Liga das Américas: Robinson garante vitória do Fla sobre o Correcaminos

Nem sempre o melhor jogador costuma sair como herói. O americano Jason Robinson sofreu em quadra neste sábado. Com a mão descalibrada, errou os cinco arremessos de três que tentou e esteve longe de um bom rendimento. No entanto, a dois segundos do fim, depois de uma infiltração de Ronald Ramon, ele recebeu a bola na cabeça do garrafão e não titubeou. Foi a cesta da vitória do Flamengo por 84 a 83 sobre o Correcaminos, do Panamá, na segunda rodada da semifinal da Liga das Américas, deixando o time com um pé no Final Four pelo terceiro ano seguido.

Robinson terminou o jogo com apenas quatro pontos, todos marcados no último quarto. Ele acertou apenas dois de 10 arremessos de quadra. A classificação pode acontecer ainda neste sábado em caso de derrota do Brasília para o Guaros de Lara, da Venezuela. O Flamengo volta a jogar domingo, às 21h (de Brasília), contra o mesmo Guaros.

O Flamengo penou em um confronto repetido da primeira fase, quando venceu por 68 a 61. O time chegou a estar perdendo por 13 pontos no terceiro quarto. Os reservas foram fundamentais para a vitória. Marcelinho saiu do banco para ser o cestinha, com 21 pontos, acertando cinco de oito arremessos de três. JP Batista fez 18 e pegou nove rebotes. Pelo Correcaminos, destaque para os 18 pontos e 10 rebotres de Larry, além de Gaskins, com 15 pontos, 10 rebotes e nove assistências.

O jogo começou com os dois times produzindo pouco ofensivamente. O Flamengo perdeu rapidamente o pivô Meyinsse, com duas faltas, o que acabou sendo positivo em quadra. Em seu lugar, entrou JP Batista, que conseguiu fazer oito pontos no primeiro quarto. No estouro do cronômetro, Marcelinho ainda converteu uma cesta de três no melhor estilo Stephen Curry para fazer 20 a 14 no período.

O Flamengo começou o segundo quarto com uma cesta de três de Olivinha e deu a impressão de que poderia começar a abrir boa diferença. No entanto, uma sequência de erros deu a Correcaminos a chance de voltar ao jogo. Larry teve bom rendimento, Oglivie foi bem saindo do banco e Pinnock finalmente apareceu. Assim, o time do Panamá conseguiu virar o placar e fechar o período em vantagem de 36 a 35.

O Correcaminos percebeu o caminho para se manter à frente. Com um jogo centrado no garrafão, dominou o confronto no terceiro período. O time do Panamá chegou a abrir 13 pontos e, apesar de uma reação do Flamengo, conseguiu seguir para o último período com uma vantagem de oito depois de uma cesta de três de Oglivie no estouro do cronômetro.

Com dificuldades em encontrar o melhor jogo com seus titulares, o Flamengo deu a bola nas mãos da experiência de Marcelinho. Ao lado de JP Batista, ele comandou a reação do Flamengo, que chegou a ter três pontos de vantagem a um minuto do fim.

O Correcaminos não desistiu. Com dois lances-livres de Gaskins e outros dois de Reed, assumiu novamente a liderança do placar. Restaram 18 segundos ao Flamengo para vencer. Ramon ficou com a bola nas mãos quase todo o tempo, e Jason Robinson acertou a mão para garantir a suada vitória.

Fonte: GE

5 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular