cruzeiro campeao?

            Eu não.

            Mas não duvido. Voce duvida? Campeonato brasileiro é totalmente maluco klkkk

          • Flavio

            Eu prefiro o 4-2-3-1. mas é claro que o elenco fez diferença. Com certeza nao foram os os maravilhosos pontas do time…rsss

          • Gustavo Lima

            É uma coisa tão óbvia que nem dá pra complicar: o esquema 4-3-3 tem TRÊS ATACANTES !!! Deveria marcar uma chuva de gols ou pelo menos ser bastante ofensivo, finalizar muito, ser perigoso no ataque… Não é o caso do Flamengo.

      • Flavio

        Falou pouco e disse tudo

      • Gustavo Lima

        É muito triste ver um 4-3-3 com esses pontas. Mais triste ainda ver o Diego totalmente solitário no meio de campo. Não tem ninguém pra trocar passes ou enfiar uma bola. Está fácil demais jogar contra o Flamengo: é só esperar na defesa alguém cruzar a bola.

    • silasT

      Exato. Espero que o Zé continue o excelente trabalho que vem fazendo.

  • Carlos_Mengão

    Resumindo…M.Caramujo continua e será titular absoluto…kkkk

  • Thiago

    Eu acho que o erro foi o time insistir no 433 com muricy, sendo que nao temos peças pra esse esquema, e quando o ZR entrou, ele nao ter mudado isso, pois até temos mais pontas no time, mas eles são fracos ofensivamente, o que fez o flamengo ter o pior ataque dos 4 primeiros colocados (o restante nao importa).

    A gente tinha meias de qualidade, e o ZR tinha que ter aproveitado mais isso, jogando no 442. E não me venha falar que quando AP ou MANCU jogou junto com DIego era um 442 que nao era, eles jogaram como se fossem pontas, indo a linha de fundo e voltando pra marcar lateral.
    MAncuello deveria jogar como 3 homem de meio de campo pela esquerda, em um losango onde ele e Willian Arão revezaria nas subidas. Um meio de campo com Cuellar, Arao, Mancu, Diego, e na frente, Everton e Guerrero. Desses, apenas o guerrero é que vejo nao voltando tanto pra marcar, o restante dava sim pra ser utilizado, pois treinando e com sequencias de jogos encaixaria, mas parece que o time so treina no 433, e qdo muda fica perdido.

    Pra 2017, eu continuaria a usar o esquema mencionado anteriormente, o 442 em losango, pois teríamos bons jogadores em cada uma das posições do meio:
    Rômulo(ronaldo), Arão (Cuellar), MAncu(Paqueta), Diego. Na frente, Everton (Vitinho/Ederson), e Guerrero (Vizeu).
    E claro, pra não ficar preso em um esquema só, poderia jogar no 433, porem so utilizar esse esquema se contratarmos um ponta direita (meia-atacante) que saiba jogar pra frente, pois Gabriel e Cirino não dá.

    • Ruan Pedro

      Thiago, não querendo entrar no mérito de bom ou ruim, mas o esquema foi adotado na pré-temporada como ideologia fixa do clube.

      O Zé jogava na base no 4-1-4-1. Definitivamente não é “apenas opção dele” essa variação.

      O discurso era: teremos uma maneira de jogar, uma identidade, independente do técnico que vier. Buscaremos profissionais que consigam atender essa filosofia.

      • Thiago

        Não sei pra que unificar da base até o profissional, se nao utilizam os jogadores que sobem, apenas em momentos de fogueira e quando nao tem mais jeito, vide Leo duarte e jorge.
        Pra implementar essa filosofia, tem que mudar muita coisa no flamengo, por exemplo: Parar com essa bobagem de achar que no flamengo a pressão é maior (soberba demais), depois contratar um técnico que utiliza a base (exemplo: Dorival Junior, pois ZR foi uma decepção esse ano), e por fim, contratar jogadores de qualidade pra atuar no esquema adotado, pois do que adianta ter um esquema definido, se tem jogadores fracos pra utilizar.

        • Ruan Pedro

          Concordo com tudo que disse.

          A promessa desse ano nos leva a imaginar Paquetá, Léo, Vizeu e Ronaldo com lugares no elenco, com oportunidades.

          Acompanharemos.

          • Thiago

            Pra tudo isso acontecer, a diretoria deve colocar no estatuto do time, ou exigencia ao se contratar um técnico, de que pelo menos 3 jogadores da base devem entrar de titular ou durante os jogos do time, nesse caso, PV e Jorge nao entra mais, seria para os que subiram esse ano, e a cada ano, deveria subir pelo menos 2 jogadores para o profissional.

          • LeandroMgaJP

            Ao menos que os reservas fossem oriundos da base, pois iriam sentindo a pressão e jogando alguns minutos ao longo dos jogos quando das substituições…
            colocar em estatuto ou contratos é algo impensável, mas colocar como diretriz ao técnico não acho de outro mundo não, pelo contrário.

          • silasT

            Kkk isso se chama planejamento/filosofia. Não é simplesmente por no estatuto.

          • Ruan Pedro

            É uma boa ideia a se pensar. Talvez não no titular (e se tivessemos uma safra de atletas ruins?), mas integrados no elenco com minutos e oportunidades no decorrer da temporada.

        • LeandroMgaJP

          Sim, mas quer um técnico melhor para utilizar a base do que um técnico que veio da base? o ZR seria o cara ideal para isto, não para ganhar título, não para ser genial, mas para utilizar a base não teria ninguém melhor que ele… nisso eu também acho que ele decepcionou, mas….
          bom, no restante, acho que vc tem razão, unificação significa continuidade e continuidade significa que o jogador da base acabará entrando, mais cedo ou mais tarde (espero que o mais tarde seja ao menos em 2017) no titular;
          quanto à questão da pressão no Flamengo, sinceridade nem acho que seja tanto assim, e o próprio ZR é um exemplo, apesar de muita coisa continua gozando de confiança; ademais, se a pressão fosse mesmo maior, então que a base seja treinada para lidar com isto também!!! afinal, jogador diferenciado é aquele que sabe lidar com pressão.

      • Flavio

        Cara, você realmente acredita que o flamengo tem uma filosofia estabelecida, com o muricy chegando no inicio desse ano? Realmente acredita que a base está toda unificada em menos de 1 ano?
        Espero que nao, mas vamos ver onde para essa filosofia se o Flamengo nao ganhar nada em 2017 ou for eliminado rapidamente da libertadores ou na primeira liga.
        Essa filosofia nos levou a um terceiro lugar no Brasileiro, fantastico.
        Mas tambem fez com o flamengo nos 10 últimos jogos do brasileiro só ganhasse 4 jogos, santa cruz, fluminense, America. Todos abaixo da 10ª posição. e o Santos. e Perdemos para o Internacional (resultado que custou o vice-campeonato.
        Ou seja, tambem foi a filosofia que nos fez ficar muito atrás na briga pelo titulo

        • LeandroMgaJP

          A diretoria do Flamengo estabeleceu, já há anos (já há uns três anos), a filosofia que o time deveria efetivar; até o momento isto ainda não deu certo, no começo porque só haviam cabeças de bagre horripilantes, agora porque o Muricy só fez cagada e os reforços trazidos com tal filosofia (Fernandinho e Cirino), infelizmente, não vingaram; é a melhor filosofia, talvez… achei muito interessante isto de estabelecer um modelo a ser implantado desde a base; o lado ruim seria ficar engessado, mas ficou? acho que não, eis que o ZR mudou muita coisa e ficou um algo parecido com 4141;
          Na reta final o Flamengo decepcionou pelo que vinha mostrando antes, foi culpa da filosofia? acho que não também, uma coisa não tem relação com a outra.

          • silasT

            Foi mais pelo cansaço e de boas peças.

          • Ruan Pedro

            Ele não entende kkkkk acha que é uma opiniao minha, ou que isso deve continuar kkkkk

            Complicado, pelo menos eu tentei.

          • Flavio

            Hmmm. 3 anos. Sério?

          • LeandroMgaJP

            Pois é, não sei quanto tempo, os colegas podem dizer melhor, mas que já faz alguns faz… antes mesmo do última passagem do Luxa… faz um tempão já… sei que ainda está uma nhaca… no começo por falta absoluta de peças, não se esqueça que o time era mesmo ruim… apenas neste ano pode se dizer que o time melhorou um pouquinho, disputou o título por um bom período porque o nível tava bem mais ou menos né… falta de estádio, falta de experiência do técnico, dentre outras coisas, facilitaram as coisas para os adversários…
            nem acho que exista isto de esquema melhor, tirando os absurdos né; mas é legal verificar que há ao menos uma tentativa de uniformização, que para mim se traduz em organização, coisa que brasileiro não gosta muito e o Flamengo conseguia simplesmente desprezar;
            o erro deste ano foi a contratação de muitos negócios de ocasião aproveitando as oportunidades do custo/benefício e torcendo para que se encaixassem bem no esquema; infelizmente as peças não se encaixaram tão bem, tanto que o esquema acabou até sendo meio abandonado (o time do ZR estava jogando em outro esquema que não o 433, talvez um 4231, sei lá); mas é isto… não foi esquema proposto pela diretoria que fez o Flamengo perder, mesmo porque não estava nem sendo usado, porque as contratações feitas não tinham isto em vista, apenas em contratar o melhor possível com o menor custo possível e então torcer para o encaixe…

        • Ruan Pedro

          Flavio, veja bem, vou tentar ser mais claro, mais do que eu já fui, se tivesse um quadro eu desenhava pra você.

          Eu não to inventando, nem falando que é ótimo, que estamos no caminho certo, ou que acredito: apenas pontuei o que já foi externado diversas vezes, incansavelmente, antes de contraterem o Muricy, enquanto ele esteve aqui, depois que saiu, quando contrataram o ZR: o discurso foi sempre esse.

          Agora, se isso não é bom, se não unificaram, se tem que mudar, se não tem.. ai é só a sua opinião, cada um terá a sua kkkkk

          Entende?

          Era só isso, talvez eu não tenha me expressado legal.

          Abraço!

      • silasT

        Não atoa o Zé fez a manutenção do esquema fazendo ajustes táticos e de peças.

      • Elvis Presley

        Bom. Tomara que o Zé volte ao 4141 então.
        Na copinha o time dele jogava assim.

        • Ruan Pedro

          E o que eu queria ver sendo testado. Acho difícil pelo bom rendimento do Diego.

          • Daniel Silva

            isso mesmo Ruan, de primeira impressão fica que, o Diego no time não encaixa bem nesse 4-1-4-1,

          • Ruan Pedro

            Eu não sei não em. Até agora eu só sei que ele se encaixa bem de meia central.

            Jogador inteligente e de qualidade se adapta mais fácil.
            Aguardemos

    • Lionel Dayne

      4 4 2 na existe mais amigo. Não se vê um time no mundo jogando assim.

      Só 4 3 3 ou 4 1 4 1 ou as variações do 3 5 2

      Futebol moderno tem que preencher as laterais e num 4 4 2 com mancu na esquerda e Arão na direita, não acontece pq o Arão tem tendência a centralizar. Nossa direita vai ficar vazia. Ainda mais com o Everton a jogar no atq tbm na esquerda.

      • Thiago

        Cara. não é pq todo mundo joga de um jeito que voce tem que copiar, cada time tem sua filosofia, seu elenco que se encaixa melhor num determinado esquema de jogo. Muricy queria implantar o esquema do barça, mais esqueceu que pra isso, ter que ter jogadores de qualidade que jogue pelos lados e no ataque. Do que adianta colocar GAbriel, cirino, fernandinho como atacantes num 433 ou 4231 se eles nao sabem criar e muito menos atacar.
        Se o time tem mais meias de qualidade, cabe ao técnico ter a coragem de colocar uma formação, que previligia esses jogadores que podem render mais.
        Quanto ao que voce disse do 442, everton joga pela esquerda sim, mais teve partidas que jogou pela direita qdo fernandinho era titular, ao até durante as partidas, troca de posição com o gabriel, ele seria o jogador pra flutuar nas beiradas, ele ou o vitinho caso seja contratado.
        E outra coisa, o time não fica exposto ou vai sofrer na defesa nao, uma sequencia ai de 3,4 jogos eles acertam a marcação e tudo mais.
        Prefiro mil vezes um time lento, mas que tenha bons passes, triangulaçoes, jogadas individuais, chutes no gol de longa distancia, do que ver um time “correria” que qdo tem a bola nao cria nada, mal chega ao gol, e deixa o guerrero sozinho la na frente, apanhando mais que tudo, sem ninguem encostar pra ele fazer o pivo e o cara chegar fazendo infiltrações.

      • Whis

        Leicester,Atletico de Madrid,Juventus,Leipzig e o Kashima Antlers que eliminou o Atletico Nacional.
        4 4 2 dá certo sim,mas o time tem que aguentar correr.

    • Martins bsb

      Pra mim vc foi perfeito, parabéns

    • Leo silva

      Concordo em tudo Pedro. Pra mim o Zè pecou no esquema de jogo e não soube aproveitar o que o elenco tinha de melhor. Em alguns jogos, jogadores como Allan Patrick, Mancuello e até o Cuellar, contra o Palestino, chegaram a jogar como pontas mesmo não tendo nehuma característica para essa função.

    • Daniel Silva

      Zé não deu continuidade a trabalho de murica, tanto que os jogadores do Muricy não foram os mesmos que o zé usou durante toda temporada, outra não podemos nem comparar um sistema defensivo que era wallace e cesar martins para com Rever e Vaz, o meio de Muricy era Cuellar-Arão-Mancuello- onde Jorge ocupava-se em defender justamente para cobrir as subidas de mancu; Arão subia muito, e como não é rápido na recomposição deixava buracos entre a zaga, horrível, os pontas infelizmente era o Fernandinho e Cirino, que pouco criavam e também não defendiam… (quando defendiam era sempre no corredor – nunca conseguiam defender por dentro) quando o Zé chega ele pega o time praticamente assim, pontas sem qualidade ofensiva e defensiva, um meio que deixava um buraco- e uma zaga vulnerável, o time se resumia em toques de bola e jogadas laterais e triangulações…. com a chegada do Zé alguns jogadores chegaram…outros ganharam condições melhores de jogo..como Ederson-Everton-Alan-Gabriel-Pará (com a lesão do Rodi), e os reforços Rever-Vaz, e a ascensão de Araújo. Time do Muricy: MUralha-Rodinei-Wallace-Martins (Juan)-Jorge-Cuellar-Arão-Mancuello-Fernandinho-Cirino-Guerrero

      Time do Zé: Muralha-Pará-Rever-Vaz-Jorge-Araujo-Arão-Alan (Mancuello) (depois Diego chega)-Everton-Gabriel-Guerrero

      praticamente 7 jogadores diferentes..com virtudes diferentes e aplicações táticas diferentes; o que faz com que nossas criticas a Araujo e Gabriel as vezes Everton sejam injustas, contudo esses jogadores conseguiram mostrar poder defensivos muito grande, o que o fizeram torna titulares.

  • silasT

    2 volante pela esquerda substituindo o Arão então?

  • Ltom Macêdo

    O que eles chamam enganche nos chamamos de terceiro homem de meio de campo.

  • Lionel Dayne

    Enganche a esquerda é o famoso meia esquerda. Ele atua de Maneira parecida ao ponta do 4-3-3 s atua como o homem da esquerda no 4-1-4-1.. Flamengo atuou a temporada nesse meio termo desses dois esquemas já que o Everton não sabia se era meia ou ponta. Acho que o mancuelho entraria bem no lugar do Everton.. só que acho que muda foi colocado nessa posição.

    Apoio o de Ricardo e sei que esse time do não passou mais uma vergonha no não por causa dele. Mas ele teve seus erros. Em vários jogos colocou o Alan de ponta/meia esquerda e o mancu de meia central quando o correto seria fazer justamente o contrário.. .
    Vamos ver se acertam isso pro ano que vem. Pois acredito que com a criação do Mancu na meia esquerda possa dar mais liberdade pro Diego arriscar tabelas na área e chutes como fazia no tal de Madrid, mas que no Flamengo não faz pois se preocupa de mais com a armação de jogadas

  • Vinicios Mendes

    Mancuello daria muito certo no grêmio,time que joga com passes curtos,inteligencia,sabe tratar a bola aqui o fundamento que vc necessita pra ser titular e só a velocidade, não importa se vc é um Gabriel ou Cirino.

    • Thiago Alves da Silva

      Correto

  • Martins bsb

    Mancuello não marca e não tem velocidade.
    Ele joga tipo o Elano mas pela esquerda, como um terceiro homem de meio campo, então ele dá certo em um 442 da moda antiga. No nosso time seria Rômulo*, Arão de segundo volante um pouco mais para direita, mancuello um pouco mais a frente pela esquerda e Diego mais encostado nos atacantes.

    No nosso esquema o coitado fica perdido, totalmente perdido.

    Eu na libertadores, principalmente fora de casa para jogar fechadinho treinaria um 4312 com Rômulo*, Cuellar, Arão e Diego no nosso meio campo. Time teria mais pegada e deixaria o Guerrero junto com um segundo atacante, que é como ele rende mais.

    Mancuello infelizmente não deu certo.

    • Thiago Alves da Silva

      Realmente, o futebol argentino é um futebol de mais toque, e temenos pegada, e raro ver umvolante argentino, rápido. Vi o Mancuello jogando na Argentina, assisto muito o campeonato argentino, e digo é craque. Mas o nosso futebol e diferente, não jogamos losango no meio, temos um triângulo. Aí acho que eles se perde

  • kenywats

    Tudo bem que a análise do Mancu é pelo histórico de todas as atuações, mas nessa última partida pareceu de repente que o juiz escolheu o Mancuello pra Cristo. Não foi por menos a revolta do Éverton. Fiquei com dó do rapaz que tendo vindo de atuações que não o favoreceram e tendo essa última oportunidade de brilhar em um momento oportuno, veio mais um famigerado juiz, parecendo ter a ordem para fazer algo que dificultasse o Fla de ficar em segundo, já que o Corinthians não ia entrar, mesmo que o APR perdesse.

  • Rafael Oliveira

    Bem, algumas contratações foram equivocadas. O Cuellar é segundo volante e o Mancuello também, mas o Mancuello só se destaca pela esquerda e o Cuellar joga nas duas. Então o Cuellar hoje é o reserva do Arão e o Mancuello só entra no lugar do MA, fazendo uma dupla de volantes com o Arão pra tornar o time mais ofensivo ou numa mudança de esquema, quando o Zé fazer o time jogar com um losango no meio, tática que não tem dado certo. Mas aí vem a pergunta: então pq contrataram? É simples. O Muricy aprovou. Veio com essa ideia de futebol ofensivo, que ele nunca tinha tentado em clube nenhum e quis um volante com bom passe e não se importou de estar vindo um segundo volante, achou que pela raça do Cuellar ia dar certo. E também acreditou que o talento do Mancuello a ofensividade dele faria ele dar certo como meia, se enganou duas vezes.

  • Agnaldo Alves

    Se o Flamengo quisesse utilizar bem o Mancuello deveria optar por um esquema com três volantes, sendo Mancuello um deles. Uma linha defensiva com Marcio Araujo (sempre ele) Arão e Mancuello, sendo que o argentino não tivesse muita obrigação de marcar pois ele é fraco no quesito. Um 4-1-2-3 ou até mesmo um 4-1-4-1, onde Mancuello e Arão teriam a função de fazer o primeiro combate e a responsabilidade de sair pro jogo. Nesse esquema tático do ZR ele não funciona, pois não tem a posição ideal pra ele.

  • Anderson

    Achei bastante interessante a análise do problema. Não obstante, penso que é mais provável que ele atue na linha de quatro como um terceiro homem de meio de campo, esta com mais facilidade, ou segundo volante adaptado. No futebol moderno os meias têm sido cada vez mais empurrados para esta função ou até mesmo cabeça de área, vide Casimiro. Mancuello se adapta fácil às situações, é inteligente, tem bom passe. Tem tudo para se dar bem em qualquer posição.